Conectado com

Empresas

Novo estudo com frangos de corte encerra debate de 30 anos em torno da biodisponibilidade de distintas fontes de metionina

Embora os produtos de DL-metionina sejam usados na maioria dos mercados avícolas globais, cerca de um terço dos produtores usa produtos análogos, sobretudo na forma líquida com ácidos livres (MHA-FA).

Publicado em

em

Um novo estudo, conduzido com uma genética moderna de aves, confirmou que a biodisponibilidade de metionina de produtos hidróxi-análogos líquidos (MHA-FA) é de apenas 65%, aproximadamente, em comparação com produtos de DL-metionina (DLM), como o MetAMINO®. Essa conclusão definitiva é coerente com a opinião científica recente2 da Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) e irá ajudar os produtores a otimizar os seus custos com alimentação animal. 

O estudo1, conduzido no Schothorst Feed Research, na Holanda, mostrou que a biodisponibilidade relativa de MHA-FA e DLM65 (DL-Metionina dilupida a 65%) na comparação com MetAMINO® foi de 65% e 61%, respectivamente.  Todos os valores de biodisponibilidade de MHA-FA ficaram significativamente abaixo do teor da substância ativa no produto referenciado pelo fabricante de 88%.

“Esses resultados, que foram obtidos usando frangos de corte de genética moderna, confirmam que a biodisponibilidade de produtos hidróxi-análogos líquidos de metionina – MHA-FA – é de cerca de 65% na comparação com MetAMINO® na base produto a produto”, explicou Dr. Emmanuel Auer, responsável pela linha de negócios Animal Nutrition da Evonik.

“Esses números são consistentes com a opinião científica de 2018 da EFSA de 66% em base de produto, e é importante que os produtores levem isso em conta se o objetivo é otimizar os seus alimentos para animais e obter a melhor relação custo-benefício”.

Embora os produtos de DL-metionina sejam usados na maioria dos mercados avícolas globais, cerca de um terço dos produtores usa produtos análogos, sobretudo na forma líquida com ácidos livres (MHA-FA).

“Ainda que esses produtos tenham um teor ativo de 88%, a pesquisa mostra que só uma parcela desse teor está biologicamente disponível – por isso, os produtores devem estar cientes desse fato ao formularem as suas dietas”.   

Os dados de desempenho do estudo também confirmaram que todas as melhoras obtidas com MetAMINO®, MHA-FA e DLM65 à dose mais alta atingiram um platô comum, onde não se perceberam diferenças significativas entre eles.  

“Esses resultados deixam claro que a biodisponibilidade poderia ser interpretada de maneira equivocada quando baseada em dados dessa parte da curva dose-resposta”, disse Auer. “É necessário realizar a análise de regressão multiexponencial dos dados do estudo dose-resposta para determinar a biodisponibilidade de metionina e outros nutrientes. A validade desse método foi confirmada pelo novo estudo”.

O estudo abrangeu 1.920 frangos de corte que receberam dietas iniciais (0 a 11 dias), crescimento (11 a 28 dias) e terminação (28 a 35 dias) com diferentes teores de metionina. Cada grupo de 120 aves recebeu MetAMINO®, MHA-FA ou DLM65 (MetAMINO® diluído com amido para um teor de metionina de 65%) em cinco níveis diferentes (de 0,4 a 3 g/kg). Um grupo basal de 120 aves não recebeu nenhuma metionina adicional. O desempenho de crescimento foi avaliado em cada fase e a avaliação da carcaça realizada no dia 35. 

Os resultados mostraram que o aumento das doses de todos os três produtos de metionina (MetAMINO®, MHA-FA e DLM65) foi associado a um melhor desempenho em crescimento e rendimento da carcaça na comparação com a dieta basal. O suplemento de metionina mais alto (3 g/kg) melhorou o GP (ganho de peso corporal) em 70, 67 e 70% e reduziu a CA (taxa de conversão alimentar) em 22, 22 e 23% com MetAMINO®, MHA-FA e DLM65, respectivamente. De modo similar, o rendimento da carcaça melhorou 13, 11 e 13% e o rendimento da carne de peito (como percentual do peso corporal) melhorou 62, 60 e 63% com MetAMINO®, MHA-FA e DLM65, respectivamente.

Análises estatísticas adicionais dos dados mostraram que a eficácia do MHA-FA em comparação com o MetAMINO foi  de  apenas 58% para ganho de peso (GP), 66% para taxa de conversão alimentar (CAR) e 62% para índice europeu de produção (IEP).

 

 

Referências:

1. Biodisponibilidade de dl-metionina hidróxi análoga em comparação à dl-metionina e validação da abordagem de regressão multiexponencial mediante o uso de dl-metionina 65% diluição em frangos, 2018, Poultry Science Association 107th Annual Meeting Abstracts, #242.

2. Agência Europeia de Segurança Alimentar (EFSA), 2018: segurança e eficácia de hidróxi análogos de metionina e seu sal de cálcio (ADRY+â) para todas as espécies animais, EFSA Journal 16 (3): 5198.

 

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − quinze =

Empresas IPPE

Saffeds participa do IPPE em Atlanta/USA

A feira internacional reúne as principais empresas do agronegócio mundial e marca o lançamento de tecnologias e inovações para o setor

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A equipe técnica da Safeeds, aditivos para nutrição animal, participou do IPPE 2019, em Atlanta/USA, em parceria com a canadense, JEFO, e a americana, United Animal Health.

A feira internacional reúne as principais empresas do agronegócio mundial e marca o lançamento de tecnologias e inovações para o setor, além de apresentar soluções para tendências cada vez maiores como a redução de antibióticos na produção de proteína animal.

O presidente da Safeeds, Ricardo Castilho, explica a importância do evento. “Encontros como este reforçam, ano após ano, a necessidade imediata de alternativas para a produção de alimentos AGP Free. A Safeeds, há muitos anos participa deste evento e está alinhada com este movimento, disponibilizando uma série de aditivos não antibióticos para a produção de alimentos mais seguros”.

Segundo Ricardo, a feira ainda marca o lançamento de novas tecnologias para a área. “Reunir as principais empresas do mundo em um só local, nos permite levar para o Brasil as principais inovações e tendências que estão acontecendo globalmente. Isto possibilita a Safeeds desenvolver tecnologias através de seus produtos e gerar valor cada vez maior para os nossos clientes”.

A 71ª edição do IPPE, reuniu cerca de 1.200 expositores de todos os lugares do mundo e recebeu cerca de 30 mil visitantes.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

GlobalGen anuncia novo CEO e registra crescimento acima do mercado

Empresa se consolida no setor de reprodução animal, com protocolos que apresentam resultados superiores em taxa de prenhez e baixo índice de perda de implantes

Publicado em

em

Dr. Milo Wiltbank

Em um universo de 200 milhões de cabeças de gado e cerca de 80 milhões de fêmeas em idade reprodutiva, apenas 12% de criadores brasileiros utilizam a inseminação artificial. A expectativa é de que o uso do método continue crescendo, com a ajuda da popularização da inseminação artificial em tempo fixo (IATF) – usada em 85% dos animais cruzados industrialmente. Os números, estimados pelo mercado de reprodução animal, estimulam a GlobalGen vet science, empresa especializada em reprodução animal, a comemorar os resultados de 2018 e projetar crescimento em 2019.

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para Saúde Animal (SINDAN), o mercado de terapêuticos hormonais teve um aumento de 8,63% no acumulado de janeiro a novembro de 2018, enquanto a GlobalGen cresceu 16,5%, quase o dobro. Os dados foram compartilhados com toda a equipe de campo durante a Convenção Nacional de Vendas da GlobalGen, realizada em Ribeirão Preto (SP).

Um dos idealizadores da GlobalGen, o Dr. Milo Wiltbank, pesquisador considerado um dos maiores especialistas do mundo na reprodução de bovinos, esteve no Brasil especialmente para a Convenção. “A GlobalGen possui uma linha completa de produtos especialmente desenvolvidos para uso na reprodução de bovinos, considerando os diversos sistemas de criação existentes no Brasil. Nosso DNA é baseado na pesquisa e desenvolvimento, por isso chegamos a esse patamar, onde temos as mais baixas perdas de implantes do mercado e uma alta taxa de prenhez, que garantem o sucesso dos nossos clientes”, destaca o pesquisador americano.

Novo CEO

A condução da empresa a partir de 2019 será feito pelo novo CEO da companhia, Marcelo Brunini, que possui larga experiência no setor e também está à frente da UCBVET Saúde Animal, parceira GlobalGen. “Com apenas dois anos e meio, a GlobalGen já se consolidou no mercado de reprodução animal e está crescendo em cima de resultados a campo, o que é motivo de orgulho para nós. Mas temos um longo caminho pela frente, pois queremos ampliar a nossa participação no mercado e contribuir ainda mais para otimizar os resultados de IATF”, detalha Brunini.

A GlobalGen vet science é uma joint venture fruto da parceria entre a holding americana de pesquisas ReproGen Animal Health e a empresa brasileira UCBVET Saúde Animal. Traz em sua origem com a ReproGen a experiência no manejo reprodutivo e a competência dos pesquisadores Dr. Milo Wiltbank, PhD e Dr. J. Richard Pursley, PhD, reconhecidos mundialmente pela criação do protocolo OvSynch, que possibilitou o uso da Inseminação Artificial por tempo fixo (IATF) com reconhecimento em escala global.

O know-how técnico foi reforçado pela aliança estratégica com a UCBVET, uma das mais tradicionais e inovadoras indústrias veterinárias do país, tendo em sua estrutura modernos laboratórios e equipamentos com o mais alto nível tecnológico para a produção de medicamentos. Assim nasceu a GlobalGen vet science, uma empresa formada por criadores e técnicos, para técnicos e criadores.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Vetanco promove ciclo de palestras no Polo Avícola da Bahia

Eventos tiveram grande participação de publico nos debates

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Vetanco, através de seu Assistente Técnico/Comercial  para a região Nordeste, médico veterinário David Felipe A. Barbosa, realizou um ciclo de palestras técnicas. As mesmas foram realizadas na cidade de Conceição da Feira – Bahia, na sede da Usivet, distribuidora da Vetanco na região, entre os dias 29 e 31 de janeiro. Todas as palestras foram ministradas pelo Coordenador Técnico da Vetanco, médico veterinário MSc. Fabrizio Matté, e tiveram temas focados nos interesses dos clientes:

 

Data: 29/01. Empresa: AVIVIP. Tema: Desafios Ambientais sobre o sistema respiratório das aves. Participantes: Everaldo e técnicos, responsáveis pelo fomento, e integrados.

Data: 29/01. Empresa: CAROLINA. Tema: Desafios em Saúde intestinal. Participantes: M.V. Marco Antonio,  José e Luiz Otavio.

Data: 30/01. Empresa: AVIGRO. Tema: Biosseguridade na produção avícola. Participantes: Equipe do Administrativo, Controle de Qualidade, Equipe de Campo, Incubatório, Abatedouro e Fábrica de ração.

Data: 30/01. Empresa: GUJÃO. Tema: Desafios Ambientais sobre o sistema respiratório das aves. Participantes: Equipe de fomento, veterinários, zootecnistas e técnicos de campo.

Data: 31/01. Empresa: TAMBAÚ. Tema: Desafios Ambientais sobre o sistema respiratório das aves. Flávio Henrique (Zootecnista) e integrados da empresa.

Foi uma semana bem produtiva, que contou com grande participação de publico nos debates, trocando experiências e enriquecendo ainda mais a ciência avícola para a aplicação no campo. A Vetanco reforça sua parceria com a distribuidora USIVET e toda a cadeia avícola bahiana.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
APA
Nucleovet 2
Facta 2019

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.