Conectado com
FACE

Empresas Intercooperação

Unium completa três anos de atuação com resultados consistentes e projeção otimista

Integração entre cooperativas garante qualidade dos produtos, melhorias de processos e no relacionamento entre empresas, além de crescimento expressivo

Publicado em

em

(Foto: Divulgação: Cracios Clinton Consul, Gerente de Marketing da Unium)

A Unium, marca institucional das cooperativas Frísia, Castrolanda e Capal, localizada nos Campos Gerais, completa em 2020 três anos de atuação com um modelo inovador de intercooperação, que vem aumentando em mais de 20% o faturamento anual conjunto das companhias. Para os cooperados, o retorno individual também evolui de forma consistente, por meio da integração entre as empresas – o que permite melhorar os métodos de criação e produção, a qualidade dos produtos e impulsionar o desenvolvimento econômico da região.

Desde a criação, em 2017, a Unium conquistou resultados expressivos de produção. Diariamente, são processados 3,4 milhões de litros de leite e o volume de carne suína produzida ultrapassa 113 mil toneladas ao ano, além de mais de 129 mil toneladas de trigo processadas (dados de 2019). A perspectiva é que esses resultados sejam superados em 2020, mesmo com o impacto causado pela pandemia do novo coronavírus.

Para atingir esses números, as unidades de produção investiram em novos equipamentos e sistemas de produção, treinamento de pessoal, assim como em mecanismos de controle de propagação da Covid-19. “Este ano tem sido desafiador em todos os sentidos, mas com muito trabalho e cooperação, pretendemos bater novos recordes e seguir crescendo. É uma mostra da força desse modelo de negócio novo, mas que tem em seu DNA a mesma força do cooperativismo. Um setor que tem papel preponderante na economia brasileira”, ressalta Cracios Clinton Consul, Gerente de Marketing da Unium.

Intercooperação

O modelo de intercooperação consiste na união de empresas que mantêm suas identidades organizacionais e jurídicas, tendo como líder uma cooperativa que possui estrutura ou expertise mais desenvolvida. A ideia deste formato é otimizar as plantas industriais das cooperativas e evitar investimentos duplicados ou concorrência desnecessária entre elas. Ainda que a parte operacional seja de responsabilidade da líder, todas as decisões são tomadas em comum acordo entre as três cooperativas, por meio de comitês gestores.

Fonte: Ass. Impressa Unium.
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − quinze =

Empresas Parceria

Conheça a Novagro, uma parceira Feedis

Juntas empresas buscam levar para o mercado soluções tecnológicas inovadoras voltadas para nutrição de animais de produção

Publicado em

em

Sergio Metzker / Divulgação

A Feedis, empresa especializa em aditivos inovadores para nutrição animal, apresenta mais um parceiro da sua rede. Desta vez é a Novagro, empresa sediada em Pará de Minas (MG), criada em fevereiro deste ano e pelo médico-veterinário Sergio Metzker.

“Criamos a Novagro este ano com o objetivo de levar aos nossos clientes tecnologias que ajudem a enfrentar os desafios do dia a dia, produzir mais e melhor. A parceria surgiu da oportunidade e soluções inovadoras disponibilizadas pela Feedis, que vem ao encontro do que consideramos importantes aos nossos clientes, principalmente com o objetivo de produzir com melhor eficiência e mais saúde, destaca Sérgio Metzker: “É uma excelente parceria, pois reúne produtos e profissionais de ponta para um mercado extremamente exigente”.

Luciano Heis, Gerente de Negócios Feedis, faz suas considerações sobre este braço da empresa austro-brasileira para a região: “A parceria com a Novagro, é um importante passo para firmarmos nossa presença no mercado de Minas Gerais, alinhado com o desejo de estarmos mais próximos dos clientes deste importante estado produtor”.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Aquicultura: uso de enzimas na dieta dos animais proporciona maior rentabilidade

Compostos enzimáticos melhoram a digestibilidade dos nutrientes, promovendo uma série de benefícios ao produtor

Publicado em

em

Divulgação Alltech

O aproveitamento de nutrientes presentes na dieta dos animais é um fator fundamental para melhorar a rentabilidade das criações, inclusive na aquicultura. Entretanto, também pode ser considerado um desafio no manejo de peixes e camarões, já que nem todos os alimentos conseguem ser absorvidos de maneira natural. Neste processo, a digestibilidade é essencial na busca pela eficiência alimentar.

Como explica a zootecnista Carolina Farias, gerente de vendas para aquicultura da Alltech, o organismo dos peixes é preparado fisiologicamente para aproveitar nutrientes disponíveis na natureza, entretanto alguns deles não são totalmente absorvidos. Para alimentá-los em cultivos, a exigência fisiológica dos animais é atendida com farinhas de origem animal e vegetal. Mas como explica a especialista, apenas isso não é suficiente: “alguns ingredientes de origem vegetal contêm substâncias antinutricionais para os peixes, que além de não serem bem aproveitadas, acabam piorando a absorção de outros elementos”, diz.

Por conta disso, as enzimas são tão importantes, já que têm a função de acelerar algumas reações químicas específicas dentro do organismo dos animais, quebrando moléculas maiores em menores, o que acaba facilitando a absorção de nutrientes pelo intestino, ou seja, melhorando a digestibilidade. “Por meio das enzimas, conseguimos quebrar compostos antinutricionais e elevar o aproveitamento de nutrientes que não estariam disponíveis sem a tecnologia”, comenta.

Os benefícios do uso de soluções enzimáticas na dieta dos animais já têm sido observados na prática, como relata Giuliano Mathias Dias, produtor de tilápia em Caconde (SP), que, ao utilizar a tecnologia na alimentação dos peixes. “Com a enzima melhoramos 0.2 na conversão alimentar, que é uma diferença significativa quando se pensa em grandes volumes” comenta.

Além da maior produção de filé com a mesma quantidade de peixe, o produtor também notou outros benefícios: “outro resultado positivo foi a diminuição de mortalidade e melhora significativa também no crescimento. Tudo relacionado talvez ao melhor aproveitamento da ração proporcionado pela enzima”, diz.

A utilização de um complexo enzimático depende da fase, da genética e até do manejo do animal, e vale ressaltar que o seu uso na aquicultura não só potencializa a conversão alimentar, mas também traz uma série de benefícios ao produtor: “o que você oferece ao animal vai ser melhor absorvido, então consequentemente vai ter maior um ganho de peso, maior manutenção dos parâmetros de qualidade de água, e maior aproveitamento de nutrientes, pontos muito importantes para a manutenção da produtividade e a rentabilidade da produção. Quanto mais o animal crescer e ficar bem de saúde, num ambiente adequado, melhor vai ser para ele”, explica Carolina.

Solução para formulação

Para auxiliar o setor a melhorar a eficiência alimentar dos animais, a Alltech possui em seu portfólio as soluções Allzyme´s.  Allzyme SSF e Allzyme Vegpro auxiliam na saúde do sistema digestivo do animal e maximizam a digestibilidade dos nutrientes da dieta.

Fonte: Ass. de imprensa
Continue Lendo

Empresas Portfólio

Katayama Alimentos é referência em ovos líquidos

Produto oferece segurança alimentar, economia e produtividade à indústria alimentícia e ao segmento de food service

Publicado em

em

Divulgação

A Katayama Alimentos, uma das principais indústrias avícolas do País, com produção anual de 1 bilhão de ovos, também se dedica à produção de ovos líquidos pasteurizados, dispondo de uma planta própria, totalmente automatizada, com equipamentos de padrões internacionais e apurado controle de qualidade, garantindo um produto fresco, seguro e de origem comprovada.

Além dos ovos “in natura” ou ovo com casca, a Katayama Alimentos introduziu em seu portfólio, em abril de 2019, os ovos líquidos pasteurizados para atender uma demanda de mercado, principalmente da indústria alimentícia e do segmento de food service. “É um produto seguro, de fácil transporte, que propicia alto rendimento e praticidade no preparo de diversificadas receitas”, explica Camila Cuencas, Gestora de Operações Industriais da Katayama Alimentos.

Os ovos líquidos estão disponíveis em três versões principais: ovo integral pasteurizado resfriado; gema de ovo pasteurizada resfriada; clara de ovo pasteurizada resfriada. Mas o portfólio inclui também opções com adição de aditivos, como enzimas ou ainda com fórmulas específicas, de acordo com as necessidades do cliente. Todos os produtos podem ser acondicionados em garrafas pet de 1 kg, galão pet de 5 kg, caixas de 18 kg, tanques isotérmicos BIN ou carretas.

Em uma fábrica moderna – com capacidade instalada de até 60 toneladas/dia – os ovos líquidos são processados diariamente, garantindo um produto de alto frescor e qualidade. Trata-se de uma produção pautada em:

► Garantia de origem e rastreabilidade

Todas as etapas de produção dos ovos líquidos da Katayama Alimentos estão concentradas em uma única fábrica, garantindo a origem e a forma como são produzidos. A rastreabilidade fornece toda a informação necessária sobre a data de produção e o lote de aves dos produtos.

► Segurança

O rigoroso controle das etapas de produção permite que as aves sejam alimentadas com ração própria, contendo ingredientes selecionados e inspecionados. A biosseguridade das unidades de recria e postura garantem aves saudáveis, livres de doenças e de substâncias que possam contaminar os ovos.

► Frescor

Os ovos “in natura” são coletados imediatamente após a sua postura e conduzidos por esteiras transportadoras até a indústria dos ovos líquidos pasteurizados, resultando em um produto com alto índice de frescor.

► Bem-estar animal

A estrutura de produção dos ovos contempla equipamentos de climatização que propiciam conforto térmico para as aves. A água captada por poços artesianos é tratada antes de ser servida para as aves, que ficam protegidas de animais silvestres e pragas.

► Certificação

Recentemente, a Katayama Alimentos conquistou, para toda a sua linha de produção, incluindo os ovos líquidos, a certificação Brand Reputation through Compliance (BRCGS) – norma global que visa garantir a segurança dos alimentos e tem aprovação da GFSI (Global Food Safety Initiative).

Onde são usados os ovos líquidos?

► Ovo integral pausterizado resfriado: ideal para utilização em preparações de massas, bolos, maioneses, pães de queijo, omeletes, molhos, pudins e confeitaria em geral, entre outros.

► Gema de Ovo pausterizada resfriada: indicada para utilização em preparações de massas, bolos, maioneses, quindins, doces, coberturas, panetones, molhos, sorvetes entre outros.

► Clara de ovo pausterizada resfriada: recomendada para utilização em preparações de massas, bolos, suspiros, mousses, produtos empanados, merengues, marshmallows, bebidas proteicas, entre outros.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.