Conectado com
LINKE

Empresas Avicultura

Estudo analisa resposta imune de mucosa das aves após vacina viva contra E. coli

Pesquisa foi publicada pela revista científica Comparative Immunology, Microbiology and Infectious Diseases

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Um estudo realizado pela Zoetis em parceria com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e com o laboratório Imunova, foi destaque na última edição da revista científica Comparative Immunology, Microbiology and Infectious Diseases, editada pela Elsevier. “Essa é mais uma importante publicação no meio científico a se interessar pela divulgação de estudos conduzidos com uma das nossas mais importantes vacinas, o que nos alegra muito”, conta o médico-veterinário Eduardo Muniz, Gerente Técnico de Aves da Zoetis.

Com o objetivo de verificar a resposta imune de mucosa das aves após aplicação de vacina viva, por meio de spray, para Escherichia coli (E. coli), a pesquisa trabalhou com uma população de 160 animais, do primeiro ao 25° dia de vida. Foram coletados materiais para análise aos 3, 7, 21 e 25 dias de vida das aves. “Nesse caso, a resposta local é fundamental, pois o sistema imune de mucosa é que mais contribui para a defesa do organismo contra esse patógeno”, explica Muniz.

Foram utilizadas várias ferramentas de avaliação do sistema imune nesse trabalho: quantidade de citocina, quantidade de anticorpo IgA, microbiota e citrometria de fluxo (para determinar que tipos de células do sistema imune foram estimulados após a imunização).

O que o estudo demonstrou foi que a vacina viva contra a E. coli produziu resposta imune local e ainda realizou modulação da microbiota das aves, favorecendo a flora benéfica. “Esse é o motivo pelo qual as aves imunizadas com vacina viva apresentam melhor desempenho zootécnico – ganho de peso, uniformidade e boa conversão alimentar”, relata o especialista.

“A vacina viva aplicada por spray, além de estar alinhada às boas práticas de bem-estar animal, proporciona praticidade na granja e é uma proposta inovadora para lidar com esse antigo problema da avicultura”, finaliza Muniz.

Escherichia coli

A E. coli é responsável por perdas produtivas e prejuízos econômicos importantes em postura comercial, matrizes pesadas e frangos de corte. Presente no solo, na água, nas fezes e no próprio organismo da ave, a bactéria pode se manifestar com maior ou menor intensidade, de acordo a presença de genes de patogenicidade agravados com fatores de campo como estresse, má qualidade do ar, ambiência inadequada, doenças respiratórias etc.

Dentre as manifestações clínicas causadas pela E. coli estão onfalite, salpingite, peritonite, pericardite, aerossaculite, entre outras, além de a bactéria ser responsável por queda na produtividade, condenações de carcaças de frango, aumento na taxa de mortalidade e altos gastos com medicamentos terapêuticos.

Fonte: Ass. de Imprensa.
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + 6 =

Empresas Parceria

MCassab traz ao mercado sul-americano duas novas soluções para suinocultura

Soluções têm propósito de atender a nova demanda sobre qualidade de carcaça de suínos e isospora em leitões

Publicado em

em

Arquivo / OP Rural

Reforçando o compromisso em levar aos clientes soluções inovadoras em Nutrição e Saúde Animal, o Grupo MCassab vem investindo cada vez mais em soluções pautadas de tecnologias. O objetivo é atender os mais variados mercados importadores de proteína animal.

Para tornar o objetivo uma realidade, a Linha de Saúde Animal e Especialidades ganha um reforço importante no portfólio de produtos naturais e na substituição de soluções convencionais.

Em parceria com a empresa Francesa IDENA, referência em soluções naturais na Europa, o Grupo MCassab traz ao mercado sul-americano duas novas soluções: o ValiMP e o Forcix SW, ambos com propósito de atender a nova demanda sobre qualidade de carcaça de suínos e isospora em leitões.

O Grupo MCassab continua desenvolvendo soluções inovadoras, juntos com os parceiros, para entregar o melhor ao agronegócio.

Continue Lendo

Empresas Suinocultura.

Pigger Cream a escolha ideal para o apoio a matrizes hiperprolíficas

O desenvolvimento da suinocultura nacional exige o uso de tecnologias nutricionais e ferramentas para o suporte aos desafios diários da atividade

Publicado em

em

Claudilene Aparecida Costa / Divulgação

Sempre em busca por soluções nutricionais voltadas para a suinocultura é que a Polinutri, empresa especializada em nutrição animal sediada em Osasco (SP), trouxe para o mercado o Pigger Cream, produto lançado no início de 2019 como forma de apoio ao manejo as fêmeas hiperprolíficas em parceria com a Liprovit (Holanda).

“Este é um alimento em linha ao notório avanço genético e a alta prolificidade das granjas nacionais que em muitos casos atingem índices superiores a 18 leitões vivos/porca”, explica a Gestora Comercial da Polinutri, Camila Brandão.

De acordo com o Gerente de Negócios Suinocultura da Polinutri, Felipe Ceolin, ao longo deste período, os resultados da parceria entre a Polinutri e a empresa holandesa têm sido consistentes e motivo de comemoração. Isso por conta da qualidade e facilidade do uso do Pigger Cream. “Oferecemos para o mercado um leite UHT palatável de elevada qualidade nutricional que atua diretamente para o desenvolvimento de leitões fortes e saudáveis, além de ser pronto para uso”, detalha Felipe.

Quem atesta todas essas considerações é a encarregada de Maternidade na Agropecuária Ponta Verde, Leopoldo de Bulhões (GO), Claudilene Aparecida Costa. Em um plantel formado por 626 matrizes ela relata que passou a fazer uso do Pigger Cream com objetivo de reduzir os índices de mortalidade neonatal da granja.  “Passamos a utilizar o Pigger Cream para leitões de baixa viabilidade. Estratégia que já apresenta resultados por meio da redução da mortalidade desses leitões”, relata e continua: “o que mais surpreendeu foi uma leitegada prematura com 106 dias de gestação. Fornecemos o Pigger Cream misturado ao leite, 50% de cada nos dois primeiros dias. Dos 12 leitões nascidos conseguimos salvar 10 leitões.”

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Contratação

Departamento Técnico/Comercial Aves – Norte conta com reforço

Área de avicultura da Vetanco conta com os trabalhos de Roney desde Novembro de 2020

Publicado em

em

Roney da Silva Santos / Divulgação

O Técnico Agrícola Roney da Silva Santos passou a integrar o time da Vetanco desde novembro do ano passado.

Roney tem formação no Técnico Agrícola com Habilitação em Agricultura e Zootecnia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí (hoje Instituto Federal de Minas Gerais – IFMG) e é pós-graduando em Gestão do Agronegócio pela Faculdade Famart de Itaúna/MG.

O Assistente Técnico tem experiência na área de avicultura onde atuou na assistência técnica para a criação de frangos de corte, biossegurança e construção de aviários.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Encontro Nacional de Micotoxinas – RJ

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.