Conectado com
VOZ DO COOP

Empresas

O desafio silencioso na produção animal: estresse por calor

Pesquisas mostram que frangos adultos são extremamente sensíveis a temperaturas acima de 38°C e apresentam elevada mortalidade nessas condições

Publicado em

em

Foto e texto: Assessoria

Nas últimas semanas, o Brasil tem enfrentado um calor intenso, com elevadas temperaturas que impactam diversos setores, incluindo a avicultura. As criações de frangos estão sujeitas a sofrer fortemente com as mudanças climáticas, principalmente devido ao estresse por calor.

Pesquisas mostram que frangos adultos são extremamente sensíveis a temperaturas acima de 38°C e apresentam elevada mortalidade nessas condições. O estresse por calor é responsável por grandes perdas na performance produtiva das aves, resultando em diminuição do peso corporal e aumento da taxa de mortalidade. Adicionalmente, é importante ressaltar que as aves atingem seu máximo desenvolvimento em temperaturas médias entre 18 e 20°C, com a temperatura média da superfície da pele ao redor de 33ºC e temperatura interna de 41ºC (Tordin, 2015).

Diante desse cenário, soluções para mitigar os impactos do estresse por calor se tornam essenciais para preservar a produção avícola. Apesar de ser essencial adequações nas instalações para que os animais estejam sempre o mais próximo possível do conforto térmico, há alternativas nutricionais que podem auxiliar. Sabemos que adequações em infraestrutura nem sempre são possíveis e nem rápidas como precisamos. Além do estresse térmico, os animais passam por outros tipos de estresse como densidade, sanidade, troca de ração, etc.

Rafaela Pereira, Gerente de Serviços Técnicos para aves da Kemin explicou que uma alternativa nutricional que tem se demonstrado eficiente é o uso do cromo (Cr), um micromineral capaz de auxiliar aves sob estresse na redução do nível de corticosterona. O estresse promove o aumento da corticosterona (hormônio do estresse em aves), que tem efeito antagônico a insulina. A suplementação com Cr promove a redução do nível de corticosterona sanguíneo (Lester, 2018). Além disso, o Cr é componente do fator de tolerância a insulina (GTF), e assim, tem a capacidade de potencializar a ação da insulina nas células (Schwarz e Mertz, 1959). Portanto, o Cr está envolvido no metabolismo de carboidratos, proteínas e lipídios e consequentemente é uma ferramenta importante para disponibilizar mais energia para produção em momentos de desafios de estresse térmico.

No momento da escolha da fonte de cromo a ser utilizada na produção, é essencial que fatores de segurança sejam levados em consideração. O Cromo pode ser encontrado na natureza em diferentes estados de oxidação. Os dois principais são os Cromo trivalente (Cr3+) e o Cromo hexavalente (Cr6+).

“O Cr3+ é a forma mais estável e segura do mineral e é um elemento essencial na dieta. Já o Cr6+ é altamente instável, afetando sistemas gastrointestinal e neurológico, provocando queimaduras na pele, além de ser reconhecidamente carcinogênico por inalação por humanos pela EPA (U.S. Environmental Protection Agency)”, explicou Gisele Neri, gerente de marketing da Kemin.

A Kemin tem em seu portfólio o KemTRACE™ Cromo, um propionato de cromo pronto para uso, seguro, de qualidade e de alta biodisponibilidade, com eficácia comprovada em diversas espécies animais em mais de uma centena de trabalhos científicos e testes a campo. “Nosso produto foi a primeira fonte de cromo aprovada pelo FDA (Food and Drug Administration) nos Estados Unidos para uso em aves. É um nutriente mineral essencial que demonstrou ser eficaz na redução dos efeitos negativos de diferentes tipos de estresse em animais”, destacou Gisele.

Um estudo com frangos de corte sob estresse térmico demonstrou que a suplementação de 200 ppb de KemTRACE™ Cromo promoveu a redução de 2,24% na mortalidade total, melhoria de 3 pontos na conversão alimentar, e o aumento de 1,48%no rendimento de carcaça e 41 g a mais no peso do peito em relação ao grupo controle (Lester, 2018).

A suplementação de 200 ppb de KemTRACE™ Cr em poedeiras comerciais de 55 a 70 semanas promoveu o aumento de 4% na produção de ovos, aumento de 12% na resistência da casca, redução de 0,25 pontos na CA (kg/dz) e redução de 1% na umidade das excretas em relação ao grupo controle (Sousa et al. 2021).

“Além de utilizar as ferramentas desenvolvidas pela ciência, é fundamental que os avicultores estejam atentos às previsões climáticas e adotem medidas preventivas para garantir o bem-estar das aves em condições de estresse calórico”, explicou Rafaela. A instalação de sistemas de ventilação e resfriamento do ar nos aviários é essencial para enfrentar as temperaturas elevadas em diversas estações do ano, especialmente em anos afetados por condições como o El Niño.

“As mudanças climáticas representam um desafio para a avicultura, mas é possível mitigar seus impactos e investir em ciência comprovada e tecnologias inovadoras e eficientes, preservar a produção animal e garantir a qualidade e segurança dos alimentos consumidos e a rentabilidade. Afinal de contas, sabemos quanto custa para o produtor um aumento repentino de mortalidade durante uma onda de calor”, finaliza Gisele.

Referências Bibliográficas com a assessoria: mariana.cremasco@alfapress.com.br

 

Fonte: Assessoria

Empresas Saúde e inovação

Cargill leva especialistas em aves e suínos para o SIAVS 2024

Serão abordados temas como saúde e inovação na produção animal e sustentabilidade.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Cargill

A Cargill levará conhecimento especializado e conteúdo técnico durante a sua participação no SIAVS 2024. A empresa fará parte da programação do evento com especialistas que irão debater saúde e inovação na produção animal e sustentabilidade.

No dia 7 de agosto, durante o Siavs Talks, Juliana Batista – Gerente Técnico de marketing e tecnologia para avicultura da Cargill Nutrição Animal – ministrará a palestra “Decisões Estratégicas: Transformando a microbiota em um indicador de saúde e performance das aves”, que acontecerá às 15h30, no pavilhão de exposições e será aberta ao público. Na ocasião, a executiva vai abordar como a Cargill utiliza inteligência artificial, machine learning e estatística não-convencional para processar dados da microbiota de aves, fornecendo insights e recomendações práticas. Na mesma data, o Diretor global de contas estratégicas da Cargill Nutrição Animal, Mario Penz, participará do painel “Nutrição Animal”, falando sobre o tema “Qualidade da água – Desafios e Oportunidades (Projeto Produtor)”, às 9 horas, no Palácio de Convenções Celso Furtado.

Já no dia 8 de agosto, a programação do painel “Tecnologia Aplicável nas Agroindústrias” contará com a participação de Christine Maziero Castro – Diretora global de marketing estratégico e tecnologia da Cargill Nutrição Animal. – abordando “Os desafios do processo de inovação na cadeia de produção animal”, às 9 horas, também no Palácio de Convenções Celso Furtado.

Fonte: Assessoria Cargill
Continue Lendo

Empresas Em Porto Alegre - Rio Grande do Sul

Agroceres PIC discute cenário atual e perspectivas da IA na produção de suínos no SINSUI

Nevton Brun, gerente de produção da Agroceres PIC, será um dos palestrantes do Simpósio Satélite que debate os avanços na reprodução de suínos. Patrocinadora do evento, empresa também terá um estande para receber e interagir com os participantes e exibir suas novidades tecnológicas.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Agroceres

A Agroceres PIC participa, entre os dias 23 e 25 de julho, em Porto Alegre (Rio Grande do Sul), do XVI Simpósio Internacional de Suinocultura (SINSUI). Patrocinadora Platinum do evento, a empresa colabora com as discussões técnicas do simpósio e terá um lounge para receber e interagir com seus clientes, com os participantes e, também, exibir suas novidades tecnológicas.

“Participar do SINSUI é sempre uma oportunidade valiosa para colaborarmos com as discussões do setor e para nos mantermos atualizados sobre as mais recentes pesquisas e inovações na suinocultura. Evento técnico-científico de referência, o simpósio oferece uma plataforma essencial para a troca de conhecimentos e experiências, fortalecendo a base científica que sustenta a evolução da nossa produção de suínos” afirma Elaine Lima, gestora de Marketing da Agroceres PIC.

Cenário de IA na produção de suínos

Já na abertura do evento, no dia 23, o gerente de Produção da Agroceres PIC, Nevton Hector Brun, participa do Simpósio Satélite SINSUI-MINITUB de Reprodução de Suínos: Avanços na Reprodução de Suínos. Na oportunidade, o especialista da Agroceres PIC será uma dos apresentadores e debatedores do Painel que discutirá o cenário atual e as perspectivas da Inseminação Artificial (IA) na produção de suínos. A Agroceres PIC também terá grande parte de sua equipe técnica no evento para acompanhar os trabalhos e discussões da 16ª edição SINSUI.

Organizado pelo Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS), o SINSUI é tido como um dos principais eventos técnico-científicos do setor na América Latina. Simpósio de caráter estritamente técnico, o evento é conhecido por ser a base de apresentação dos mais relevantes estudos e pesquisas científicas desenvolvidos para a área suinícola.

Fonte: Assessoria Agroceres
Continue Lendo

Empresas Inovação e comprometimento

Em Bastos, a Ceva promoveu ações que foram muito além da saúde animal

A multinacional brilhou em mais uma edição do tradicional evento em diferentes frentes.

Publicado em

em

Equipe Ceva e MSU Tomodati no Jantar para clientes. Foto: Divulgação

Entre os dias 10 e 15 de julho, Bastos (São Paulo) foi palco da tradicional Festa do Ovo, um evento que celebra a força de trabalho, união e tradição da cidade conhecida como a Capital Nacional do Ovo. Neste sentido, a Ceva Saúde Animal Brasil marcou presença de forma destacada na edição de 2024, promovendo diversas ações que reforçaram seu compromisso com a avicultura de postura, clientes participantes e a comunidade local.

Felipe Pelicioni, Gerente de Marketing Aves de Ciclo Longo da Ceva Saúde Animal Brasil, destacou a importância da participação da empresa no evento: “Ao lado da MSU Tomodati, nossa parceira regional, prestigiamos mais um ano o tradicional jantar realizado há 21 anos pelos empresários Carlos Kenji Onishi e Aureo Tanaka. Para nós é sempre gratificante apoiar este jantar, que reuniu mais de 250 pessoas, clientes e seus familiares, que confiam em nós por meio da nossa parceira MSU Tomodati” afirmou Felipe.

Equipe Ceva Aves celebra o resultado da sua participação em Bastos. Foto: Divulgação

Além de fortalecer laços e prestigiar as famílias dos clientes e parceiros, o jantar contou com a participação do Super Pintinho, que interagiu com os convidados e proporcionou um momento especial para as crianças, distribuindo revistas para colorir. “Foi uma noite incrível, reacendendo a nossa campanha de solidariedade em um ambiente muito familiar e agradável, sem a formalidade do ambiente corporativo” completou o porta-voz.

A Ceva Saúde Animal também esteve presente como expositora na Festa do Ovo de Bastos 2024, no Recinto de Exposições Kisuke Watanabe, recebendo produtores locais e de toda a região de Bastos. Durante o evento, a empresa apresentou seu portfólio de vacinas exclusivas para aves de postura, destacando tecnologias que oferecem facilidade de aplicação e máxima proteção, gerando resultados econômicos positivos para os produtores de ovos. “Nosso estande no evento foi muito prestigiado, atraindo um grande público e diversos produtores de renome de várias partes do Brasil. Também tivemos a oportunidade de receber nossos principais clientes e parceiros, reafirmando ainda mais os laços e demonstrando nosso compromisso com a segurança de suas granjas, o desempenho dos animais e o bem-estar animal, para que possamos seguir um caminho seguro para uma produção de ovos ainda mais sustentável” acrescentou Pelicioni.

A participação da Ceva Saúde Animal na Festa do Ovo de Bastos 2024 reforçou mais uma vez a missão da empresa de ir ‘Juntos, Além da Saúde Animal’, promovendo ações que valorizam a comunidade, a cultura e o desenvolvimento econômico da região. A empresa continua a se destacar como líder em saúde aviária no Brasil, contribuindo para o avanço da avicultura com inovação e comprometimento.

Baixe agora o seu livro para colorir: (clique aqui).

Fonte: Assessoria Ceva Saúde Animal
Continue Lendo
AJINOMOTO SUÍNOS – 2024

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.