Conectado com
VOZ DO COOP

Empresas Comunidades, Animais e Planeta

Destaques do relatório de sustentabilidade da Zoetis

Em 2023, mais de 30% do consumo total de eletricidade da empresa, líder mundial em saúde animal, foi fornecido por fontes renováveis, aproximando a companhia de seu objetivo de usar eletricidade 100% renovável até 2030

Publicado em

em

Divulgação Zoetis

A Zoetis, líder mundial em saúde animal, publicou seu relatório de sustentabilidade de 2023, denominado “Avanço da Sustentabilidade na Saúde Animal para um Futuro Melhor”, para destacar o progresso da empresa no avanço rumo as suas aspirações de sustentabilidade de longo prazo.

O relatório mostra as ações realizadas em três pilares: Comunidades, Animais e Planeta. Incluídos no relatório estão o Sustainability Accounting Standards Board (SASB) e o Índice ESG da empresa, que fornecem indicadores de desempenho relevantes, incluindo aqueles identificados pelo SASB para a indústria de saúde, biotecnologia e farmacêutica. Este índice também inclui o compromisso da Zoetis em divulgar o progresso alinhado com o Grupo de Trabalho sobre Divulgação Financeira Relacionada ao Clima (TCFD), além de um link para o Questionário de Mudanças Climáticas do Carbon Disclosure Program – CDP 2023.

“Nossas aspirações de sustentabilidade são uma extensão do nosso propósito na Zoetis, e continuamos a fazer progressos significativos ao incorporar a estratégia de sustentabilidade em nossos negócios, na medida que construímos um futuro mais saudável para nossas comunidades, animais e o planeta que compartilhamos”, disse Jeannette Ferran Astorga, vice-presidente executiva de assuntos corporativos, comunicações e sustentabilidade da Zoetis e presidente da Fundação Zoetis. “A saúde animal emergiu como uma solução climática clara com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura a identificar medidas – incluindo genética, vacinações e melhor acesso a cuidados veterinários – que podem, em última análise, melhorar a saúde e a produtividade dos animais e reduzir as emissões globais de gases com efeito de estufa do gado.”

Alguns destaques do relatório:

  • Mais de 30% do consumo total de eletricidade da empresa foi fornecido por fontes renováveis, o que inclui painéis solares instalados no local em sete instalações – levando a Zoetis em direção ao seu objetivo de usar eletricidade 100% renovável até 2030
  • Substituição de plástico por papelão para embalagens de vacinas antirrábicas, reduzindo o uso de plástico PVC em oito toneladas métricas e as embalagens em geral em cerca de 2,5 toneladas métricas anuais
  • Através de doações de 8,3 milhões de dólares, a Fundação Zoetis apoiou 28 iniciativas que impactaram 19 países para promover oportunidades para veterinários e criadores de gado através de iniciativas de educação, bem-estar e meios de subsistência
  • A empresa lançou no mercado diagnósticos, vacinas e parasiticidas inovadores para apoiar as metas de saúde animal e produtividade dos produtores pecuários
  • O aumento do trabalho voluntário relatado por colegas em 81%, para 16.611 horas

Animais – Inovação em Saúde Animal

Em 2023, a companhia iniciou um projeto com a Dairy Management Incorporated (DMI) e a equipe de modelagem Ruminant Farm Systems (RuFaS) para aumentar o desenvolvimento e os testes do modelo de emissões na fazenda RuFaS. A Zoetis contribui com dados de saúde animal e genética para o projeto, bem como experiência em pesquisa de apoio para permitir a modelagem abrangente das pegadas de carbono das fazendas leiteiras. O trabalho continua em 2024 e representa uma oportunidade para compreender as alavancas que podem melhorar a eficiência e o impacto ambiental da produção de leite. No âmbito da iniciativa de Produtividade Pecuária Africana e Avanço da Saúde (A.L.P.H.A.), em 2023, com o apoio contínuo da Fundação Bill & Melinda Gates (BMGF), a Zoetis lançou uma nova iniciativa de cinco anos que visa aumentar o acesso a um portfólio alargado de produtos e serviços veterinários, incluindo diagnósticos, e melhorar a escala das redes de distribuição para os criadores de gado na África Subsariana.  Até o fim de 2023, a Zoetis treinou mais de 35 mil agricultores, profissionais veterinários, distribuidores e pessoal de laboratório, e tratou 12,7 milhões de vacas e 260 milhões de galinhas na região – superando as metas em 27% e 30%, respectivamente.

 Planeta – o impulso para proteger nosso planeta

Focada nas emissões de Escopo 1 e 2 de suas operações de fabricação, distribuição e pesquisa e desenvolvimento (P&D), escritórios e frota de veículos, a Zoetis continua a progredir em direção à neutralidade de carbono em suas próprias operações até 2030:

  • Expandir seu portfólio de energia renovável, que inclui programas de serviços públicos, sete painéis solares fotovoltaicos instalados nos principais locais de fabricação e P&D, e agora dois contratos virtuais de compra de energia (VPPAs) que deverão entrar em operação nos próximos dois anos,
  • Reportar 32,6% de eletricidade renovável fornecida até ao final de 2023, alinhado com o seu compromisso RE100. Mais de um terço das unidades de produção da empresa operam com eletricidade 100% renovável,
  • Concluir 38 projetos de eficiência energética e outros projetos de redução de carbono em locais importantes em 2023, e
  • Aumentar os veículos híbridos e elétricos para representar 12,1% e 3,1%, respetivamente, da sua frota total de veículos.

Coletivamente, esses investimentos, combinados com as mudanças operacionais realizadas desde 2021, reduziram as emissões de Escopo 1 e 2 da empresa em 18,9%.

Como parte da sua estratégia de embalagem, a Zoetis continuou a tomar medidas substanciais para melhorar o impacto ambiental dos seus produtos nas formas mais importantes para os clientes e para a empresa. Em uma de suas principais unidades de fabricação, em Lincoln, Nebraska, EUA, as embalagens plásticas foram substituídas por caixas de papelão para embalagens de vacinas contra a raiva distribuídas no mercado estadunidense, reduzindo o uso de plástico PVC em cerca de oito toneladas métricas e as embalagens em geral em cerca de 2,5 toneladas métricas anualmente.

Comunidades – Cuidado e Colaboração

A Zoetis investiu US$ 7 milhões em comunidades por meio de iniciativas de doações corporativas em 2023. Isso incluiu a parceria com a Adopt a Pet para melhorar o acesso a recursos para animais de estimação, abrigos, resgates e equipes de saúde veterinária nos Estados Unidos; uma iniciativa na Indonésia para vacinar cães e gatos contra raiva e esforços de socorro ao terremoto para apoiar o resgate e cuidado de cavalos em Marrocos. No total, os programas comunitários da empresa alcançaram aproximadamente 202 mil donos de animais de estimação necessitados e aproximadamente 91 mil animais afetados pelo desastre. Por seu lado, a Fundação Zoetis distribuiu 8,3 milhões de dólares  apoiando 28 iniciativas em 19 países em 2023, incluindo doações de 3 milhões de dólares a organizações que concederam bolsas de estudo a mais de 500 estudantes de veterinária. Isto eleva o apoio cumulativo da Fundação para 14,9 milhões de dólares do seu compromisso de 35 milhões de dólares em subvenções de 2021 até ao final de 2025.

Fonte: Assessoria

Empresas Nuproxa

Empresa suíça de aditivos naturais se lança ao mercado durante o SIAVS 2024, que acontece entre os dias 6 e 8 de agosto em São Paulo.

Publicado em

em

Homero Borin, vice-presidente do Grupo Nuproxa para a América Latina

Presente no mercado latino-americano desde 2007, o Grupo Nuproxa escolhe o evento SIAVS 2024, que acontece no Distrito Anhembi, em São Paulo, de 6 a 8 agosto, para apresentar a sua marca e seu portfólio ao Brasil. Com soluções inovadoras, já reconhecidas na Europa e em outros países da América Latina por sua eficácia e qualidade, que extraem o melhor da natureza e transformam em tecnologia de nutrição para o bem-estar e saúde animal.

Em território brasileiro, o local escolhido para sua sede foi Itajaí, Santa Catarina, estrategicamente pensado para apoiar uma rede de distribuição abrangendo todo o país, uma vez que a região tem força na produção de suínos e aves. A Nuproxa Brasil conta com uma equipe técnica comercial e um time de especialistas em nutrição e saúde para aves, suínos, ruminantes, animais de companhia e aquicultura, prontos para oferecer suporte completo aos seus clientes.

Com um investimento previsto de 22% de seu market share em novos mercados, a empresa pretende tornar o mercado brasileiro um dos mais importantes do grupo nos próximos anos.

Homero Borin, vice-presidente do Grupo Nuproxa para a América Latina, destaca a importância dessa expansão. “O Brasil sempre fez parte dos nossos planos de crescimento, pois é um mercado extremamente importante para a expansão de nossos negócios. Além disso, sempre realizamos testes científicos com instituições brasileiras de prestígio para confirmar a eficácia de nossos produtos. Com a adição de novos produtos ao nosso portfólio e a expansão de nossa equipe técnica, estamos prontos para estrear no país”, afirma Borin.

Entre os destaques da Nuproxa estão o suporte técnico especializado e os produtos inovadores e sustentáveis, desenvolvidos para clientes que buscam maximizar os resultados e manter alta lucratividade em suas operações, atendendo à demanda global.

“Nossos produtos, que já são sucesso em toda a América Latina, agora estão disponíveis no Brasil com foco principal na produção de aves e suínos, além de uma linha inovadora de produtos para aquicultura. Os produtos da Nuproxa são naturais e altamente testados, oferecendo máximo retorno econômico e desempenho superior de produção, alinhados com conceitos de sustentabilidade e bem-estar animal. Além disso, a Nuproxa tem um rigoroso programa de segurança alimentar, qualidade e regulamentação para garantir a integridade de nossos produtos, seguindo os mais altos padrões estabelecidos pela certificação FAMI-QS”, diz Jonivan Paloschi, Diretor Comercial para a Nuproxa Brasil.  

Até 2021, a Nuproxa operava no Brasil de forma indireta, por meio de um distribuidor local, oferecendo uma gama reduzida de produtos. No entanto, dada a importância do país na produção animal global e o crescimento de sua linha de produtos, a empresa suíça entra no país com força total. A meta da Nuproxa Brasil é ter sua linha completa de produtos disponível no mercado brasileiro nos próximos anos.

 

Serviço

Nuproxa Brasil

Stand SIAVS n° 103

SIAVS 2024, de 6 a 8 de agosto

Distrito Anhembi, São Paulo/SP

 

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Dia 8 de agosto

Agroceres Multimix realiza agCast ao vivo durante o SIAVS 2024

Ação reunirá especialistas como Luiz Felipe Caron, Ricardo Rauber e Fernanda Almeida e tem como objetivo levar conhecimento prático e científico ao setor.

Publicado em

em

Professor Luiz Felipe Caron, é uma das presenças confirmadas no AG CAST – Foto: O Presente Rural

No dia 8 de agosto, durante o SIAVS, a Agroceres Multimix reforça seu compromisso de levar informações de qualidade ao setor por meio do agCast. Na oportunidade, a empresa reunirá em seu estande renomados especialistas para debater a fundo temas essenciais para a produção de proteína animal.

A ação será transmitida ao vivo, pelo canal oficial da Agroceres Multimix no YouTube, permitindo que profissionais do setor acompanhem as discussões e insights.

A programação do agCast terá início às 9h30, com foco em avicultura, quando estratégias para escolha de aditivos voltados para a saúde intestinal nortearão as conversas.

O professor Luiz Felipe Caron, o consultor Ricardo Rauber e a gerente de serviços técnicos na Agroceres Multimix, Patricia Marchizeli, debaterão temas como o uso de biomarcadores para compreender os mecanismos de ação dos aditivos e a definição de protocolos eficazes adaptados às necessidades dos produtores.

Na sequência, às 11h30, o conceito de imunonutrição e os desafios das matrizes hiperprolíficas na suinocultura serão o foco da troca de experiências entre a professora e pesquisadora Fernanda Almeida e o gerente de serviços técnicos na Agroceres Multimix, Francisco Alves Pereira.

Os participantes abordarão como a pesquisa está enfrentando os desafios para melhorar a uniformidade e viabilidade da leitegada, além do papel da imunonutrição no desempenho produtivo e morfológico dos leitões.

Para acompanhar o agCast, basta se inscrever no canal do YouTube da Agroceres Multimix (Clique aqui).

Fonte: Assessoria Agroceres Multimix
Continue Lendo

Empresas

Saiba como os aminoácidos podem auxiliar na criação de suínos

AminoGut®, solução da Ajinomoto do Brasil, é excelente estratégia nutricional para o desenvolvimento saudável dos animais 

Publicado em

em

Divulgação Ajinomoto

O AminoGut®, solução voltada para a área de Nutrição Animal, presente no portfólio da Ajinomoto do Brasil, empresa referência em aminoácidos, tem sido utilizado como ferramenta estratégica na nutrição dos suínos. Composto por aminoácidos essenciais na forma livre, o produto é desenvolvido e produzido no Brasil, e exportado para diversos países.

Os componentes presentes na formulação do AminoGut® atuam no intestino dos animais, sendo utilizados no metabolismo de energia das células de rápida multiplicação e renovação, como os enterócitos (células cuja função é a de realizar a digestão dos alimentos e a absorção de nutrientes) e as células do sistema imunológico (responsáveis pela defesa e proteção do organismo), contribuindo assim para a manutenção da morfologia, integridade e saúde intestinal.

Os suínos passam por diversos períodos de desafios durante a sua produção. Por exemplo, no período de desmame o estresse dos animais é muito intenso, pois o leitão é separado de sua mãe, a sua dieta (leite) é modificada drasticamente para a ração e é neste momento em que os leitões de diferentes ninhadas são agrupados em um único ambiente, ocasionando uma reorganização social com conflitos de hierarquia dentro deste novo grupo. Estes estresses ambientais, nutricionais e sociais resultam em alterações significativas na microbiologia, fisiologia e imunologia do trato digestivo dos leitões.

Em situações de estresse ou desafio sanitário, a demanda dos aminoácidos aumenta e um aporte nutricional adequado de aminoácidos essenciais e, também, de aminoácidos condicionalmente essenciais (cuja síntese endógena é insuficiente para atender as necessidades do organismo, em condições específicas), deve ser realizado.

“Com sólida base científica, o AminoGut®, produto de tecnologia e composição únicas para a nutrição animal, possui importância estratégica para se obter o melhor desempenho zootécnico, fornecendo aminoácidos essenciais aos animais submetidos às condições de estresse, como, por exemplo, o período de desmame dos leitões”, destaca Edgar Ishikawa, diretor da Divisão Bio & Fine Chemicals, responsável pelos negócios de Nutrição Animal da Ajinomoto do Brasil.

“No desmame e dias após este evento, os sistemas digestivos e imunológicos dos leitões ainda não estão plenamente maduros e funcionais, limitando sua capacidade digestiva e sua resposta imunológica frente aos desafios. A suplementação do AminoGut® nas rações, devidamente balanceadas e de alta digestibilidade, se torna necessária para se obter o melhor desempenho zootécnico e para que os leitões, de forma resiliente, transponham os desafios do período de desmame”, reforça o executivo.

Testes realizados em granjas comerciais no Brasil e no exterior comprovam que o uso do AminoGut® resulta em um significativo aumento de peso dos leitões na saída da creche que, por consequência, proporciona menos dias para atingir o peso de abate dentro do ciclo produtivo. “Em outros termos, há melhor desempenho zootécnico e maior retorno econômico ao produtor”, finaliza Edgar Ishikawa

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
AJINOMOTO SUÍNOS – 2024

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.