Conectado com

Empresas

Investimento em genética bovina mostra resultados a campo

Hoje 60% dos machos são desmamados com oito meses, vão para o confinamento e são abatidos com 13 meses e média de 18@, sem a utilização de Creep Feeding

Publicado em

em

O Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país, com uma produção de 29,7 milhões de animais, segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Estatística de Geografia (IBGE). Ao todo, o número representa 13,8% da produção nacional, que chegou a 214,9 milhões de cabeças de gado. É no estado com o maior rebanho bovino do país que está a Agropecuária Cima, na cidade de Sapezal, contribuindo para o número recorde com um plantel de nove mil vacas, fruto do investimento em melhoramento genético.

Segundo Diego Cima, engenheiro agrônomo e diretor da Agropecuária Cima, o sucesso da empresa está diretamente ligado à parceria com a Genética Katayama.

“Todo o trabalho desenvolvido e continuado é baseado na qualidade genética que o rebanho apresenta. Quando comparamos o nosso criatório com outros, vemos características que nos colocam acima da média”.

O investimento se traduz em resultado a campo, segundo Cima. Ele conta que há 10 anos os animais eram abatidos com quatro anos e hoje 60% dos machos são desmamados com oito meses, vão para o confinamento e são abatidos com 13 meses e média de 18@, sem a utilização de Creep Feeding. “Esses números já nos colocam em uma posição privilegiada em relação ao rebanho nacional. Nosso índice de desmama também era de 65% e hoje está em 80%, acima da média brasileira. Tudo isso é resultado do trabalho com a linhagem de touros Katayama voltado para matrizes”, detalha.

Cima acrescenta que ao longo dos anos os objetivos foram mudando conforme a resposta dos animais. “Antes buscávamos bezerros pesados e, como essa característica já foi atingida, estamos buscando qualidade de fêmeas. O foco são as matrizes com boa habilidade materna, que emprenhem mais cedo, que tenham maior porcentagem de desmame, entre outras características. Atingindo isso teremos consequentemente uma evolução do peso dos animais”.

Segundo Octávio Silva, gerente de pecuária da Katayama, a busca é incessante pela genética do gado moderno e produtivo. “Atendemos a Cima com genética de ponta. A parceria é contínua ao longo de todo o ano e fazemos visitas frequentes à Fazenda Cima, por isso conhecemos todo o sistema de produção e temos um diagnóstico exato das matrizes em reprodução. Assim é possível, juntamente com a diretoria da Cima, determinar e indicar melhores reprodutores que são capazes de incrementar o sistema e a produtividade da empresa. Podemos afirmar que temos uma parceria de confiança, onde o resultado está expresso em mais dinheiro no bolso para os dois lados”.

“Temos atingido os nossos objetivos e entregado uma produção de animais precoces, desenvolvidos e musculosos, de bons atributos maternos e reprodutivos, boa índole, com adequada caracterização racial e que expressem e transmitam precocidade sexual e de acabamento”, finaliza Silva.

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × cinco =

Empresas Conhecimento

Vetanco lança eBook – Prevalência de Micotoxinas na América

Material foi desenvolvido com base em análises de matérias-primas e de rações

Publicado em

em

Divulgação

Mesmo com todos os controles desenvolvidos pela indústria e com toda a tecnologia empregada na colheita e transporte de grãos, o tema micotoxinas continua sendo de grande impacto quando falamos em saúde animal. Controlar os níveis de micotoxinas se torna muito importante para o mercado de proteína animal, pois pode gerar enormes perdas de produtividade.

Sabendo dessa importância, a Vetanco lança o eBook: Prevalência de Micotoxinas na América. Esse material foi desenvolvido com base em análises de matérias-primas e de rações, realizadas em nossos laboratórios, a procura das principais micotoxinas que prejudicam resultados econômicos e zootécnicos.

O eBook foi desenvolvido pelo Departamento Técnico da Vetanco S.A. em um trabalho sinérgico das unidades do Brasil, Uruguai e México. Você pode conferir essa publicação da equipe da Vetanco, acessando o link: https://mkt.vetanco.com.br/prevalencia-de-micotoxinas-na-america.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Paraná

BIOSEN® participa da Avesui Eurotier em Medianeira com parceira a Matriagro

Pela primeira vez a Matriagro participa do evento com stand próprio e leva para Medianeira (PR) suas parceiras, entre elas a BIOSEN®

Publicado em

em

Divulgação

De 23 a 25 de julho os criadores de aves e suínos presentes em Medianeira poderão ter acesso ao que há de melhor em soluções nutricionais não antibióticas para as produções de aves e suínos. A BIOSEN® (Salto/SP) marca presença no evento levando todo o seu portfólio por meio de sua parceira a Matriagro.

“Sempre participamos deste evento como coadjuvantes, junto a outras empresas as quais representávamos e distribuíamos e este ano pela primeira vez com a empresa Matriagro sendo uma das participantes como ator principal, ou seja, com stand próprio” conta Claudio Moresco da Costa, diretor e CEO da empresa.

De acordo com o CEO da BIOSEN® esta parceria com a Matriagro ano após ano só se fortalece. Isso porque, as empresas crescem objetivando a entrega de resultados zootécnicos e econômicos para os granjeiros.

“Como empresa provedora de soluções tecnológicas para a nutrição animal há seis anos estamos atentos as tendências mercadológicas e sanitárias do mercado e aves e suínos. Portanto, levar nossos produtos não antibióticos para os profissionais da cadeia de ave s e suínos por meio da Matriagro passa a ser de fundamental importância para os negócios de ambas empresas”, salienta.

A Matriagro estará com stand na V19 e contará com todo seu corpo técnico-comercial para dar suporte para os visitantes neste encontro que marca uma nova fase para a Região, que tem a Cooperativa de Alimentos LAR como principal provedora.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas SBSS

Polinutri presente no Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

A 12ª edição do SBSS acontecerá de 6 a 8 de agosto e concentrará os principais nomes da suinocultura nacional e a Polinutri se junta a esses profissionais em prol da eficiência zootécnica e econômica das granjas

Publicado em

em

Gerente da Unidade de Negócios Suinocultura Polinutri, Izabel Muniz - Foto: Divulgação

Após o anúncio oficial de mudança estrutural do modelo de governança pela apresentação do primeiro presidente fora do quadro societário da companhia, o executivo Paulo Roberto de Andrade, e a reformulação de sua comunicação amparada nas mais modernas diretrizes de mercado, a Polinutri confirma participação no principal encontro técnico-científico suinícola dos três estados do Sul, a 12ª edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura e da 11ª Brasil Sul Pig Fair, feira de negócios paralela ao SBSS.

O evento que ocorre entre 6 a 8 de agosto no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes (Chapecó/SC) sob organização do Núcleo Oeste de Médicos Veterinário e Zootecnistas (Nucleovet SC) leva à mesa debates visando as tendências de médio e longo prazo com objetivo de servir de condutor para os temas relacionados a toda a cadeia de produção de suínos.

“Participar como patrocinador de um evento como o SBSS é de extrema relevância para os negócios da Polinutri. Isso porque além de apoiar os debates é um momento que podemos estar mais próximos de nossos clientes e parceiros”, salienta a Gerente da Unidade de Negócios Suinocultura Polinutri, Izabel Muniz.

Para ela, a feira será realizada em um momento muito favorável para os suinocultores isso por conta das projeções de valorização da proteína e o bom ritmo dos embarques que favorecem o desempenho do setor exportador. “A Polinutri se mostra atenta à realidade da suinocultura nacional e acompanha o aquecimento desta demanda. Por isso, em mais uma edição contaremos com um estande para receber e apresentar as soluções dedicadas ao segmento”, Muniz.

Entre inúmeras soluções tecnológicas contidas no portfólio da companhia o destaque desta edição do SBSS fica para o Programa Nutricional Fêmeas Suínas, um projeto baseado na ciência e na vivencia junto ao suinocultor. “Nele estão contidos uma gama produtos – núcleos, rações e aditivos –, tais como: Poli-Cromo Carnitina, Poli-Bio Casc, Nutri Matrizes, Nutri-Macho, Prolífica e Poli-Lactação que quando associados propiciam alta produtividade e maior rentabilidade nas granjas”, explica a gerente e destaca que “a empresa conta com um time de excelência, técnicos altamente gabaritados capazes de auxiliar os suinocultores de um País que é o quarto maior produtor e exportador de carne suína do mundo.”

 

Fonte: Assessoria da Polinutri
Continue Lendo
Evonik Aminonir
Biochem site – lateral
TOPIGS – BRASIL PORK EVENT 2019
AB VISTA Quadrado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.