Conectado com
LINKE

Empresas Avicultura

Vacina MB-1, da Phibro, supera 55 milhões de aves imunizadas contra Doença de Gumboro no Brasil

MB-1 faz parte de uma nova geração de vacinas e possui tecnologia inovadora

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A vacina MB-1, da Phibro Saúde Animal, já imunizou 55 milhões de aves em todo o país contra a Doença de Gumboro, um dos problemas sanitários mais importantes e prevalentes da avicultura nacional. A marca foi ultrapassada em dezembro, cerca de cinco meses após o lançamento da tecnologia no país.

“A Doença de Gumboro é recorrente e difícil de controlar. Ela causa imunossupressão nas aves, o que abre as portas para a ocorrência de diversas outras doenças”, explica Eva Hunka, gerente de negócios biológicos da Phibro. “O vírus acomete um importante órgão linfoide primário, a Bursa de Fabricius, e sua infecção compromete a produção de anticorpos.”

MB-1 faz parte de uma nova geração de vacinas e possui tecnologia inovadora. Por ser uma vacina de vírus livre, tem a capacidade de formar o imunocomplexo naturalmente, usando os próprios anticorpos maternais presentes no pintinho. Assim, promove imunidade precoce, cerca de quatro dias antes de outras vacinas.

“Essa proteção precoce de MB-1 vem mostrando excelentes resultados na proteção das aves e do ambiente. Conseguimos recuperar a cepa vacinal, por meio do teste de PCR, a partir dos 18 dias, nos lotes vacinados, o que significa menor janela imunológica, impedindo a replicação de cepas de campo na Bursa”, destaca Eva.

A MB-1 é uma cepa classificada como intermediária. Por isso, não causa danos significativos à Bursa de Fabricius nem quadros de imunossupressão vacinal, comum nas cepas plus e fortes. Outro diferencial é a velocidade de colonização, que, aliada ao seu mecanismo de ação, consegue atingir os alvos e iniciar a replicação precocemente.

“Por se adaptar aos anticorpos maternais de forma natural, há equilíbrio perfeito entre o antígeno e os anticorpos na formação do imunocomplexo. Assim, MB-1 oferece resultado único para cada indivíduo, iniciando a proteção no momento exato”, complementa Eva Hunka, que é mestre em medicina veterinária.

Em aves de vida curta, como é o caso dos frangos de corte, os quatro dias de antecipação da imunidade representam quase 10% da vida destes animais. “Diminuir o intervalo entre a queda dos anticorpos maternais e o início da imunidade ativa oriunda da vacinação é um importante gargalo, pois é exatamente neste intervalo que as cepas de campo conseguem se replicar na Bursa e se manter no campo por longos períodos. A vacina MB-1 consegue reduzir drasticamente este intervalo e, assim, diminuir a carga viral na granja”, finaliza a especialista da Phibro Saúde Animal.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 − 6 =

Empresas Parceria

MCassab traz ao mercado sul-americano duas novas soluções para suinocultura

Soluções têm propósito de atender a nova demanda sobre qualidade de carcaça de suínos e isospora em leitões

Publicado em

em

Arquivo / OP Rural

Reforçando o compromisso em levar aos clientes soluções inovadoras em Nutrição e Saúde Animal, o Grupo MCassab vem investindo cada vez mais em soluções pautadas de tecnologias. O objetivo é atender os mais variados mercados importadores de proteína animal.

Para tornar o objetivo uma realidade, a Linha de Saúde Animal e Especialidades ganha um reforço importante no portfólio de produtos naturais e na substituição de soluções convencionais.

Em parceria com a empresa Francesa IDENA, referência em soluções naturais na Europa, o Grupo MCassab traz ao mercado sul-americano duas novas soluções: o ValiMP e o Forcix SW, ambos com propósito de atender a nova demanda sobre qualidade de carcaça de suínos e isospora em leitões.

O Grupo MCassab continua desenvolvendo soluções inovadoras, juntos com os parceiros, para entregar o melhor ao agronegócio.

Continue Lendo

Empresas Suinocultura.

Pigger Cream a escolha ideal para o apoio a matrizes hiperprolíficas

O desenvolvimento da suinocultura nacional exige o uso de tecnologias nutricionais e ferramentas para o suporte aos desafios diários da atividade

Publicado em

em

Claudilene Aparecida Costa / Divulgação

Sempre em busca por soluções nutricionais voltadas para a suinocultura é que a Polinutri, empresa especializada em nutrição animal sediada em Osasco (SP), trouxe para o mercado o Pigger Cream, produto lançado no início de 2019 como forma de apoio ao manejo as fêmeas hiperprolíficas em parceria com a Liprovit (Holanda).

“Este é um alimento em linha ao notório avanço genético e a alta prolificidade das granjas nacionais que em muitos casos atingem índices superiores a 18 leitões vivos/porca”, explica a Gestora Comercial da Polinutri, Camila Brandão.

De acordo com o Gerente de Negócios Suinocultura da Polinutri, Felipe Ceolin, ao longo deste período, os resultados da parceria entre a Polinutri e a empresa holandesa têm sido consistentes e motivo de comemoração. Isso por conta da qualidade e facilidade do uso do Pigger Cream. “Oferecemos para o mercado um leite UHT palatável de elevada qualidade nutricional que atua diretamente para o desenvolvimento de leitões fortes e saudáveis, além de ser pronto para uso”, detalha Felipe.

Quem atesta todas essas considerações é a encarregada de Maternidade na Agropecuária Ponta Verde, Leopoldo de Bulhões (GO), Claudilene Aparecida Costa. Em um plantel formado por 626 matrizes ela relata que passou a fazer uso do Pigger Cream com objetivo de reduzir os índices de mortalidade neonatal da granja.  “Passamos a utilizar o Pigger Cream para leitões de baixa viabilidade. Estratégia que já apresenta resultados por meio da redução da mortalidade desses leitões”, relata e continua: “o que mais surpreendeu foi uma leitegada prematura com 106 dias de gestação. Fornecemos o Pigger Cream misturado ao leite, 50% de cada nos dois primeiros dias. Dos 12 leitões nascidos conseguimos salvar 10 leitões.”

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Contratação

Departamento Técnico/Comercial Aves – Norte conta com reforço

Área de avicultura da Vetanco conta com os trabalhos de Roney desde Novembro de 2020

Publicado em

em

Roney da Silva Santos / Divulgação

O Técnico Agrícola Roney da Silva Santos passou a integrar o time da Vetanco desde novembro do ano passado.

Roney tem formação no Técnico Agrícola com Habilitação em Agricultura e Zootecnia pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Bambuí (hoje Instituto Federal de Minas Gerais – IFMG) e é pós-graduando em Gestão do Agronegócio pela Faculdade Famart de Itaúna/MG.

O Assistente Técnico tem experiência na área de avicultura onde atuou na assistência técnica para a criação de frangos de corte, biossegurança e construção de aviários.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
CONBRASUL/ASGAV

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.