Conectado com

Notícias Piscicultura

Piscicultores de SC terão prazo de 12 meses para regularizar empreendimentos sem penalidades

Mais de 33 mil produtores poderão ser beneficiados

Publicado em

em

Divulgação

Uma parceria entre Secretaria de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural e Instituto do Meio Ambiente (IMA) e a Associação Catarinense de Aquicultura (ACAq) propicia oportunidade para que os produtores obtenham a regularização ambiental pendente. A medida é válida para os piscicultores com empreendimentos instalados antes de novembro de 2019 e da publicação da Instrução Normativa IMA nº 08.

O termo de cooperação técnica foi assinado entre Secretaria da Agricultura, IMA e ACAq para atender a uma demanda dos piscicultores catarinenses que já tinham seus cultivos instalados antes da publicação da Lei da Piscicultura e da Instrução Normativa do IMA e, portanto, sem a devida regularização ambiental. A partir de agora, eles terão 12 meses para buscar a regularização sem penalidades, atendendo os critérios estabelecidos em um Termo de Referência que acompanha o termo de cooperação.

“São mais de 33 mil piscicultores que poderão regularizar seus cultivos sem penalidades, fazendo as adaptações necessárias e se enquadrando nas normas vigentes em Santa Catarina. Sem o licenciamento ambiental, os produtores acabam ficando à margem, não acessam as políticas públicas e sem poder investir na sua propriedade. Temos certeza de que essa parceria trará um grande avanço para a piscicultura de Santa Catarina”, explica o secretário de Estado da Agricultura, Ricardo de Gouvêa.

O gerente de Aquicultura e Pesca da pasta, Sérgio Winckler, explica que esse é um marco para a regularização da piscicultura em Santa Catarina e irá possibilitar que grande parte dos piscicultores instalados no estado conquiste a licença ambiental. “Além de acessar as políticas públicas do Governo Federal e do Governo do Estado, os piscicultores terão mais segurança jurídica para que possam fazer novos investimentos e melhorias no processo produtivo, resultando em maiores produtividades e ganhos para os produtores de peixe de Santa Catarina”.

Piscicultura em Santa Catarina

Santa Catarina conta com mais de 30 mil piscicultores, entre amadores e comerciais. O estado está entre os principais produtores de peixes de água doce do país, com uma produção de 47,9 mil toneladas em 2018.

Em termos financeiros, os piscicultores profissionais produziram 33,5 mil toneladas de peixes e geraram mais de R$ 167 milhões em 2018. A produção está concentrada nas regiões de Tubarão, Joinville, Rio do Sul e Blumenau e a espécie mais produzida no estado é a tilápia.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × três =

Notícias Pecuária

Raça Braford consolida mercado no Estado do Maranhão

Adaptabilidade da raça ao clima quente garante investimentos e abre novas possibilidades na região Nordeste do país

Publicado em

em

ABHB/Divulgação

A raça Braford vem ganhando cada vez mais espaço na região Nordeste do Brasil. No Estado do Maranhão, em especial, já são 168 animais registrados, conforme o Setor de Registro Genealógico da Associação Brasileira de Hereford e Braford (ABHB). Um dos investidores é o criador gaúcho Luiz Paulo Malmann Filho, proprietário da Fazenda Fernanda, localizada no município de Balsas. Faz parte dos seus objetivos fomentar e introduzir na região  o cruzamento do Braford com o Nelore, tendo, inclusive, repassado muitos touros para os seus vizinhos.

O dono da Fazenda São Manoel, de Alegrete (RS), Paulo César Fleck, que trabalha com genética e é um dos formadores da raça Braford, participante do programa de seleção da Conexão Delta G, há dois anos abriu um novo mercado no Maranhão. “Já vendemos para a Fazenda Fernanda mais de 100 touros e mais de 150 ventres. Inclusive, touros Hereford, um fato inédito para aquele Estado”, afirma Fleck.

Conforme Fleck, Malmann Filho está muito satisfeito com a resposta da raça e vem colhendo resultados. “A sua propriedade possui 7,5 mil hectares, onde planta soja e milho e cria o gado, sendo que para isto são destinados 15 mil hectares do total. Ele tem confinamento e é um entusiasta da carne de qualidade”, observa, lembrando que o criador do Maranhão também está fazendo cortes, levando o gado gordo para ser abatido e lançado no mercado maranhense com grife.

Fleck destaca que o Braford é uma raça incrível porque tanto se adapta no Sul como também em regiões mais quentes. “Como o gado responde muito bem, estamos fazendo bons negócios. Temos agora um grupo de produtores no Tocantins que está querendo levar a nossa genética. Para nós, isso é muito satisfatório por ver que a nossa seleção genética está dando resultado e ajudando outras pessoas a atingir uma excelência na criação”, ressalta.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Notícias Nutrição

Angus e Embrapa anunciam campeões de Eficiência Alimentar

Resultados serão divulgados em Dia de Campo Virtual transmitido de forma simultânea pelos canais do YouTube da Angus e da Embrapa

Publicado em

em

Divulgação/Felipe Rosa

A Associação Brasileira de Angus e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) anunciam, no dia 29 de setembro, os touros campeões da Prova de Eficiência Alimentar 2020 (PEA). Os resultados serão divulgados em Dia de Campo Virtual transmitido de forma simultânea pelos canais do YouTube da Angus e da Embrapa, a partir das 19h. Além do grande anúncio, que promete mobilizar os criatórios de Angus, a programação ainda inclui palestras técnicas sobre nutrição animal e melhoramento genético a serem ministradas pelos pesquisadores da Embrapa Pecuária Sul Renata Suñé e Marcos Yokoo. Ao todo, 18 animais estão na disputa, que tem como objetivo identificar os exemplares mais eficientes para produção de carne, ou seja, que comem menos e têm um aproveitamento melhor do alimento.

A prova iniciou-se em 15 de julho e encerra-se no dia 23 de setembro, em um total de 70 dias de avaliação nas instalações da Embrapa Pecuária Sul, em Bagé (RS). O teste de 2020 contou com exemplares da Cia Azul Agropecuária, GAP Genética e Rincon Del Sarandy, todas de Uruguaiana (RS); LS Guarita, Cabanha Santo Antão e Fazenda Reconquista, de Alegrete (RS); além de Progresso do Tarumã, de Manoel Viana (RS), Fazenda da Barragem, de Dom Pedrito (RS), Fazenda Sinuelo, de Aceguá (RS), Tólio’s Farm, de Formigueiro (RS), e Cabanha Santa Nélia, de Jaguarão (RS).

Para o presidente da Associação Brasileira de Angus, Nivaldo Dzyekanski, a prova é tendência em uma pecuária moderna e sustentável. “Selecionar nossos exemplares para essas características é mais um passo rumo a rebanhos mais eficientes e de excelência, e isso é pensar na preservação do meio ambiente”, afirma.

A prova consiste em sujeitar animais de diferentes genéticas e criatórios a um mesmo ambiente e com a mesma alimentação por um período de tempo pré-determinado. “Na medida em que esses touros têm a oportunidade de serem difusores da raça em diversos rebanhos e criatórios do Brasil, essa é uma forma de fazer o melhoramento da raça no quesito de eficiência alimentar”, afirma Renata Suñé.

Segundo o coordenador da Prova de Eficiência Alimentar (PEA) e analista da Embrapa Pecuária Sul, Roberto Collares, a prova está alinhada com as exigências atuais de, cada vez mais, buscar eficiência nas mais diversas áreas. “Esse evento tem como escopo mostrar as pesquisas em provas de avaliação genética em eficiência alimentar, tecnologia moderna, com objetivo de identificar nos reprodutores essa importante característica que será transferida para sua progênie, contribuindo sobremaneira para o melhoramento genético das raças de bovinos de corte”, finalizou.

O evento é gratuito e sem necessidade de inscrição prévia.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Notícias Produção

Excelência em cultivo de soja na Região Norte/Nordeste é destaque do próximo evento da CESB

Em 24 de setembro, Fórum Regional de Máxima Produtividade de Soja apresenta número relativos à sojicultura nordestina

Publicado em

em

Divulgação/MAPA

A valorização das práticas de inovação, sustentabilidade e eficiência é uma das principais metas do Comitê Estratégico de Soja Brasil (CESB). Por meio do Desafio CESB, os produtores regionais são estimulados a aumentar sua produtividade de soja utilizando tecnologias inteligentes, e assim eles são premiados por seu desempenho. Em 24 de setembro, durante o Fórum Regional de Máxima Produtividade de Soja, os produtores da região Norte/Nordeste serão contemplados.

Para o diretor de Marketing do CESB, Nilson Caldas, a ação é uma importante forma de reconhecer e valorizar os produtores regionais, que estão aumentando os índices médios de produtividade. “Com a realização do evento, vamos contribuir para que os sojicultores extraiam ainda mais o potencial máximo da cultura, aliando dois pontos fundamentais: sustentabilidade e rentabilidade”, diz o diretor.

O campeão do 12º Desafio CESB NO/NE é o Condomínio Milla, uma propriedade que está na sua primeira geração familiar com 15.197 hectares destinados à produção de soja. Na safra 2019/2020, foram produzidas 101,8 sacas de soja por hectare (sc/ha). A média nacional, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), foi de 55,5 sc/ha. A produção teve consultoria de Luis Gabriel de Moraes Jr.

Uma vez que a propriedade está localizada na Baixa Grande do Ribeiro (PI), o clima foi uma das principais vantagens da produção, aliado com o aporte de matéria orgânica no solo e a qualidade geral das técnicas agrícolas.

As estratégias utilizadas para atingir excelência em cultivo serão discutidas no Fórum Regional de Máxima Produtividade de Soja, evento online e gratuito com apoio de Leonardo Wink da Destaque Rural. O consultor Luis Gabriel de Moraes Jr. falará a respeito acompanhado do pesquisador Sergio Abud, membro efetivo do CESB e pesquisador do programa de melhoramento genético e manejo da cultura da soja. O debate será mediado por Leandro Zancanaro, também membro efetivo do CESB e mestre em Ciência do Solo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

O case completo da Região Norte/Nordeste já está disponível para download no site do Cesb, juntamente com os outros cases campeões. Com grande relevância nacional, o Comitê Estratégico de Soja Brasil (CESB) é uma entidade sem fins lucrativos, formada por renomados profissionais e pesquisadores de importantes áreas do agronegócio, que formam uma rede sustentável em defesa da sojicultura brasileira.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Dia Estadual do Porco – ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.