Conectado com
VOZ DO COOP

Notícias Em Chapecó

Reunião ajusta últimos detalhes para o Integracoop 2022

Evento acontece nesta sexta-feira (11) e sábado (12) e deve reunir mais de dois mil cooperativistas de Santa Catarina.

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Os últimos detalhes de organização para a 28ª edição do Encontro do Cooperativismo Catarinense (Integracoop) foram ajustados em uma reunião que aconteceu na segunda-feira (07). Participaram da conversa os coordenadores esportivos das 19 modalidades que estarão em disputa. A previsão é reunir, no Integracoop que ocorrerá nos dias 11 e 12 de novembro, em Chapecó, mais de 2 mil pessoas, sendo 1.600 atletas em 19 modalidades esportivas e mais 400 trabalhadores internos e contratados. A coordenação será da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), com apoio do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo de Santa Catarina (Sescoop/SC) e organização da Cooperativa Agroindustrial Alfa (CooperAlfa). O evento tem como slogan – Gerando Conexões – que faz referência aos 55 anos da anfitriã, a CooperAlfa, juntando a energia das 29 delegações inscritas.

O coordenador esportivo, Roberto Lazaroto, informou que as súmulas são de responsabilidade de cada coordenador e que devem ser imediatamente preenchidas e fornecidas aos mesários, praticamente em tempo real. “É necessário que todos os atletas leiam os regulamentos previamente”, orientou. Nos dois principais locais dos jogos (AARA e Unoesc), terão ambulâncias da Unimed e Vida Emergência Médica. Uma central de informações de resultados será montada na AARA, em Linha Monte Alegre, na qual atuarão integrantes do marketing e da assessoria de imprensa da Cooperalfa e da MB Comunicação, esta, agência noticiosa oficial da Ocesc. “Iremos distribuir em canais apropriados imagens e resultados, tão logo seja possível”, confirmou Sidivânia Peroza, assessora de imprensa da Alfa.

Pela Cooperalfa, participa da Comissão Disciplinar Márcio Mucelini, que acolherá as supostas reclamações e, se necessário, reunirá todos os integrantes apontados pelo regulamento geral para esclarecer as dúvidas. “Importante é que, em situações conflituosas, tudo seja resolvido pelos coordenadores, com harmonia, bom senso e conversa mansa, nos próprios locais das partidas”, destacou. Ele reforçou que “só entram em quadra, ou seja, participam dos jogos, quem está inscrito no site. Os convidados são apenas convidados”, esclareceu.

Todas as praças esportivas terão locais para lanches ou refeições tradicionais. A lista de opções e contatos estão no site, bem como os locais, via GPS. Se necessário, teremos os “anjos-guia” para encontrar os locais dos jogos. As premiações (medalhas e troféus) serão entregues nos próprios locais de jogos pelos coordenadores e, preferencialmente, com a presença de diretores da Cooperalfa e OCESC.

Intregracoop 2022

Na sexta-feira (11), às 13h30, iniciará o show no Pavilhão IV da Efapi, com o reconhecido pianista internacional Rodrigo Sóllton, de Bento Gonçalves (RS). Depois, às 14 horas, com a contribuição do Grupo Sou Arte, iniciará o cerimonial de abertura, seguida do momento solene, juramento dos atletas, pronunciamentos e acendimento da Pira Olímpica. “É importante que todos os convidados cheguem cedo ao cerimonial, que será breve e promete muita emoção, para que não haja atraso no início dos jogos da sexta-feira”, alertou o presidente da Alfa, Romeo Bet. “Teremos cadeiras para 1.800 pessoas, em ambiente confortável e aconchegante”, garantiu o presidente. “ A verdadeira conexão começa já na abertura”, concluiu.

Modalidades em disputa

As modalidades em disputa serão: atletismo, bocha rolada, boliche, canastra, dominó, futebol suíço, futevôlei, futsal, futebol dos presidentes, general, jogos cooperativos (Cooperativismo em Conexão), sinuca, tênis de mesa e de quadra, tiro esportivo, truco, voleibol (quadra), vôlei de areia e xadrez.

O Complexo Verdão será palco do atletismo. Na Associação dos Funcionários da Cooperativa Agroindustrial Alfa (AARA) serão disputadas a bocha feminina e masculina em trios, vôlei de quadra feminino, o futebol suíço livre, o futebol dos presidentes, vôlei de areia masculino e feminino em duplas, futevôlei em dupla masculino e os jogos cooperativos inspirados pelo tema “Cooperativismo em Conexão”. O Strike Boliche Bar será o local do boliche feminino e masculino, além da sinuca em duplas livre. A AABB abrigará os jogos do futsal feminino e também sediará o tênis de quadra individual masculino.

Os embates do tênis de mesa masculino e feminino ocorrerão no Centro Ivo Silveira. O campus da Unoesc estará aberto para os jogos de futebol suíço máster (35 anos), vôlei de quadra feminino, truco em duplas livre, xadrez individual livre, canastra em duplas livre, general caneco (individual) livre e dominó em duplas livre. O tiro esportivo será disputado no Clube Armeria e no Ginásio Marista (Toca da Coruja) serão disputadas as partidas de vôlei de quadra masculino.

Evento em Chapecó

Além da histórica tradição de fomento ao cooperativismo e de reunir importantes cooperativas catarinenses, a escolha de Chapecó levou em conta a estrutura do município para sediar grandes eventos. A cidade conta com uma ampla rede hoteleira formada por 37 estabelecimentos que oferecem 2.400 unidades de hospedagem e 4.500 leitos. Além disso, estão em obras mais três grandes hotéis que, quando concluídos, representarão um acréscimo de mais 600 unidades com 1.000 novos leitos. Soma-se a isso a estrutura de restaurantes, bares, centro comercial e a vasta rede de prestadores de serviços especializados. Chapecó é um polo educacional (mais de 30 instituições de ensino superior) e de serviços médicos de alta e média complexidade, além de se constituir no segundo maior centro de comunicação social em território barriga-verde.

Essas qualificações garantem segurança, praticidade e conforto para recepção de milhares de convidados em grandes eventos, observa o presidente da CooperAlfa, Romeo Bet. Ele antecipou ainda que a direção da CooperAlfa decidiu que a anfitriã não participará dos jogos este ano, objetivando priorizar o atendimento aos convidados. “Estamos organizando um encontro para atender com atenção e carinho quem vier a Chapecó. A meta é proporcionar as melhores condições e, especialmente, aproximar ao máximo as pessoas. E qualquer ajuste ou contratempo devem ser clareados com harmonia e humanismo, afinal, vamos nos reunir para reforçar amizades e gerar novas e conexões ainda mais fortes”, comentou.

O presidente do Sistema Ocesc/Sescoop-SC, Luiz Vicente Suzin, está convicto de que o Integracoop será um grandioso e bem-sucedido evento. “A equipe da Alfa é conhecida pelo seu engajamento, comprometimento e eficiência, garantia de sucesso”.

Presidentes confirmados

Estão confirmadas a presença de diversos presidentes de cooperativas de todo Estado de Santa Catarina para o evento. Eles acompanharão suas delegações, durante a solenidade de abertura oficial, dia 11 de novembro, às 14 horas no Pavilhão IV da Efapi, em Chapecó.

Dentre eles estão Adriano dos Santos (Cooper Vale), Francisco Greselle (Sicoob Credicanoinhas), Neivor Canton (Aurora Coop), Celso Marques Menezes (Unicred Desbravadora), José Pegoraro Foresti (Unimed Chapecó), José Samuel Thiesen (Ceraçá Energia), José Samuel Thiesen (Ceraça Infraestrutura), Moacir Krambeck (Central Ailos), Paulo Renato Camillo (Sicoob Crediauc), Arno Pandolfo (Fecoagro), Arno Pandolfo (Cooperitaipu), Edemar Fronchetti (Sicoob São Miguel), Vanduir Luis Martini (Copérdia), João Carlos Di Domenico (Coocam), Francisco Niehues Neto (Cegero), Walmir João Rampinelli (Coopera), Arlindo Manenti (Coopersulca), Luis Carlos Chiocca (Copercampos), Simplício Meurer (Sicoob Creditapiranga SC/RS), Rui Schneider da Silva (Sicoob Central SC/RS), Elio Casarin (Cooper A1), Vanir Zanatta (Cooperja), Ivair Luiz Filippi Chiella (Sicoob Maxicredito), Claudio Post (Auriverde), Lauri Inacio Slomski (Sicoob Oestecredi), Hercilio Schmitt (Cooper), Carlos Alberto Utzig (Sicoob Creditaipu) e Sergio Cadore (Viacredi).

Fonte: Ascom

Notícias

Otimização de processos é desafio à indústria de aves e suínos no Brasil

Cerca de 150 profissionais, pesquisadores e especialistas de sete estados brasileiros participaram no auditório do Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), na quarta (19) e quinta-feira (20), do Simpósio de Otimização do Abate e Processamento de Aves e Suínos, organizado pela Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia Avícolas.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Coopavel

Cerca de 150 profissionais, pesquisadores e especialistas de sete estados brasileiros participaram no auditório do Show Rural Coopavel, em Cascavel (PR), na quarta (19) e quinta-feira (20), do Simpósio de Otimização do Abate e Processamento de Aves e Suínos, organizado pela Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia Avícolas. A abertura oficial da programação foi feita pela diretora de Projetos Especiais da Facta, Eva Hunka.

Eva lembrou que a indústria de aves e suínos é um pilar fundamental da economia agropecuária brasileira, contribuindo para o abastecimento alimentar, a geração de empregos e o desenvolvimento tecnológico. Mas para que o País siga crescendo na área, de maneira sustentável, deve-se buscar a otimização dos processos de abate e processamento. O apontamento feito por Eva Hunka foi aprofundado em painéis e oficinas nos dois dias de evento.

Do Brasil ao mundo

O presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, fez a palestra de abertura do Simpósio e destacou o papel estratégico e essencial do Brasil como um dos grandes provedores de alimentos sustentáveis para o mundo. A previsão que deve se confirmar em alguns anos é de o País se consolidar como o maior exportador de grãos e proteínas do planeta. Atualmente, o Brasil já atende as necessidades alimentares de um bilhão de pessoas e esse número deverá crescer ainda mais.

A safra atual deverá colher entre 297,5 milhões de toneladas, mas em dez anos o Brasil deverá alcançar as 400 milhões anuais, fazendo do país “o maior supermercado do mundo”, como o governador do Paraná, Ratinho Júnior, tem afirmado em eventos dedicados ao agronegócio. Dilvo apresentou números que mostram o bom posicionamento do Paraná na produção de proteínas, principalmente de frangos e suínos, e do País como referência verde ao planeta.

Eva Hunka destacou que o objetivo da Facta ao promover esse Simpósio foi proporcionar um ambiente de aprendizado e troca de experiências, no qual cada participante pudesse adquirir novos conhecimentos e insights capazes ser aplicados em suas respectivas áreas de atuação. A diretora de Projetos Especiais da Fundação também agradeceu aos patrocinadores (Ceva e Phibro), ao apoio da Coopavel, e da Comissão Organizadora, moderadores, corpo técnico, mantenedores e equipe da Facta.

O evento contou com a participação de veterinários, agrônomos, zootecnistas, técnicos agrícolas, produtores rurais, empresários e executivos do segmento de aves e suínos, bem como professores, pesquisadores da área e outros profissionais. Os participantes são de cidades do Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio Grande do Sul, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul e Minas Gerais.

Fonte: Assessoria Coopavel
Continue Lendo

Notícias

Competitividade é pauta de encontro multidisciplinar no Siavs 2024

Segmentos diversos debatem perspectivas e gargalos para a capacidade competitiva do Brasil.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Arquivo ABPA

Os desafios competitivos para a manutenção da liderança global da proteína animal brasileira é tema de debate programado durante o Salão Internacional de Proteína Animal (Siavs), maior evento dos setores no Brasil, que acontecerá entre os dias 06 e 08 de agosto no Distrito Anhembi, em São Paulo (SP).

Programado para o último dia do evento (08), o painel “desafios conjunturais para a competitividade sustentável” reunirá representantes do governo, órgãos de pesquisa e empresas do setor para abordar vertentes distintas que impactam diretamente a capacidade competitiva da cadeia agroindustrial, como logística ferro-portuária, oferta e comercialização de grãos e entraves tributários

O secretário Nacional de Portos, Alex Sandro de Ávila, abrirá o painel com desafios e perspectivas sobre os avanços da logística portuária e acesso ferroviário aos portos do Brasil. Em seguida, o pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Dirceu Talamini, abordará pontos estratégicos do abastecimento de grãos e a investida setorial nas culturas de inverno como alternativas ao abastecimento.

Presidente da Câmara de Assuntos Legislativos e Tributários da ABPA e membro da Seara Alimentos, Fernando Zupirolli apresentará pautas atuais que representam desafios tributários para a produção e competitividade do Brasil.

Mediado pelo coordenador do grupo de Logística da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), José Perboyre, o painel contará ainda com uma análise das oportunidades de desafios do mercado internacional para a proteína animal do Brasil, que serão apresentadas pelo Consultor Guillermo Henderson. “Reuniremos diversas frentes de atuação competitiva para construir insights sobre os problemas e soluções possíveis para a cadeia de proteína animal que buscamos para o futuro, com mais competitividade e capacidade de superação de obstáculos, focada na manutenção de sua posição como líder global”, destaca Perboyre.

Fonte: Assessoria ABPA
Continue Lendo

Notícias

ABPA e Apex Brasil promovem seminário com foco no apoio à segurança alimentar dominicana

Evento realizado em Santo Domingo contou com ampla participação de autoridades e stakeholders locais.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/ABPA

Terminou bem sucedida a ação organizada pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) e a Embaixada Dominicana no Brasil, com a realização de um seminário sobre integração e promoção de segurança alimentar, realizado na última semana, em Santo Domingo (RD).

O Encontro Agropecuário Dominico Brasileiro – como foi nomeada a ação – contou com ampla cobertura da imprensa local e a presença de autoridades dominicanas – incluindo o Ministro de Agricultura, Limber Cruz Lopez – e brasileiras – como o Secretário-adjunto de Comércio e Relações Internacionais do Ministério da Agricultura, Julio Ramos.

Mais de 80 importadores e stakeholders locais estiveram presentes, juntamente com representantes brasileiros, com o objetivo reforçar a ampliação de laços entre Brasil e República Dominicana, com foco na segurança alimentar do país caribenho.

Durante o evento organizado pela equipe de marketing e promoção comercial da ABPA – representado pela coordenadora Nayara Dalmolin – o diretor de mercados da ABPA, Luís Rua, reforçou características relevantes da produção brasileira para o fortalecimento desta parceria – por meio das marcas setoriais Brazilian Chicken e Brazilian Pork.

Entre os pontos destacados estiveram o perfil sustentável da produção, os mais elevados critérios sanitários empregados pelo Brasil e ampla oferta de produtos de alta qualidade embarcados pela avicultura e pela suinocultura do Brasil para mais de 150 nações em todo o mundo. “Tivemos uma sólida interação com as lideranças dominicanas e com a sociedade.  Foi um momento ímpar para reforçarmos a nossa principal mensagem:  somos parceiros e queremos auxiliar a segurança alimentar dos dominicanos.  É dentro deste perfil de ação que o Brasil se construiu como grande player global das proteínas, e assim seguiremos com os parceiros caribenhos”, ressalta Rua.

Fonte: Assessoria ABPA
Continue Lendo
SIAVS 2024 E

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.