Conectado com
VOZ DO COOP

Show Rural

Ministro da Agricultura exalta trabalho das cooperativas de produção em Show Rural

Uma das maiores feiras de agronegócio da América Latina e contou com o lançamento de novas tecnologias da Embrapa

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Mapa

Na quarta-feira (7), o ministro da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, participou 36° edição do Show Rural Coopavel, realizado em Cascavel (PR). Na ocasião, evidenciou o trabalho desenvolvido pelas cooperativas de produção e ressaltou o papel fundamental do cooperativismo para fomentar a competitividade no agronegócio.  

“Estamos aqui no Paraná, o berço do cooperativismo no Brasil, assim como em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul. É um sistema tão perfeito que dá oportunidade para o pequeno e médio produtor e produtora ter competitividade em grande escala”, destacou Fávaro. “Exige das cooperativas preços mais acessíveis, vendas mais qualificadas, serviços de qualidade e, por outro lado, exige também resultados financeiros. Faz crescer a economia e gera empregos”, completou. 

Fávaro também relembrou que neste mês o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou medidas com foco em melhorar condições de apoio ao setor agropecuário e às cooperativas de crédito. “Lançamos uma linha de crédito para os associados de todas as cooperativas brasileira. São 100 mil reais de limite anual, com juros de menos de 8% ao ano e podendo ter de 12 a 15 anos para amortizar. É o governo do presidente Lula deixando clara a importância do cooperativismo no país”, reforçou o ministro. 

Com 720 mil m², o Show Rural Coopavel é o maior evento da América Latina. A feira conta com 600 empresas expositoras do mundo e marcas dos principais segmentos do agronegócio. Segundo a organização do evento, é esperado que mais de 350 mil pessoas participem visitando estandes de pesquisadores e profissionais e conhecendo a mais novas tecnologias da atualidade. 

Presidente da Coopavel, Dilvo Grolli ressaltou como o cooperativismo está presente no Brasil, sobretudo no Paraná, que contabiliza 235 cooperativas do total de 4.325 espalhadas pelo país. “O cooperativismo é muito forte no Brasil. Não obstante o sistema cooperativista, o Paraná tem 140 agroindústrias que beneficiam esses produtos e está agregando valor no peixe, no frango, carne suína e leite”, disse. Para Grolli, o sistema no estado tem uma missão de não só atender a produção de grãos, mas também a transformação agregando valor da propriedade até os outros setores que move a economia.

Novas tecnologias 

Durante o evento também ocorreu o lançamento de tecnologias da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa). São tecnologias de 11 centros de pesquisa da Embrapa, disponíveis na Casa da Embrapa, na Vitrine de Tecnologias, na Unidade Didática Agroecológica e no Show Rural Digital. Entre elas, é possível conhecer tecnologias sobre as culturas da soja, milho, sorgo, feijão, forrageiras, mandioca, manejo do solo, inoculação, agricultura de baixo carbono, e mais. 

“Além de ser muito gratificante estar no Show Rural Coopavel junto com o ministro Fávaro, comemorando 20 anos da vitrine agroecológica, ficamos muito felizes em lançar várias tecnologias para as culturas de soja e milho e bioprodutos. Aqui tem sido um momento de troca de experiências com os produtores rurais, enfatizando a importância da Embrapa e das parcerias público e privadas” disse a presidente da Embrapa, Silvia Massruhá.  

“De todas as revoluções positivas que vemos no mundo nos últimos anos, não podemos esquecer que, aqui no Brasil, fizemos uma das mais importantes, que foi a revolução da tecnologia agrícola por meio da Embrapa. Hoje, os lançamentos realizados aqui, já chegam aos produtores com a certeza de ser um produto fruto de pesquisa, ciência e muita qualidade técnica. E é isso que revoluciona a produção de alimentos no Brasil e no mundo”, destacou o ministro Carlos Fávaro. 

Dentre os lançamentos, está a cultivar BRS 1064IPRO, um tipo de soja com alta tecnologia para as regiões produtoras dos Estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul. A cultivar apresenta ampla janela de semeadura e de adaptação, e registra ótimo desempenho também na abertura de plantio, bom para produtores de milho segunda safra. Apresentando estabilidade de produção, resistência ao acamamento, tipo de crescimento indeterminado e ciclo precoce, outro tipo de soja foi lançado. A cultivar BRS 1056IPRO tem superado os rendimentos das melhores cultivares. 

BRS FS313 é uma cultivar de feijão comum tipo jalo que se destaca pelos grãos graúdos, com produtividade superior às cultivares deste grupo disponíveis no mercado. As características agronômicas desta cultivar, aliada à qualidade dos grãos, tornam a nova tipagem uma alternativa para produtores que buscam cultivares diferenciadas e com alto valor agregado. Por fim, a Embrapa lançou um bioproduto com ação na fixação de nitrogênio e na promoção de crescimento de plantas. A inoculação de sementes de soja é a principal aplicação a que se destina o ativo tecnológico.

Fonte: Mapa

Bovinos / Grãos / Máquinas Durante Show Rural Coopavel

Sucesso da primeira Feira de Touros Pró-Genética do ano evidencia força da pecuária zebuína

Evento teve como objetivo facilitar o acesso de pequenos e médios produtores ao melhoramento genético de qualidade e sustentável.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/ABCZ

O calendário de eventos do Programa de Melhoria da Qualidade Genética do Rebanho Bovino Brasileiro (Pró-Genética) começou 2024 da melhor forma possível. A primeira Feira de Touros Pró-Genética do ano, realizada de 05 a 09 de fevereiro, durante o Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), foi um sucesso comercial, ressaltando a importância do programa e da democratização do acesso ao melhoramento genético zebuíno.

Promovido com a participação de 10 criadores, o evento comercializou um total de 43 touros PO, das raças Nelore, Nelore Mocho e Tabapuã, vendidos por um valor médio de R$ 16.988,37 (70,87 @). Somando o faturamento de todas as vendas, a feira movimentou R$ 730.500,00, de acordo com o Supervisor de Provas Zootécnicas da ABCZ (Associação Brasileira dos Criadores de Zebu), Mauro Bueno da Fonseca.

“Iniciamos a temporada do Pró-Genética com o pé direito. O primeiro evento do ano, realizado no decorrer de uma importante feira agropecuária com visibilidade nacional, foi extremamente positivo e mostrou a real força da pecuária zebuína”, avalia.

O Pró-Genética realiza periodicamente feiras de touros em pontos espalhados por todo o país, possibilitando a disseminação do progresso genético das raças zebuínas Brasil afora e contribuindo para a produção sustentável e eficiente de carne e leite de qualidade.

Fonte: Assessoria ABCZ
Continue Lendo

Notícias Paraná

Com drones e coleira tech de vacas, alunos da rede estadual levaram projetos ao Show Rural

Os trabalhos, exibidos em formato de painéis, foram realizados pelos próprios alunos dos colégios agrícolas da rede estadual. Seis estudantes foram escolhidos entre milhares de alunos para demonstrar como absorveram o conteúdo voltado para a inovação tecnológica e a sustentabilidade.

Publicado em

em

Boas práticas e uso da tecnologia por alunos viram vitrine no espaço da Seed no Show Rural - Fotos: Anderson Batista/Seed-PR

No espaço destinado à Secretaria de Estado da Educação (Seed/PR) no estande do Sindicato Rural de Cascavel, no Show Rural Coopavel, seis estudantes de 16 anos, em média, de colégios agrícolas de regiões distintas do Paraná, apresentaram projetos desenvolvidos ao longo do curso. Eles foram escolhidos entre milhares de alunos para demonstrar como absorveram o conteúdo voltado para a inovação tecnológica e a sustentabilidade.

Stefany Volgai e Renan Zonatto explicaram ao público todos os detalhes e funcionalidades dos drones de pulverização

Os trabalhos, exibidos em formato de painéis, foram realizados pelos próprios alunos com soluções para a agricultura de precisão como drones de pulverização, monitoramento de gado de leite com microchips e recomposição de matas nativas.

Destaques na Prova Paraná Agro e em sala de aula, Stefany Volgai e Renan Zonatto, do Centro Estadual de Educação Profissional Assis Brasil, de Clevelândia (no Sudoeste), explicaram ao público todos os detalhes e funcionalidades dos drones de pulverização (um deles em exposição no espaço), capazes de fotografar, mapear e depositar defensivos agrícolas ou fungicidas em áreas pré-determinadas.

“Uma das vantagens do drone de pulverização está no tempo propício para aplicação de um produto. Quando o solo está muito encharcado, dizemos que ele está acima da capacidade. Não é possível entrar na lavoura e fazer uma operação agrícola. Esse é o momento para fazer a aplicação do produto e o drone nos direciona com essas informações, inclusive da área específica”, explica Stefany. “Como conhecemos bem as funções do equipamento e entendemos as partes teóricas e práticas, explicamos tudo a quem tem curiosidade com a tecnologia”, arremata Renan.

Tecnologia a favor da produtividade

Igor Bonfim e Odair Trautenmuller demonstraram as funcionalidades da coleira de monitoramento de vacas

Com a coleira de monitoramento de vacas, utilizada no Centro Estadual de Educação Profissional Olegário Macedo de Castro, região dos Campos Gerais, Igor Henrique Rodrigues Bonfim e Odair Rodrigo Trautenmuller, demonstraram aos visitantes do espaço da Seed que o equipamento auxilia o produtor rural em seu dia a dia. “O equipamento traz informações sobre o rebanho bovino, especialmente as vacas. Mostra quatro itens: ofegação, ruminação, ócio e atividade do animal. Se a vaca entra em cio, o colar indica para o aplicativo (parte do equipamento) o melhor horário e jeito para inseminá-la e até qual o melhor sêmen”, diz Bonfim.

Foi o fabricante que forneceu o equipamento ao colégio a um preço mais em conta e são os estudantes, que também atuam na fazenda-escola da Unidade Didática Produtiva (UDP), que monitoram as 54 vacas da propriedade. “É a primeira vez na história que a gente vem para a feira. Tem sido muito gratificante ver os nossos alunos mais tímidos no primeiro dia e agora no final já se soltando, apresentando o projeto em detalhes”, observa Hélio Rentz, diretor da UDP do colégio.

Mata adentro

Hoje no 3º ano do curso de técnico agrícola no Centro Estadual de Educação Profissional Agrícola Getúlio Vargas, em Palmeira, também nos Campos Gerais, Carolini Ribas Toneti e Franciele Kuczer tocam um projeto de restauração florestal em uma plantação de eucalipto e de algumas árvores nativas dentro da fazenda-escola. “Fizemos o corte dessas árvores de eucalipto e plantamos novas mudas de árvores nativas do bioma da Mata Atlântica. Elas estão se desenvolvendo bem e observamos que há  um índice satisfatório da biodiversidade”, explica Carolini.

Franciele Kuczer destaca a parceria da escola com uma empresa, que tem a intenção de aumentar a biodiversidade dentro do colégio, entre outros objetivos. “A finalidade do trabalho é ainda proteger as árvores dos inimigos naturais, como pragas e insetos, e reduzir o uso de defensivos agrícolas. Uma nova oportunidade para contribuir com a preservação ambiental”, enfatiza.

Participação na feira

Quando não estão repetindo aos visitantes o significado e a importância dos projetos, os jovens estudantes circulam pela feira, assistem a palestras, se familiarizam com as novidades e já fazem planos. “Quero voltar sempre, porque vou levar para a vida essa experiência”, afirma Odair, que quer ser veterinário. Henrique quer seguir carreira como zootecnista. “Estar aqui é uma experiência única que jamais poderia imaginar e que não vou esquecer”.

“Para a gente, que tem 16 anos e vem de um município pequeno, é a realização de um sonho poder participar desse momento”, arrisca Carolini, futura engenheira agrônoma.

Fonte: AEN-PR
Continue Lendo

Notícias Show Rural Digital

Idealizadores de projeto sobre frangos vencem Hackathon do Show Rural

Os vencedores ganharam uma missão para visitar o Ecossistema de Inovação do Chile.

Publicado em

em

AgroFag foi a equipe campeã da maratona de tecnologia de 2024. Prêmio é uma viagem ao Chile - Fotos: Divulgação/Show Rural

A 5ª edição do Hackathon Show Rural Coopavel, que aconteceu entre quinta (08) e sexta-feira (09), em Cascavel (PR), durante a maior feira agro da América Latina, foi um sucesso. A maratona de desenvolvimento de ideias reuniu 68 pessoas em 22 equipes.

Dentro do tema “Movido pelo Agro – Inspirado em Você”, a equipe campeã do Hackathon Show Rural foi a Agrofag, com uma solução de automação para melhorar a produção de embriões de frangos, detectando, através de uma tecnologia com laser, características de temperatura e umidade do ovo, e enviando um alerta direto para um aplicativo do técnico responsável.

A Agrofag foi composta por Lucas Fernando Lima (25), Pedro Zaura (33), João Vitor Sobanski (28), Higor Salmazo (21) e Lucas Dartora (29). Os vencedores ganharam uma missão para visitar o Ecossistema de Inovação do Chile. “Viemos com uma equipe da Fag com alunos de Toledo e Cascavel, muito confiantes, até por conta do trabalho que já desenvolvemos. Além de mostrar a desenvoltura e o potencial dos alunos, também abrimos oportunidades de negócio”, disse o professor Lucas Dartora.

O segundo lugar ficou com a equipe GoVeg, que levou o prêmio em dinheiro no valor de R$ 4 mil e é integrada por Jhonatan Westerhofen, Sandro Ramos, Lucas Martins e Carlos Henrique Rosa.

Durante a cerimônia de premiação o presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, assinou com a SisAgro um contrato de parceria fruto de um produto desenvolvido no Hackathon 2022. Simbolicamente, assinou na cabeça da representante da empresa. “Essa mente brilhante que proporcionou essa parceria”, disse em tom de descontração.

Dinâmica

Durante os dois dias de competição, as equipes participaram de uma maratona de ideias para resolver problemas do setor do agronegócio e desenvolver produtos inovadores que aumentam a eficiência do setor. As equipes contaram com o apoio de profissionais da área e mentores especializados em inovação para auxiliarem na criação dos projetos.

Ao fim da competição as equipes apresentaram os resultados das produções para a banca formada pela Portugal Ventures, sociedade de investimentos em tecnologia, sediada no país europeu, que possui acordo com o Estado para prospecção de startups e projetos, além de membros da SEI e da Celepar.

Show Rural Coopavel

Maior feira agropecuária do Paraná, o Show Rural Coopavel voltou a bater recorde de volume de negócios e de público. Encerrada nesta sexta-feira (9), a edição de 2024 chegou à marca de R$ 6,1 bilhões comercializados. O volume é 22% maior do que os R$ 5 bilhões movimentados na edição de 2023.

A edição desse ano também teve recorde de público. Nos cinco dias de feira, circularam pelo Show Rural Coopavel 391.316 pessoas, contra 384.122 de 2023. O público é maior do que a população da quarta cidade mais populosa do Paraná, Ponta Grossa, que tem 358.371 habitantes.

Segunda colocada foi a equipe GoVeg

O terceiro lugar foi para a equipe Zenith, que leva o prêmio de R$ 2 mil. Compõem o grupo Gabriel, Vinicius, Clóvis, Juba e Gabriel.

O terceiro lugar foi para a equipe Zenith

Fonte: Assessoria Show Rural
Continue Lendo

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.