Conectado com
FACE

Empresas FACTA

Yamasa participa da Conferência Facta 2019 e é uma das patrocinadoras do evento

Mais tradicional empresa de equipamentos para avicultura no país, a Yamasa estará presente com sua equipe em Campinas (SP), entre os dias 14 de 16 de maio

Publicado em

em

Nelson Yamasaki Júnior, diretor comercial da Yamasa. - Foto: Divulgação

Com equipamentos exclusivos para corte e postura, a Yamasa está cada vez mais presente nos eventos que marcam a agenda da avicultura brasileira. Depois de patrocinar e participar do Congresso da APA 2019, em março, a equipe da empresa já está a postos para outro importante evento do setor. É a Conferência Facta WPSA-Brasil 2019, encontro de profissionais altamente qualificado que debate os temas mais importantes dos segmentos de corte e postura no Brasil.

A Facta – Fundação APINCO de Ciência e Tecnologia Avícola – tem como foco principal o fomento e a difusão de novos conhecimentos e tecnologias aplicáveis ao desenvolvimento sustentável da avicultura, objetivo que tem forte eco para a equipe Yamasa.

Este ano, a Conferência WPSA-Brasil se volta especialmente ao setor de corte, destacando o tema Frango: a responsabilidade de alimentar o mundo. “Estaremos pela primeira vez na Conferência Facta certos de nos colocarmos ainda mais próximos do avicultor e dos formadores de opinião, compartilhando nosso conhecimento e agregando valor aos contatos que a empresa já possui entre os profissionais do setor”, argumenta Nelson Yamasaki Júnior, diretor comercial da Yamasa.

Especialmente para o segmento de corte, a empresa conta com uma tecnologia exclusiva que classifica e embandeja ovos férteis para matrizeiros e incubatórios. Os equipamentos YHD da Yamasa, desenvolvidos pela divisão de ovos férteis, são produzidos com foco na qualidade da classificação e embandejamento dos ovos que seguem para os incubatórios.

As máquinas YHD da Yamasa permitem o posicionamento correto do ovo para incubação, menor contato manual e tempo de manuseio pré-incubação, avaliação da integridade do ovo para retirada precoce dos ovos impróprios e classificação por peso para uniformidade da janela de nascimento, tamanho e qualidade dos pintinhos. Esses processos evitam que, na fase de produção das aves, haja disparidade nos lotes em relação ao consumo de ração, no peso das aves e nos níveis de mortalidade.

“São conceitos como esses que levaremos ao público da Conferência Facta 2019, profissionais também preocupados em oferecer o melhor ao segmento de ovos férteis”, explica Nelson Yamasaki Júnior. Durante o evento, a empresa divulgará sua tecnologia através de um folder especialmente produzido para a ocasião, destacando o equipamento YHD e seus benefícios para o segmento de ovos férteis.

A Conferência Facta WPSA-Brasil 2019 acontece entre os dias 14 e 16 de maio, na Expo D. Pedro, em Campinas (SP).

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + doze =

Empresas

Doenças infecciosas comprometem desempenho dos bovinos e aumentam custos de produção

Para evitar processos infecciosos em bovinos, recomenda-se que além do manejo sanitário preventivo, com o uso de produtos antiparasitários e vacinas, é preciso realizar rondas diárias nos lotes.

Publicado em

em

Divulgação.

Com a chegada dos meses mais frios do ano, as infecções respiratórias tornam-se mais frequentes em bovinos de todas as idades e podem causar queda de desempenho tanto no gado de corte quanto de leite, aumentando os custos com a sanidade nas propriedades. O médico veterinário Thales Vechiato, gerente de produtos para grandes animais da Syntec do Brasil, alerta que as doenças respiratórias não representam os únicos pontos de atenção nesse momento. “Os pecuaristas também devem ficar atentos aos processos infecciosos gastrointestinais,  no gênito urinário e em decorrência de feridas, além do controle parasitário condizente com a época do ano”, diz. “Os bovinos são acometidos por inúmeros processos infecciosos, ocasionando doenças respiratórias, locomotoras, reprodutivas e digestivas. É o caso das diarreias em bezerros, que representam um problema recorrente e importante”, assinala o especialista.

Vechiato explica que as infecções respiratórias decorrem da contaminação por agentes microbianos, vírus ou bactérias, que invadem e colonizam o trato respiratório dos animais. “As portas de entrada podem ser o contato entre animais ou a queda de imunidade, predispondo o acesso de bactérias presentes na cavidade oro nasal dos bovinos”.

Para evitar processos infecciosos em bovinos, o gerente de produtos da Syntec recomenda que além do manejo sanitário preventivo, com o uso de produtos antiparasitários e vacinas, é preciso realizar rondas diárias nos lotes para identificar rapidamente bovinos doentes e proceder com tratamento imediato, minimizando perdas. “Para identificar animais com possíveis infecções, é preciso estar atento, primeiramente, à queda de desempenho produtivo (redução no ganho de peso e menor produção de leite). Isso é um indicativo de que algum quadro infeccioso pode estar ativo. Para descobrir a origem do problema, é fundamental a presença e o acompanhamento do médico veterinário”.

A Syntec do Brasil oferece o antibiótico Sulfatrox para combater com eficácia os processos infecciosos respiratórios, gastrointestinais e do gênito-urinário, feridas, septicemias e outras infecções, além de auxiliar o processo de recuperação dos animais. Composto pelos princípios ativos Sulfadiazina e Trimetoprima, Sulfatrox tem efeito bacteriano forte e potente, diminuindo a possibilidade de as bactérias desenvolverem resistência. Após administração intramuscular, o produto é rapidamente absorvido e distribuído por todos os tecidos, tornando-se altamente eficaz contra vários processos infecciosos em bovinos, equinos, suínos e ovinos.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

VetanCast ultrapassa os 2.000 plays no Spotify

Com o objetivo de levar ao ouvinte a opinião de personalidades do agronegócio, em setembro do ano passado a Vetanco lançou o projeto VetanCast. Trata-se de uma série de podcasts com duração de 12 minutos, e cada episódio desenvolve um tema relacionado ao setor da avicultura ou suinocultura.

Publicado em

em

Divulgação.

Nesta semana, já são mais de 2.000 plays contabilizados no canal. “São, efetivamente, seis meses de projeto e chegar nesse número é bastante significativo. Ao mesmo tempo que nos surpreende positivamente, também era algo esperado, tanto pela dedicação do time e qualidade e elaboração do material quanto pela qualidade dos entrevistados e também dos temas abordados”, avalia o Diretor Técnico/Comercial da Vetanco Brasil, zootecnista Tiago Urbano. Ele lembra, ainda, que os assuntos desenvolvidos pelo VetanCast são abrangentes, tanto para o mercado de aves quanto de suínos, além de temas que servem para ambos setores.

Os episódios vão ao ar sempre às terças-feiras. Até o momento, o canal trouxe a opinião de 15 profissionais do setor, em podcasts que são intercalados com o Pílulas Técnicas Vetanco, com a apresentação de temas técnicos atualizados, totalizando 24 áudios até o momento. “Acredito que o projeto deva alcançar números maiores com o tempo, a partir do momento em que as pessoas criam o hábito de ouvir semanalmente nossos podcasts, seja um episódio do VetanCast ou uma Pílula Técnica. As pessoas começam a se interessar, a criar a rotina de ouvir e começam a compartilhar o conteúdo. E é justamente o compartilhamento desses episódios que faz com que outras pessoas também venham a ouvir e se engajar ao projeto”, comenta Urbano.

Segundo ele, que é um dos idealizadores do VetanCast, o projeto também é sempre muito bem recebido pelos profissionais contatados para participarem das entrevistas. “Eles entendem que não é um projeto que tem qualquer vínculo comercial, mas trata-se de um projeto que busca simples e puramente fazer a difusão técnica para os mercados de avicultura e suinocultura”.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

MSD Saúde Animal anuncia lançamento de um robusto manual técnico sobre Ileíte

Em uma série de artigos que compõe o “Manual Técnico – Lawsonia, um inimigo invisível”.

Publicado em

em

Divulgação.

A fim de democratizar o acesso ao conhecimento e com intuito de incentivar a prevenção da Ileíte suína, a MSD Saúde Animal lança para o mercado um manual que deverá auxiliar suinocultores de todo o País.

Em uma série de artigos que compõe o “Manual Técnico – Lawsonia, um inimigo invisível”, vários especialistas nacionais e internacionais explicam os principais aspectos dessa doença, desde seu agente causador (a Lawsonia intracellularis) até as formas mais eficazes de controle. É essencial conhecer suas características para melhorar o desempenho de qualquer granja, pois ela está presente em quase todas, mesmo naquelas com altos padrões sanitários.

A ileíte é um exemplo de doença com a qual devemos aprender a conviver. O manual tem como objetivo ajudar os profissionais a aprofundar a visão sobre esse inimigo invisível. “Em um ano com custo de produção/alimentação extremamente elevados, temos a grande responsabilidade de ajudar a melhorar a saúde intestinal como um todo, visando darmos suporte para a máxima eficiência produtiva”, complementa Erich Nascimento, gerente de produtos da unidade de negócios de suinocultura da MSD.

Em breve a companhia divulgará novidades sobre o lançamento, que deverá chegar em breve para os suinocultores de todo o País.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Dia Estadual do Porco – ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.