Conectado com

Empresas SBSS

BASF apresenta eficácia de sua enzima, Natugrain®TS, no 12º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

Companhia também apresenta outros nutrientes de seu portfólio desenvolvidos para a saúde e bem-estar dos suínos

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

O negócio de Nutrição Animal da BASF vai estar presente no 12º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura, que acontece entre os dias 06 e 08 de agosto em Chapecó, Santa Catarina. A companhia vai expor seus principais produtos voltados para a dieta de suínos que colaboram para melhoria da alimentação e crescimento destes animais, aumento da produtividade e sustentabilidade na criação.

O destaque da participação da empresa nessa edição vai para os resultados dos testes realizados com a inclusão na dieta de suínos de uma de suas principais enzimas, a Natugrain®TS, composto que melhora da conversão alimentar e aumenta a eficiência energética do alimento. A experiência apontou a melhoria da digestão destes animais com a maior absorção de nutrientes e redução da viscosidade, fator que ajuda a proliferar bactérias no organismo do animal, como Salmonela.

“A BASF já se assegurava das melhorias que o Natugrain®TS promove na digestão dos animais. Os testes realizados só comprovam o que a companhia sempre garantiu para seus clientes”, explica Rodrigo Knop, coordenador de serviços técnicos da BASF.

Além da Natugrain®TS com a comprovação de sua eficácia, a BASF ainda expõe outros produtos de seu portfólio, como a Natuphos®E. Essa enzima é responsável por reduzir a necessidade de incluir fontes inorgânicas à ração, diminuindo os custos com a alimentação. Ela ainda garante uma melhor digestão e absorção de fósforo e outros nutrientes como proteínas e minerais durante a digestão dos suínos.

Também estarão presentes na feira os glicinatos, microminerais que ajudam no bem-estar do animal. Essa linha da BASF possui cobre, ferro manganês e zinco. Dissolvidos na água, fornecem maior quantidade destes microminerais aos suínos e reduzem o excremento desses elementos no solo.

Os glicinatos da BASF podem ser adicionados a todos os tipos de mistura. Não têm cheiro e são de fácil distribuição para as diversas formas de alimentação dos animais.

Fonte: Assessoria da BASF
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 3 =

Empresas Saúde Animal

Resultados globais da Boehringer Ingelheim mostram crescimento da divisão de Saúde Animal no 1º semestre

Mesmo com a pandemia que afetou os mercados globais, a divisão registrou alta em relação ao primeiro semestre de 2019; as vendas líquidas globais atingiram 2,2 bilhões de euros

Publicado em

em

Um dos destaques no resultado da companhia foi que as vendas líquidas da vacina Ingelvac® CircoFLEXFoto: Divulgação

A divisão de Saúde Animal da Boehringer Ingelheim registrou vendas líquidas globais de 2,2 bilhões de euros no primeiro semestre de 2020. Esse montante, considerando correção do câmbio, representa um crescimento de 4,2% em relação a igual período do ano passado, quando a receita bateu 2,1 bilhões de euros. De forma geral, considerando as outras áreas, a empresa divulgou em 3 de agosto os seus resultados financeiros globais, com vendas líquidas de 9,7 bilhões de euros nos seis primeiros meses do ano, uma quantia que, corrigida pelo câmbio, equivale a um crescimento de 4,4% sobre o mesmo período de 2019 (9,3 bilhões).

O antiparasitário para cães NexGard® permaneceu como o produto mais vendido do período, com vendas líquidas de 446 milhões de euros, uma alta de 12,2% em relação a igual período do ano passado (395 milhões de euros), considerando a variação cambial. Outro destaque no resultado da companhia foi que as vendas líquidas da vacina Ingelvac® CircoFLEX, que previne e controla doenças associadas ao circovírus suíno, se recuperaram no primeiro semestre e bateram em 127 milhões de euros, crescendo 9,9% em base monetária em relação ao ano anterior (117 milhões de euros), quando estava sob pressão devido ao surto de Peste Suína Africana em diversos países asiáticos, principalmente na China.

 

 

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

O sentimento de pertencer

Publicado em

em

Ana Avelar - diretora de RH da Zoetis no Brasil. - Fotos: Divulgação

Por Ana Avelar*

Pertencimento é uma das necessidades humanas mais importantes. Como seres gregários que somos, queremos fazer parte de grupos, famílias, times, partidos… e muito do que fazemos é para satisfazer essa necessidade. É só olhar ao redor – seguimos tradições familiares, cantamos o hino do coração, defendemos ideias políticas, adotamos hábitos parecidos aos de nossos amigos, vestimos a camisa da empresa.

Vivemos um momento único, repleto de dúvidas e de incertezas, um tempo em que o distanciamento social é regra para todos. Como companhia global, a Zoetis já se encontrava em um processo evolutivo de comunicação digital e instantânea que, com a pandemia, foi acelerado – o que fez com que continuássemos nossas operações e atendêssemos aos nossos clientes com a mesma excelência.

Como líder de Recursos Humanos, eu me senti suportada pela companhia quando a situação de pandemia foi anunciada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e nossa CEO global, Krinstin Peck, prontamente se manifestou colocando as pessoas no centro de tudo. Essa sensação de presença nos traz ‘pertencimento e foi pensando nisso e também em dar continuidade ao planejamento do ano que nos apoiamos em alguns pilares – comunicação interna forte, transparência, reconhecimento, cuidado com a nova rotina e com a saúde mental das pessoas.

Realizamos pesquisas internas, implantamos planos de carreira, desenvolvemos um projeto de mentoria estruturado, recrutamento e integração de novos funcionários, promovemos happy hours virtuais, ações com pets, continuamos com nossas aulas de ioga, entre outras ações. Observamos que, mesmo com todos os desafios, esse novo modo de trabalho propiciou maior compartilhamento de informações e maior integração entre as áreas da empresa.

De olho nesse movimento, entendo que cada um de nossos colegas, além de cuidarem de sua saúde e da de seus familiares, orientou-se para adotar medidas em benefício do coletivo, com atenção a seus pares, fornecedores e clientes.

Felizmente, atuamos em uma área considerada essencial, que é a de garantir a saúde e o bem-estar de animais de produção e de companhia. E esse propósito se tornou ainda mais relevante nesta situação de crise, já que, com o trabalho e o esforço de cada um, torna-se possível alimentos saudáveis e seguros estarem nas mesas dos lares brasileiros e os animais de estimação continuarem a ser cuidados por seus tutores.

Com esse fio condutor, entendemos ser parte não só de uma companhia, mas de uma engrenagem muito maior que nos inspira, nos move e nos direciona.

* Diretora de RH da Zoetis no Brasil.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Grãos

Bayer lança dois novos híbridos de milho com foco no mercado de alta produtividade da região sul do país

Em fase de pré-lançamento no Brasil, os produtos chegam ao mercado em julho de 2020 por meio das marcas de sementes Agroceres e Dekalb

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Este ano, o Brasil registrou crescimento recorde da produção de grãos, alcançando a marca de 250,5 milhões de toneladas, o que segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), representa 8,5 milhões de toneladas a mais do que a safra de 2018/2019. Falando especificamente da cultura do milho, (somadas todas as safras), o país chegou a superar os 100 milhões de toneladas com uma área de 18,5 milhões hectares.

“O crescimento expressivo da produção de grãos e seus consecutivos recordes são resultados de constantes investimentos dos produtores brasileiros em novas tecnologias. Este é um dos motivos pelos quais a Bayer está apresentando ao mercado o pré-lançamento de dois híbridos das marcas de sementes Agroceres e Dekalb. As novidades, que foram desenvolvidas especialmente para a região sul do Brasil, estarão disponíveis no mercado para a safra verão 2020/2021”, explica o gerente de produto para milho da Bayer, Danilo Pereira.

A Sementes Agroceres tem como destaque o AG9021PRO3®, híbrido de ciclo hiperprecoce, que complementa as soluções da marca para os Estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. A novidade chama a atenção por sua capacidade de ampliar a rentabilidade do agricultor, devido ao seu altíssimo potencial produtivo, aliado à hiperprecodidade de ciclo.

Já a marca Dekalb, realiza o pré-lançamento do híbrido DKB235PRO3®, que associa ciclo rápido e produtividade. Seu alto potencial produtivo aliado à sanidade foliar, elevam o híbrido a um nível superior em termos de produtividade, fortalecendo, assim, o portfólio da Dekalb na região sul do Brasil.

Cerca de 400 produtores terão o privilégio de testar o DKB235PRO3®. Já o AG9021PRO3® será testado por cerca de 200 agricultores.

Além destes dois produtos, que ainda não tiveram lançamento comercial, a Agroeste aposta no novo híbrido AS1868PRO3® para a região sul do Brasil, que já foi testado na safra passada e que demonstrou altíssimo potencial produtivo, excelente perfil defensivo para as principais doenças foliares e boa tolerância ao complexo de enfezamento.

Os produtos chegam ao mercado com a tecnologia VT PRO3®, a primeira que auxilia na proteção da raiz do milho contra ataques da Diabrotica speciosa (larva-alfinete) e na proteção até a espiga contra ataques de lagartas da parte aérea, além de ser tolerante ao glifosato e proporcionar maior flexibilidade no manejo de plantas daninhas. “O produtor brasileiro é o nosso grande parceiro e sabe que os híbridos da Bayer entregam diversos benefícios a ele, especialmente o potencial aumento de produtividade”, explica Pereira. “Investimos em pesquisa e desenvolvimento para entregar um portfólio de híbridos de milho com excelentes resultados”, ressalta o especialista.

Além dos híbridos mencionados, tanto a marca Dekalb quanto a Sementes Agroceres e Agroeste colocam à disposição do produtor híbridos de RefúgioMax, marca de sementes ideal e exclusiva para o plantio de refúgio de milho. “Sempre reforçamos com o agricultor a importância da prática de Manejo Integrado de Pragas (MIP) para preservar os benefícios da biotecnologia. E um dos principais pilares para essa preservação é a implementação do refúgio estruturado, que ajuda a reduzir a população de insetos resistentes e, assim, visa a proteção do potencial de produtividade da lavoura”, acrescenta Pereira.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.