Conectado com

Empresas Avicultura

Safeeds participa da Ovum em Lima

Em evento exclusivo, o diretor técnico Ricardo Castilho palestrou para um grupo de distribuidores da sua empresa parceira internacional, a canadense Jefo, onde abordou os cases de sucesso com soluções inovadoras para o setor

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Safeeds aditivos para nutrição animal esta presente com sua equipe técnica e de marketing na OVUM 2019, XXVI Congresso Latino Americano de Avicultura, que acontece de 09 a 11 de outubro, em Lima, no Peru.

Em evento exclusivo, o diretor técnico Ricardo Castilho palestrou para um grupo de distribuidores da sua empresa parceira internacional, a canadense Jefo, onde abordou os cases de sucesso com soluções inovadoras para o setor. “Nosso objetivo é compartilhar o melhor programa de soluções do mercado com ferramentas que realmente funcionam e o Ovum é o local ideal, pois é o maior evento de avicultura da área na América Latina”, comenta Castilho.

A Safeeds também recebeu no estande da Jefo clientes e visitantes de diversas nacionalidades, que buscam cada vez mais  dividir experiências e informações sobre a tendência mundial de restrição a utilização de antibióticos na nutrição animal, onde a Safeeds é pioneira na criação do Programa Safeeds AGP free.

Fonte: Assessoria da Safeeds
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 20 =

Empresas Suinocultura

Agroceres PIC participa da programação técnica do Swine Day UFRGS

Luciano Brandalise e Gustavo Lima, respectivamente, das equipes de Serviços Veterinários e Técnicos da Agroceres PIC, estão entre os palestrantes do evento. De caráter científico, o encontro tem como objetivo criar uma conexão entre a intelligentsia acadêmica e as demandas do mercado suinícola. 

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A Agroceres PIC participa no dia 21 de novembro, em Porto Alegre (RS), da terceira edição do Swine Day UFRGS. Criado pelo Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS), o evento tem por objetivo criar um canal direto de troca de informações entre a universidade e a indústria suinícola brasileira.

Nesta edição, o Swine Day terá, ao todo, 21 apresentações, divididas em painéis de Sanidade, Reprodução e Genética, Nutrição, Produção e Manejo, além de um curso de capacitação, atividade que antecede o encontro. A Agroceres PIC colabora com a programação científica do pré-evento e do Swine Day.

No dia 20 de novembro, durante o Curso de Creche, Gustavo Lima, especialista em Crescimento e Validação de Produtos da Agroceres PIC, desenvolve o tema “Prioridades em Ambiência”, oportunidade na qual vai discutir os principais desafios para garantir conforto térmico adequado aos leitões, com ênfase nas ferramentas/projetos de climatização específicos para essa fase de criação.

Já no dia seguinte, durante a programação do Swine Day, Luciano Brandalise, Supervisor de Serviços Veterinários da Agroceres PIC, apresenta os últimos resultados do estudo científico sobre a dinâmica da infecção de Mycoplasma hyopneumoniae em leitoas de reposição negativas para o agente.

“Desde sua primeira edição, o Swine Day tem se mostrado um espaço privilegiado para a troca de experiências entre os profissionais do setor e do meio universitário”, avalia Amanda Pimenta Siqueira, Gerente de Serviços Técnicos da Agroceres PIC. “Essa interação é importante para o desenvolvimento de soluções para o setor, pois conecta a inteligência acadêmica de um grande centro produtor de conhecimento científico para a área de suinocultura, que é a UFRGS, às demandas do mercado de suínos”.   

 

Serviço

CURSO DE CRECHE – PRÉ- SWINE DAY

Realização: Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS)

Data: 20 de novembro de 2019

Local: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

 

SWINE DAY UFRGS

Realização: Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS)

Data: 21 de novembro de 2019

Local: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Fonte: Assessoria da Agroceres PIC
Continue Lendo

Empresas Peixes

Evonik realiza curso de Produção de Tilápia em parceria com a Unioeste

O objetivo foi agregar conhecimento e trazer temas importantes da cadeia para técnicos de psicultura da região, que é a maior processadora de carne de tilápia do Brasil

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Diante da demanda de algumas cooperativas e produtores de ração do oeste do Paraná, a Evonik organizou o curso “Produção de Tilápia” em parceria com a Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), no campus de Toledo (PR).

O objetivo foi agregar conhecimento e trazer temas importantes da cadeia para técnicos de psicultura da região, que é a maior processadora de carne de tilápia do Brasil.

O curso, de 12 módulos, foi ministrado com a colaboração de professores do curso de Engenharia de Pesca da Unioeste e por professores convidados de diferentes universidades do Brasil e especialistas de áreas específicas.

Com temas relativos a toda a cadeia produtiva de Tilápia, o curso teve início em dezembro de 2017 e foi concluído no último mês de outubro, com uma apresentação do Prof. Dr. Wilson Furuya, sobre aditivos para ração de tilápia.

“Foi nossa primeira iniciativa nesta área, pois já realizamos outros eventos para clientes, mas com menor duração e assuntos ligados à nutrição de aminoácidos para produtores de frangos de corte. Ficamos muito satisfeitos com os resultados na área de Tilapicultura e com a participação de colaboradores das empresas Algomix, Anhambi, Copacol e Cvale”, destaca Nerilson Nerilo, gerente de negócios da área de Nutrição Animal da Evonik.

 

 

Fonte: Assessoria da Evonik
Continue Lendo

Empresas Bovinos

Felipe Zanforlin: Bom manejo é pilar para sucesso e sustentabilidade da cadeia produtiva do leite

Veterinário mineiro observa melhoria do bem-estar de vacas com o uso do Velactis, o facilitador de secagem do leite da Ceva

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Um casal de dentistas de Belo Horizonte gerou, em 1986, um menino que mudaria a tradição odontológica da família: Felipe Zanforlin Freitas. “Quando pequeno, menino da capital mineira, nunca havia pensado em trabalhar em fazenda. Meu contato com o meio rural era muito restrito. Foi só quando chegou a época de decidir a profissão que tentei descobrir algo que fosse próximo ao meu perfil, mais jovem e em busca da versatilidade. Então, conheci a medicina veterinária e, encantado, me apaixonei”, conta Felipe.

Depois de formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Felipe Zanforlin atuou em fazendas de Lagoa Grande e Curvelo, em Minas Gerais, e também em Goiás e Espírito Santo, antes de se fixar em Patos de Minas (MG). Lá, tornou-se referência em qualidade do leite e comanda uma equipe multidisciplinar que cuida, principalmente, do úbere das vacas leiteiras, realiza experimentos clínicos e testa produtos para saúde animal.

“Tenho atuado especialmente em Minas Gerais. As regiões do Alto Paranaíba e do Triângulo Mineiro têm desenvolvido uma pecuária bem intensiva. Em consequência, estão surgindo desafios sanitários e também metabólicos. Como as vacas estão produzindo cada vez mais, é preciso realizar um manejo impecável da secagem do leite”, afirma o especialista.

Felipe explica que o momento da secagem do leite é “altamente desafiador” porque é na pós-secagem que acontece o enchimento excessivo das glândulas mamárias, processo que causa dor e, consequentemente, muito estresse, diminuindo a saúde e a qualidade de vida das vacas. Segundo ele, métodos antigos – como induzir a diminuição da produção de leite por meio de dieta diferenciada – já não têm apresentado bons resultados nas fazendas.

“A tecnologia passou a ser uma aliada dos veterinários – e especialmente dos produtores de leite. Muitas fazendas optaram pelo uso do facilitador de secagem Velactis, e observam excelentes resultados, inclusive no próprio comportamento do animal, que deixa de sentir desconforto e mugir de dor, algo que não acontecida sem o uso do medicamento”, detalha.

Izabela Borges, vendedora técnica de campo da Ceva que atende a região do Alto Paranaíba, ressalta o quanto é importante ter veterinários capacitados dentro das fazendas “O Felipe é um super parceiro. Profissionais como ele – interessados, curiosos e pragmáticos – nos ajudam a traduzir questões técnicas mais complexas, facilitando a comunicação com o produtor para uma melhor tomada de decisão.”

Velactis, da Ceva Saúde Animal, é o primeiro e único facilitador de secagem do leite do mercado brasileiro. Contribuindo para o bem-estar das vacas, contribui também para a qualidade do leite e para a saúde do úbere, áreas nas quais Felipe é especialista. “O bom manejo é um pilar importante para o sucesso e a sustentabilidade da cadeia produtiva do leite. O Brasil tem um grande potencial nessa atividade, auxiliando o desenvolvimento econômico e social do país”, finaliza Felipe Zanforlin.

Fonte: Assessoria da Ceva
Continue Lendo
Biochem site – lateral
Mais carne
AB VISTA Quadrado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.