Conectado com

Empresas Avicultura

Cobb-Vantress destaca ingredientes alternativos para nutrição de aves com eficiência produtiva

Médico veterinário e especialista Mundial em Nutrição da Cobb-Vantress, Vitor Hugo Brandalize, defende uso de sorgo na alimentação de aves em cenário de custos em patamares recordes

Publicado em

em

Vitor Hugo Brandalize / Divulgação

A avicultura sofre um desafio constante na relação entre oferta e demanda. Começando com as variações cambiais, legislações trabalhistas, sem falar o que afeta a granja diretamente, que são questões ambientais, sanitárias, manejo e nutricionais. E o que tudo isso não pode gerar: falta nutricional para o desenvolvimento dos animais.

Este é o alerta que faz o médico veterinário e especialista Mundial em Nutrição da Cobb-Vantress, Vitor Hugo Brandalize, quando destaca que os custos de produção seguirão elevados devido aos preços dos grãos. “Como a dieta dos animais representa entre 75% e 80% dos custos do frango vivo, precisamos manter o foco na eficiência alimentar de nossas aves”.

Além de todos os pontos já ‘previsíveis’, a pandemia de Covid-19 acelerou o problema dos preços altos.  A questão foi levantada durante a Conferência Facta, que foi realizada de forma virtual neste ano, quando o assunto não poderia estar mais em pauta: o impacto do custo dos grãos e alternativas para nutrir as aves sem a perda da eficiência.

Diante de sua experiência, Brandalize expõe que muitas variáveis estão envolvidas nesta questão: “as empresas precisam revisar os programas alimentares, como a distribuição de alimentos nas diferentes fases de vida das aves e precisam aumentar os tamanhos de partículas das dietas, como produzir pellets de excelente qualidade e focar, principalmente, nos níveis de proteínas – os aminoácidos”.

Se tivermos que pontuar, como uma grande oportunidade na redução dos custos de produção dos frangos vivos, a peletização das dietas deverá ser uma de nossas prioridades, defendeu o especialista. “Neste momento, a grande maioria das empresas já utiliza dietas peletizadas, mas infelizmente, muitas não produzem pellets com qualidade”, pontua.

Para ele, o grande benefício de peletizar a dieta está relacionado com uma economia de energia da ave ao abrir e fechar a boca no momento em que estão comendo. “Para que tenhamos o real benefício de uma dieta peletizada, precisamos manter o foco na qualidade dos pellets. A nossa recomendação é que tenhamos no mínimo 70% de pellets inteiros nas caixas dos comedouros (nas granjas)”.

E para escapar dos preços abusivos dos grãos, durante sua palestra, o especialista lembra que existem ingredientes alternativos com o mesmo desempenho para nutrição das aves: “o sorgo, cereais de inverno como trigo, etc… Estas são excelentes opções a serem utilizadas nas dietas das aves”.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

17 + cinco =

Empresas Tecnologia

Evonik amplia oferta de serviços NIR para matérias-primas e rações para nutrição animal

• Implementação da norma ISO 12099 para análise de alimentos para animais baseadas em NIR
• Atualização e expansão das calibrações para matérias-primas para nutrição animal, incluindo farinha de insetos
• Aplicativo AMINONIR® Portátil agora também disponível para iOS e com novas funcionalidades

Publicado em

em

Divulgação.

Com a implementação da norma ISO 12099 para espectroscopia no infravermelho próximo (NIR), calibrações atualizadas e ampliadas para matérias-primas e rações para nutrição animal, além de novas funcionalidades no AMINONIR® Portátil, a Evonik agora oferece a seus clientes um serviço ainda mais abrangente.

Além da nutrição animal, como os aminoácidos, e de conceitos para dietas com redução de proteína, os serviços analíticos são um componente das soluções de sistemas da Evonik para alimentação animal de maneira saudável, eficiente e sustentável.

“Só quem conhece a qualidade exata de suas matérias-primas pode usá-las para produzir alimentos de alta qualidade que supram as necessidades dos animais”, diz Dr. Stefan Mack, responsável por Service Marketing na linha de negócios Animal Nutrition da Evonik. “Como essa qualidade pode variar muito, é essencial que os parâmetros de aminoácidos, nutrientes básicos e outros parâmetros nas matérias-primas sejam determinados na fábrica de rações ou na fazenda”.

Durante décadas, a Evonik vem utilizando uma combinação de química úmida e espectroscopia no infravermelho próximo (NIR). “Por meio de elaboradas análises realizadas em química úmida, criamos uma robusta base de dados para calibrações NIR”, diz Dr. Ingolf Reimann, responsável por Analytical Services na linha de negócios Animal Nutrition.

Essas calibrações foram recentemente adequadas segundo a norma ISO 12099. Os processos de laboratório e a documentação foram atualizados de acordo.

No caso dos instrumentos NIR de bancada, a Evonik ampliou seu portfólio com novas calibrações para diversas farinhas de insetos e farinhas de espécies marinhas como camarões, lulas e krill, além de calibrações para rações bovinas (gado de corte e vacas leiteiras). “Dessa maneira, podemos oferecer novas fontes de proteína à indústria da produção animal”, acrescenta Reimann. As calibrações para diversas matérias-primas como milho, farinha de peixe e farinha de soja foram atualizadas de acordo com a programação regular.

O AMINONIR® Portátil, novo serviço móvel de NIR disponível desde o final de 2020, agora também pode ser usado com iPhone ou iPad. Para os telefones Android, já está disponível a segunda versão do aplicativo. Novas funcionalidades incluem uma configuração inicial e uma leitura de amostras ainda mais rápida, além de opções de integração para códigos de barras e dados GPS.

Laboratórios na região

Os serviços AMINONIR® estão disponíveis também nos laboratórios satélites localizados em Buenos Aires, na Argentina; Cidade do México, no México; em Guarulhos, no Brasil; em Lima, no Peru e em Santiago, no Chile; que oferecem calibrações precisas e constantemente atualizadas para predição de aminoácidos, parâmetros bromatológicos, conteúdo energético, ácidos graxos e avaliação da condição de processamento para soja e DDGS de milho.

Para mais informações sobre os serviços AMINONIR®, acesse https://animal-nutrition.evonik.com/en/services e https://myamino.evonik.com.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Biogénesis Bagó se une ao projeto “Juntos pelo Agro” para levar capacitação a pecuaristas do Brasil, Bolívia e Paraguai

Série de treinamentos será realizada durante o mês de agosto em nove estados brasileiros, além de Paraguai e Bolívia

Publicado em

em

Fotos: Divulgação

A Biogénesis Bagó se une ao projeto “Juntos pelo Agro” para levar conhecimento e desenvolvimento ao setor agropecuário. A iniciativa liderada pela Terra Desenvolvimento Agropecuário vai oferecer durante o mês treinamentos para capacitação de pecuaristas e gerentes de fazendas dos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Rondônia, Goiás, Pará, Tocantins e Rio Grande do Sul, além de Paraguai e Bolívia. Os conteúdos serão adaptados às realidades de cada um dos locais.

A programação foi estruturada em duas etapas: análise de resultados da empresa pecuária e o orçamento e modelagem do plano estratégico. Para enriquecer a programação, companhias de diversos segmentos agropecuários, tais como nutrição, sanidade, genética e pastagem, se uniram para difundir seu know how e assim contribuir para o desenvolvimento do setor.

“A Biogénesis Bagó tem como foco promover o extensionismo rural, especialmente para pequenos e médios produtores, para que o Brasil possa produzir cada vez mais e melhor. Por isso, a participação em iniciativas como o ‘Juntos pelo Agro’ tem total sinergia com esse propósito”, pontua o médico-veterinário e gerente de Marketing da Biogénesis Bagó no Brasil, Carlos Godoy.

Segundo o gerente Regional da Terra Desenvolvimento, Cesar Franzon, o “Juntos pelo Agro” é um movimento para unir empresas dos setores do agro que sejam proativas e a Biogénesis Bagó foi a primeira a aderir. “Isso porque o trabalho da sua equipe é diferenciado, com um relacionamento próximo ao seus clientes e o cuidado em levar para o campo inovações que ajudem o pecuarista a produzir mais e melhor. A sua atuação, inclusive, deixa fácil e estreito esse convite para que todos participem”.

Para mais informações e inscrição acesse: https://terradesenvolvimento.com.br/juntospeloagro/.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

HELM do Brasil faz doação de R$ 70 mil para instituições assistenciais em regiões de forte atuação do agronegócio

Iniciativa beneficiará 14 entidades e integra o Movimento Agro Fraterno

Publicado em

em

Presidente da HELM do Brasil, Stefan Strietzel.  

A crise mundial da pandemia da Covid-19 desencadeou o agravamento da situação das populações mais vulneráveis do Brasil e do mundo, com um crescente número de pessoas enfrentando desafios, principalmente os relacionados à falta de alimentos.

Preocupada com essa realidade, a HELM do Brasil está desenvolvendo uma ação de responsabilidade social que beneficiará 14 instituições assistenciais em diferentes estados do Brasil. Com a doação de R$ 70 mil, a ação ajudará mais de 3 mil pessoas assistidas diretamente pelas entidades e mais de 60 mil indiretamente.

“Entendemos que em um momento como o que vivemos, nós, da indústria, temos um papel muito importante no amparo à população que foi diretamente impactada pela pandemia. Por isso, apoiamos ações como essa, que vêm de encontro com a missão de justiça e responsabilidade social da nossa empresa, fundada há mais de 100 anos, com respeito às instituições e às pessoas”, explica o Presidente da HELM do Brasil, Stefan Strietzel.

Ele ressalta que as 14 entidades, que atuam na área de saúde, assistência social, educação e pesquisa, desenvolvimento e defesa de direitos, estão em polos de produção do agronegócio, principal área de atuação da HELM do Brasil. “Temos consciência da nossa responsabilidade social com o mercado que atuamos, e uma das formas de colaborar é com essas doações”, ressalta Strietzel.

As instituições que receberão as doações estão localizadas em Mato Grosso, Paraná, Rio Grande do Sul, Bahia, Goiás, Alagoas, Sergipe, Pernambuco, Minas Gerais e São Paulo.

A iniciativa integra o movimento Agro Fraterno, liderado pelo Sistema CNA/Senar, pela OCB – Organização das Cooperativas do Brasil e por entidades do IPA – Instituto Pensar Agropecuária, que se reuniram em uma corrente solidária para ajudar as famílias mais necessitadas atingidas pela grave crise gerada pela pandemia da Covid-19.

Fonte: Ass. de imprensa
Continue Lendo
Biomin

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.