Conectado com
Minuto Agro

Empresas Show Rural

BASF destaca manejo fitossanitário e monitoramento digital para aumentar a produtividade de milho e soja

Agricultura digital será destaque na feira

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

O milho vai ganhando espaço nas lavouras paranaenses após o início da colheita da soja. Cerca de 20% da soja já foi colhida e 30% do milho acaba de ser semeado no estado de acordo com o Deral, Departamento de Economia Rural do Paraná. Durante o Show Rural Coopavel, de 04 a 08 de fevereiro em Cascavel, os agricultores podem ter orientações sobre ambos os cultivos no estande da BASF.

Nesta época, quem ainda tem soja no campo deve cuidar com as doenças fúngicas, especialmente a ferrugem asiática. A aplicação do fungicida Versatilis®, associado ao Status®, é indicada por especialistas como Helio Cabral, gerente de Marketing Soja da BASF. “A dessecação para a colheita com o herbicida dessecante Finale® permite uniformidade e qualidade ao grão”, recomenda Cabral.

 

Segunda Safra

É grande a expectativa para a segunda safra de milho no Paraná.  A previsão é que a área cultivada do cereal aumente 4% no estado, totalizando cerca de  2,2 milhões de hectares. A produtividade deve crescer mais de 30%, com produção em torno de 12,7 milhões de toneladas no estado, aponta o Deral.

O resultado positivo na segunda safra será alcançado se o produtor realizar o manejo correto das lavouras. Quanto as pragas, é importante o monitoramento e controle da lagarta-do-cartucho com a aplicação do produto inseticida Imunit®. Outro cuidado essencial é com o controle dos fungos que podem causar doenças como a mancha branca. Neste caso, a orientação é para o uso de produtos fungicidas como Orkestra® SC e Abacus® HC.

 

Portfólio com novidades

Pela primeira vez, a BASF apresenta o portfólio de sementes no Show Rural Coopavel. As sementes de soja Credenz® e SoyTech® são opções para o planejamento da safra 2019/2020. Um dos destaques é a variedade BS 2606 IPRO, que é altamente adaptada para a produção no estado do Paraná. “Esta cultivar oferece sanidade radicular, resistência à fitóftora e alto teto produtivo“, explica  Daniel Schardong Gobbi, gerente de licenciamento SoyTech® da BASF.

 

Digital

A BASF oferece o serviço de Monitoramento Digital das lavouras durante a feira. A empresa é referência em inovação e parcerias com startups. Desde 2016, a BASF promove o AgroStart, programa de aceleração de startups. Almir Araújo, responsável pela área de Agricultura Digital da BASF para América Latina, afirma que as soluções digitais otimizam o uso de produtos e serviços, contribuindo para a rentabilidade do negócio e o legado da agricultura. Araújo participará do 1º Show Rural Digital, destacando a importância do empreendedorismo no agronegócio.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

12 − 10 =

Empresas JBS

JBS divulga Relatório Anual e de Sustentabilidade de 2019

A Companhia conduz suas atividades em acordo com sua missão de garantir os melhores produtos e serviços aos clientes e consumidores, solidez aos fornecedores, rentabilidade aos acionistas e a oportunidade de um futuro melhor a todos os seus colaboradore

Publicado em

em

A JBS acaba de divulgar o Relatório Anual e de Sustentabilidade de 2019, que tem como objetivo reportar como a Companhia conduz suas atividades em acordo com sua missão de garantir os melhores produtos e serviços aos clientes e consumidores, solidez aos fornecedores, rentabilidade aos acionistas e a oportunidade de um futuro melhor a todos os seus colaboradores.

No Relatório, reafirmamos o compromisso de conduzir nossas operações com foco na alta qualidade, na segurança dos alimentos e nas melhores práticas de sustentabilidade em toda a cadeia de valor.

Em linha com sua atuação, a JBS reforça a importância de mobilizar o diálogo com seus stakeholders e os diversos setores da cadeia produtiva. Por essa razão, em torno de um debate aberto e baseado na apresentação de soluções estratégicas, neste ano a empresa elaborou o relato das atividades por negócio.

Nos capítulos 1 e 2, o leitor encontrará informações globais de boas práticas e resultados alcançados de forma completa. No capítulo 3, o conteúdo será mais específico de acordo com cada negócio. Será possível, com isso, abrir espaço para uma discussão que propicia uma leitura mais próxima de cada tópico: descrição da atividade, desempenho das operações, práticas sustentáveis, bem-estar animal e integridade do produto. Desta maneira, os grandes temas como qualidade, inovação, economia, produtividade, competitividade, sustentabilidade e governança estarão contemplados.

Os resultados contábeis seguem as normas de relatório financeiro do International Financial Reporting Standards (IFRS) – emitidas pelo International Accounting Standards Board (IASB) -, e são auditados pela Grant Thornton Auditores Independentes.

A íntegra do Relatório Anual e de Sustentabilidade de 2019 da JBS pode ser acessada no

link: https://jbs.com.br/wp-content/uploads/2020/05/ras-jbs-2019-port-final.pdf

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Biochem LATAM realiza seu primeiro webinário

Evento acontecerá em 3 de junho, com foco específico em ruminantes

Publicado em

em

A Biochem América Latina vai realizar seu primeiro webinário em 3 de junho, a partir das 8h30, com foco específico em ruminantes. Com o tema “Blends minerais para ruminantes – o que há de novo no mercado”, a live será realizada pelo Dr. Ricardo Manzano, consultor técnico de ruminantes da Biochem Brasil.

O evento será baseado na nova linha BCH Solutions, composta de blends para ruminantes. Os produtos foram desenvolvidos para adição on top e em matrizes nutricionais, adequando-se às dietas oferecidas aos animais.

A linha pode ser usada em bovinos de corte e leite, em diferentes momentos da vida produtiva do animal, seja produção em pasto ou confinamento, garantindo nutrição de qualidade e melhorando as condições no campo.

Com a linha BCH Solutions, os produtores terão tecnologia de ponta em seu rebanho de maneira fácil, acessível e segura, garantindo ótimo retorno sobre o investimento.

“Em um momento de pandemia, o aprendizado e a troca de informações pela internet são muito bem-vindos. Estamos lançando uma linha de produtos para bovinos, e este é o momento ideal para apresentarmos essas soluções ao mercado”, revela Manzano.

Para participar do webinário, basta se cadastrar pelo e-mail: sac@biochem.net.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Tecnologia

Aplicativo auxilia produtor no controle da mastite

Com linguagem simples e acessível a todos, o Mast Check, desenvolvido pela MSD Saúde Animal, é capaz de registrar cada vaca doente e qual o produto usar, independentemente da marca

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A mastite é considerada a doença que mais causa prejuízos para a produção leiteira mundial. No Brasil, de acordo com a Embrapa a enfermidade acomete cerca de 20% a 38% de todo rebanho nacional, refletindo diretamente na produtividade. Estima-se que a redução da produção de leite responda por 70% de todos os custos da mastite, que vão desde os custos com medicamentos, descarte de leite e de animais, efeitos negativos sobre a reprodução e na qualidade do leite.

Pensando em contribuir para a solução deste problema, a MSD Saúde Animal lança o Mast Check, um aplicativo de celular voltado à gestão da mastite. Com a ferramenta de fácil manuseio, é possível registrar a vaca doente, identificar o quarto afetado, o medicamento aplicado, programando as próximas aplicações e o descarte de leite.

“O objetivo é simplificar e levantar a informação, ou seja, a partir de hoje qualquer produtor terá acesso gratuitamente. Muitas vezes, esses dados são coletados de forma artesanal, em um pedaço de papel e as informações podem se perder. Com o Mast Check, o produtor coloca as mesmas informações de antes diretamente no app, que passa a auxiliá-lo na gestão inteligente da mastite”, diz Gustavo Ferro, gerente de Precisão, da MSD Saúde Animal.

De acordo com o executivo, com a tecnologia nas mãos os produtores poderão ter fácil acesso às informações, mesmo não estando na fazenda. Um exemplo é a identificação dos animais em carência para que o controle não fique apenas na mão de uma única pessoa.

Esse é mais um passo do avanço digital na pecuária, de acordo com a gerente técnica da MSD Saúde Animal, Vanessa Masson. “O aplicativo serve como ferramenta anotação simplificada. O app gera automaticamente um plano de ordenha, trazendo informações sobre os próximos tratamentos e descartes de leite, o qual fica online e pode ser visualizado por todos interessados como produtor, ordenhador e veterinário, por exemplo. Também há a possibilidade de consultar o histórico dos dados e realizar o comparativo de resultados entre períodos” afirma.

A ferramenta foi idealizada pelas áreas de precisão, técnica, marketing e consultores da MSD Saúde Animal e faz parte do compromisso da companhia em criar soluções que promovam conectividade e levem ciência para o mercado, aumentando a produtividade nas fazendas e melhorando a vida das pessoas e a saúde e bem-estar dos animais. O Mast Check está disponível para celulares Android e iOS.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Biochem Webinar

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.