Conectado com
O Presente Rural Youtube

Rodrigo Capella Opinião

Agronegócio não pode ser vítima de tributação

Quem prejudica o agronegócio, prejudica o futuro de um país

Publicado em

em

Divulgação

Artigo escrito por Rodrigo Capella, influenciador digital do agronegócio, palestrante, consultor e diretor geral da Ação Estratégica – Comunicação e Marketing

Ventila-se, com cada vez mais força, nos bastidores do agronegócio, a possibilidade do fim da Lei Kandir, que assegura a não cobrança do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, conhecido pela sigla ICMS, das exportações de minérios e grãos, entre outras matérias-primas.

De um lado, governadores de vários Estados alegam problemas fiscais, muitos deles atribuídos ao não repasse do Governo Federal, em decorrência da Lei Kandir.

Do outro lado, o setor do agronegócio sinaliza as possíveis consequências do fim da isenção do ICMS. Desemprego, esfriamento da economia e – sem dúvida – a volta de uma crise com grande força.

Outro ponto crucial: o ressurgimento do ICMS sinalizará um grande e infundado retrocesso. Enquanto iniciativas como a do governador do Estado de São Paulo, João Doria, tiraram recentemente este imposto de produtos hortifrúti (hortaliças e frutas) minimamente processados, por que outras estariam pleiteando a volta de tributação? Não faz sentido.

Recentemente, conversei com a senadora Mara Gabrilli e ela me disse duas frases que qualquer cidadão brasileiro deveria refletir: “O agronegócio tem sido a resiliência brasileira” e “Se não fosse o agronegócio, a nossa situação estaria bem complicada”.

Concordo com as duas afirmações. O empenho e coragem dos produtores rurais contribuem para não sairmos dos trilhos e para termos constante otimismo em relação ao nosso país.

Com frequência, percorro fazendas e é comum os produtores dizerem, com orgulho, que não simplesmente produzem, mas que alimentam o mundo. E de fato isso é verdade.

Apesar das dificuldades – somente quem se engaja no setor as percebe com clareza -, cumprem a rotina com dedicação. Sol em excesso, falta de água, pragas diversas, perdas de safra. Já são tantos os obstáculos. Por que aumentá-los, com tributação desnecessária?

Esta pergunta me direciona a um alerta que o deputado federal Alexis Fonteyne fez durante nossa conversa: “precisamos deixar o agronegócio trabalhar em paz”.

É isso aí. Quem prejudica o agronegócio, prejudica o futuro de um país. Os esforços devem ser destinados para a liberação de crédito agrícola, para o fomento de startups, para a consolidação de hubs digitais, para a liberação de produtos necessários para combater pragas e para a constante e necessária atualização do setor.

Sim, é preciso fornecer sempre subsídios para o nosso agronegócio, que não mede esforços para tornar o Brasil uma das maiores economias do mundo, apesar de frequentemente criarem obstáculos.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um + dez =

Rodrigo Capella Opinião

04 dicas para sua empresa se destacar em um evento virtual

Uma ação importantíssima para o agro é a participação em eventos

Publicado em

em

Divulgação

Artigo escrito por Rodrigo Capella, diretor geral da Ação Estratégica – Comunicação e Marketing no Agronegócio

O ano de 2021 começou com força total. Empresas preparam lançamentos, intensificam campanhas de marketing e buscam impactar os produtores rurais, de forma assertiva e surpreendente. Dentro deste contexto, uma ação importantíssima para o agro é a participação em eventos.

Para ajudar a sua empresa a se destacar em um evento virtual, separei quatro dicas interessantes. Confira:

1) Interatividade

Aposte em iniciativas (jogos, demonstrações, apresentações etc) que promovam uma constante interatividade e fomentem o aprendizado contínuo em seu estande. Disponibilizar material técnico continuará sendo muito importante, mas ofereça algo mais aos seus clientes e visitantes.

2) Transparência

Destaque, com transparência e tranquilidade, os pontos de inovação do seu produto. Foque cada ponto específico nas reais necessidades do produtor, reforçando os ganhos em médio prazo e longo prazo.

3) Educação

Intensifique um marketing educativo durante os eventos, com o compartilhamento de material no formato passo a passo. Ensine como o seu cliente pode usar o produto ou serviço ao máximo, obtendo resultados significativos.

4) Participação

Inclua os clientes na sua programação, a ser realizada no estande. Pode ser o compartilhamento de case específico, uma atividade no formato storytelling ou ainda algo sugerido pelos próprios clientes. Inove e torne a experiência dos clientes inesquecível.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Rodrigo Capella Opinião

03 pontos que você precisa observar em 2021

O ano de 2021 será muito intenso e produtivo para o nosso agronegócio

Publicado em

em

Divulgação

O ano de 2021 será muito intenso e produtivo para o nosso agronegócio. Com a adoção cada vez mais frequente de tecnologia, as soluções propiciando uma adequação talhão a talhão e as ferramentas de gestão com alcance pleno, o produtor rural terá um horizonte sólido para cultivo e pós-cultivo, incidindo em cenário favorável às boas práticas de produção.

Esta animação, evidenciada em diversas fases, com características distintas, é claro, requer algumas observações a serem feitas no início do próximo ano, mas também no decorrer de 2021.

Confira a seguir 03 pontos que merecerão a sua atenção nos próximos meses:

A) Sinergia

A conectividade, em seus vários aspectos, é um dos pilares do novo agro. Dentro deste contexto, a sinergia é fundamental, seja no contato com o campo, no relacionamento diário com o cliente e até mesmo no planejamento e no desenvolvimento das diversas ações diárias, com foco em rentabilidade, produtividade e visibilidade.

B) Diferenciação

Com uma ampla potencialidade, o agro pede por diferenciação. Isso porque a sociedade quer saber a origem dos alimentos e, com isso, diversos nichos de mercado ganham força. A observação e o contato do produtor com diversos públicos contribuirão para o desenvolvimento de produtos segmentados.

C) Impacto

As ações a serem executadas, durante o ano de 2021, precisarão impactar, em vários aspectos. Com assertividade, que envolve a escolha adequada do cliente ideal, as iniciativas terão maior objetividade e sucesso mais intenso.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Rodrigo Capella Opinião

O que esperar do agro em 2021?

A resposta para esta questão é ampla e é bem provável que precisaria ocupar diversas e diversas páginas

Publicado em

em

Divulgação

Artigo escrito por Rodrigo Capella, diretor geral da Ação Estratégica – Comunicação e Marketing no Agronegócio

Durante conversas com empresas do agro, cooperativas e produtores rurais, tenho ouvido, com frequência, uma pergunta: Capella, o que esperar do agro em 2021?

A resposta para esta questão é ampla e é bem provável que precisaria ocupar diversas e diversas páginas. Mas, vamos tentar resumi-la em alguns pontos principais.

Confira a seguir:

A) Sustentabilidade

Os produtores rurais estão cada vez mais preocupados com questões ambientais. A natural conexão com a terra, o rigoroso Código Florestal e o CAR são os pilares deste sólido envolvimento. Outra questão importante é a demanda crescente do varejo por produtos fabricados com total sustentabilidade, impulsionada por exigências dos consumidores finais.

B) Tecnologia

O agro será ainda mais tecnológico em 2021. A sucessão familiar pulsante, os resultados digitais extremamente comprovados e o fortalecimento de startups e hubs de inovação sustentam essa expectativa.

C) Saúde pública

A constante preocupação dos consumidores finais com a origem dos alimentos e o fortalecimento do bem-estar animal estão em plena evidência. Este contexto reforçará a atenção dos produtores rurais para pontos relacionados à saúde pública.

D) Marketing

As empresas de agronegócio, os produtores rurais e as cooperativas aumentarão os investimentos em ações de marketing no ano de 2021. Ganharão relevância a exposição em mídias altamente qualificadas, as ações interativas em eventos e as conexões digitais.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.