Conectado com
O Presente Rural Youtube

Notícias Rio Grande do Sul

Protocolo sanitário da 22ª Expodireto Cotrijal é entregue ao governo do Estado

Documento sugere normas, medidas e adequações na área do parque para a realização da feira, de 1º a 5 de março de 2021

Publicado em

em

Divulgação

Atendendo às determinações do governo do Estado, foi apresentado nesta quinta-feira(26) ao governador Eduardo Leite e à secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann, o protocolo sanitário da 22ª Expodireto Cotrijal. O documento sugere normas, medidas e adequações na área do parque para a realização da feira, de 1º a 5 de março de 2021, em Não-Me-Toque.

Nei César Manica, presidente da Cotrijal, destacou que a feira, organizada pela cooperativa, tem alguns diferenciais que ajudam na prevenção à Covid-19. Um deles é a realização numa extensa área, de 980 mil metros quadrados, a céu aberto, com espaçamento entre os estandes. Mesmo assim, medidas restritivas estão programadas para a próxima edição, como a suspensão da Área Internacional e da vinda de delegações estrangeiras. Os grandes eventos presenciais, como os tradicionais fóruns, acontecerão de forma híbrida, com transmissão on-line e poucas pessoas nos auditórios.

Também estão previstos a segregação dos fluxos de entrada e saída, a instalação de totens para disponibilização de álcool em gel, a obrigatoriedade do uso de máscaras e do distanciamento entre as pessoas, a higienização e desinfecção frequente de superfícies e áreas comuns e a ampliação do horário da praça de alimentação, dentre outras medidas.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ernani Polo, que junto com Manica entregou o protocolo, destacou que há grande expectativa de todo o Agro para que a feira aconteça. “Que possamos ter a retomada dos grandes eventos no Estado com a Expodireto, respeitando todos os protocolos e regras que serão definidos pelas autoridades”, afirmou.

A apresentação do documento à equipe técnica da Secretaria Estadual da Saúde, sob a liderança da secretária Arita e do diretor Bruno Naundorf, também foi acompanhada pelo coordenador da comissão do protocolo sanitário da Expodireto Cotrijal, Benisio Rodrigues, e integrou ainda, de forma remota, a equipe técnica da Cotrijal.

Tanto o governador quanto a secretária da Saúde sinalizaram positivamente quanto à realização da 22ª Expodireto. Arita destacou que as normas sugeridas são bem elaboradas, atendendo aos decretos estaduais em vigor. Nos próximos dias serão feitas algumas adequações ao protocolo para que o documento seja submetido ao Comitê de Dados e ao Gabinete de Crise do governo do Estado. “Queremos construir em conjunto”, disse a secretária.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 1 =

Notícias Grão

Mais da metade do milho já está colhido no Rio Grande do Sul

55% da área total cultivada no Estado já colhida

Publicado em

em

Divulgação/Copagril

Segue a colheita do milho no Rio Grande do Sul, com 55% da área total cultivada já colhida. De acordo com o Informativo Conjuntural, produzido e divulgado na quinta-feira (04), pela Gerência de Planejamento da Emater/RS-Ascar, vinculada à Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr), 13% das lavouras do RS estão em fase de maturação, 17% em enchimento de grãos, 9% em floração e 6% em germinação e desenvolvimento vegetativo. Nas áreas ao Norte, a colheita está adiantada e obtém menores produtividades. Já em regiões onde a cultura se desenvolveu bem, as produtividades são excelentes.

A redução e até mesmo a ausência de chuvas em algumas regiões já deixa aparente o estresse hídrico da soja em determinadas áreas. Ainda não foi colhido nem 1% da área total cultivada, sendo que na mesma época, na safra passada, 5% das lavouras já estavam colhidas. Outros 15% estão em maturação, 56% em enchimento de grãos, 24% em floração e 5% em germinação e desenvolvimento vegetativo.

A colheita do arroz avançou para 12% das áreas implantadas no RS. O potencial produtivo continua excelente, com lavouras com desenvolvimento normal. A cultura não sofre ataque significativo de pragas e doenças. Outros 40% das lavouras estão me fase de maturação, 39% em enchimento de grãos, 8% em floração e 1% em germinação e desenvolvimento vegetativo.

Na região de Pelotas, a colheita do feijão primeira safra está praticamente concluída. Há previsão de dias sem chuvas e ensolarados para a próxima semana, que devem favorecer a conclusão. É grande a procura pelo grão desta safra, com aumento do preço devido à boa qualidade. Na região de Ijuí, produtores finalizam a implantação do feijão de segunda safra. Lavouras semeadas apresentam boa emergência e desenvolvimento inicial satisfatório. As primeiras áreas implantadas no início de janeiro entram em estádio reprodutivo.

Fonte: Emater/RS-Ascar
Continue Lendo

Notícias Mercado

Competitividade da carne de frango favorece vendas internas

Procura por carne de frango se elevou neste início de março no mercado interno, favorecida pela alta competitividade da proteína frente às principais concorrentes

Publicado em

em

Jonas Oliveira

A procura por carne de frango se elevou neste início de março no mercado interno, favorecida pela alta competitividade da proteína frente às principais concorrentes.

Apesar da melhora das vendas na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea, as recentes limitações às atividades não essenciais preocupam o setor.

Com o retorno das restrições ao funcionamento de restaurantes e demais food services, colaboradores do Cepea apontam que os negócios de carne de frango, principalmente no atacado, devem diminuir.

As exportações da proteína também tiveram boa performance em fevereiro, o que ajudou a manter a liquidez no mercado doméstico e diminuir os estoques.

Além do aumento da média diária de embarques, a alta no preço dos produtos exportados – que esteve reduzido ao longo de 2020, principalmente no segundo semestre – e o dólar forte favoreceram o incremento na renda gerada pelos envios ao exterior.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Meio Ambiente

Fórum online debate potencial da produção, aponta soluções e proporciona negócios para o biogás e biometano

O 3º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano será realizado de 29 de março a 1º de abril, de forma online e gratuita

Publicado em

em

Divulgação

De acordo com a Nota Técnica Panorama do Biogás no Brasil em 2019, na classificação por substrato, o segmento abriga o maior número de plantas de biogás com fins energéticos no País. Na sequência, aparecem a Indústria, e, após, Resíduo Sólido Urbano (RSU) e Estação de Tratamento de Esgoto (ETE). O estudo também aponta que a energia elétrica é a aplicação energética mais representativa do cenário nacional, com 84% das plantas, consumindo 86% do volume de biogás produzido.

Embora focado na realidade e em demandas da região Sul, o Fórum também abre as portas para participantes de outros lugares, inclusive, internacionais. O painel programado para o dia 31 de março, por exemplo, vai propor o debate sobre a sinergia entre Brasil e Reino Unido para o setor.

As vantagens do evento virtual também beneficiam o Espaço Biogás de Negócios. Na plataforma EventMobi, onde irá ocorrer o Fórum, os participantes poderão conhecer os estandes virtuais das empresas, promover reuniões e propor parcerias. Até o produtivo momento de coffee break, mais informal e tradicionalmente uma boa oportunidade de networking, será contemplado pela plataforma, em chats temáticos abertos a todos os participantes. Durante o evento, será mantida a apresentação das práticas que os debates propõem: a visita técnica a plantas de biogás ganhará tour virtual.

O 3º Fórum Sul Brasileiro de Biogás e Biometano será gratuito e terá vagas limitadas. Os participantes que já haviam se inscrito para o evento presencial foram ressarcidos. A reabertura das inscrições para todos os públicos – empresas, profissionais e estudantes – será divulgada pelo site do evento: biogasebiometano.com.br

O Fórum é realizado pelo CIBiogás, Embrapa e Universidade de Caxias do Sul, e tem organização da Sociedade Brasileira dos Especialistas em Resíduos das Produções Agropecuária e Agroindustrial (SBERA).

Fonte: Embrapa Suínos e Aves
Continue Lendo
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.