Conectado com

Empresas

PEC – Programa de Eficiência de Carcaça, iniciativa da Minerva Foods e da Phibro, quer ajudar a produzir o bovino do futuro

O PEC envolve um modelo de reconhecimento, valorização e divulgação das melhores práticas para uma pecuária eficiente e é sustentado pela temática da “padronização que gera resultado”.

Publicado em

em

Minerva Foods e Phibro Animal Health juntam-se para criar o PEC – Programa de Eficiência em Carcaça, cujo objetivo principal é produzir, hoje, o bovino do amanhã em termos de constância de oferta, precocidade, excelente acabamento de gordura, carcaça uniforme, bom peso ao abate, padronização e ph da carne.

A pecuária brasileira tem rebanho de 220 milhões de bovinos, produção anual de 9,5 milhões de toneladas, exportação de 1,5 milhão de toneladas de carne e 1,3 milhão de pecuaristas. Os números são expressivos, porém há ainda muito espaço para crescer em termos de produtividade, eficiência e boas práticas em todas as fases (cria, recria e terminação), incluindo conforto e bem-estar animal.

“O PEC objetiva contribuir para a pecuária brasileira atingir um novo patamar de eficiência, a partir da disseminação de boas práticas, integração dos vários elos da cadeia produtiva – criadores, indústria da carne, indústria de insumos e pesquisa – e apoio aos pecuaristas para produzir mais e melhor e, assim, atender às necessidades da indústria frigorífica e satisfazer as crescentes exigências dos consumidores finais”, ressalta Maurício Graziani, presidente da Phibro Animal Health no Brasil.

“Mediante melhoria de renda e de acesso à informação, os consumidores têm se tornado mais exigentes. Dessa forma, questões relacionadas à qualidade, considerando seus mais variados aspectos, ganham cada vez mais importância. Com o programa, buscamos identificar os melhores perfis de carcaça, para atendimento aos principais mercados internos e externos, bem como reconhecer e fomentar as melhores práticas de produção”, aponta Luis Ricardo Luz, COO da Minerva Foods. 

O PEC envolve um modelo de reconhecimento, valorização e divulgação das melhores práticas para uma pecuária eficiente e é sustentado pela temática da “padronização que gera resultado”.

Trata-se de um projeto de médio a longo prazo, que oferece – a partir de orientação e processos – oportunidades para os produtores melhorarem os seus indicadores de eficiência em termos de padronização e produção de carcaças com maior valor percebido junto aos consumidores. 

O PEC – Programa de Eficiência em Carcaça tem como base produtiva o conceito do BOI 7-7-7, fruto de trabalhos conduzidos pelos pesquisadores da APTA – Colina (Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios) O BOI 7-7-7 é o resultado de pesquisas de mais de uma década do uso de novas tecnologias, avaliando o seu impacto sobre o desempenho (da desmama ao abate), identificando interferências de uma fase sobre outra e fazendo análises de viabilidade econômica, para orientar os pecuaristas em suas decisões em termos de nutrição, controle sanitário, genética, gestão e manejo. Os critérios de mensuração do PEC serão validados pelos pesquisadores da APTA – Colina.

 

Passo a passo do PEC

O primeiro passo do PEC é atrair os pecuaristas interessados em produzir os bovinos do futuro. Os criadores interessados em melhorar o seu desempenho segundo os parâmetros qualitativos do programa devem-se inscrever no site www.minervafoods.com.br/pec.

O passo seguinte é a avaliação do atual estágio da propriedade e, depois, a multiplicação de conhecimentos técnicos para melhoria dos indicadores de produção, com orientação dos pecuaristas para tomada de decisões.

O PEC também prevê o reconhecimento e a valorização dos pecuaristas que lideram o processo de produção de carcaças padronizadas e de alta qualidade.

“Nossa proposta é ter impacto sobre o desempenho da pecuária brasileira. Para isso, trabalharemos com disseminação de conhecimento e reconhecimento e divulgação das melhores práticas e dos resultados efetivos nas propriedades. Temos confiança de que esse processo contribuirá para o aumento da produtividade e melhoria da qualidade das carcaças, o que também é desejo de todos os pecuaristas, pois lhes trará ganhos econômicos”, ressalta Mauricio Graziani.

“Em seu primeiro ano, o PEC será um grande laboratório para nos ajudar a identificar os melhores perfis de carcaça e os resultados que trazem para o sistema, buscando o melhor aproveitamento de cortes nas fábricas. Será também o primeiro passo da Minerva no sentido de valorizar mais a qualidade na negociação com os pecuaristas. Nosso objetivo é reconhecer o que é bom para os produtores, para a indústria e para os consumidores, além de fomentar as melhores práticas de produção, para melhorar os ganhos de forma contínua e sustentada”, conclui Fabiano Tito Rosa, diretor de compra de gado da Minerva Foods. 

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 9 =

Empresas Conhecimento

Vetanco lança eBook – Prevalência de Micotoxinas na América

Material foi desenvolvido com base em análises de matérias-primas e de rações

Publicado em

em

Divulgação

Mesmo com todos os controles desenvolvidos pela indústria e com toda a tecnologia empregada na colheita e transporte de grãos, o tema micotoxinas continua sendo de grande impacto quando falamos em saúde animal. Controlar os níveis de micotoxinas se torna muito importante para o mercado de proteína animal, pois pode gerar enormes perdas de produtividade.

Sabendo dessa importância, a Vetanco lança o eBook: Prevalência de Micotoxinas na América. Esse material foi desenvolvido com base em análises de matérias-primas e de rações, realizadas em nossos laboratórios, a procura das principais micotoxinas que prejudicam resultados econômicos e zootécnicos.

O eBook foi desenvolvido pelo Departamento Técnico da Vetanco S.A. em um trabalho sinérgico das unidades do Brasil, Uruguai e México. Você pode conferir essa publicação da equipe da Vetanco, acessando o link: https://mkt.vetanco.com.br/prevalencia-de-micotoxinas-na-america.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Paraná

BIOSEN® participa da Avesui Eurotier em Medianeira com parceira a Matriagro

Pela primeira vez a Matriagro participa do evento com stand próprio e leva para Medianeira (PR) suas parceiras, entre elas a BIOSEN®

Publicado em

em

Divulgação

De 23 a 25 de julho os criadores de aves e suínos presentes em Medianeira poderão ter acesso ao que há de melhor em soluções nutricionais não antibióticas para as produções de aves e suínos. A BIOSEN® (Salto/SP) marca presença no evento levando todo o seu portfólio por meio de sua parceira a Matriagro.

“Sempre participamos deste evento como coadjuvantes, junto a outras empresas as quais representávamos e distribuíamos e este ano pela primeira vez com a empresa Matriagro sendo uma das participantes como ator principal, ou seja, com stand próprio” conta Claudio Moresco da Costa, diretor e CEO da empresa.

De acordo com o CEO da BIOSEN® esta parceria com a Matriagro ano após ano só se fortalece. Isso porque, as empresas crescem objetivando a entrega de resultados zootécnicos e econômicos para os granjeiros.

“Como empresa provedora de soluções tecnológicas para a nutrição animal há seis anos estamos atentos as tendências mercadológicas e sanitárias do mercado e aves e suínos. Portanto, levar nossos produtos não antibióticos para os profissionais da cadeia de ave s e suínos por meio da Matriagro passa a ser de fundamental importância para os negócios de ambas empresas”, salienta.

A Matriagro estará com stand na V19 e contará com todo seu corpo técnico-comercial para dar suporte para os visitantes neste encontro que marca uma nova fase para a Região, que tem a Cooperativa de Alimentos LAR como principal provedora.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas SBSS

Polinutri presente no Simpósio Brasil Sul de Suinocultura

A 12ª edição do SBSS acontecerá de 6 a 8 de agosto e concentrará os principais nomes da suinocultura nacional e a Polinutri se junta a esses profissionais em prol da eficiência zootécnica e econômica das granjas

Publicado em

em

Gerente da Unidade de Negócios Suinocultura Polinutri, Izabel Muniz - Foto: Divulgação

Após o anúncio oficial de mudança estrutural do modelo de governança pela apresentação do primeiro presidente fora do quadro societário da companhia, o executivo Paulo Roberto de Andrade, e a reformulação de sua comunicação amparada nas mais modernas diretrizes de mercado, a Polinutri confirma participação no principal encontro técnico-científico suinícola dos três estados do Sul, a 12ª edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura e da 11ª Brasil Sul Pig Fair, feira de negócios paralela ao SBSS.

O evento que ocorre entre 6 a 8 de agosto no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nes (Chapecó/SC) sob organização do Núcleo Oeste de Médicos Veterinário e Zootecnistas (Nucleovet SC) leva à mesa debates visando as tendências de médio e longo prazo com objetivo de servir de condutor para os temas relacionados a toda a cadeia de produção de suínos.

“Participar como patrocinador de um evento como o SBSS é de extrema relevância para os negócios da Polinutri. Isso porque além de apoiar os debates é um momento que podemos estar mais próximos de nossos clientes e parceiros”, salienta a Gerente da Unidade de Negócios Suinocultura Polinutri, Izabel Muniz.

Para ela, a feira será realizada em um momento muito favorável para os suinocultores isso por conta das projeções de valorização da proteína e o bom ritmo dos embarques que favorecem o desempenho do setor exportador. “A Polinutri se mostra atenta à realidade da suinocultura nacional e acompanha o aquecimento desta demanda. Por isso, em mais uma edição contaremos com um estande para receber e apresentar as soluções dedicadas ao segmento”, Muniz.

Entre inúmeras soluções tecnológicas contidas no portfólio da companhia o destaque desta edição do SBSS fica para o Programa Nutricional Fêmeas Suínas, um projeto baseado na ciência e na vivencia junto ao suinocultor. “Nele estão contidos uma gama produtos – núcleos, rações e aditivos –, tais como: Poli-Cromo Carnitina, Poli-Bio Casc, Nutri Matrizes, Nutri-Macho, Prolífica e Poli-Lactação que quando associados propiciam alta produtividade e maior rentabilidade nas granjas”, explica a gerente e destaca que “a empresa conta com um time de excelência, técnicos altamente gabaritados capazes de auxiliar os suinocultores de um País que é o quarto maior produtor e exportador de carne suína do mundo.”

 

Fonte: Assessoria da Polinutri
Continue Lendo
Evonik Aminonir
AB VISTA Quadrado
TOPIGS – BRASIL PORK EVENT 2019
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.