Conectado com
VOZ DO COOP

Notícias

Inicia 2ª Agroshow Caparaó Capixaba

Expectativa é de R$ 5,5 milhões em negócios e da participação de mais de 10 mil pessoas durante a programação, que segue até domingo (26), no Parque de Exposições.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Agroshow

A 2ª Agroshow Caparaó Capixaba começa nesta terça-feira (21), a partir das 13 horas, no Parque de Exposições Dyrcêo Santos, em Muniz Freire (ES), com a participação de 170 animais da raça Gir Leiteiro de criadores do Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. O evento, que é a terceira exposição consecutiva a compor o ranking da Associação Brasileira dos Criadores de Gir Leiteiro (ABCGIL), se destaca pela importância no cenário nacional. Vale ressaltar que a entrada no local do evento é gratuita, proporcionando acesso a todos os interessados em prestigiar e conhecer de perto o universo do Gir Leiteiro.

Os destaques da programação, até o próximo domingo (26), são a 1ª Exposição Regional Capixaba do Gir Leiteiro e o Concurso Leiteiro, além de palestras e seminários, o 1º Leilão GIR Leiteiro, em benefício da Casa Lar de Muniz Freire, entrega de equipamentos da agricultura, shows musicais, estandes com empreendedores da agricultura familiar e praça gastronômica. A Agroshow é organizada pelos sindicatos dos Trabalhadores Rurais de Iúna, Irupi e Muniz Freire, com apoio da Prefeitura de Muniz Freire, Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), Governo do Estado, ABCGIL e institutos Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf).

Gustavo Rodrigues, coordenador de exposições da ABCGIL, está na cidade e expressa a relevância da exposição para o Espírito Santo, destacando o empenho dedicado para fortalecer a presença da raça na região. “Estamos fazendo esta retomada no Estado, assim como ocorreu no ano passado no Rio de Janeiro. Muniz Freire tem toda a estrutura e autonomia para participar definitivamente da rota das exposições ranqueadas do Gir Leiteiro pelo Brasil. Muitos criadores inscritos são capixabas e trouxeram excelentes animais para a exposição”, diz.
Segundo Gustavo, a exposição conta com herdeiros de animais consagrados em exposições e leilões, inclusive em nível internacional. Dentre eles, vacas das famílias Cabo Verde, Giba, Bandeira, todas de linhagens recordistas, com genética muito evoluída e avaliada a partir de R$ 1 milhão. “A Agroshow Caparaó Capixaba é uma vitrine para os criadores venderem filhas e netas de vacas de genética superior de Gir Leiteiro. Os melhores exemplares de cada fazenda estão aqui!”.

Conforto térmico

A atual onda de calor não passa despercebida. Criadores e organizadores estão tomando medidas para garantir o conforto térmico dos animais, que começaram a chegar na última sexta (17) e receberam identificação ontem (20). As baias contam com pelo menos 15 climatizadores. Weverton Machado Bastos, o “Veto”, diretor social da Associação de Criadores e Produtores de Gado de Leite do Espírito Santo (ACPGLES) e produtor associado da ABCGIL, destaca a resistência do Gir Leiteiro diante das condições climáticas adversas. “O gado Gir Leiteiro é mais rústico, aguenta mais o desconforto provocado pelo calor extremo. Estão deitados, porém confortáveis. Não tem animal com problemas respiratórios. Essa rusticidade tem beneficiado muito nossa bacia leiteira”, avalia Veto, proprietário da Fazenda São Domingos, referência em Gir e Girolando.

A evolução do Gir, alcançada através do acasalamento entre o Touro Holandês e a Vaca Gir para produção da novilha meio-sangue Girolando trouxe uma genética mais robusta para a raça, o que o público poderá conferir durante a Agroshow Caparaó Capixaba. E para abrilhantar a competição, está confirmada a presença de Euclides Prata, um dos juízes mais renomados do Brasil. “O título de animal campeão automaticamente confere valorização no competitivo mercado de genética”, afirma Veto.

Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iúna e Irupi, Jasseir Alves Fernandes, a oportunidade da etapa do Concurso Leiteiro da Raça Gir na Agroshow Caparaó Capixaba agrega ao evento, pois mostra uma alternativa de renda no meio rural além do café, cultura predominante na região. “A ideia é criar oportunidades, com a exposição e o torneio leiteiro agregando ao conjunto das atividades agrícolas da nossa região. Isso cria expectativa e motiva os produtores rurais a pensarem em novas alternativas para promoverem um mundo mais sustentável”.

Celebração

O Agroshow Caparaó Capixaba também será palco de shows, eventos culturais, negócios, ações, debates, palestras e intercâmbio de informações, sendo o espaço perfeito para os produtores rurais, lideranças, técnicos e empresários se encontrarem e discutirem temas relacionados ao agronegócio. Os organizadores estimam a presença de mais de 10 mil pessoas, movimentando o Parque de Exposições de Muniz Freire e prospectando negócios.

A Praça de Alimentação e os estandes oferecerão uma experiência gastronômica local única, juntamente com exposições com inovações e soluções para o setor agropecuário. A Tarde Cultural, a apresentação do Boi Azulão e shows com artistas como João Felipe e Raphael e Marcos e Willian garantirão momentos de descontração e entretenimento na 2ª Agroshow Caparaó Capixaba.

O seminário dedicado à Juventude Rural também destaca o compromisso com o futuro da agricultura, abordando temas de resistência, inovação e criatividade. O encerramento será marcado pela Santa Missa Sertaneja em Ação de Graças, seguida pela Folia de Reis. A Agroshow Caparaó Capixaba não é apenas uma Feira, é uma celebração da diversidade do agro capixaba e do desenvolvimento sustentável.

“A Feira foi concebida para o desenvolvimento da região do Caparaó Capixaba em acordo com os demais sindicatos de trabalhadores. O objetivo principal é gerar oportunidades de negócios e difundir novas tecnologias e oportunidades, em especial para agricultores familiares, buscando potencializar a geração de emprego e renda e melhoria da qualidade de vida”, ressalta Jasseir Fernandes.

O secretário Municipal de Desenvolvimento Agropecuário de Muniz Freire, Renato Bueno, afirma que a expectativa é maior com o pós-evento, já pensando na safra de 2024 e também nos negócios a serem fechados para a melhoria da genética da bacia leiteira local. A 2ª Agroshow Caparaó Capixaba é uma vitrine de excelência genética e um catalisador para o desenvolvimento do setor agropecuário no Espírito Santo.

“É também uma grande oportunidade para que nossos empreendedores rurais apresentem seus produtos para um público maior, ganhando espaço no mercado a curto e médio prazo”, finaliza Bueno, para quem duas rodovias federais (BR-101 e BR-262), além de obras de estradas em construção pelo Governo do Estado para interligar diversos municípios da região, tornam Muniz Freire polo estratégico de negócios no Caparaó.

Programação 2ª Agroshow Caparaó Capixaba

21/11 – Terça-feira

13h – Abertura Oficial do Torneio Leiteiro

14h – Início do Torneio Leiteiro

19h – Palestra “Conectando mulheres ao seu máximo potencial” do Programa Potencializa Elas da Cresol com Carol Veloso na Câmara Municipal de Muniz Freire

22h – 1ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

22/11 – Quarta-feira

6h – 2ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

08h às 14h30 – Seminário Municipal do Projeto: Arranjos Produtivos “Semeando Desenvolvimento com Sustentabilidade” – Câmara Municipal de Muniz Freire

14h – 3ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

22h – 4ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

23/11 – Quinta-feira

06h – 5ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

10h – Abertura da Praça de Alimentação

14h – 6ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

15h – Abertura dos Stands

16h – Palestra “Piscicultura: Uma atividade de Oportunidades” com Fabiano Giori (Consultor Técnico do Senar-ES)

18h – Aula Show “Gastronomia da Tilápia”

19h30 – Abertura Oficial do Agroshow

21h – Show com Legião Sertaneja – Campo Comercial

22h – 7ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

24/11 – Sexta-feira

06h – 8ª Ordenha do Concurso Leiteiro da Raça Gir

09h – Início do Julgamento da Raça Gir Leiteiro – Machos e Fêmeas Jovens

09h – Palestra “Bem Estar e Resfriamento Animal – Implicância do Pré e Pós Parto” com Joedson Silva Scherrer (Departamento Técnico ACPGLES)

10h – Abertura da Praça de Alimentação

10h30 – Palestra “Trypanossoma – Um Prejuízo Oculto na Pecuária Leiteira” com Jorge Tadeu Zanchetta Filho – MSD

14h – Término do Torneio Leiteiro da Raça Gir

14h30 – Entrega de Equipamentos da Agricultura

15h – Abertura dos Stands

15h – Palestra “O Agro do Caparaó” com Enio Bergoli (Secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca)

16h – Palestra “Estratégias para a Alta Produtividade” com Gustavo Rennó (Canal No Pé do Café).

18h – Show com Viola Dourada (Campo Comercial)

20h – 1º Leilão GIR Leiteiro (1º Lote em prol a Casa Lar)

23h – Show com João Felipe e Raphael

25/11 – Sábado

09h – Seminário da Juventude Rural com o tema “Juventude – Resistência, Inovação e Criatividade na Agricultura Familiar” com Mônica Bufon, Prof Márcio Bolzan e Júlio
César Mendel

09h – Reinício do Julgamento da Raça Gir Leiteiro – Fêmeas Adultas

10h – Abertura da Praça de Alimentação e Stands

15h – Tarde Cultural

18h – Apresentação do Boi Azulão (Concentração: Casa da Cultura)

19h – Show com Amizade do Samba

22h – Show com Hugo e Tiago

00h – Show com Marcos e Willian

26/11 – Domingo

10h – Santa Missa Sertaneja em Ação de Graças com Pe. Antonio

12h – Abertura da Praça de Alimentação e Stands

14h – Encerramento

Fonte: Assessoria Agroshow

Notícias

Biocompetitividade é tema do Congresso Brasileiro do Agronegócio

Evento acontece em formato híbrido no dia 05 de agosto. Programação do evento contará com os painéis sobre Geopolítica e Sustentabilidade, e Clube Fragmentado: O Brasil será Associado?, e uma mesa redonda, que abordará o tema Competitividade e Oportunidades.

Publicado em

em

Foto: Shutterstock

O 23º Congresso Brasileiro do Agronegócio será promovido pela Associação Brasileira do Agronegócio (Abag) e pela B3, a bolsa do Brasil, no dia 05 de agosto, em formato híbrido, e debaterá o tema central Biocompetitividade. O evento é considerado um dos mais importantes do setor no país, por reunir autoridades, especialistas e empresários para discutir as pautas mais urgentes e relevantes para o desenvolvimento sustentável do agro nacional, norteando tendências e caminhos que proporcionem mais competitividade, produtividade e rentabilidade em todos os elos da cadeia.

A programação do Congresso contará com dois painéis: Geopolítica e Sustentabilidade, e Clube Fragmentado: O Brasil será Associado?, e uma mesa redonda que abordará o tema Competitividade e Oportunidades, que receberão representantes do Ministério da Agricultura e Pecuária e de importantes entidades setoriais, líderes de consultorias e empresas de inteligência e de análise de mercado, autoridades, produtores rurais e especialistas de instituições privadas brasileiras. A palestra inaugural que tratará de biocompetitividade será ministrada por Nelson Ferreira, Sócio-Sênior e Líder Global de Agricultura da Mckinsey & Company.

Durante o evento, a Abag prestará homenagem ao ex-ministro da Agricultura, Marcos Montes, que receberá o Prêmio Ney Bittencourt de Araújo – Personalidade do Agronegócio. Montes foi prefeito de Uberaba (de 1997 a 2004), Secretário de Desenvolvimento Social e Esportes de Minas Gerais, e deputado federal por três mandatos, entre 2007 e 2019.

Em 2023, o Congresso Brasileiro do Agronegócio contou com mais de 840 pessoas de todo o país presencialmente e mais de 6,4 mil acessos à transmissão online do evento. O público participante foi composto por empresários, líderes setoriais, autoridades públicas ligadas aos governos federal, estadual e municipal, parlamentares, além de profissionais ligados ao agro.

Fonte: Assessoria Abag
Continue Lendo

Notícias

Concurso Estadual de Qualidade de Ovos de São Paulo 2024 eleva padrão da produção 

Evento acontece dia 09 de julho, com início marcado para as 09 horas, no Kaikan de Bastos (SP).

Publicado em

em

O Concurso Estadual de Qualidade de Ovos de São Paulo acontece em julho e celebra a excelência da produção de ovos, mas também promete elevar os padrões de qualidade em toda a região. Há mais de sete décadas, o Concurso Estadual de Qualidade de Ovos tem sido uma tradição em Bastos, cidade emblemática reconhecida como a capital do ovo no Brasil. Com sua longa história, o concurso não apenas honra a herança avícola de Bastos, mas também destaca a contribuição vital de São Paulo para a indústria de ovos do país. São Paulo, como o maior produtor de ovos do Brasil, é responsável por uma impressionante parcela de 30% da produção nacional, com Bastos sozinha contribuindo com 11% da produção nacional e 40% da produção estadual.

Fotos: Divulgação

O ano de 2024 marca uma evolução significativa para este evento de prestígio, pois pela primeira vez, o concurso se estende para além das fronteiras de Bastos para abranger todo o estado de São Paulo. Essa expansão reflete não apenas a diversidade da produção de ovos  em todo o estado, mas também a busca pela excelência em todos os cantos de São Paulo.

Guiando a excelência

Por trás deste evento está uma Comissão Organizadora composta por 11 membros representativos dos setores envolvidos. Esses membros, selecionados por suas experiências e conhecimentos, incluem representantes da Coordenação de Assistência Técnica Integral (CATI), da Defesa Agropecuária do Estado de São Paulo, da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, produtores de ovos reconhecidos, representantes do município de Bastos e do Sindicato Rural. Juntos, eles guiam este concurso com o compromisso de promover os mais altos padrões de qualidade na produção avícola de São Paulo.

Inscrições e regras

Produtores de ovos de todas as regiões do estado são convidados a inscrever suas granjas no Concurso Estadual de Qualidade de Ovos de São Paulo 2024. O processo de inscrição é simples e exclusivo através do portal oficial: concursodequalidadedeovos.com.br. Os produtores devem garantir que todos os requisitos, incluindo o número de registro no Sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal (GEDAVE) e outros registros exigidos pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), sejam cumpridos.

A entrega das amostras de ovos para avaliação será entre os dias 03 e 04 de julho, podendo ser feita nos escritórios da CATI Regional nas cidades do estado, ou no Sindicato Rural de Bastos, das 7h30 às 11h e das 13 às 17 horas. É importante ressaltar que as amostras entregues fora desse prazo serão desqualificadas.

É obrigatória a participação das granjas representando suas próprias unidades de produção, e cada granja pode inscrever uma amostra por categoria. Este é um momento crucial para os produtores demonstrarem sua dedicação à qualidade e excelência na produção de ovos.

Evento e avaliações

O Concurso Estadual de Qualidade de Ovos 2024 e as respectivas avaliações acontecerão no dia 09 de julho, com início marcado para as 09 horas, no Kaikan de Bastos, situado na Rua Adhemar de Barros, nº 362, no centro da cidade de Bastos (SP). Esta é uma oportunidade imperdível para os produtores mostrarem seus melhores ovos e competirem pela excelência na produção avícola do estado.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Notícias

Faixa úmida: entenda o conceito dessa ‘zona’ para ter mais eficiência na irrigação de um plantio

Compreender na prática o que é essa zona otimiza o uso da água e minimiza o desperdício.

Publicado em

em

Foto: Fernando Dias

Na hora de optar pela irrigação por gotejamento em um plantio, nem todos agricultores iniciantes sabem logo de início que não é necessário ter um gotejador para cada planta. Afinal, o conceito de ‘faixa úmida’ é crucial.

Nesse tipo de irrigação, são aplicadas gotas de água no solo próximo às plantas. Para isso, é necessário instalar gotejadores que ficam dispostos em mangueiras flexíveis.

Mas, afinal, o que seria a faixa úmida nesse processo? Também conhecido como círculo molhado, é uma zona localizada perto das plantas e que é mantida constantemente úmida para atender às demandas hídricas das raízes. A faixa úmida é obtida com a sobreposição parcial desses círculos molhados. “Isso é alcançado distribuindo uniformemente a água ao longo da linha de plantio, garantindo uma cobertura adequada das raízes em vez de focar em gotejadores individuais”, explica o engenheiro agrônomo Elídio Torezani.

Entre as vantagens, a faixa úmida otimiza o uso da água, minimiza o desperdício e maximiza a absorção pelas plantas. Na prática, segundo o engenheiro, é a distribuição inteligente da água, não a quantidade de gotejadores, que garante uma irrigação eficaz e sustentável.  “Para obter o máximo potencial da lavoura, é fundamental buscar orientação de bons profissionais, que ajudarão a implementar práticas de irrigação adequadas e maximizar os resultados com economia”, complementa Torezani.

Benefícios e ganhos

Torezani destaca alguns ganhos ao entender o conceito de faixa úmida. São eles:

– Aumenta a produtividade da colheita;

– Evita aumento desnecessário do número de gotejadores;

– Reduz os custos de produção. Afinal, a quantidade de gotejadores adequada significa menos uso de energia elétrica, utiliza menos água e, ainda, otimiza a utilização de insumos.

Prevenção de doenças 

Além disso, Elídio ressalta outro ponto importante: o uso adequado de gotejadores diminui o risco de doenças relacionadas ao excesso de umidade do solo. “Abaixo do gotejador sempre existirá uma área com excesso de umidade. Essa condição vai proporcionar a difusão da água para todos os lados. As raízes que são submetidas constantemente ao excesso de umidade podem morrer por asfixia, dando oportunidade para o desenvolvimento de enfermidades que podem levar as plantas à morte. Assim, a ideia de ter um gotejador muito próximo à planta, é perigosa”, ressalta o engenheiro.

Fonte: Assessoria Hydra Irrigações
Continue Lendo
AJINOMOTO SUÍNOS – 2024

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.