Conectado com
VOZ DO COOP

Empresas Suinocultura

Tecnologia auxilia o suinocultor a melhorar o status sanitário da granja contra doenças respiratórias

A utilização de dados confiáveis relevantes confere ao produtor mais autonomia e precisão nos protocolos de sanidade animal, refletindo em maior produtividade e qualidade na proteína produzida

Publicado em

em

Foto: Assessoria

O Brasil é o quarto maior produtor e exportador de proteína suína no mundo, com volume de produção superando as 5 milhões de toneladas em 2022, segundo a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Apesar da evolução dos números, a suinocultura nacional tem potencial para alcançar maiores patamares ao unir investimentos em sanidade e tecnologia.

Para suprir a demanda de proteína suína, cada vez mais crescente na sociedade, a intensificação da criação foi um processo essencial, mas trouxe consigo, como consequência, uma maior vulnerabilidade do plantel às doenças infecciosas. Dentre as que mais interferem nos índices produtivos estão as doenças respiratórias, que impactam ativamente o desempenho dos animais e, logo, o lucro das granjas.

“Doenças como a Pneumonia Enzoótica e a Pleuropneumonia Suína demandam gastos com manejo e medicação, impactam o ganho de peso dos animais, comprometem a imunidade do plantel como um todo e interferem na qualidade da proteína suína ao final da criação. Além dos gastos diretos com as doenças respiratórias, a condenação de carcaça nos frigoríficos também ocorre, como consequência de lesões importantes encontradas nos pulmões após o abate”, explica Marcio Dahmer, médico-veterinário gerente de marketing da linha de suínos da Ceva Saúde Animal.

Um estudo realizado pela Universidade de Cambridge conseguiu estipular que a cada 1% de aumento na prevalência das pleurites (inflamação do tecido que reveste os pulmões) nos lotes abatidos equivale a 70g a menos do peso de carcaça de todo o lote. Para os frigoríficos, o impacto está na necessidade de procedimentos adicionais, retirada dos pulmões e pleura, o que reduz a velocidade do abate e deprecia o valor comercial da proteína suína.

Muitos dos dados obtidos ao abate, em contrapartida, podem auxiliar os suinocultores em programas de biosseguridade. Para Marcio, “as informações que encontramos observando a saúde pulmonar dos suínos abatidos, assim como as lesões em cada lóbulo dos pulmões, são essenciais para monitorar as doenças respiratórias nas granjas. Utilizar a tecnologia como uma ferramenta auxiliar para traçar um plano mais preciso é importantíssimo para todo o setor. E nós já estamos fazendo isso!”.

Com uma visão 360º sobre a suinocultura mundial e reforçando o seu papel ao lado do produtor de ir além da saúde animal, a Ceva disponibiliza o Ceva Lung Program (CLP), software desenvolvido especialmente para avaliar a saúde pulmonar dos animais ao abate, auxiliando na definição de protocolos mais adequados para cada granja individualmente.

Com a sua metodologia única baseada na escala de Madec para avaliar as broncopneumonias, e na metodologia SPES, de origem italiana, para avaliar as pleurisias, o CLP classifica de maneira precisa e em poucos minutos a presença, incidência, padrões de circulação e o impacto destas doenças na granja por meio de escalas de pontuação.

“O CLP é uma ferramenta de alto valor para o suinocultor, seu banco de dados é alimentado por informações de granjas do mundo todo que, combinadas com a informação da granja a ser analisada, traz sugestões específicas e mais efetivas para a abordagem preventiva das doenças respiratórias no plantel”, Marcio reforça.

O software está disponível em mais de 18 idiomas, é gratuito para tablets com os sistemas iOS e Android, e pode ser utilizado por granjas de todos os tamanhos. A sua usabilidade é simples e amigável, e a Ceva também disponibiliza profissionais com conhecimento técnico que podem auxiliar os produtores na implantação da ferramenta e em seu uso.

“O objetivo principal do CLP é ser uma ferramenta estratégica na granja. Nós sabemos que a prevenção e o monitoramento dessas afecções respiratórias são muito importantes para toda a cadeia de produção de proteína suína. Com o conhecimento e as ferramentas certas na mão, o suinocultor tem autonomia para aperfeiçoar a biossegurança de sua granja e garantir suínos mais saudáveis, uma produção mais robusta e rentável, e uma proteína de maior qualidade”, finaliza.

Fonte: Assessoria

Empresas Soluções nutricional

Polinutri destaca os efeitos benéficos do uso de suplementos polivitamínicos hidrossolúveis contendo probióticos na produção avícola industrial

Nova tecnologia lançada pela empresa auxilia na saúde intestinal, atuando de forma eficaz para a estabilidade da flora intestinal das aves

Publicado em

em

Arquivo / OP Rural

A Polinutri apresenta ao mercado sua mais nova solução nutricional, cuja proposta é auxiliar o desenvolvimento zootécnico, uma tecnologia estratégica para manter o equilíbrio da flora intestinal durante o período de estresse das aves. “A Polinutri acaba de apresentar uma ferramenta estratégica e indispensável para a avicultura brasileira, o Provitam Bio Aves. Lançada oficialmente durante nossa participação na Pecnordeste 2024, que ocorreu de 6 a 8 de junho no Centro de Convenções do Ceará, em Fortaleza, e foi muito bem recebida por todos que visitaram nosso estande”, destaca Cristiano Kraemer, Gerente da Unidade de Negócios Avicultura da Polinutri.

O Provitam Bio Aves chega ao mercado com o aval técnico-científico da equipe do departamento técnico da Polinutri, referência no mercado de nutrição. Sua proposta é agir em diferentes situações do período de produção das aves, garantindo o balanço da flora intestinal natural frente a uma série de fatores comuns relacionados à intensa pressão da produção e seus efeitos negativos causadores do estresse das aves, sejam elas de corte, postura, ornamentais ou de estimação.

“O Provitam Bio Aves é um suplemento vitamínico completo que melhora a estabilidade da microbiota intestinal com aminoácidos, eletrólitos, osmoprotetores e probióticos. Trata-se de um produto desenvolvido para promover a saúde intestinal e reforçar a suplementação de vitaminas essenciais”, ressalta Cristiano Kraemer.

No campo, o porta-voz salienta que os avicultores ganharão ainda mais eficiência ao permitir a estabilidade da flora intestinal. Ele descreve que o Provitam Bio Aves foi desenvolvido para equilibrar e promover a microbiota intestinal benéfica, reforçando a suplementação de vitaminas que participam de diversas funções vitais, como a produção de energia, a síntese de proteínas, a formação de ossos e penas, e a proteção contra radicais livres.

“Seja em situações de desafios sanitários, quedas de imunidade, mudança de ambiente, elevada densidade populacional ou mesmo desidratação e estresse térmico, o Provitam Bio Aves passa a ser uma grande aliada da avicultura brasileira”, completa Kraemer.

De acordo com Andre Viana, Diretor Técnico da Polinutri, a tecnologia presente na solução nutricional conta com quatro cepas de micro-organismos em elevada concentração, que restauram e regulam a microbiota intestinal, colonizando o ambiente para uma microbiota mais saudável. As vitaminas presentes no Provitam (dos complexos C e B) auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico e são cofatores de diversas reações do metabolismo das aves, além dos probióticos.

O produto também se destaca por sua fácil aplicação e versatilidade, sendo resistente ao cloro presente na água tratada, por exemplo, ou podendo ser adaptado à melhor forma de uso do avicultor, seja na ração farelada ou na água. “Todos esses benefícios elevarão a estratégia de produção, um compromisso da Polinutri, uma companhia que há 35 anos acredita que, ao lado dos nossos clientes, podemos ir mais longe”, completa Marcelo Torretta, Diretor Comercial Multiespécies da Polinutri.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Cota coffee break

Vaxxinova patrocina o Congresso de Suinocultores, com ação durante o evento

Em formato híbrido, o Congresso de Suinocultores, que acontece no dia 11 de junho, será transmitido ao vivo

Publicado em

em

Arquivo / OP Rural

A Vaxxinova, reconhecida por sua atuação no setor de saúde animal, patrocina o Congresso de Suinocultores, que ocorrerá no dia 11 de junho, em Marechal Rondon, no Paraná. Durante o evento, a Vaxxinova irá realizar um sorteio especial, proporcionando aos participantes a chance de ganhar uma Alexa. Além disso, a empresa oferecerá um coffee break, reforçando seu compromisso em apoiar e enriquecer o setor de suinocultura no país.

O Brasil é o quarto maior produtor e exportador de carne suína do mundo, e o congresso é de suma importância para todo o setor produtores do Paraná, visto que, na cadeia de suínos, o estado ocupa a segunda posição no ranking nacional, produzindo 12 milhões de unidades em 2023, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Como o Brasil tem um papel significativo nesse mercado global, este evento é uma oportunidade vital para os produtores brasileiros se atualizarem sobre as melhores práticas e inovações, promovendo um intercâmbio de ideias para fortalecer ainda mais o setor”, comenta Rogério Petri, Gerente da Unidade de Negócios Suínos Vaxxinova.

Com uma programação rica e diversificada, o congresso, que reúne nomes importantes da suinocultura do estado e do Brasil, é promovido pelo jornal “O Presente Rural”, em parceria com Lar Cooperativa Agroindustrial e Frimesa e com o apoio do Sindiavipar e da ABCS. O evento terá participação presencial de convidados e transmissão ao vivo pelo Facebook e pelo YouTube do jornal, o que amplia o alcance do congresso, permitindo que mais pessoas se beneficiem das discussões e apresentações.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Visita da APCS ao Escritório da DanBred Brasil em Patos de Minas

Publicado em

em

(Foto: Divulgação)

A DanBred Brasil teve o prazer de receber a visita da liderança da Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS) e produtores do estado de São Paulo ao nosso escritório em Patos de Minas, nos dias 3 e 4 de junho de 2024. Este encontro teve como objetivo fortalecer a colaboração e parceria de longa data, promovendo o intercâmbio de conhecimentos e experiências no setor de suinocultura.

Durante a visita, os representantes da APCS tiveram a oportunidade de conhecer nossa estrutura e as inovações tecnológicas implementadas pela DanBred Brasil. Tivemos o prazer de contar com uma apresentação do presidente da APCS, Valdomiro Ferreira, que falou sobre o presente e futuro da suinocultura, enriquecendo o conhecimento de todos os envolvidos no setor de suinocultura da DanBred Brasil.

A programação incluiu reuniões com nossa equipe técnica e visitas às nossas instalações, onde apresentamos nossa estrutura de produção e melhoramento genético, bem como a evolução dos resultados que estamos trazendo para este ano.

Estamos entusiasmados com o fortalecimento dos laços com a APCS e de contribuir para o avanço do setor suinícola no Brasil.

Continue Lendo
AJINOMOTO SUÍNOS – 2024

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.