Conectado com
O Presente Rural Youtube

Empresas Botulismo

Biogénesis Bagó lança vacina contra o botulismo, doença que gera mais de R$ 500 milhões por ano em prejuízos diretos na pecuária brasileira

A multinacional argentina lança a vacina Botulinogen que previne contra o botulismo ajudando o pecuarista brasileiro a produzir e proteger o rebanho cada vez mais e melhor

Publicado em

em

BOTULINOGEN® é a nova vacina da Biogénesis Bagó para combater o botulismo - Foto: Divulgação

A Biogénesis Bagó, uma das empresas líderes na América Latina na produção de soluções para a saúde animal, lança em Dezembro mais um produto para fortalecer seu portfólio de produtos biológicos. A BOTULINOGEN® é uma vacina bivalente e específica para proteger com segurança contra o botulismo, disponibilizada em apresentações de 20 doses e de 50 doses.

De acordo com o Gerente Técnico da Biogénesis Bagó Brasil, Reuel Luiz Gonçalves, o botulismo é uma doença/intoxicação específica causada pela ingestão e absorção intestinal de toxinas produzidas pelo Clostridium botulinum, uma bactéria que acomete diferentes espécies, inclusive o homem. O botulismo ainda mata muitos bovinos, gerando mais de R$ 500 milhões por ano em prejuízos diretos na pecuária brasileira

O Clostridium botulinum pode permanecer no solo e em matéria orgânica por longos períodos, sem causar doença. Porém, quando encontra um ambiente favorável de anaerobiose, ou seja, sem oxigênio, os esporos germinam e produzem neurotoxinas. Após ingestão e absorção pelo trato intestinal, as toxinas se ligam a receptores de terminações nervosas, resultando em paralisia flácida e morte do animal em virtude de parada respiratória. As toxinas C e D são as de maior importância epidemiológica. Um miligrama de toxina mata um animal adulto e cerca de um grama de matéria orgânica decomposta contaminada pode ter toxina suficiente para matar um bovino adulto.

Bovinos confinados também podem adquirir a intoxicação de forma esporádica quando alimentados com silagem, feno ou ração mal conservados, que possam conter matéria orgânica em decomposição ou carcaças de pequenos mamíferos e aves, que por acidente, possam ter sido incorporados ao alimento no momento da preparação.

“Estas condições são ideais para a multiplicação da bactéria e produção de grandes quantidades da toxina botulínica. Reservatórios de água, águas paradas e açudes contaminados por carcaças de roedores, plantas, pequenas aves ou animais silvestres como tatus e tartarugas também podem ser considerados como possíveis fontes de infecção para bovinos a campo e estabulados”, explica Gonçalves.

Considerando que o tratamento dos animais enfermos é geralmente ineficaz e economicamente impraticável, o controle do botulismo bovino consiste na adoção de medidas preventivas relacionadas à melhoria das condições ambientais e sanitárias como eliminação de fontes de contaminação nas pastagens através da remoção e incineração de carcaças; manejo nutricional adequado, como a correção da deficiência de fósforo nas pastagens e suplementação mineral permanente dos animais.

Para o Gerente de Produtos da Biogénesis Bagó Brasil, Pedro Hespanha, a vacinação é um dos meios profiláticos mais eficazes para prevenir a doença. “A vacinação deve ser feita anualmente, antes do período das chuvas, sendo que a primeira imunização deve ser seguida de reforço quatro a seis semanas após a primeira dose. Em algumas situações, como no confinamento, esta é a principal medida de controle do botulismo”, orienta Hespanha.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 5 =

Empresas Avicultura

Programas Integração e Mais Grãos da Avivar são pauta do VetanCast #10

Publicado em

em

Foto: Divulgação

O diretor de logística e suprimentos da Avivar Alimentos, Eliênio Costa, é o convidado do podcast que foi ao ar nesta segunda-feira (18), no canal do VetanCast no Spotify. Este episódio trouxe um pouco sobre os programas Integração e Mais Grãos, desenvolvidos pela Avivar, que atua no Centro-Oeste mineiro, região pouco favorável à produção de grãos. “É um plano um pouco ambicioso, mas é um projeto de longo prazo. A gente estima aproximadamente 10 anos para a sua totalidade”, destacou Eliênio, em um dos momentos da conversa.

Sobre o VetanCast: O VetanCast é um projeto da Vetanco Brasil. Trata-se de uma ferramenta que foca na comunicação auditiva, através da realização de entrevistas com personalidades do agronegócio no formato de podcast. Cada episódio tem a duração de 12 minutos, e as publicações acontecem a cada 15 dias com a participação de um convidado.

Entre os intervalos do VetanCast, no mesmo canal também são disponibilizados os informativos em formato de áudio do Pílulas Técnicas Vetanco, com a apresentação de temas técnicos atualizados.

Para ter acesso a todo este conteúdo, deve-se acessar o Spotify e digitar VetanCast. Caso queira acompanhar as atualizações, clique no botão Seguir.

VetanCast #10: https://open.spotify.com/episode/5TGnuKLgRcyUc11g1oRrlU?si=u0Ko3rGjTZ-U1ge_BNwqyw

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

American Nutrients recebe certificação em bem-estar animal

Produtos da linha de saúde do úbere atenderam critérios de avaliação durante auditoria de empresa da Nova Zelândia

Publicado em

em

Divulgação/American Nutrients

A American Nutrients, empresa especialista em saúde animal, com sede no estado do Rio Grande do Sul, recebeu a certificação em bem-estar animal para seus produtos da linha de saúde do úbere ORDENHA 10 pré-dipping e ORDENHA 10 pós-dipping, no último dia 13 de novembro. A comprovação é emitida pelo movimento #BebaMaisLeite, em parceria com a empresa de consultoria da Nova Zelânida QConz, sendo baseado nas regras da Organização Mundial de Saúde (OMS), bem como nas pesquisas desenvolvidas por universidades e instituições brasileiras e internacionais, adaptadas para a realidade da pecuária leiteira do Brasil.

O programa tem como objetivo credenciar empresas do setor agropecuário que estejam alinhadas com os propósitos de promover o bem-estar animal através de seus produtos ou serviços. “A conquista dessa certificação reforça o comprometimento da American Nutrients com a visão de saúde única, alinhando diretrizes que integram a saúde animal, humana e meio ambiente. Inovar na prática, levando as melhores soluções para nossos clientes e parceiros”, ressaltou o diretor da empresa Claus André Kettermann.

Os requisitos básicos para a certificação envolveram análises e indicadores específicos, integrando um eficiente controle de qualidade e de processos, atendimento à legislação vigente e estudos de eficácia. “Todos os produtos da linha de saúde do úbere da American Nutrients atenderam integralmente os critérios de avaliação do programa, comprovando que a empresa adota em seus processos, iniciativas voltadas a manutenção da saúde e bem-estar dos animais, garantindo segurança e confiabilidade para toda a cadeia da bovinocultura de leite”, ressaltou o diretor Kettermann.

As auditorias foram feitas pela QCONZ América Latina Consultoria e Treinamento, empresa que atua há 16 anos desenvolvendo sistemas de qualidade para setor primário e prestando serviços de auditoria, consultoria e treinamento. A empresa é líder de mercado na Nova Zelândia, além de ser referência em excelência para os órgãos públicos e indústrias do país em que atua.

Requisitos que foram auditados para a certificação:

– Atendimento integral à legislação vigente (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento)

– Procedimentos de boas práticas de fabricação implementados

– Ambos os produtos devem possuir, em sua composição, matérias-primas que proporcionem conforto e bem-estar ao animal durante e após a ordenha

– Controle de processos durante a fabricação dos produtos, desde o recebimento das matérias-primas, análises de controle de qualidade e garantia de rastreabilidade

– Eficiência antimicrobiana comprovada dos produtos pré-dipping e pós-dipping, tanto in vivo, quanto in vitro, frente a microrganismos comumente relacionados a incidência de mastite clínica e subclínica

– Pós-dipping deve possuir potencial de hidratação do teto comprovado após o uso

– Treinamentos periódicos da equipe de produção e comercial

– Eficiente Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC)

– Possuir o conceito de sustentabilidade como cultura na empresa

Fonte: Ass. de Impressa.
Continue Lendo

Empresas Evento

FMC participa do Dia de Campo Digital da C.Vale com tecnologias sustentáveis para soja e milho

Publicado em

em

Entre os dias 18 a 22 de janeiro, a FMC participa do Dia de Campo digital C.Vale, levando inovações para os mercados de soja e milho. No evento, que será realizado em moderna plataforma online, a companhia estará presente com a equipe técnica especializada apresentando seu amplo e eficiente portfólio, com soluções para controle para pragas, plantas daninhas e doenças nas culturas de soja e milho, além de oferecer os benefícios do novo programa de relacionamentos da empresa, o JUNTOS produtor.

“Para nós, é uma grande satisfação estar presente nesse grande evento para estreitar nosso relacionamento com os produtores e com a C.Vale. Estamos com um portfólio ainda mais robusto, levando soluções e praticidade ao dia a dia do produtor, garantindo produtividade e sustentabilidade em sua lavoura. Além disso, queremos marcar uma nova etapa do relacionamento entre a empresa e os agricultores, com efeitos práticos na forma de buscar e multiplicar soluções personalizadas, tudo isso por meio do JUNTOS”, comenta o Gerente de Marketing Regional da FMC, Bruno Lucas.

O JUNTOS é um programa de benefícios, onde os produtores ganham FMC Coins toda vez que adquirem produtos da empresa nos estabelecimentos participantes. Para isso, basta fazer o upload das notas fiscais na plataforma juntosfmc.com.br. Com a moeda, é possível resgatar prêmios (catálogo online com as mais variadas opções) e benefícios exclusivos, como equipamentos, programas de capacitação e consultorias especializadas.

 

TECNOLOGIAS

Para a cultura da soja, a FMC destaca seu projeto de soja, que tem como objetivo divulgar as importantes iniciativas que a Companhia vem realizando com todos os elos da cadeia na troca de conhecimento e ações que buscam melhores práticas e resultados no campo.

Na ocasião, a equipe técnica da companhia apresentará, para ambas as culturas, os inseticidas Hero®, que utiliza sua alta potência inseticida para conter percevejos adultos, com resultados imediatos, Premio® e Avatar®, tecnologia de ponta para controle de lagartas, que promove a proteção da lavoura por mais tempo contra as espécies mais importantes do milho e da soja, e Talisman®, uma solução completa para manejo de percevejos, controlando ovos, ninfas e adulto e impulsionando a performance no manejo da praga. Outro destaque tecnológico para a cultura da soja é o herbicida pré-emergente Stone®, utilizado para controlar as plantas daninhas desde seu início, mesmo as mais difíceis, deixando o caminho limpo para a produtividade.

Continue Lendo
Dia Estadual do Porco – ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.