Conectado com
VOZ DO COOP

Empresas Produzir com responsabilidade

Novo equipamento alia eficiência na pecuária à proteção do solo

Premiado por seu sistema de transmissão inovador, Misturador Acoplado 25.7R da Siltomac, possui compartimento blindado do redutor planetário, essa tecnologia evita o risco de vazamentos de óleo durante o trato dos animais, contribuindo diretamente para a preservação do meio ambiente e gerando sustentabilidade a todo o processo produtivo

Publicado em

em

Divulgação Siltomac

Eficiência e sustentabilidade são dois conceitos que precisam caminhar lado a lado em todas as atividades, e no agronegócio isso não é diferente. Muito mais importante do que produzir mais, é produzir com responsabilidade, aliando respeito aos animais e à preservação do solo. Foi pensando em todos esses fatores que a Siltomac, fabricante de máquinas para pecuária, desenvolveu o Misturador Acoplado 25.7R.

O lançamento destaca-se não apenas por otimizar os processos de manejo da alimentação dos bovinos, promovendo a mistura e a distribuição de ração nos cochos e oferecendo até 98% de homogeneidade, mas também por contribuir com o meio ambiente. Isso porque ele é dotado com sistema de transmissão inovador. Enquanto muitos equipamentos tradicionais utilizam correntes e engrenagens em um sistema de transmissão que exige reservatórios de óleo expostos, o 25.7RR tem uma abordagem diferente, pois é fabricado com o Compartimento Blindado do Redutor Planetário.

Na prática, esse sistema funciona de forma simples, porém, sua função é de extrema importância. O óleo lubrificante é armazenado dentro de um compartimento blindado do redutor planetário, com isso, elimina todos os riscos associados a vazamentos. “A não exposição de óleo lubrificante no ambiente de trabalho é uma medida fundamental para reduzir a contaminação do solo e, por consequência, a preservação do meio ambiente. Além disso, a ausência de vazamentos significa que os operadores que lidam com o Misturador estão menos expostos a riscos à saúde relacionados a produtos nocivos”, diz Mariana Rodrigues, diretora de operações da marca.

Outra vantagem do equipamento é com relação à economia, uma vez que o volume de óleo utilizado pelo sistema é significativamente menor quando comparado às transmissões convencionais. Isso não apenas reduz o impacto ambiental, mas também diminui os custos operacionais associados à reposição de óleo e à manutenção preventiva.

Eficiência na distribuição

O lançamento da Siltomac possui um controle independente de velocidade dos rotores de mistura ao longo do processo de distribuição. Além disso, seu design faz com que o centro de gravidade do misturador e do caminhão seja mantido, proporcionando maior segurança da operação com a possibilidade de carregamento pelos dois lados, sem risco de colisão com mecanismos internos.

O Misturador Acoplado 25.7RR é equipado ainda com um item de série exclusivo, a Solumac, uma balança inteligente e sem fio criada e patenteada pela Siltomac, que desempenha funções específicas como: nota de cocho, gestão de estoques, custo total da ração fornecida e relatórios gerenciais. “Este equipamento é certificado pela NR 12, uma norma regulamentadora de segurança do trabalho, para definir parâmetros técnicos a serem seguidos para prevenir acidentes”, destaca Omar Casale, diretor do departamento de engenharia e desenvolvimento da empresa.

Ainda segundo o diretor, as dimensões do equipamento estão em conformidade com as leis de trânsito. Por ser acoplado a caminhões de chassi curto, além de facilidade nas manobras, permite que o conjunto trafegue em estradas e rodovias.

Reconhecimento

Todos estes diferenciais renderam a Siltomac e ao Misturador Acoplado 25.7R o Prêmio Gerdau Melhores da Terra 2023, no qual o equipamento foi o vencedor da categoria: Novidade Expointer Agricultura de Escala. A premiação incentiva a inovação e a excelência no agronegócio e avalia a cada dois anos os produtos desenvolvidos pela indústria de máquinas e equipamentos agrícolas “Nos empenhamos muito em desenvolver e oferecer ao mercado equipamentos cuja concepção equilibrem tecnologia e eficiência proporcionando assim ao produtor, tanto ganhos em produtividade quanto em sustentabilidade”, finalizou o executivo.

 

Fonte: Assessoria

Empresas

Grupo Innovad fortalece sua posição no mercado brasileiro de nutrição animal ao adquirir a Oligo Basics

Publicado em

em

Divulgação Oligo Basics

Grupo Innovad, líder global em soluções de nutrição e saúde animal, anuncia a aquisição da Oligo Basics, player renomado no mercado brasileiro de aditivos nutricionais para rações. Este movimento estratégico não apenas reforça a presença do Grupo Innovad no Brasil, mas também sinergiza os extensos portfólios de produtos de ambas as entidades.

Promovendo Inovação e Parceria

Ao combinar as diversas soluções do Grupo Innovad com a experiência local da Oligo Basics, uma parceria visa fornecer estratégias naturais exclusivas, adaptadas às necessidades crescentes dos clientes.

Ben Letor, CEO do Grupo Innovad, enfatiza : ” Esta aquisição ressalta nosso compromisso com a inovação e o crescimento sustentável, alinhando-se com nossos recentes esforços de expansão estratégica em ingredientes primários/naturais, incluindo a aquisição da Herbonis. Com a equipe local e a equipe local e a equipe local e a equipe local unidade de fabricação local da Oligo Basics, estamos empenhados em estabelecer uma posição robusta no Brasil e cultivar parcerias de longo prazo localmente .”

Expandindo oportunidades para os clientes

No geral, a aquisição da Oligo Basics ressalta o compromisso do Grupo Innovad em agregar valor, contribuir para a inovação e promover parcerias fortes no Brasil, nas Américas e outras regiões. Ao mesmo tempo que se alinha com a estratégia mais ampla do grupo de oferta de soluções sustentáveis ​​e eficazes para a indústria de produção animal.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Em Cascavel (PR)

Nutrição inteligente das aves de corte, com atenção à saúde intestinal, é assunto do Conexão Novus

Evento promovido pela empresa em Cascavel (PR), que recebeu gestores e técnicos de empresas avícolas da região.

Publicado em

em

Foto e texto: Assessoria

“O futuro da cadeia de proteína animal somente será bem-sucedido se tiver a nutrição inteligente como pilar. A Novus quer fazer parte dessa transformação e, por isso, disseminamos conhecimento técnico sobre esse tema para quem está no campo”, detalhou Alessandro Lima, diretor comercial Latam da Novus, no Conexão Novus, evento promovido pela empresa em Cascavel (PR), que recebeu gestores e técnicos de empresas avícolas da região.

Nutrição inteligente está muito conectada com saúde intestinal e o sistema ósseo. Para explicar o tema, a Novus convidou a Dra. Jovanir Inês Müller Fernandes, professora da Universidade Federal do Paraná. “Os desafios nutricionais e sanitários têm causas multifatoriais. Por exemplo, a cama úmida e mal higienizada pode ser responsável pela proliferação de bactérias que impactam a saúde intestinal. A consequência é que a nutrição animal fica comprometida, pois o ambiente interfere na absorção de importantes nutrientes, como o cálcio. Dessa forma, a mineralização óssea é afetada levando a problemas, como artrite”, explicou a Dra. Jovanir.

Ela destacou que o desdobramento de problemas locomotores resulta em frangos de corte com menor rendimento da carcaça. “Uma ave com a saúde óssea comprometida sente dor ao andar, dificultando inclusive a frequência de idas ao comedouro e ao bebedouro. Logo, ela permanecerá deitada por mais tempo, o que pode causar lesões de pele e dermatites, as quais resultam em condenação da carcaça no abatedouro. Fazer a correta limpeza do ambiente e proporcionar bem-estar são pilares importantes para que os lotes alcancem todo o seu potencial produtivo. E estamos falando também em rentabilidade”, detalhou a especialista.

O Dr. Edgar O. Oviedo-Rondón, professor da Universidade da Carolina do Norte (EUA), também falou sobre a importância da nutrição de matrizes para o desempenho dos lotes. “Estamos vendo a campo e também acompanhando na literatura que os minerais orgânicos ajudam a reverter os efeitos negativos, diminuindo o estresse oxidativo. É importante que os avicultores saibam que a qualidade da carcaça que está produzindo hoje é resultado da matriz que recebeu o correto manejo nutricional. Na produção avícola, o planejamento com antecedência é decisivo para bons e contínuos resultados”, completou.

Além de motivar o debate em torno do conhecimento técnico, a Novus desenvolve soluções acessíveis e de alta tecnologia para atender às necessidades dos avicultores. É o caso do Programa Scale Up, em que a equipe técnica orienta e acompanha o produtor com foco em melhorar a oferta de carne e a qualidade da carcaça a partir da nutrição inteligente e orientada de forma sustentável.

“A contribuição entre pesquisadores, empresas, cooperativas e agroindústrias é essencial para o contínuo avanço da produtividade na avicultura. Com conhecimento e a troca de diferentes experiências, conseguimos identificar os desafios e encontrar, juntos, as soluções para uma avicultura mais produtiva e que cumpre o seu papel de proporcionar alimentos de qualidade para a população. Essa é a ideia do Conexão Novus: conectar profissionais para somar forças e multiplicar conhecimento”, completou Kelen Zavarize, gerente de Serviços Técnicos para Avicultura da Novus.

Fonte: Assessoria Novus
Continue Lendo

Empresas

Importância da suplementação nutricional injetável na pecuária

Suplementar os bovinos com formulações injetáveis, proporciona rápido aporte e aproveitamento de nutrientes importantes favorecendo melhores resultados ao pecuarista

Publicado em

em

Foto e texto: Assessoria

A suplementação nutricional é uma estratégia fundamental na pecuária, visando otimizar o desempenho produtivo e econômico do rebanho. A abordagem adequada para o fornecimento de nutrientes é essencial para atender às demandas metabólicas e fisiológicas dos animais, especialmente em relação ao crescimento, desenvolvimento e produção.

O gado bem nutrido tem um sistema imunológico fortalecido o que auxilia o enfrentamento mais adequado aos desafios infeciosos. Além disso, apresenta melhores condições para expressão do seu potencial genético, reprodutivo e produtivo, o que proporciona índices adequados para a reposição de animais no rebanho, animais com bom desenvolvimento corporal, melhor valor de revenda, carcaças melhor acabadas e mais pesadas, melhor produção de leite e produção de proteína de melhor qualidade para comercialização e consumo.

O manejo nutricional do gado engloba a compreensão das exigências nutricionais específicas de cada categoria animal, considerando fatores como idade, a fase produtiva e/ou reprodutiva e o nível de produção. Proteínas, carboidratos, lipídios, minerais e vitaminas desempenham papéis críticos no metabolismo bovino, influenciando diretamente processos anabólicos, catabólicos e de manutenção da homeostase.

A suplementação com formulações injetáveis oferece vantagens significativas em relação à entrega precisa e eficiente de nutrientes. Ao contornar os efeitos das perdas durante a fermentação rumenal e as limitações da absorção gastrointestinal, essas formulações garantem uma biodisponibilidade máxima e rápida de nutrientes essenciais, possibilitando uma resposta fisiológica rápida e eficaz. Assim com a administração via parenteral (injetável), os nutrientes são rapidamente absorvidos, sem sofrer a degradação no rúmen. Além disso, a dosagem precisa e a entrega controlada dos nutrientes minimizam o desperdício e maximizam a utilização dos recursos alimentares disponíveis.

Devemos relembrar que existem vários suplementos nutricionais injetáveis, com as mais diversas composições, que entregarão nutrientes ao organismo dos bovinos de acordo com suas formulações. Ao avaliarmos a pirâmide nutricional, considerando-se as necessidades de maior para menor quantidade de aporte ao organismo, a base (nutrientes primeiramente exigidos e por isso em maior quantidade) temos a Energia. Imediatamente a seguir temos as proteínas, fundamentais para o desenvolvimento, manutenção e funcionamento dos tecidos, glândulas e órgãos; para o metabolismo geral; para o sistema de defesa contra infecções (sistema imune); e que participam de processos para geração de energia e de regeneração de tecidos.

Nesse contexto, a suplementação injetável surge como uma ferramenta para atender às necessidades nutricionais específicas dos animais em diferentes estágios de produção.

Na fase de reprodução, por exemplo, é essencial garantir que as vacas estejam em condições ideais de saúde e nutrição para maximizar a fertilidade e a taxa de concepção. As fêmeas necessitam de níveis adequados e significativos de energia para o sistema reprodutivo para que possam se tornarem gestantes e garantirem a prenhez em sua fase inicial (fase de reconhecimento materno da gestação). Já na recria, uma fase quando o desenvolvimento corporal é priorizado,  o manejo nutricional adequado é fundamental para garantir um crescimento saudável e robusto, preparando os animais para fases subsequentes de produção.

Um período crítico na vida dos bovinos de corte é o desmame devido ao estresse excessivo determinado pela separação das crias de suas mães. Também para as crias leiteiras, o desaleitamento promove mudanças significativas no ambiente de criação e na dieta, o que proporciona maior estresse aos animais. Aqui, a suplementação nutricional adequada, rica em aminoácidos importantes, fortalece o sistema imunológico dos animais e reduz os impactos negativos do estresse durante essa transição.

É importante ressaltar que no universo dos nutrientes os aminoácidos são os pilares para a produção de proteínas, totalizando 20 substâncias. Destas 10 são definidas como essenciais, o que significa que não são produzidas no organismo, e as outras 10 definidas como não essenciais, sendo aquelas produzidas pelo organismo a partir de outros aminoácidos. O equilíbrio na quantidade destes aminoácidos nas formulações nutricionais é importante, uma vez que contribuirá para o melhor aproveitamento global dos mesmos.

O correto e bem balanceado reforço nutricional aplicado por via injetável, também auxilia os bovinos nos desafios do confinamento. Nesta fase, o rebanho é submetido a condições estressantes e de manejo intensivo, o que afeta o sistema imune e o comportamento, sendo a fase inicial (adaptação) de grande importância para o sucesso.  Nesse contexto, o fornecimento injetável de um suplemento nutricional equilibrado, favorece a reativação metabólica, facilitando a adaptação, o consumo da nova dieta e rápido início do ganho compensatório, comum nos bovinos que passaram por restrições nutricionais em período anterior. Desta forma, a suplementação equilibrada fornece os nutrientes necessários para sustentar melhores taxas de ganho de peso (GMD) e contribuir para uma conversão alimentar eficiente.

Uma pesquisa recente (PINTO et al. 2019), demonstrou um ganho médio diário em torno de +0,300Kg por animal confinado com o uso do Roboforte® Injetável. Fonte de 18 aminoácidos, cálcio, fósforo e colina, o suplemento nutricional estimula o metabolismo e oferece rápido aporte energético aos animais. O produto fornece de forma equilibrada todos os 10 aminoácidos essenciais e 08 dos 10 não essenciais. Com relação aos 02 aminoácidos não essenciais faltantes, para sua produção no organismo, a formulação de Roboforte Injetável fornece aqueles necessários para essa produção.

Roboforte® Injetável é encontrado em frascos plásticos e de bom encaixe nas mãos, o que facilita o manuseio e  traz maior segurança para quem o manipula. O produto está disponível em embalagens de 250mL, 500mL e 1L, para atender aos pequenos, médios e grandes pecuaristas. A dose recomendada é de 1mL para cada 20Kg de peso vivo dos animais. Nos bovinos o produto pode ser aplicado pelas vias subcutânea ou endovenosa lenta. Também pode ser empregado em equinos e neste caso as aplicações deverão ser apenas por via intramuscular.

Consulte o médico veterinário para estabelecimento de programas de uso do produto. Em termos gerais, Roboforte® Injetável pode ser aplicado sempre nos momentos em que é necessário o rápido aporte energético/proteico como no desmame, na recria e intervalos de 09 a 120 dias, no início do manejo reprodutivo e dos processos de engorda e terminação para o gado de corte. Para o gado leiteiro o conceito é o mesmo,  com destaque para o desaleitamento, a fase de transição das bezerras, a reprodução e o período de transição nas fêmeas leiteiras.

Fonte: Assessoria Ceva
Continue Lendo
CBNA – Cong. Tec.

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.