Conectado com

Notícias Guerra Comercial

Tensões EUA-China sobre Hong Kong e direitos de minorias dificultam chance de acordo comercial

Presidente norte-americano Donald Trump disse que um acordo comercial rápido é improvável

Publicado em

em

REUTERS/Yuri Gripas

As perspectivas de progresso nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China diminuíram na segunda-feira (07), depois que Washington colocou empresas chinesas em sua lista negra devido ao tratamento de Pequim em relação a minorias étnicas predominantemente muçulmanas, e o presidente norte-americano Donald Trump disse que um acordo comercial rápido é improvável.

A iniciativa do Departamento de Comércio dos EUA pode aprofundar as divisões em relação à China em um momento crítico da guerra comercial prolongada, que abalou os mercados financeiros e provocou uma desaceleração na economia global.

Outro ponto de inflamação foi a crescente polêmica sobre o tuíte de uma autoridade da liga norte-americana de basquete NBA. O apoio dele aos protestos democráticos de Hong Kong foi repreendido pela NBA, provocando reação negativa.

Trump e seu principal assessor econômico, Larry Kudlow, falaram em termos otimistas sobre as discussões desta semana com a China — as primeiras negociações de alto nível em mais de dois meses — mas Trump insistiu que não ficará satisfeito com um acordo parcial.

“Achamos que há uma chance de podermos fazer algo muito substancial”, disse Trump, referindo-se às negociações de alto nível agendadas para quinta-feira. “Eu preferiria muito um grande acordo e acho que é isso que estamos buscando”.

Pressionado a detalhar as chances de progresso nesta semana, Trump mostrou-se mais cético. “Alguma coisa pode acontecer? Acho que sim. Quem sabe. Mas acho que é improvável”, disse ele.

O jornal oficial do Partido Comunista Chinês, o People’s Daily, disse nesta terça-feira que as negociações podem ocorrer de três jeitos: os dois lados alcançarem um acordo “justo”; as conversas desmoronarem completamente ou manter a situação de “conversar enquanto há retaliação”.

Fonte: Reuters
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

treze − nove =

Notícias Tecnologias

2º Show Rural Digital Coopavel abre inscrições para o hackathon

Hackathon é uma maratona de tecnologia que, no SRD, buscará soluções a problemas do agronegócio

Publicado em

em

Divulgação

Equipes interessadas em participar do hackathon do Show Rural Digital 2020 devem se apressar. As inscrições já podem ser feitas no site http://showrural.com.br/digital/ . A maratona de tecnologia foi a grande atração da primeira edição do evento, em fevereiro de 2019. A equipe vencedora ganhou como prêmio uma visita técnica ao Vale do Silício, na Califórnia, nos Estados Unidos.

Para o evento agendado para os dias 3 e 4 de fevereiro próximos, na Arena Hackathon Celepar, serão inscritas 15 equipes com cinco integrantes cada. A equipe deverá ser assim composta: 1 cooperado da Coopavel (sócio com matrícula vigente ou familiar de cooperado), 1 designer (de produto ou serviços), 1 profissional da área de negócios (administrador ou profissional de marketing) e 2 desenvolvedores/programadores (técnico em software ou hardware).

As atividades terão início às 8h do dia 3 de fevereiro e seguirão de forma ininterrupta até que todas as fases das atividades propostas sejam cumpridas. Na primeira edição, os integrantes das equipes inscritas cumpriram as tarefas em 36 horas ininterruptas. Eles terão de desenvolver, usando os conhecimentos de suas formações acadêmicas e ferramentas da tecnologia e inovação, soluções para problemas do agronegócio.

Premiação

A premiação às três equipes melhor colocadas, de acordo com análise de um júri especialmente formado, será em dinheiro ao segundo e terceiro colocados e uma viagem internacional, a um ecossistema de tecnologia, ao vencedor – a cidade ainda está em definição.

O coordenador geral do Show Rural Digital, José Rodrigues da Costa Neto, informa que o hackathon buscará extrair o melhor dos participantes para situações e desafios comuns enfrentados em áreas da cadeia do agronegócio.

A exemplo do que ocorreu no ano passado, conforme Neto, a expectativa é que excelentes trabalhos sejam apresentados. O valor da inscrição para participar do hackathon é de R$ 120 por integrante da equipe. O Show Rural Digital terá inúmeras outras atrações, como Boot Camp (apresentação de startups a grupos de investimentos), Fórum de TI de Cooperativas do Brasil e Paraguai, Iguassu Valley Connect Show (fórum de inovação), Celepar Pitch Day, primeira reunião do Sistema Regional de Inovação de 2020, encontro do ecossistema Iguassu Valley, pitches e arena multiuso, com testes e apresentação de drones e veículos elétricos.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Notícias Mercado

Indicador do milho segue em alta e se aproxima do recorde nominal

Disponibilidade doméstica ainda é baixa, apesar de a colheita da safra verão 2019/20 já ter sido iniciada no Sul do país

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

O Indicador ESALQ/BM&FBovespa do milho está próximo do patamar recorde nominal da série do Cepea, de R$ 53,91/sc, verificado no início de junho de 2016. Na sexta-feira (17) o Indicador fechou a R$ 51,77/sc de 60 kg, com avanço de 6,48% na parcial de janeiro.

Segundo pesquisadores do Cepea, a disponibilidade doméstica ainda é baixa, apesar de a colheita da safra verão 2019/20 já ter sido iniciada no Sul do país. A demanda, por sua vez, está ativa no mercado interno, contexto que mantém os preços do milho em alta no spot.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Mercado

Exportações de ovos são as menores desde julho de 2006

No último mês de 2019 foram embarcadas 97,2 toneladas de ovos, recuos de 16,4% frente a novembro

Publicado em

em

Divulgação/AENPr

Em dezembro do ano passado, as exportações brasileiras de ovos in natura registraram o menor volume desde julho de 2006. Segundo dados da Secex, no último mês de 2019 foram embarcadas 97,2 toneladas de ovos, recuos de 16,4% frente a novembro e de fortes 92,5% na comparação com dezembro/18. A queda é atípica para o período.

Quanto à receita, os embarques de ovos in natura geraram R$ 449,37 mil em dezembro, baixas de 13,5% frente ao mês anterior e 90,4% na comparação com o último mês de 2018. No mercado interno, o aumento na procura por ovos elevou as cotações na semana passada. Colaboradores do Cepea indicam que as vendas aquecidas já começam a afetar a disponibilidade dos ovos, com falta de produto em algumas regiões.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
Mais carne
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.