Conectado com
VOZ DO COOP

Empresas Cota coffee break

Vaxxinova patrocina o Congresso de Suinocultores, com ação durante o evento

Em formato híbrido, o Congresso de Suinocultores, que acontece no dia 11 de junho, será transmitido ao vivo

Publicado em

em

Arquivo / OP Rural

A Vaxxinova, reconhecida por sua atuação no setor de saúde animal, patrocina o Congresso de Suinocultores, que ocorrerá no dia 11 de junho, em Marechal Rondon, no Paraná. Durante o evento, a Vaxxinova irá realizar um sorteio especial, proporcionando aos participantes a chance de ganhar uma Alexa. Além disso, a empresa oferecerá um coffee break, reforçando seu compromisso em apoiar e enriquecer o setor de suinocultura no país.

O Brasil é o quarto maior produtor e exportador de carne suína do mundo, e o congresso é de suma importância para todo o setor produtores do Paraná, visto que, na cadeia de suínos, o estado ocupa a segunda posição no ranking nacional, produzindo 12 milhões de unidades em 2023, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “Como o Brasil tem um papel significativo nesse mercado global, este evento é uma oportunidade vital para os produtores brasileiros se atualizarem sobre as melhores práticas e inovações, promovendo um intercâmbio de ideias para fortalecer ainda mais o setor”, comenta Rogério Petri, Gerente da Unidade de Negócios Suínos Vaxxinova.

Com uma programação rica e diversificada, o congresso, que reúne nomes importantes da suinocultura do estado e do Brasil, é promovido pelo jornal “O Presente Rural”, em parceria com Lar Cooperativa Agroindustrial e Frimesa e com o apoio do Sindiavipar e da ABCS. O evento terá participação presencial de convidados e transmissão ao vivo pelo Facebook e pelo YouTube do jornal, o que amplia o alcance do congresso, permitindo que mais pessoas se beneficiem das discussões e apresentações.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Soluções nutricional

Polinutri destaca os efeitos benéficos do uso de suplementos polivitamínicos hidrossolúveis contendo probióticos na produção avícola industrial

Nova tecnologia lançada pela empresa auxilia na saúde intestinal, atuando de forma eficaz para a estabilidade da flora intestinal das aves

Publicado em

em

Arquivo / OP Rural

A Polinutri apresenta ao mercado sua mais nova solução nutricional, cuja proposta é auxiliar o desenvolvimento zootécnico, uma tecnologia estratégica para manter o equilíbrio da flora intestinal durante o período de estresse das aves. “A Polinutri acaba de apresentar uma ferramenta estratégica e indispensável para a avicultura brasileira, o Provitam Bio Aves. Lançada oficialmente durante nossa participação na Pecnordeste 2024, que ocorreu de 6 a 8 de junho no Centro de Convenções do Ceará, em Fortaleza, e foi muito bem recebida por todos que visitaram nosso estande”, destaca Cristiano Kraemer, Gerente da Unidade de Negócios Avicultura da Polinutri.

O Provitam Bio Aves chega ao mercado com o aval técnico-científico da equipe do departamento técnico da Polinutri, referência no mercado de nutrição. Sua proposta é agir em diferentes situações do período de produção das aves, garantindo o balanço da flora intestinal natural frente a uma série de fatores comuns relacionados à intensa pressão da produção e seus efeitos negativos causadores do estresse das aves, sejam elas de corte, postura, ornamentais ou de estimação.

“O Provitam Bio Aves é um suplemento vitamínico completo que melhora a estabilidade da microbiota intestinal com aminoácidos, eletrólitos, osmoprotetores e probióticos. Trata-se de um produto desenvolvido para promover a saúde intestinal e reforçar a suplementação de vitaminas essenciais”, ressalta Cristiano Kraemer.

No campo, o porta-voz salienta que os avicultores ganharão ainda mais eficiência ao permitir a estabilidade da flora intestinal. Ele descreve que o Provitam Bio Aves foi desenvolvido para equilibrar e promover a microbiota intestinal benéfica, reforçando a suplementação de vitaminas que participam de diversas funções vitais, como a produção de energia, a síntese de proteínas, a formação de ossos e penas, e a proteção contra radicais livres.

“Seja em situações de desafios sanitários, quedas de imunidade, mudança de ambiente, elevada densidade populacional ou mesmo desidratação e estresse térmico, o Provitam Bio Aves passa a ser uma grande aliada da avicultura brasileira”, completa Kraemer.

De acordo com Andre Viana, Diretor Técnico da Polinutri, a tecnologia presente na solução nutricional conta com quatro cepas de micro-organismos em elevada concentração, que restauram e regulam a microbiota intestinal, colonizando o ambiente para uma microbiota mais saudável. As vitaminas presentes no Provitam (dos complexos C e B) auxiliam no fortalecimento do sistema imunológico e são cofatores de diversas reações do metabolismo das aves, além dos probióticos.

O produto também se destaca por sua fácil aplicação e versatilidade, sendo resistente ao cloro presente na água tratada, por exemplo, ou podendo ser adaptado à melhor forma de uso do avicultor, seja na ração farelada ou na água. “Todos esses benefícios elevarão a estratégia de produção, um compromisso da Polinutri, uma companhia que há 35 anos acredita que, ao lado dos nossos clientes, podemos ir mais longe”, completa Marcelo Torretta, Diretor Comercial Multiespécies da Polinutri.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Visita da APCS ao Escritório da DanBred Brasil em Patos de Minas

Publicado em

em

(Foto: Divulgação)

A DanBred Brasil teve o prazer de receber a visita da liderança da Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS) e produtores do estado de São Paulo ao nosso escritório em Patos de Minas, nos dias 3 e 4 de junho de 2024. Este encontro teve como objetivo fortalecer a colaboração e parceria de longa data, promovendo o intercâmbio de conhecimentos e experiências no setor de suinocultura.

Durante a visita, os representantes da APCS tiveram a oportunidade de conhecer nossa estrutura e as inovações tecnológicas implementadas pela DanBred Brasil. Tivemos o prazer de contar com uma apresentação do presidente da APCS, Valdomiro Ferreira, que falou sobre o presente e futuro da suinocultura, enriquecendo o conhecimento de todos os envolvidos no setor de suinocultura da DanBred Brasil.

A programação incluiu reuniões com nossa equipe técnica e visitas às nossas instalações, onde apresentamos nossa estrutura de produção e melhoramento genético, bem como a evolução dos resultados que estamos trazendo para este ano.

Estamos entusiasmados com o fortalecimento dos laços com a APCS e de contribuir para o avanço do setor suinícola no Brasil.

Continue Lendo

Empresas

Reconhecida pelo SPC mais digestível do Brasil, Rio Pardo projeta alcançar novos mercados na Fenagra 2024

Com sete anos de atuação no Brasil, a Rio Pardo Proteína Vegetal foi fundada para suprir a demanda por um concentrado proteico de soja diferenciado.

Publicado em

em

Foto: Alex Correia/WGO Comunicação
A Rio Pardo Proteína Vegetal, reconhecida pelo concentrado proteico de soja (SPC) mais digestível do Brasil, participa nesta semana da Feira Internacional da Agroindústria (Fenagra), no Centro de Convenções do novo Distrito Anhembi, em São Paulo.

A empresa atingiu a marca de exportação para 21 países com seu principal produto: cinco asiáticos (Filipinas, Tailândia, Taiwan, Vietnã e Malásia), 10 europeus (Alemanha, França, Inglaterra, Espanha, Dinamarca, Turquia, Lituânia, Portugal, Grécia e Holanda) e seis nas Américas (Chile, Colômbia, Equador, Guatemala, Peru e Venezuela). “Nossa expansão pelo mundo está diretamente ligada às parcerias firmadas em feiras internacionais como a Fenagra, que este ano está ainda maior e conta com uma presença mais robusta de público e empresas multinacionais”, frisa o diretor da empresa, Osvaldo Neves de Aguiar.

Diretor da Rio Pardo, Osvaldo Neves de Aguiar: “Nós introduzimos a soja e obtemos o SPC pronto e o óleo em uma única etapa” – Foto: Giuliano de Luca/OP Rural

Na França e na Alemanha, por exemplo, o SPC da Rio Pardo chegou por meio de parceria com a Barentz, gigante mundial de distribuição de insumos alimentícios. “A Barentz representa a Rio Pardo nos principais países da Europa. Hoje, estamos em 22 países, incluindo o Brasil, e as feiras do setor são ferramentas essenciais para o desenvolvimento desse mercado global”, enfatiza Aguiar.

Líder do segmento

Com sete anos de atuação no Brasil, a Rio Pardo Proteína Vegetal foi fundada para suprir a demanda por um concentrado proteico de soja diferenciado. “Na Europa e na Ásia é realizado uma lavagem alcoólica para obter o concentrado proteico de soja, enquanto que o processo de produção dos RPSOY700 e RPSOY180 da Rio Pardo é diferente. Investimos muito para alcançar o produto que temos hoje, com um processo único”, assinala Aguiar. “Nós introduzimos a soja e obtemos o SPC pronto e o óleo em uma única etapa. Isso representa uma nova geração de SPC, pois utilizamos menos energia térmica e elétrica, e fazemos uma única imersão em solvente, aquecendo a soja apenas uma vez”, ressalta.

Aguiar explica que outros produtos passam por até quatro aquecimentos, dois na primeira etapa e outros dois na segunda, o que resulta em um consumo excessivo de energia. “No Brasil, a energia térmica e elétrica é predominantemente renovável, provinda de fontes hídricas, fotovoltaicas e eólicas. Já na Europa a maior parte da energia é oriunda de combustíveis fósseis como petróleo e gás natural, além da energia nuclear. Além disso a sustentabilidade do Brasil em relação à energia utilizada na indústria não se compara com nenhum lugar do mundo”, comenta Aguiar.

Segundo o executivo, há uma grande desinformação sobre o SPC, com muitos acreditando que todos os produtos são iguais. “Já conseguimos exportar para mais de 20 países e, aos poucos, estamos sendo reconhecidos pela qualidade que empregamos na produção do nosso SPC”, afirma Aguiar.

Em evidência

O diretor da Rio Pardo considera a Fenagra uma das melhores feiras do setor, uma vez que permite o contato direto com diversos segmentos do agronegócio. “Recebemos em nosso estande distribuidores italianos que elogiaram a qualidade e a preservação ambiental que temos no Brasil. Eles ficaram maravilhados e sairão do país com uma nova impressão, o que reflete positivamente também no nosso produto”, expõe Aguiar, acrescentando: “Estamos muito satisfeitos com nossa participação na Feira de Negócios, recebendo clientes e prospects da América Central, América Latina e Europa, que estão em busca de tendências e produtos para atender suas necessidades”, afirma o executivo.

O gerente de exportações da Rio Pardo, Leandro Baruel, enfatiza a importância da participação da empresa na Fenagra 2024. “A Fenagra é uma das feiras mais importantes do setor, especialmente na área de nutrição animal, por atrair um público bastante diversificado. É um evento multiespécie que reúne os setores de biodiesel, frigoríficos e graxarias, nutrição animal – pet food, aqua feed, animal feed – aves, suínos e bovinos -, óleos e gorduras vegetais, grãos e derivados, integrando países latino-americanos como Chile, Colômbia, Venezuela e Argentina, sendo, portanto, de extrema importância para nós. Aqui, temos um espaço para receber nossos clientes e, ao mesmo tempo, prospectar novos negócios”, afirma.

Fábrica da Rio Pardo Proteína Vegetal, em Sidrolândia (MS) – Foto: Divulgação

Produção diferenciada

Patenteada no Brasil, nos Estados Unidos, na União Europeia, no Japão, no Chile e no Canadá, a tecnologia desenvolvida pela Rio Pardo traz vantagens que agregam em saúde e no melhor refino do SPC. A principal diferença é a unificação de etapas no processamento dos grãos de soja. “Nos tradicionais, primeiro, separa-se o óleo do grão e faz-se um aquecimento para remover os solventes. Em seguida, uma segunda etapa extrai os carboidratos solúveis, onde estão os fatores antinutricionais. Para isso, utiliza-se álcool e, para removê-lo, o grão é aquecido novamente. Em nosso processo, tudo isso é feito de uma só vez”, detalha Baruel.

Além de ser mais sustentável, pois reduz drasticamente o consumo das energias térmica e elétrica, a qualidade do produto aumenta. “Com menos aquecimentos dos grãos, diminuímos a possibilidade de ocorrer a ‘reação de Maillard’, que é a formação de um complexo da proteína com carboidrato e açúcares que interfere na digestibilidade”, adiciona.

Aguiar ainda destaque além de ser mais sustentável, o SPC da Rio Pardo possui uma qualidade superior aos demais produtos encontrados no mercado. “O tempo de alimentar os animais com proteínas de origem animal está chegando ao fim, a retroalimentação da cadeia tem seus dias contados. Na Europa, por exemplo, em algumas cadeias a alimentação é totalmente vegetal, e no Brasil, os maiores produtores de suínos já estão seguindo essa premissa”, salienta Aguiar.

Gerente de exportações da Rio Pardo, Leandro Baruel: “Com a estrutura atual, almejamos alcançar mercados que tragam maior rentabilidade e continuar aprimorando nossos produtos” – Foto: Giuliano de Luca/OP Rural

Confiança do mercado

Baruel ressalta a grande aceitação do SPC da Rio Pardo no mercado nacional e internacional, que vem conquistando cada vez mais espaço, com um percentual de recompra bastante alto. “Existem vários concentrados proteicos de soja no mercado, mas o da Rio Pardo é o único que oferece características nutricionais superiores, com a máxima redução de fatores antimicrobiais. Essa combinação torna nosso produto singular, resultado da metodologia de produção desenvolvida pela Rio Pardo”, destaca Baruel, complementando: “Nosso processo representa uma grande evolução na produção deste produto. Tradicionalmente, nos últimos 40 anos, a produção de concentrado proteico de soja utilizou uma metodologia que requer duas extrações consecutivas para remover o óleo e, em seguida, os fatores antimicrobiais da soja. No processo da Rio Pardo, unificamos esses dois processos, aquecendo a soja apenas uma vez. Esse aquecimento único confere à soja uma qualidade proteica superior em comparação aos demais produtos do mercado”.

Expansão

Em termos de expansão de mercado, a Rio Pardo tem grandes planos para o futuro. “Com a estrutura atual, almejamos alcançar mercados que tragam maior rentabilidade e continuar aprimorando nossos produtos. Também temos um projeto de expansão para os próximos anos. Vamos continuar investindo em qualidade e aumentar o volume produzido para alcançar novos mercados”, adianta Baruel.

Fenagra 2024

A 17ª Fenagra é a junção de seis grandes eventos no mesmo local e horário, dentro do Distrito Anhembi: Feed&Food: Tecnologia e Processamento; Reciclagem Animal; Expo Pet Food, Expo Aqua Feed, Expo Animal Feed e Expo Óleos & Gorduras. Desta forma, é a principal feira de negócios do setor de Nutrição Animal e Nutrição Humana juntas (e a maior do setor na América Latina no mercado Feed e Food), abrangendo setores importantes da economia brasileira como biodiesel, frigoríficos e graxarias, nutrição animal – pet food, aqua feed e animal feed (aves, suínos e bovinos), indústria de óleos e gorduras vegetais, grãos e derivados.

Em mais de 11 mil metros quadrados de área, ao todo, quase 260 expositores, 260 marcas e 120 palestras vão compor a programação durante os dois dias de evento, que deve passar da marca de 7,1 mil visitantes de 17 países, fora o Brasil. A organização, que gerou dois mil empregos diretos e injetou R$ 7 milhões em recursos na economia local, projeta um giro de mais de R$ 500 milhões em negócios

Fonte: O Presente Rural
Continue Lendo
AJINOMOTO SUÍNOS – 2024

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.