Conectado com

Empresas

Alternativas seguras para substituição das fontes de fibra nas formulações de rações

Escassez de farelo de trigo e casca de soja no mercado faz com que produtores de ovos e suínos procurem alternativas viáveis para suplmentação de fibra nas dietas dos animais. Situação foi agravada por fatores climáticos e aumento do uso do farelo

Publicado em

em

Nas últimas semanas os produtores de ovos e suínos têm observado uma alta significativa do preço do farelo de trigo e mesmo sua escassez no momento da compra. As principais razões para isto são alterações climáticas no Sul do País que diminuíram a produção e o aumento do uso deste ingrediente na dieta de ruminantes. Neste ponto a alta do milho teve impacto direto, pois com a elevação acentuada deste grão nas últimas semanas fez com que muitos criadores de bovinos substituíssem parcialmente o milho pelo farelo de trigo. Em maio o trigo grão em reais por tonelada saiu de 800,00, já considerado alto, para 825,00, com tendência de elevação ainda maior, conforme relata o site o Cepea.

 

Na primeira semana de abril, a demanda por farelo de trigo esteve fraca, com redução nas aquisições e pequena queda nos preços. Porém, nas semanas seguintes, a demanda por parte das indústrias de ração voltou a se aquecer fortemente, principalmente por conta do elevado preço do milho, o que resultou em aumento nos preços do derivado do trigo. Além disso, a demanda maior que a oferta, já que moinhos estiveram com a moagem reduzida, ajudou a sustentar os preços do derivado na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea. O valor médio do farelo de trigo ensacado em abril, considerando-se as regiões acompanhadas pelo Cepea – PR, RS, SP, SC –, superou em 7,64% o do mês anterior, e em 5,48% o produto a granel. Na mesma comparação, o preço do milho no mercado de lotes (negociações entre empresas) teve alta de 11,3% e no de balcão (preço pago ao produtor), de expressivos 10,1%”. (CEPEA)

 

Em contato com um produtor de ovos no Sul de Minas Gerais, com um plantel aproximado de 1,5 milhão de galinhas de postura, foi identificado problemas de compra do farelo de trigo nas últimas semanas. A fonte informa que o cenário de escassez do farelo e casca de trigo é real e adianta que esta situação poderá perdurar por um longo período.

 

Neste sentido, o CEO e diretor geral da BIOSEN (Salto/SP), Fernando Toledano, alerta para o uso de fibras funcionais, no caso o FIBRECELL® e o OPTICELL®, como alternativas viáveis para suplementação na dieta de animais com restrição alimentar. “As nossas fibras são alternativas viáveis para substituição de 100% do farelo de trigo e casca de soja, possibilitando ganhos tanto no desempenho do animais, como uma melhor gestão logística do uso de fontes de fibra, já que a inclusão de nossas fibras é 10 vezes menor do que a do farelo de trigo”,  informa. Outro destaque, segundo o diretor geral, está na segurança alimentar uma vez que as fibras comercializadas pela BIOSEN são isentas de contaminantes.

 

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =

Empresas Oceana

Resultados comprovados impulsionam as vendas da Oceana para premixeiras, cooperativas e fábricas de rações

LithoNutri, solução da empresa com foco em nutrição animal para aves, suínos e ruminantes, tem forte embasamento científico

Publicado em

em

Solução que contribui para premixeiras, cooperativas e fábricas de rações terem um produto que amplia significativamente a produtividade e rentabilidade dos seus clientes. Esta é a LithoNutri, desenvolvida pela multinacional brasileira Oceana com a utilização da alga Lithothamnium, que tem mais de 70 elementos balanceados (minerais, aminoácidos e polissacarídeos), grandes aliados da proteína animal de excelente qualidade.

Estes diferenciais, somados à equipe altamente qualificada e ao forte embasamento científico, têm contribuído para a expansão contínua e natural da Oceana em todo o território nacional.

De acordo com Alysson Polzonoff, diretor comercial da Oceana para o segmento de Nutrição Animal, este crescimento da Oceana tem contribuído para a empresa ampliar constantemente o time de profissionais. “Nos últimos meses, trouxemos colaboradores que são referências no mercado de nutrição animal e que irão contribuir para a Oceana ampliar a sua presença em regiões e mercados estratégicos”, finaliza.

Benefícios Reais – A LithoNutri proporciona amplos benefícios, contribuindo diretamente para o bem-estar de aves, suínos e ruminantes. Na Avicultura, estudos comprovam total eficácia para redução na conversão alimentar, melhoria nos índices de ovos quebrados e trincados, e considerável melhoria na produção de ovos, peso de gema, massa de ovos, unidade Haugh e qualidade de casca.

Em suínos, há consideráveis resultados em relação à melhoria da eficiência alimentar, redução de agressões pós-formação de lotes, redução da mortalidade de leitões pelos melhores escores de saúde e maior consumo de ração e maior peso de leitões desmamados

Já em ruminantes, destaque para a melhoria na produção de leite, aumento de consumo de matéria seca, melhoria no GPD e aumento da digestibilidade de MS total de 12 a 13%.

Fundada em 2006, a Oceana, que tem fábrica em Tutóia (MA), escritório em Jundiaí (SP) e um centro de distribuição na França, é uma multinacional brasileira que produz potencializadores para a nutrição animal e nutrição vegetal. A empresa desenvolve suas soluções com a Lithothamnium, alga com mais de 70 elementos balanceados (minerais, aminoácidos e polissacarídeos), fundamentais para o desenvolvimento natural das plantas e grandes aliados da proteína animal de excelente qualidade.

A empresa tem certificações do IBD, USDA, IBAMA, SEMA/Maranhão, ICM-BIO e MAPA para desenvolver e comercializar, de maneira sustentável, produtos com a alga marinha Lithothamnium. A Oceana utiliza, em seu processo produtivo, apenas algas mortas (sedimentadas e calcificadas).

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Auster

Auster Nutrição Animal destaca ações para elevar qualidade do leite em dia de campo

Dia de Campo terá palestras para auxiliar os produtores de leite a obter melhores resultados

Publicado em

em

Divulgação

A Auster Nutrição animal apresentará sua linha de produtos voltada para o aumento da produtividade do leite em um Dia de Campo no dia 22 de novembro, na Agropecuária Ribeiro, em São José dos Campos (SP). A expectativa é de que 150 produtores de leite participem do evento.

O Dia de Campo terá palestras para auxiliar os produtores de leite a obter melhores resultados. Entre os temas abordados, estão processos para um leite saudável, controle de mastite e uso racional de antibióticos.

“A melhoria da qualidade do leite impulsiona a comercialização do produto. A Auster trabalha na categoria de especialidade láctea, com a linha Nattimilk e Nattimilk EMax, que contribuem para redução de custos de produção e aumento da receita dos produtores devido à maior eficiência e qualidade”, destaca Wiliam Tabchoury, responsável pela área de ruminantes da Auster.

Tabchoury destaca que o Dia de Campo é uma excelente oportunidade para o produtor de leite do Vale do Paraíba conhecer, na prática, técnicas modernas para o manejo nutricional correto da atividade. “A missão da Auster é contribuir para segurança alimentar, a qualidade do leite e a rentabilidade do produtor. Estar nesse evento fortalece nosso compromisso”, finaliza o responsável pela área de ruminantes da Auster.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas

Cônsul da Bélgica visita Impextraco

Entre outros temas, foi discutida a cooperação entre Brasil e Bélgica no desenvolvimento do agronegócio

Publicado em

em

Divulgação

A Impextraco recebeu, em 25 de Outubro, a visita do novo Cônsul Geral da Bélgica em São Paulo, Sua Excelência Sr. Matthieu Branders, acompanhado do Cônsul Honorário da Bélgica no Paraná, Sua Excelência Dr. João Casillo.

Entre outros temas, foi discutida a cooperação entre Brasil e Bélgica no desenvolvimento do agronegócio, uma vez que a Bélgica tem tradição e expertise neste setor.

“O recente acordo comercial firmado entre a União Europeia e o Mercosul, traz o Brasil como importante exportador de produtos agrícolas, sendo a Bélgica uma das portas de entrada para o mercado europeu”, comenta o Cônsul Geral, e acrescenta: “há um crescente interesse de empresas belgas pelo mercado brasileiro, e também pudemos observar, em nossas viagens pelo Brasil, a busca por investimento na Europa”.

Outro ponto debatido foi a constante relação de professores especialistas de ambos países, que se encontram em congressos mundiais e decidem trabalhar juntos. Há em torno de 25 pesquisadores e aproximadamente 215 estudantes brasileiros na Bélgica, em áreas de Nanotecnologia e Agronomia, junto com renomados institutos agronômicos do país.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
AB VISTA Quadrado
Mais carne
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.