Conectado com

Empresas

Investimento em genética bovina mostra resultados a campo

Hoje 60% dos machos são desmamados com oito meses, vão para o confinamento e são abatidos com 13 meses e média de 18@, sem a utilização de Creep Feeding

Publicado em

em

O Mato Grosso tem o maior rebanho bovino do país, com uma produção de 29,7 milhões de animais, segundo o último levantamento do Instituto Brasileiro de Estatística de Geografia (IBGE). Ao todo, o número representa 13,8% da produção nacional, que chegou a 214,9 milhões de cabeças de gado. É no estado com o maior rebanho bovino do país que está a Agropecuária Cima, na cidade de Sapezal, contribuindo para o número recorde com um plantel de nove mil vacas, fruto do investimento em melhoramento genético.

Segundo Diego Cima, engenheiro agrônomo e diretor da Agropecuária Cima, o sucesso da empresa está diretamente ligado à parceria com a Genética Katayama.

“Todo o trabalho desenvolvido e continuado é baseado na qualidade genética que o rebanho apresenta. Quando comparamos o nosso criatório com outros, vemos características que nos colocam acima da média”.

O investimento se traduz em resultado a campo, segundo Cima. Ele conta que há 10 anos os animais eram abatidos com quatro anos e hoje 60% dos machos são desmamados com oito meses, vão para o confinamento e são abatidos com 13 meses e média de 18@, sem a utilização de Creep Feeding. “Esses números já nos colocam em uma posição privilegiada em relação ao rebanho nacional. Nosso índice de desmama também era de 65% e hoje está em 80%, acima da média brasileira. Tudo isso é resultado do trabalho com a linhagem de touros Katayama voltado para matrizes”, detalha.

Cima acrescenta que ao longo dos anos os objetivos foram mudando conforme a resposta dos animais. “Antes buscávamos bezerros pesados e, como essa característica já foi atingida, estamos buscando qualidade de fêmeas. O foco são as matrizes com boa habilidade materna, que emprenhem mais cedo, que tenham maior porcentagem de desmame, entre outras características. Atingindo isso teremos consequentemente uma evolução do peso dos animais”.

Segundo Octávio Silva, gerente de pecuária da Katayama, a busca é incessante pela genética do gado moderno e produtivo. “Atendemos a Cima com genética de ponta. A parceria é contínua ao longo de todo o ano e fazemos visitas frequentes à Fazenda Cima, por isso conhecemos todo o sistema de produção e temos um diagnóstico exato das matrizes em reprodução. Assim é possível, juntamente com a diretoria da Cima, determinar e indicar melhores reprodutores que são capazes de incrementar o sistema e a produtividade da empresa. Podemos afirmar que temos uma parceria de confiança, onde o resultado está expresso em mais dinheiro no bolso para os dois lados”.

“Temos atingido os nossos objetivos e entregado uma produção de animais precoces, desenvolvidos e musculosos, de bons atributos maternos e reprodutivos, boa índole, com adequada caracterização racial e que expressem e transmitam precocidade sexual e de acabamento”, finaliza Silva.

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × quatro =

Empresas

Olmix lança novo produto no Simpósio Goiano de Avicultura

A Associação Goiana de Avicultura realiza nos dias 6 e 7 de junho a 14ª edição de seu Simpósio de Avicultura (Castro’s Park Hotel, Goiânia, GO).

Publicado em

em

O Grupo Olmix, especialista em soluções naturais à base de algas para a nutrição de vegetais, animais e humanos é um dos patrocinadores do evento e prepara o lançamento do MFeed+, produto para monogástricos.

A empresa já tem 24 anos de história no mundo, mas ela é relativamente nova no Brasil, “Estamos trabalhando aqui somente há 4 anos e no estado de Goiás começamos somente neste ano de 2019. Portanto, queremos aproveitar o Simpósio Goiano para mostrar nossa marca e produtos para que os clientes conheçam”, afirma André Palm, Gerente de Território Centro-Oeste Brasil. Ele conta que o foco da participação da empresa será divulgar o MFeed+ em conversas diretas com clientes e empresas.

O Olmix leva para o evento também Rodrigo Riera, representante pela MasterVet, distribuidora e parceira em Goiás e que atende toda a avicultura do estado.

Os dois dias de evento do Simpósio Goiano concentram palestras sobre frangos de corte e poedeiras e contarão com nomes de peso entre seus palestrantes.

Para o gerente André Palm, o Simpósio Goiano vem crescendo e se destacando a cada ano. “É um evento com boas palestras e sem dúvida nenhuma uma grande oportunidade de fazer contatos e aproximação com clientes e empresas”, diz ele.

As empresas patrocinadoras do Simpósio Goiano de Avicultura até o momento são: Agroceres, Aviagen, Biocamp, Biogenic, Btech, Boehringer, BRF, Ceva, Cobb, DSM, Evonik, Hipra, Huvepharma, Kemin, Nutriad/Adisseo, Nutrial, NutriQuest Technofeed, Nutron, Olmix, Okamoto, Phibro, Pif-Paf, Planalto, Poli-Nutri, Sanphar, Sauvet, São Salvador Alimentos, Vetanco, Vaccinar e Yes. O evento também conta com o apoio do CRMV-GO, da Fundepec-Goiás, do Sebrae, do Sistema FAEG e do Instituto Ovos Brasil.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Micotoxinas

Pegasus Science é Inteligência em Micotoxinas

Com o uso da tecnologia NIR, a Pegasus Science disponibiliza resultados interpretados que subsidiam a tomada de decisão em tempo real

Publicado em

em

Equipe da Pegasus Science no SBSA & Poultry Fair 2019: Denize Tyska, Diretora de Pesquisa & Desenvolvimento, e Adriano Mallmann, Diretor Técnico - Foto: Divulgação

A Pegasus Science é uma empresa de análises micotoxicológicas online que tem como alicerce uma vasta experiência na área da micotoxicologia. A empresa modernizou os processos analíticos através da implantação de uma tecnologia para diagnóstico ultrarrápida, de baixo custo e segura que permite o controle e o gerenciamento do histórico das micotoxinas na nutrição humana e animal. Com o uso da tecnologia NIR, a Pegasus Science disponibiliza resultados interpretados que subsidiam a tomada de decisão em tempo real. Assim concretiza-se a sua missão: aplicar Inteligência em Micotoxinas para garantir a Saúde Pública e o crescimento do agronegócio.

Nossa equipe controla e gerencia o histórico das micotoxinas através de sistema disponível 24h, 7 dias por semana: a Plataforma Olimpo. Todas as informações necessárias para realizar o gerenciamento, como laudos analíticos e estatísticas gerais e da Empresa, são apresentadas ao cliente. E o principal: a avaliação do Risco Micotoxinas, baseado em complexos parâmetros que podem interferir no desempenho dos animais e implicar em perdas econômicas.

A Pegasus Science realiza a predição de aflatoxina B1, fumonisinas B1 e B2, deoxinivalenol e zearalenona, que são as micotoxinas de maior prevalência nos principais ingredientes de rações para animais e alimentação humana: milho, trigo e cevada. As equações de predição são elaboradas pela empresa utilizando como método de referência a técnica atualmente mais sensível para de análise de micotoxinas, Cromatografia Líquida Acoplada à Espectrometria de Massas, com um banco de dados contendo milhares de amostras que representam a realidade em nível de campo.

A Pegasus Science oferece, assim, um sistema ultrarrápido, transparente e econômico, representando um novo patamar operacional na mitigação desse recorrente desafio na produção de proteína animal. A Empresa tem apresentado sua expertise em análises micotoxicológicas via NIR à comunidade global do agronegócio através de participações em importantes eventos, como a International Production & Processing Expo (IPPE 2019), em Atlanta (EUA), e o Simpósio Brasil Sul de Avicultura e Brasil Sul Poultry Fair (SBSA & Poultry Fair 2019), em Chapecó.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Vetoquinol finaliza aquisição da Clarion Biociências no Brasil

A Vetoquinol confirma a conclusão da aquisição da Clarion Biociências, laboratório veterinário brasileiro, com sede em Goiás. Nova empresa posiciona-se entre as 15 maiores do mercado brasileiro, com faturamento de R$ 84 milhões por ano.

Publicado em

em

Matthieu Frechin-CEO da Vetoquinol e Jorge Espanha-Presidente da Vetoquinol no Brasil

Fundada em 1998, a Clarion Biociências desenvolve, fabrica e distribui medicamentos veterinários e não medicinais voltados, principalmente, para a pecuária. Graças à localização geográfica no coração da bovinocultura brasileira, o laboratório possui sólida participação no segmento de bovinos (que representa mais da metade do mercado de saúde animal do país), em particular com produtos contra parasitas internos e externos (Contratack ®, Novatack®, Eprino, Fiprotack® e Altis).

A Clarion Biociências emprega atualmente cerca de 200 pessoas, incluindo força de vendas com 70 profissionais. A companhia registra crescimento sólido há mais de três anos, impulsionado pelo lançamento de produtos diferenciados e pela atuação de sua equipe de campo. A expectativa é de vendas com sólido crescimento este ano novamente.

Com essa aquisição, o Grupo Vetoquinol fortalece significativamente sua presença no Brasil, o terceiro maior mercado de saúde animal do mundo. A Vetoquinol entrou no mercado nacional em 2011. Desde então, o grupo tem se concentrado no desenvolvimento dos produtos da linha Essenciais para bovinos de corte e leite, suínos e animais de companhia. A Clarion Biociências possui forte pipeline de produtos para lançamento nos mercados de bovinos e animais de companhia. Alguns produtos para suínos também serão lançados – atualmente, a Clarion Biociências não atua nessa atividade. Espera-se que todos esses projetos, inclusive os investimentos programados pela Vetoquinol, gerem sinergias comerciais substanciais.

A aquisição pela Vetoquinol de participação acionária de 90% na Clarion Biociências é feita com recursos próprios. Por questões de confidencialidade entre as parte, os valores do negócio não serão divulgados.

“Estamos muito satisfeitos em ter fechado essa aquisição e receber a equipe da Clarion Biociências, inclusive o seu diretor geral Gladstone Souza, que permanece na empresa”, disse o CEO da Vetoquinol, Matthieu Frechin. “Procuramos fortalecer nossos negócios neste mercado estratégico, onde nossa presença tem sido pouco representativa até agora. O Brasil é o maior produtor e exportador de carne bovina do mundo. Além disso, o mercado de animais de companhia está crescendo em ritmo acelerado. O potencial de crescimento oferecido pelos produtos já existentes e futuros da Clarion Biociências e as sinergias esperadas com os produtos Vetoquinol – linha Essenciais marcam um passo importante para a evolução do grupo nos próximos anos”, reforçou Frechin.

Com a aquisição da Clarion Biociências, a Vetoquinol posiciona-se entre as 15 maiores indústrias de produtos para saúde animal do Brasil, com mais de 275 colaboradores e faturamento anual de R$ 84 milhões. A companhia tem duas fábricas (uma em São Paulo e outra em Goiânia) e um centro de excelência em desenvolvimento regional de produtos e formulações.

O diretor presidente da Vetoquinol no Brasil é Jorge Espanha, profissional com mais de duas décadas de experiências no mercado veterinário e cargos de liderança em grandes empresas.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Abraves
Conbrasul 2019
Facta 2019
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.