Conectado com

Empresas

Road Show Aves e Suínos da Boehringer Ingelheim Saúde Animal fortalece a cadeia de proteína animal com conhecimento técnico

Iniciativa impactou mais de 1.200 profissionais nos principais polos de produção de aves e suínos do país

Publicado em

em

Durante quatro meses, a equipe da BI Fast, unidade de Aves e Suínos da Boehringer Ingelheim Saúde Animal, realizou Road Show nos principais polos suinícolas e avícolas do país, levando conteúdo técnico e informações de mercado para mais de 1.200 produtores e especialistas, além de proporcionar trocas de experiências com o objetivo de fortalecer as cadeias produtivas.

“O contato direto da nossa equipe com os avicultores e suinocultores nos dá uma percepção mais ampla de como estão as atividades em termos de desafios sanitários e de mercado. O Road Show Aves e Suínos é uma ação fundamental para o nosso trabalho, porque durante estes encontros conversamos diretamente com nossos clientes e podemos avaliar o desempenho de nossas soluções, contribuindo para a produção de aves e suínos mais saudáveis”, explica Alberto Inoue, gerente de marketing e serviços da BI Fast.

Imunossupressão e Salmonelose foram dois temas recorrentes nas visitas a avicultores. Estes desafios inerentes à atividade causam prejuízos econômicos e sanitários às granjas. Já em suinocultura, o Road Show destacou o impacto de uma vacinação eficaz e seu reflexo no bem-estar animal e produtividade no setor. Consultores como Prof. Paulo Lourenço, Prof. Luiz Felipe Caron e Dr. Antonio Froilano foram grandes parceiros da programação técnica dos eventos.

O Road Show Aves e Suínos 2018 percorreu os estados de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, São Paulo e Pernambuco. “O projeto impactou diretamente um público formado por produtores, zootecnistas, técnicos e empresários interessados em fomentar discussões de grande impacto para a avicultura e suinocultura brasileira”, assinala Alberto Inoue.

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

7 + sete =

Empresas IPPE

Saffeds participa do IPPE em Atlanta/USA

A feira internacional reúne as principais empresas do agronegócio mundial e marca o lançamento de tecnologias e inovações para o setor

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A equipe técnica da Safeeds, aditivos para nutrição animal, participou do IPPE 2019, em Atlanta/USA, em parceria com a canadense, JEFO, e a americana, United Animal Health.

A feira internacional reúne as principais empresas do agronegócio mundial e marca o lançamento de tecnologias e inovações para o setor, além de apresentar soluções para tendências cada vez maiores como a redução de antibióticos na produção de proteína animal.

O presidente da Safeeds, Ricardo Castilho, explica a importância do evento. “Encontros como este reforçam, ano após ano, a necessidade imediata de alternativas para a produção de alimentos AGP Free. A Safeeds, há muitos anos participa deste evento e está alinhada com este movimento, disponibilizando uma série de aditivos não antibióticos para a produção de alimentos mais seguros”.

Segundo Ricardo, a feira ainda marca o lançamento de novas tecnologias para a área. “Reunir as principais empresas do mundo em um só local, nos permite levar para o Brasil as principais inovações e tendências que estão acontecendo globalmente. Isto possibilita a Safeeds desenvolver tecnologias através de seus produtos e gerar valor cada vez maior para os nossos clientes”.

A 71ª edição do IPPE, reuniu cerca de 1.200 expositores de todos os lugares do mundo e recebeu cerca de 30 mil visitantes.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

GlobalGen anuncia novo CEO e registra crescimento acima do mercado

Empresa se consolida no setor de reprodução animal, com protocolos que apresentam resultados superiores em taxa de prenhez e baixo índice de perda de implantes

Publicado em

em

Dr. Milo Wiltbank

Em um universo de 200 milhões de cabeças de gado e cerca de 80 milhões de fêmeas em idade reprodutiva, apenas 12% de criadores brasileiros utilizam a inseminação artificial. A expectativa é de que o uso do método continue crescendo, com a ajuda da popularização da inseminação artificial em tempo fixo (IATF) – usada em 85% dos animais cruzados industrialmente. Os números, estimados pelo mercado de reprodução animal, estimulam a GlobalGen vet science, empresa especializada em reprodução animal, a comemorar os resultados de 2018 e projetar crescimento em 2019.

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), o mercado de terapêuticos hormonais teve um aumento de 8,63% no acumulado de janeiro a novembro de 2018, enquanto a GlobalGen cresceu 16,5%, quase o dobro. Os dados foram compartilhados com toda a equipe de campo durante a Convenção Nacional de Vendas da GlobalGen, realizada em Ribeirão Preto (SP).

Um dos idealizadores da GlobalGen, o Dr. Milo Wiltbank, pesquisador considerado um dos maiores especialistas do mundo na reprodução de bovinos, esteve no Brasil especialmente para a Convenção. “A GlobalGen possui uma linha completa de produtos especialmente desenvolvidos para uso na reprodução de bovinos, considerando os diversos sistemas de criação existentes no Brasil. Nosso DNA é baseado na pesquisa e desenvolvimento, por isso chegamos a esse patamar, onde temos as mais baixas perdas de implantes do mercado e uma alta taxa de prenhez, que garantem o sucesso dos nossos clientes”, destaca o pesquisador americano.

Novo CEO

A condução da empresa a partir de 2019 será feito pelo novo CEO da companhia, Marcelo Brunini, que possui larga experiência no setor e também está à frente da UCBVET Saúde Animal, parceira GlobalGen. “Com apenas dois anos e meio, a GlobalGen já se consolidou no mercado de reprodução animal e está crescendo em cima de resultados a campo, o que é motivo de orgulho para nós. Mas temos um longo caminho pela frente, pois queremos ampliar a nossa participação no mercado e contribuir ainda mais para otimizar os resultados de IATF”, detalha Brunini.

A GlobalGen vet science é uma joint venture fruto da parceria entre a holding americana de pesquisas ReproGen Animal Health e a empresa brasileira UCBVET Saúde Animal. Traz em sua origem com a ReproGen a experiência no manejo reprodutivo e a competência dos pesquisadores Dr. Milo Wiltbank, PhD e Dr. J. Richard Pursley, PhD, reconhecidos mundialmente pela criação do protocolo OvSynch, que possibilitou o uso da Inseminação Artificial por tempo fixo (IATF) com reconhecimento em escala global.

O know-how técnico foi reforçado pela aliança estratégica com a UCBVET, uma das mais tradicionais e inovadoras indústrias veterinárias do país, tendo em sua estrutura modernos laboratórios e equipamentos com o mais alto nível tecnológico para a produção de medicamentos. Assim nasceu a GlobalGen vet science, uma empresa formada por criadores e técnicos, para técnicos e criadores.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Vetanco promove ciclo de palestras no Polo Avícola da Bahia

Eventos tiveram grande participação de publico nos debates

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Vetanco, através de seu Assistente Técnico/Comercial  para a região Nordeste, médico veterinário David Felipe A. Barbosa, realizou um ciclo de palestras técnicas. As mesmas foram realizadas na cidade de Conceição da Feira – Bahia, na sede da Usivet, distribuidora da Vetanco na região, entre os dias 29 e 31 de janeiro. Todas as palestras foram ministradas pelo Coordenador Técnico da Vetanco, médico veterinário MSc. Fabrizio Matté, e tiveram temas focados nos interesses dos clientes:

 

Data: 29/01. Empresa: AVIVIP. Tema: Desafios Ambientais sobre o sistema respiratório das aves. Participantes: Everaldo e técnicos, responsáveis pelo fomento, e integrados.

Data: 29/01. Empresa: CAROLINA. Tema: Desafios em Saúde intestinal. Participantes: M.V. Marco Antonio,  José e Luiz Otavio.

Data: 30/01. Empresa: AVIGRO. Tema: Biosseguridade na produção avícola. Participantes: Equipe do Administrativo, Controle de Qualidade, Equipe de Campo, Incubatório, Abatedouro e Fábrica de ração.

Data: 30/01. Empresa: GUJÃO. Tema: Desafios Ambientais sobre o sistema respiratório das aves. Participantes: Equipe de fomento, veterinários, zootecnistas e técnicos de campo.

Data: 31/01. Empresa: TAMBAÚ. Tema: Desafios Ambientais sobre o sistema respiratório das aves. Flávio Henrique (Zootecnista) e integrados da empresa.

Foi uma semana bem produtiva, que contou com grande participação de publico nos debates, trocando experiências e enriquecendo ainda mais a ciência avícola para a aplicação no campo. A Vetanco reforça sua parceria com a distribuidora USIVET e toda a cadeia avícola bahiana.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Os impactos da doença Newcastle para avicultura mundial e o papel das vacinas vetorizadas na proteção das aves

As regiões com aves contaminadas sofrem uma série de sansões, entre elas, a proibição da exportação de produtos avícolas não processados para países livres da enfermidade

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A doença de Newcastle é um dos maiores desafios enfrentados pela avicultura mundial, tendo como agente um Paramyxovirus aviário, sorotipo 1, a enfermidade é responsável por uma série de perdas econômicas associadas às altas taxas de mortalidade, quedas no desempenho produtivo e aumento das condenações no abatedouro.

Por conta do alto poder epidêmico, a Organização Mundial de Saúde Animal (OMSA) exige aos produtores o reporte imediato de casos da doença. As regiões com aves contaminadas sofrem uma série de sansões, entre elas, a proibição da exportação de produtos avícolas não processados para países livres da enfermidade.

A América Latina é uma das regiões que mais sofrem com os impactos da doença de Newcastle. Atualmente, México, Guatemala, Belize, El Salvador, Honduras, República Dominicana, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru e Bolívia são classificados como países endêmicos pela OMSA.

Por conta da aparição frequente de casos severos da doença, a imunização das aves industriais é imprescindível para controlar o agente viral em regiões endêmicas. Já em países livres da doença, a vacinação preventiva exerce um papel fundamental, imunizando os plantéis para garantir proteção das aves em casos de surto da doença.

Para enfrentar os desafios de campo, ao final dos anos 40 foram desenvolvidas vacinas vivas e inativadas. Essas vacinas têm sido utilizadas no controle da doença através de programas vacinais que incluem revacinações ao longo do ciclo produtivo. Neste caso, o número de doses depende, basicamente, da situação epidemiológica da região onde a granja está localizada, e ao tipo de criação.

Entretanto, diversos estudos científicos identificaram que as vacinas convencionais têm importantes limitações biológicas e de natureza prática (como necessidade de revacinações por exemplo). Para eliminar essas limitações, foram desenvolvidas vacinas vetorizadas  rHVT-F. A vectormune ND, é um exemplo dessa tecnologia. A vacina é composta pela cepa vacinal HVT da doença de Marek, com inserção do gene da proteína F do vírus da doença de Newcastle em seu genoma.

A eficácia desta vacina foi avaliada em muitos experimentos controlados e de campo realizados com poedeiras e frangos de corte. Os estudos demonstraram que a vacina confere proteção efetiva já nas primeiras semanas de vida. Além disso, a vacina proporciona imunidade duradora, com proteção total em poedeiras por até 72 semanas de idade.

Outro destaque importante do uso da Vectormune ND é relacionado ao controle da circulação do vírus nos sistemas produtivos. Aves vacinadas com Vectormune ND apresentaram melhores índices de proteção clínica e uma menor taxa de excreção viral, resultados superiores aos apresentados pelos programas vacinais convencionais. Vários estudos foram conduzidos para avaliar a proteção conferida por Vectormune ND frente a diferentes genótipos de vírus velogênicos. Os resultados destes estudos demostraram que além de totalmente protegidas contra sinais clínicos e mortalidade induzidas pelos diferentes tipos de desafio, as aves vacinadas excretaram, em média, 759 vezes menos vírus do que as aves não imunizadas. Estes resultados mostraram a eficácia de Vectormune ND em proteger aves desafiadas com diferentes genótipos de vírus velogênicos da doença, além de controlar a circulação de vírus de campo.

Texto baseado em artigo produzido por Luiz Sesti, Gerente de Serviços Veterinários Latinoamérica da Ceva Saúde Animal.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Bovinos

Ceva lança guia prático sobre tripanosomose bovina

Material feito em parceria com especialistas traça um panorama sobre a doença no brasil e aborda formas de diagnóstico e tratamento

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A tripanosomose é um dos maiores desafios enfrentados na bovinocultura. Silenciosa a enfermidade é responsável por uma série de prejuízos econômicos, associados a queda no desempenho zootécnico dos animais e as altas taxas de mortalidade nos rebanhos afetados.

Buscando fomentar o debate sobre os avanços da enfermidade no Brasil, a Unidade de Pecuária da Ceva Saúde Animal desenvolveu o “Guia Prático da Tripanossomose Bovina no Brasil”.

Para produzir o material a companhia realizou uma reunião que uniu profissionais da companhia e especialistas do segmento. No encontro foram abordados o atual status sanitários dos rebanhos brasileiros em relação à tripanossomose e informações sobre diagnóstico e tratamento.

“Os prejuízos causados pela tripanossomose bovina são devastadores para a pecuária de leite e de corte. A doença é sorrateira e muitas vezes apresenta sinais clínicos difusos, que podem ser confundidos com outras enfermidades. Por isso, no campo a forma adequada de identificar a doença, e como tratar o rebanho são dúvidas recorrentes. Nossa cartilha foi criada para auxiliar com essas questões, o objetivo é que o material sirva como uma ferramenta para guiar os profissionais no campo”, explica Beatriz Ortolani, Gerente de Produto da Unidade de Pecuária da Ceva Saúde Animal.

O guia traz uma visão prática sobre a enfermidade abordando desde o status da tripanossomose no Brasil, com dados sobre regiões endêmicas, até informações para o diagnóstico assertivo e metodologia de tratamento adequada.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

MSD Saúde Animal patrocina Congresso de Ovos e debate complexo respiratório em espaço empresarial

Guillermo Zavalo, da Universidade da Georgia e Jorge Werlich, Gerente Técnico da empresa serão os responsáveis pela palestra

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

O Congresso de Ovos da APA é um dos principais eventos para a avicultura de postura do Brasil e a MSD Saúde Animal tem o prazer de participar de momentos como este, que apoiam, incentivam e fortalecem a avicultura brasileira. A empresa é patrocinadora do evento que acontece entre os dias 26 e 28 de março, no Centro de Convenções de Ribeirão Preto, SP.

Nesta edição, além do patrocínio, a MSD Saúde Animal estará no espaço empresarial com o tema “Complexo respiratório e a interação entre as enfermidades das aves”, o qual será ministrado por Guillermo Zavalo, PhD pela Universidade da Georgia (US) e pelo MSc. Jorge Werlich, Gerente Técnico da MSD Saúde Animal. Anote aí: A apresentação acontece no dia 27, às 16:45. Confira o programa completo em: www.congressodeovos.com.br/programa.php.

Thiago Tejkowski, Gerente de Produtos da Unidade de Negócios Avicultura afirma: “Confiamos muito na estrutura do evento e sabemos que lá estarão os principais elos da cadeia de produção de ovos do País. Além disso, a cada edição são discutidos assuntos muito pertinentes para a contínua e sustentável evolução da avicultura”.

A companhia vai aproveitar a sua participação também para reforçar os produtos já lançados no mercado para a postura, como a linha INNOVAX, a linha de vacinas inativadas e o Exzolt.

A equipe da empresa estará presente no evento em peso: Laura Villarreal, Thiago Tejkowski, Rafael Sonada, Gustavo Perdoncini, Fernando Farias e Jorge Werlich.

“Nesta edição, o evento cresce em importância por trazer temas atuais como salmoneloses, laringotraqueíte, ambiência, bem-estar animal, nutrição e novas tecnologias. Importantes palestrantes estarão presentes para abordar esses temas, os quais precisam ser discutidos para garantimos os melhores resultados e a biosseguridade brasileira”, encerra Thiago Tejkowski.

O Congresso de Ovos é realizado pela Associação Paulista de Avicultura (APA) e em 2019 chega à sua 17ª com o desafio de manter a qualidade de palestras e o recorde de público alcançados na edição de 2018, que contou com mais de 700 participantes. O evento tem o apoio da Facta (Fundação Apinco de Ciência e Tecnologia Avícolas) e da CDA (Coordenadoria de Defesa Agropecuária).

 

Entre os patrocinadores da edição 2019 já estão confirmadas as empresas Agroceres, Adisseo, Alltech, Amicil, Artabas, Big Dutchman, Biocamp, Biovet, Boehringer, Ceva, DSM, Desvet, Elanco, Evonik, Granja Fujikura, Hy- Line, ICC, Lohmann, Lubing, M Cassab, Mercoaves, MSD Saúde Animal, Nutron, Plasson, Poli-Nutri, Trouw Nutrition, Uniquímica, Vaccinar, Yamasa, Yes, Zoetis e Wisium.

 

As mídias parceiras, até o momento, são: Avicultura Industrial, A Hora do Ovo, AviSite, Avinews, Feed&Food, O Presente Rural e OvoSite.

 

 

XVII Congresso APA de Produção e Comercialização de Ovos

Data: de 26 a 28 de março de 2019

Local: Centro de Convenções de Ribeirão Preto – SP

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Reforço

Premix anuncia novo gestor de Vendas para o norte do Mato Grosso

Com formação em zootecnia pela UNEMAT, de Pontes e Lacerda (MT), o profissional possui experiência na área comercial e técnica

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Para aumentar ainda mais sua presença e atuação na região Centro-Oeste do País, a Premix anuncia a contratação de Bruno Samartino Gonçalves como novo gestor de Vendas para o norte do Estado de Mato Grosso.

Com formação em zootecnia pela UNEMAT, de Pontes e Lacerda (MT), o profissional possui experiência na área comercial e técnica, com atuação em empresas de nutrição e saúde animal.

Na empresa, ele comandará a equipe comercial na região e responderá ao gerente regional de Vendas, Ronaldo Pereira.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Para a Biochem, IPPE Expo mostra potencial do mercado das Américas na área de nutrição animal 

Evento encerra-se nesta quinta-feira, em Atlanta 

Publicado em

em

Biochem durante IPPE Expo 2019

A participação da Biochem, empresa de aditivos para nutrição animal, na IPPE 2019 (International Production & Processing Expo), que está ocorrendo em Atlanta, nos Estados Unidos, mostrou para a Alemanha, país onde está sediada, o potencial do mercado das Américas em nutrição animal. De acordo com o diretor da Biochem na América do Sul, Paulo Oliveira, a empresa tem conseguido se adaptar às características de cada mercado, ajustando-se em relação à cultura local. “Fazemos isso sem comprometer nossa qualidade e o respeito ao meio ambiente e a todos que trabalham conosco. Esta edição da feira nos mostrou novas necessidades, e isso é um desafio que assumimos a partir deste momento, pois estamos chegando a uma nova região com uma experiência de atuação em mais de 70 países”, diz. Com sede em Lohne, na Alemanha, a Biochem abriu, recentemente, um escritório em São Paulo

Oliveira ainda ressalta que o mercado tem se mostrado bastante interessado nos produtos apresentados pela Biochem na IPPE. “Em menos de um ano de atuação, colocamos no mercado do continente americano, em mais de cinco países, produtos inéditos, ideias e formulações. O resultado da feira está sendo bastante positivo em relação a contatos e novos negócios. Tivemos uma boa receptividade, o que confirma a Biochem como uma marca global capaz de prover soluções e rentabilidade para seus clientes, e isso se comprova pelas reuniões realizadas e pelo feedback dos clientes, não só das Américas, mas também de outras regiões do mundo, como Ásia, Oriente Médio, Europa e região do Pacífico, mostrando que realmente é uma marca diferenciada em qualidade e responsabilidade no tocante ao que ela oferece ao mercado. A equipe da Biochem da América realmente está com muita gana e vontade de mostrar os benefícios de seus produtos, partindo para o mercado para fazer um trabalho próximo aos clientes, entendendo suas necessidades e, junto com eles, elaborando as melhores formas de se atingir o sucesso”, finaliza. 

A IPPE é o maior evento anual do setor de aves, carnes e rações do mundo e reúne executivos de diversos países que se informam sobre os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos e problemas enfrentados pelo setor. Ela teve início em 12 de fevereiro, no Georgia World Congress Center, em Atlanta, nos Estados Unidos, e se encerrará nesta quinta-feira, dia 14.

A Biochem é uma empresa de aditivos para nutrição animal, com sede em Lohne, na Alemanha, e recentemente abriu um escritório em São Paulo em razão da rápida expansão da empresa na América do Sul. Atualmente, opera em mais de 60 países, com mais de 250 funcionários. Nas últimas três décadas, tem se empenhado em pesquisa científica em associação com vários institutos mundialmente aclamados. A gama de produtos da Biochem inclui probióticos, minerais orgânicos, enzimas, ligantes de toxinas, emulsificantes, ácidos, produtos de betaína e pó de colostro.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas

Koudijs, divisão de exportações do Grupo De Heus, inicia construção de uma fábrica de ração em Gana

Localizada em Tema, perto de Accra, a nova e ultramoderna instalação de produção será uma das maiores fábricas deste segmento no país africano, com capacidade de produção de 90.000 toneladas por ano

Publicado em

em

A inauguração — que aconteceu no dia 6 de fevereiro — contou com a presença da ministra da Agricultura, Natureza e Alimentação holandesa, Carola Schouten; do ministro de Estado do Gana, responsável pela área de Avicultura, Nurah Gyiele; e do embaixador da Holanda em Gana, Ron Strikker.

O gerente geral da Koudijs Gana, Hugo Visscher, informou que a construção desta fábrica enfatiza a estratégia da multinacional holandesa Royal De Heus (proprietária da Koudijs) de levar sua expertise global em nutrição animal a países em rápido crescimento e desenvolvimento. “Considerando o forte posicionamento que já temos no mercado de Gana, percebemos que chegou a hora de começar a produção local para melhorar ainda mais essa posição de liderança”, declara.

“A combinação de conhecimento global e presença local é um diferencial em que acreditamos muito. Compartilhar esse conhecimento localmente alimenta o desempenho do negócio de nossos clientes, mas também o da economia local e regional”, complementa Visscher.

Koen de Heus, CEO da Royal De Heus, expressou satisfação na cerimônia de inauguração da nova fábrica, descrevendo-a como uma grande aquisição para a Koudijs: “Por meio da nossa divisão de exportação — a Koudijs Animal Nutrition —, a De Heus tem contribuído ativamente para o desenvolvimento de um setor agrícola mais robusto em Gana na última década. Hoje, nós reforçamos essa relação e nos comprometemos a impulsionar, ainda mais, o desempenho do setor agrícola do País. A De Heus investe na construção desta avançada fábrica de produção de ração animal para demonstrar a nossa confiança na economia ganense em geral e no progresso da Aquicultura, especificamente”.

A ministra holandesa Carola Schouten fez o lançamento na cerimônia de inauguração. Em seu discurso, ela apontou o grande desafio da construção de um sistema agrícola sustentável: “Temos que encontrar várias maneiras de ser sustentável. Com foco no fornecimento local, minimizando a perda de alimentos e reutilizando resíduos. A nível nacional e internacional, a Koudijs Gana apoia estas filosofias”.

Durante discurso, o ministro do Estado do Gana, Dr. Nurah Gyiele, demonstrou extrema satisfação pelo Grupo Royal De Heus levar importantes conhecimentos para o setor agrícola ganês, reforçado agora pelo início do desenvolvimento de uma moderna fábrica de rações da marca Koudijs: “Esperamos que este projeto reacenda nossa determinação de alcançar maiores altitudes no desenvolvimento agroindustrial. Vamos abraçar a iniciativa e garantir que o máximo de benefícios sejam obtidos quando ela começar a produzir produtos e serviços”.

“Agradeço à Koudijs e, claro, à sua ‘mãe’, De Heus, em nome do governo do Gana, aproveitando esta oportunidade de negócio para ajudar a fornecer parte do apoio necessário para os setores da pesca e pecuária no País”, finalizou Gyiele.

 

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas

Vetoquinol lança Tolfedine CS, exclusivo anti-inflamatório não esteroidal à base de ácido tolfenâmico, para bovinos e suínos

Em bovinos, produto é indicado como auxiliar no controle da inflamação aguda associada a doenças respiratórias, além de ser adjuvante no tratamento da mastite aguda

Publicado em

em

Vetoquinol lança Tolfedine CS

A Vetoquinol, um dos dez principais laboratórios veterinários do mundo dedicados à saúde animal, lança no Brasil com exclusividade o Tolfedine CS, o único anti-inflamatório não esteroidal (AINE) à base de ácido tolfenâmico, injetável e com dose única que age por muito tempo no organismo do animal, inibindo a síntese de PGE2 por até 72h em bovinos.

O produto é indicado para bovinos, atuando como auxiliar no controle da inflamação aguda associada a doenças respiratórias e como adjuvante no tratamento da mastite aguda. Em suínos, atua como adjuvante no tratamento da síndrome Metrite, Mastite e Agalaxia (MMA).

Em virtude de sua composição, o Tolfedine CS age em quatro frentes de bloqueio da inflamação: COX2 preferencial; receptores de prostaglandinas, lipoxigenase e leucotrienos B4, responsáveis pela quimitaxia. Os principais efeitos farmacológicos do ácido tolfenâmico possibilitam também excelente desempenho em comparação com outras substâncias disponíveis no mercado.

Além disso, o ácido tolfenâmico segue um ciclo enteroepático que garante uma duração maior das concentrações terapêuticas no plasma, e não se acumula no corpo. O intervalo de segurança no caso dos bovinos (leite) é zero (aplicação intravenosa).

O produto estará disponível em frascos de 100ml.

Há mais de 80 anos no mercado, a Vetoquinol é um dos dez maiores laboratórios veterinários do mundo dedicados à saúde animal, com foco em quatro espécies principais: cães, gatos, bovinos e suínos. A companhia inova, desenvolve, fabrica e comercializa medicamentos veterinários e produtos não farmacêuticos, sempre com ênfase na proteção e no bem-estar dos animais.

Fundada na França em 1933, a Vetoquinol possui 10 fábricas, inclusive no Brasil, mais de 2 mil funcionários em todo o mundo e está presente em 24 países da Europa, Américas e Ásia-Pacífico, por meio de 130 distribuidores.

A Vetoquinol possui uma ampla gama de produtos voltados à saúde dos animais, tanto de estimação quanto de produção. São soluções inovadoras na gama dos anti-infecciosos, dor e inflamação, cardio e nefrologia.

 

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Facta 2019
Nucleovet 2
APA

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.