Conectado com
VOZ DO COOP

Notícias

Estão abertas as inscrições do 5º Hackathon do Show Rural Digital

Nas quatro edições anteriores, hackathon surpreendeu pela qualidade dos trabalhos apresentados.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Coopavel

As inscrições aos interessados em participar do Hackathon do Show Rural Digital Coopavel estão abertas e podem ser feitas até o dia 27 de janeiro. A inscrição deve ser confirmada no portal do evento no www.showrural.com.br no Ícone Show Rural Digital. Então basta rolar a barra de ferramentas e clicar, no banner do Hackathon Show Rural Coopavel, em inscrições abertas.

O primeiro lote tem inscrições abertas até 13 de janeiro para Programação, Negócios e Desing. O valor por participante é de R$ 115 – pode ser parcelado em até 12 vezes de R$ 11,89. O segundo lote, com valor de R$ 140 (parcela de R$ 14,48) tem prazo de inscrição até 27 de janeiro. São 75 vagas abertas e cada equipe deverá ser formada por cinco integrantes. Filhos de cooperados da Coopavel também vão participar do desafio.

Problemas reais

Em sua quinta edição, o hachathon é uma das principais atrações do Show Rural Digital que, pelo segundo ano, será realizado em um centro de eventos de quase cinco mil metros quadrados ao lado do portão principal do parque. O desafio será desenvolvido nos dias 8 e 9 de fevereiro. “Não há limite de idade aos interessados em participar. O importante é estar integrado às regras da maratona e se doar ao máximo para o êxito de sua equipe”, diz o coordenador do Show Rural Digital José Rodrigues da Costa Neto.

Os desafios que as equipes terão de resolver têm como essência problemas reais enfrentados no dia a dia do produtor rural, de técnicos e de empresas ligadas ao agronegócio. Com a colaboração de monitores especializados nesse tipo de competição, as equipes terão todos os recursos necessários disponíveis para, empregando o melhor da inovação e da tecnologia, encontrar meios criativos e inovadores para a solução das demandas apresentadas.

“A qualidade dos trabalhos defendidos ao longo dos anos é excelente, o que demonstra o elevado patamar dos profissionais conectados aos assuntos do campo”, conforme Neto. Haverá premiação aos vencedores. Os parceiros da Coopavel no hackathon, são: Sebrae, AcicLabs, Fiep, Senai, Iguassu Valley, Sindicato Rural, Fundetec, Uni, Unioeste, Biopark, Celepar, Secretaria de Estado da Inovação, FAG, Embrapa, IDR-Oeste e PTI (Parque Tecnológico Itaipu).

Fonte: Assessoria Coopavel

Notícias

Preços dos ovos caem com força no Brasil

Segundo pesquisadores do Cepea, as baixas já eram esperadas, devido à demanda enfraquecida típica do período pós-Quaresma.

Publicado em

em

Foto: Rodrigo Felix Leal

Os preços médios dos ovos caíram nesta parcial de abril em praticamente todas as praças acompanhadas pelo Cepea, tanto frente a março quanto em relação a abril de 2023.

Segundo pesquisadores do Cepea, as baixas já eram esperadas, devido à demanda enfraquecida típica do período pós-Quaresma.

Na parcial de abril (até o dia 18), a média da caixa de 30 dúzias do ovo tipo extra branco a retirar (FOB) na região produtora de Bastos (SP) recuou 3,7% na comparação com março e expressivos 11% em relação a abril de 2023 (em termos nominais), passando para R$ 162,50 neste mês.

Para o produto entregue (CIF) na Grande São Paulo (SP), os valores do ovo tipo extra branco caíram 3,4% e 11,5%, respectivamente, com a caixa com 30 dúzias negociada à média de R$ 170,00.

 

Fonte: Assessoria Cepea
Continue Lendo

Notícias

Valorização do dólar sustenta altas de preços da soja no Brasil

Por outro lado, as fortes quedas dos contratos futuros negociados nos Estados Unidos limitaram os aumentos domésticos.

Publicado em

em

Foto: Shutterstock

Os preços da soja seguem em alta no mercado doméstico. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso vem principalmente da valorização do dólar frente ao Real, que torna a oleaginosa brasileira mais atrativa a demandantes externos, além de elevar a liquidez interna.

Por outro lado, as fortes quedas dos contratos futuros negociados nos Estados Unidos limitaram os aumentos domésticos.

Em relação à colheita de soja no Brasil, pesquisas do Cepea apontam que, apesar da redução do ritmo dos trabalhos por conta das chuvas registradas no Sudeste e Centro-Oeste do País, as atividades se aproximam da reta final.

De acordo com dados da Conab, 83,2% da área cultivada com oleaginosa no País havia sido colhida até o dia 14 de abril.

 

Fonte: Assessoria Cepea
Continue Lendo

Notícias

ABCS se reúne com secretário Neri Geller para tratar de Plano Safra

Em Brasília, o secretário de política agrícola do Mapa recebeu os pleitos do setor com intuito de construir um plano ainda mais robusto para a suinocultura nacional.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/ABCS

O presidente da Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS), Marcelo Lopes, junto a equipe de relações governamentais, estiveram reunidos, na quinta-feira (18), com o secretário de política agrícola do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), Neri Geller e sua equipe técnica. A agenda foi para tratar do Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2024/2025, na oportunidade, Lopes reforçou que a ABCS está disponível para contribuir tecnicamente junto à equipe do Mapa na construção do PAP e aproveitou a audiência para apresentar o ofício, com as prioridades da entidade, referente ao programa.

O presidente da ABCS, Marcelo Lopes, enfatizou a importância do Plano para os suinocultores brasileiros. “Trouxemos as demandas com embasamento nos números do setor e esperamos que os estudos auxiliem na construção de crédito favoráveis”, explicou.

O presidente reforçou algumas demandas, como a linha de retenção de matrizes com carência de dois anos. “A ABCS ressalta a importância dessa linha para garantir o capital de giro dos suinocultores, em especial o independente, que utiliza esse crédito de custeio para manter seu rebanho e fazer investimentos. Esta carência de dois anos é justificada pelo ciclo reprodutivo das matrizes, que permanecem em produção por cerca de 5 ciclos, totalizando aproximadamente 24 meses”, explicou Lopes.

Outra demanda relevante é a adequação do limite por beneficiário na linha INOVAGRO. A gerente de relações governamentais da entidade, Ana Paula Cenci explicou que conforme os cálculos, sobre o modal de 1.500 matrizes, o que atende o setor é o aumentar o limite por beneficiário para 4 milhões de reais e o limite para crédito coletivo da ordem de 12 milhões de reais. “O limite atual por beneficiário está defasado em relação aos valores das tecnologias disponíveis no mercado, dificultando a contratação de crédito para essas adequações e até mesmo ampliação de granjas em projetos de integração”, disse Cenci.

O Secretário disse que está trabalhando para construir um plano com mais recurso e taxas de juros menores. Reforçou que sugestões como a da ABCS, embasada em dados e estudos técnicos, são essenciais para auxiliar a Pasta na elaboração do Plano Safra.

Ainda sem uma data oficial, o Plano Safra deverá ser lançado em meados de junho, como nos últimos anos.

Fonte: Assessoria ABCS
Continue Lendo
SIAVS 2024 E

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.