Conectado com

Notícias Capacitação

Programação de palestras do Congresso de Ovos já está definida

Evento acontece entre os dias 26 e 28 de março em Ribeirão Preto, SP

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

A cargo do Professor Lúcio Araújo, da USP, o temário do XVII Congresso de Produção e Comercialização de Ovos APA, que acontece entre os dias 26 e 28 de março de 2019 em Ribeirão Preto, SP, já está finalizado.

A avicultura de postura terá a oportunidade de participar de palestras sobre as oportunidades para ampliar os canais de distribuição de ovos, o uso das plataformas digitais para a promoção do consumo de ovos, as boas práticas em fábricas de ração e um painel sobre Laringotraqueíte, entre outros. Palestras internacionais, como Arthur Bruce Webster, do Poultry Science Department da Universidade da Georgia, que vai falar sobre os conceitos e perspectivas para o comportamento e bem-estar de galinhas poedeiras em gaiolas também fazem parte da programação.

Confira a programação do Congresso de Ovos APA

 26 de março

12h Inscrição; entrega de material; almoço

13h45 Abertura

14h Ambiência para poedeiras comerciais  – Gabriela Pereira – Plasson, Criciúma, SC

14h45 Comportamento e bem-estar de galinhas poedeiras em gaiolas: conceitos e perspectivas – Arthur Bruce Webster – Poultry Science Department – University of Georgia, USA

15h30 Egg Break

16h – Ambiência para codornas e resultados zootécnicos

16h45 Debate

17h Apresentação dos trabalhos científicos premiados (sanidade e outras áreas)

17h30 Palestra Magistral: Marketing no agronegócio com foco no ovo – Marcos Fava Neves – Markestrat, Ribeirão Preto, SP

18h30 Abertura oficial (Hino Nacional)

19h45 Coquetel

27 de março

08h Econômico social: perspectiva futura – Arthur Igreja

09h Plataformas digitais para a promoção do consumo de ovos – Jose Mauro Gonçalves Nunes – FGV, São Paulo, SP

09h40 Debate

09h55 Egg Break

10h25 Espaço Empresarial – CEVA

11h25 Controle da Laringotraqueíte – Guillermo Zavalla – MSD

12h15 Debate

12h25 Almoço

13h55 BPF em fábrica de ração – Ângela Pellegrino Missaglia – Sindirações, São Paulo, SP

14h35 Produção e comercialização de ovos na realidade Européia – CAGE FREE

15h15 Debate

15h30 Egg Break

16h Tecnologias disponíveis para a Avicultura de Postura 4.0 – desafios, impactos e benefícios ao negócio –

Leonardo Santiago – BigDutchman, Araraquara, SP

16h40 Debate

16h45 Espaço Empresarial – MSD

17h45 Reavaliando a nutrição de cálcio e fósforo para poedeiras comerciais

18h35 Debate

18h40 Happy Hour & Jantar de Confraternização

28 de março

08h Apresentação dos trabalhos científicos premiados (manejo e nutrição)

08h30 Plataformas digitais para a promoção do consumo de ovos

09h15 Produção de ovos líquidos na granja – Ivana Faria – Ultra, Lavras, MG

10h Debate

10h15 Egg Break

10h45 Influência da digestão de proteinas e carboidratos no desempenho e saúde intestinal de poedeiras – Carlos Enrique de la Cruz Sierra – Evonik, Hessen, Alemanha

11h30 Debate

11h40 Big Data na avicultura

12h25 Debate

12h35 Encerramento e Almoço de Confraternização e sorteio do brinde da ficha de avaliação

Pré Congresso gratuito

A comissão também preparou um pré congresso gratuito, na manhã do primeiro dia do encontro (26/03), no mesmo modelo do que foi realizado em 2018. Para 2019, o tema gira em torno das preocupações atuais da avicultura de postura sobre as salmoneloses. Entre os palestrantes estão Edir Nepomuceno (Facta), que vai falar sobre os princípios básicos da biosseguridade, e Ângelo Berchieri (Unesp), que aborda a epidemiologia das salmonelas. Já Anderlise Borsoi (UTPR) fala sobre as ferramentas de controle. Na sequência, as empresas fornecedoras de produtos para a avicultura também terão a oportunidade de se expressarem.

O Congresso de Ovos é realizado pela Associação Paulista de Avicultura (APA) e em 2019 chega à sua 17ª com o desafio de manter a qualidade de palestras e o recorde de público alcançados na edição de 2018, que contou com mais de 700 participantes.

Confira a programação do pré-congresso

08h Credenciamento e Abertura

08h Epidemiologia – Angelo Berchieri Jr – Unesp, Jaboticabal, SP

09h Princípios básicos da biosseguridade – Edir Nepomuceno da Silva – FACTA, Campinas, SP

09h30 Ferramentas de controle – Anderlise Borsoi – UTPR, Curitiba, PR

10h Coffee Break

10h30 BIOCAMP – Ivan Lee

10h40 BIOVET – Cristiano Andrades

10h50 BOEHRINGER

11h CEVA

11h10 ELANCO – Leticia Dal Berto

11h20 LAUDO – Marcio Botrel

11h30 MSD – Gustavo Perdoncini

11h40 ZOETIS – Eva Hunka

11h50 Debate e encerramento

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze − catorze =

Notícias Sanidade

ABPA e DIPOA promovem encontro sobre inspeção

Será apresentado o sistema de treinamento na inspeção ante e post mortem de aves e suínos

Publicado em

em

Divulgação/Agrostock

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e o Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal do Ministério da Agricultura (DIPOA/MAPA) realizam ao longo desta semana um encontro conjunto para tratar sobre temas do sistema de inspeção do setor de proteína animal. A programação do evento, iniciada na segunda-feira (18), segue até sexta-feira (22), em São Paulo, SP.

Na ocasião, será apresentado o sistema de treinamento na inspeção ante e post mortem de aves e suínos. Além disso, também serão discutidas as ações e procedimentos de verificação oficial dos controles em estabelecimentos produtores de carne e suínos. Participam do encontro técnicos das agroindústrias produtoras e exportadoras e auditores fiscais do Ministério da Agricultura.

“Este é um trabalho que tem como princípio o fortalecimento do trabalho pela qualidade e a reconstrução da imagem do setor produtivo, seguindo todos os parâmetros legais em uma parceria do setor público e da iniciativa privada.  Esperamos realizar, em breve, novos eventos com o mesmo objetivo”, ressalta Francisco Turra, presidente da ABPA.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Notícias Mercado Leiteiro

Estoques reduzidos e menor produção elevam preço do UHT

Altas estiveram atreladas aos estoques, que continuam controlados, e à redução da produção por parte de alguns laticínios

Publicado em

em

Divulgação

O preço do leite UHT negociado no atacado do Estado de São Paulo subiu 0,24% entre as duas últimas semanas, fechando com média de R$ 2,4357/litro no período entre 11 e 15 de fevereiro. Conforme colaboradores do Cepea, as altas estiveram atreladas aos estoques, que continuam controlados, e à redução da produção por parte de alguns laticínios.

Apesar da valorização, as negociações entre laticínios e atacados permaneceram baixas. Já o queijo muçarela se desvalorizou 0,83% na mesma comparação, fechando com média de R$ 17,2862/kg entre 11 e 15 de fevereiro. Quanto à liquidez no mercado deste derivado, permaneceu estável no período.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias No Paraná

Trigo pode ser boa alternativa ao produtor na 2ª safra

Como o clima está favorável, os preços e custos de produção irão balizar tomada de decisão dos agricultores

Publicado em

em

Divulgação/SECS

Com o avanço da colheita dos grãos de verão no Paraná, triticultores do Estado já planejam a divisão das áreas de semeio na segunda safra. Como o clima está favorável ao desenvolvimento tanto do trigo quanto do milho, os preços e custos de produção é que irão balizar a tomada de decisão dos agricultores por um ou outro.

Segundo dados da equipe de custos agrícolas do Cepea, em Cascavel, PR, o custo operacional de produção do milho 2ª safra foi calculado em R$ 2.822,54/hectare, contra R$ 1.901,03/ha para o trigo. A produtividade média das últimas três safras foi de 93 sacas/ha para o milho e de 49 sc/ha para o trigo, de acordo com dados do Deral/Seab.

Considerando-se os valores médios de venda em janeiro/19, as receitas geradas seriam de R$ 2.724,08/ha para o milho e de R$ 2.343,38/ha para o trigo. Portanto, a receita obtida com a cultura do trigo foi suficiente para saldar os custos operacionais e gerar margem positiva ao produtor, de R$ 442,35/ha. Já a receita obtida com o milho 2ª safra não foi suficiente para cobrir o total de desembolsos, resultando em margem negativa ao produtor, de R$ 98,46/ha.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
Facta 2019
Biochem site – lateral
APA
Nucleovet 2

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.