Conectado com

Empresas Nutrição Animal

Nova fábrica da Premix em Vilhena (RO) atenderá produtores de Rondônia, Acre e Mato Grosso

Nova unidade tem capacidade para produzir 100 toneladas por dia

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Com o objetivo de fortalecer ainda mais sua presença na região Norte do Brasil, a Premix inaugurou, no início de agosto, uma nova fábrica, desta vez no município de Vilhena (RO). Com capacidade para produzir 100 toneladas por dia, a unidade, construída em uma área de 1.206 metros quadrados, no Setor Industrial, atenderá pecuaristas dos Estados de Rondônia e Acre e das regiões Noroeste e Sudeste do Mato Grosso.

Contando com um estoque regulador para atender à linha de minerais, além de produzir toda a linha de farelados, a Premix espera produzir na nova fábrica mais de 10.000 toneladas em 2019. A empresa projeta crescimento orgânico nos próximos três anos, devendo chegar a 40.000 toneladas anualmente.

Nos últimos anos, a pecuária rondoniense registrou um grande avanço, o que lhe garantiu o quarto lugar no ranking nacional em exportações de carne, sendo o maior abatedor de bovinos da região Norte. De janeiro a novembro de 2018, exportou 138 mil toneladas de carne bovina, gerando uma receita de US$ 511 milhões. Rondônia, que mantém status de área livre de febre aftosa, com vacinação desde 2003, está em processo para a retirada da vacina a partir do segundo semestre de 2019. O cenário é reflexo dos investimentos em tecnologia e novos sistemas de gestão agropecuária, que os produtores da região implantaram nos últimos anos.

Ciente dessa pujança do estado, a Premix mantém uma equipe local com 30 representantes comerciais, além de dois consultores de campo e um gestor de Vendas para atender com agilidade e qualidade os pecuaristas da região.

O município de Vilhena, também conhecido como Portal da Amazônia, por estar situado na entrada da região Amazônica Ocidental, é o quarto mais populoso do Estado, com população estimada em 97.448 pessoas, segundo dados de 2018 do IBGE.

Para Ronaldo Pereira, gerente regional de Vendas para os Estados de Rondônia, Mato Grosso e Acre, o investimento reforça o compromisso da Premix com os pecuaristas dos três Estados, já que ficará mais próxima do produtor, tornando o atendimento mais dinâmico e oferecendo produtos de altíssima tecnologia. “Esta é mais uma ação que vem de encontro com a missão e com os pilares de sustentação da empresa, ou seja, contribuir para evolução do agronegócio por meio da inovação, relacionamento e conhecimento compartilhado”, destaca.

“Com a nova fábrica, conseguiremos levar a maior disponibilidade de produtos, com os melhores benefícios do mercado, além de um atendimento mais ágil”, conclui Daniel Guidolin, Diretor de Operações da empresa.

Fonte: Assessoria da Premix
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 6 =

Empresas Agrozootec

Balança Salter disponível e com autorização do Inmetro

A Agrozootec, com a devida autorização do Inmetro, tem o equipamento disponível no Brasil para venda imediata.

Publicado em

em

A avicultura depende de precisão e praticidade e existem equipamentos que são como o braço direito do produtor. Exemplo é a Balança Salter analógica, uma das mais procuradas pelos produtores de frangos de corte para controle de ganho de peso. A Agrozootec, com a devida autorização do Inmetro, tem o equipamento disponível no Brasil para venda imediata.

“A Salter é a balança analógica mais procurada pelos avicultores devido a sua alta precisão, ganchos em aço inoxidável, molas de pesagem anti-corrosão e robustez”, afirma a gerente nacional de vendas, Giana Hirose, da Agrozootec. De origem inglesa, estão disponíveis nas capacidades de 5 Kg e 10kg, a primeira com escala de 20 g e a segunda com escala de 50 g respectivamente. “A graduação possui espaços curtos, isso é muito importante no manejo de pesagem onde o ganho de peso é um ponto crucial para o retorno financeiro da granja”, explica Giana que também é médica veterinária.

“O controle da conversão alimentar e ganho de peso dos frangos de corte é uma das formas de garantir margem financeira do produtor, para isso, é importante uma boa genética, nutrição, controle sanitário e acompanhamento de pesagens, sem esquecer da capacitação e motivação da equipe de trabalho”, explica Giana. “Por esse motivo balanças como a Salter são tão procuradas”, afirma. “É uma ferramenta básica que atende ao avicultor em sua rotina”, conclui.

Com 15 anos de mercado em 2019, a AGROZOOTEC é uma indústria e importadora de equipamentos da Europa, América e Ásia para atender as cadeias produtivas de corte, leite, suínos, aves, equinos, ovinos e caprinos possuindo em seu portifólio mais de 2.200 itens, os produtos podem ser encontrados em distribuidores, cooperativas e lojas especializadas em produtos agropecuários.

 

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Nutrição Animal

Evonik participa da Reunião Anual CBNA com palestras dirigidas

Além de patrocinadora do evento, a empresa marca presença com duas importantes apresentações na Sala Bovinos durante o CBNA 2019

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Evonik estará presente na 32a Reunião Anual CBNA“Congresso sobre Nutrição e Bem-Estar Animal” , realizada pelo Colégio Brasileiro de Nutrição Animal – CBNA, que acontece entre os dias 12 e 14 de novembro de 2019, em Campinas, no interior de São Paulo. No evento, que reúne profissionais da cadeia produtiva e especialistas de renome internacional, serão apresentadas as mais recentes pesquisas e tecnologias nas áreas de nutrição e bem-estar animal nos segmentos de avicultura, suinocultura e ruminantes.

A Evonik é uma das patrocinadoras do encontro, que também conta com a entrega do “Prêmio CBNA de Pesquisa”, que avalia trabalhos científicos nas áreas de nutrição de aves (corte e postura), suínos e ruminantes (corte e leite). “Para a Evonik estar presente em um evento como esse é uma experiência bastante enriquecedora tanto pelo conteúdo quanto pelos oportunos encontros com experts da área. Não temos dúvidas de que representa importante agenda técnica do mercado brasileiro e momento propício para estreitarmos relacionamento com profissionais que atuam no setor”, salienta Nei Arruda, responsável pelo Marketing da área de Nutrição e Saúde Animal da Evonik.

 

Know how Evonik na Sala Bovinos

Além do patrocínio, a Evonik participa do evento com duas palestras na quarta-feira, dia 13, das 17h30 às 18h30, na Sala Bovinos:

 

– “Variação nutricional das matérias-primas e seu impacto sobre a nutrição de monogástricos”, com Maria Melo, Diretora Técnica da Evonik;

 

– “Ferramentas analíticas que auxiliam no processo de mitigação da variabilidade nutricional de matérias-primas”, com Valeska Passarelo, Coordenadora de Serviços Analíticos da Evonik, além de química, com experiência de mais de 7 anos em suporte técnico a campo em clientes com foco principal no controle de matéria-prima na fabricação de ração por meio do uso da tecnologia NIR.

 

Serviço: 

32a Reunião Anual CBNA “Nutrição e Bem-estar Animal”
Data: 12 a 14 de novembro de 2019
Local: Expo D. Pedro

 

Fonte: Assessoria da Evonik
Continue Lendo

Empresas AB Vista

OVUM em Lima foi o palco para o lançamento do Signis da AB Vista – o primeiro ativador de microrganismos de dupla ação da indústria

AB Vista estava presente no estande do seu distribuidor no Peru – Globalvet

Publicado em

em

Diretor de Investigação e Desenvolvimento, Dr. Mike Bedford

O Congresso Latino Americano de Avicultura – OVUM, que aconteceu na semana passada foi o palco da AB Vista para o lancamento de Signis – seu mais novo produto inovador de dupla ação, concebido para acelerar o desenvolvimento de um microbioma que degrada as fibras.

Signis é um produto inovador de dupla ação com uma combinação única de xilanase e xiloligossacarídeos (XOS) fermentáveis – que acelera o desenvolvimento de um microbioma que degrada as fibras, permitindo a fermentação de fontes de fibra que de outra forma permaneceriam não fermentáveis. Isto incrementa o padrão de fermentação da fibra de forma mais precoce no ciclo de vida dos monogástricos.

Nos últimos anos, a indústria tem assistido a uma série de mudanças interligadas, com uma redução do uso de antibióticos que levou a um enfoque na saúde intestinal. Isto gerou uma pressão para as empresas de alimentos para desenvolver estratégias nutricionais destinadas a estimular o microbioma intestinal.

O Diretor de Investigação e Desenvolvimento, Dr. Mike Bedford, explica que Signis é o resultado de anos de investigação sobre os efeitos benéficos dos produtos de decomposição de fibras na função intestinal e no desempenho animal:

“Nos últimos seis anos, através da nossa investigação, observámos a ligação entre a produção de determinados produtos de degradação de fibras, o microbioma intestinal e a melhoria do desempenho animal. O que sabemos é que certos xiloligossacarídeos produzidos pelas xilanases agem como “sinais” para que os micróbios intestinais desenvolvam uma capacidade mais eficaz de degradação de fibras ao longo do tempo. Este é o conceito central da Signis e onde o nome do produto deriva do seu efeito de sinalização”, conclui.

Acelerar o desenvolvimento de um microbioma degradante de fibras

Signis tem demonstrado acelerar o desenvolvimento de bactérias que degradam as fibras no intestino de suínos e aves. O produto contém uma combinação de xilanase fermentável e xiloligossacarídeos, especificamente selecionados pelo seu efeito benéfico na fermentação intestinal.

O Dr. Alexandre Barbosa de Brito, gerente técnico da LAM, descreve o mecanismo de ação – e explica o que isto significa em termos reais para os produtores:

“O Signis atua por uma dupla ação: a xilanase hidrolisa a fibra, aumentando a capacidade de fermentação e a rugosidade da superfície da fibra para fixação bacteriana, enquanto os xiloligossacarídeos assinalam ao microbioma para que desenvolva sua capacidade de fermentar XOS o mais rapidamente possível”, revela.

Jorge Rubio, Gerente de Negócios para o México, CA & Caribe, afirma que “Esta sinalização resulta em mudanças adaptativas para uma maior capacidade de degradar a fibra, permitindo maior digestibilidade da dieta, melhorando o grau de decomposição da fibra em uma idade mais precoce do que normalmente ocorreria. O resultado final para os produtores é uma melhor digestibilidade dos nutrientes, melhores rendimentos e uma redução geral dos custos de produção.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Mais carne
PSA
Biochem site – lateral
AB VISTA Quadrado

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.