Conectado com

Empresas Sustentabilidade

Next Generation Evonik: próxima fase da transformação estratégica

• Alinhamento sistemático do portfólio com as divisões de crescimento
• Forte investimento no crescimento ‘verde’
• Ambiciosas metas de sustentabilidade

Publicado em

em

Divulgação

A Evonik está iniciando a próxima fase de sua transformação estratégica. A sustentabilidade está sendo integrada de maneira plena e sistemática em todos os elementos da estratégia: gestão do portfólio, inovação, cultura corporativa. “Impulsionados pelo nosso propósito Leading Beyond Chemistry, avançamos bem nos últimos anos, tanto do ponto de vista estratégico quanto do ponto de vista financeiro”, disse o presidente da diretoria executiva da Evonik, Christian Kullmann, aos investidores e analistas no Capital Markets Day da empresa. “Na próxima fase da nossa transformação, vamos realizar investimentos direcionados e maciços no crescimento ‘verde’ e fazer da sustentabilidade o nosso motor central de crescimento”.

A Evonik está alinhando completamente o seu portfólio às três divisões de crescimento: Specialty Additives, Nutrition & Care e Smart Materials. “As atividades das quais estamos nos retirando por questões de estratégia estão sendo preparadas de maneira otimizada e responsável para lhes pavimentar o caminho para um futuro promissor”, disse Kullmann. Os preparativos já estão em andamento para a saída das três linhas de negócios da divisão Performance Materials: Superabsorbents, Functional Solutions e Performance Intermediates. A Evonik pretende encontrar novos proprietários ou parceiros para cada um desses três negócios em 2023.

Os proventos do desinvestimento dessas atividades e o fluxo de caixa operacional dos próximos anos serão destinados à transformação ‘verde’. Até 2030, a Evonik pretende investir mais de 3 bilhões de euros em Soluções de Próxima Geração – produtos com benefícios superiores de sustentabilidade. Esse valor representa cerca de 80% do investimento anual em crescimento. No mesmo período, outros 700 milhões de euros serão investidos em Tecnologias de Próxima Geração, i.e., na otimização de processos de produção e infraestrutura para evitar emissões de CO2.

“Estamos aumentando muito o nosso handprint e reduzindo o nosso footprint”, disse Thomas Wessel, integrante da diretoria executiva responsável pela sustentabilidade na Evonik. “Traduzindo em KPIs: vamos aumentar de maneira sustentável a participação nas vendas das nossas Next Generation Solutions dos atuais 37% para mais de 50% até 2030”. Incluem-se nisso, por exemplo, tecnologias de liberação de fármacos para liberação controlada de ingredientes farmacêuticos ativos, membranas para separação de gás para os setores de biogás e hidrogênio, além de ingredientes ativos cosméticos de base natural. “Nossas inovações ajudam os nossos clientes a deixar os seus produtos mais sustentáveis e a melhorar a sua performance climática”, disse Wessel. O crescimento dinâmico das Next Generation Solutions evidencia a importância desses produtos e oferece um potencial de crescimento acima da média para a Evonik.

A empresa pretende reduzir o seu footprint cortando sistematicamente as emissões diretas e indiretas de gases do efeito estufa na produção e no processamento. Com o suporte das Next Generation Technologies, a Evonik vai reduzir em 25% as suas emissões dos escopos 1 e 2, ou seja, das atuais 6,5 toneladas métricas para 4,9 milhões de toneladas métricas até 2030. Essa meta é totalmente consistente com os requisitos da iniciativa Science Based Targets (SBTi), com a qual a Evonik está comprometida. Os investimentos em sustentabilidade também são lucrativos: ao investir 700 milhões de euros em Next Generation Technologies, a Evonik vai reduzir seus custos operacionais em mais de 100 milhões de euros ao ano até 2030.

A unidade de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação, que foi reposicionada, também está integrando de maneira plena a sustentabilidade na gestão das atividades em inovação da empresa. “Nossas metas de PD&I estão bem posicionadas para gerar vendas adicionais de mais de um bilhão de euros com nossas áreas de crescimento em inovação até 2030”, disse Harald Schwager, integrante da Diretoria Executiva responsável por inovação. “Nossa capacidade de inovação é um fator essencial quando se trata de alavancar o crescimento ‘verde’ e lucrativo”.

As aspirações da Evonik são apoiadas por suas atividades de venture capital. Um novo Sustainability Tech Fund, com um volume total de investimento de 150 milhões de euros, vai reforçar as metas de sustentabilidade ao investir em tecnologias e modelos de negócios inovadores. O foco se concentra em novas tecnologias para a redução de emissões e em inovações altamente ajustadas do ponto de vista tecnológico com as Next Generation Solutions.

Como parte de sua transformação estratégica, a Evonik também revisou as suas metas financeiras de médio prazo. “Apesar do ambiente desafiador do momento, estamos confirmando nossas principais metas: margem EBITDA ajustada de 18-20%, taxa de conversão de caixa acima de 40% e ROCE em torno de 11%”, disse a CFO da empresa, Ute Wolf. Em sincronia com a sua orientação plena às especialidades químicas de alto crescimento e menos cíclicas, a Evonik agora projeta uma taxa de crescimento anual composta (CAGR) proveniente de vendas orgânicas acima de 4%. Até o momento, a meta era um crescimento em volume superior a 3%. O orçamento anual de CAPEX aumentará sucessivamente do nível atual de cerca de 900 milhões de euros para um nível entre 900 milhões e um bilhão de euros nos próximos anos – em resultado de investimentos em Next Generation Technologies para reduzir as emissões de CO2.

Além dessas metas financeiras ambiciosas, as metas atualizadas de sustentabilidade dos indicadores de impacto ambiental ‘handprint’ e ‘footprint’ da Evonik serão integradas ao plano de compensação de longo prazo da diretoria executiva a partir do próximo ano.

A Evonik assume a responsabilidade por suas atividades, seus colaboradores, o meio ambiente e a sociedade como um todo. A transformação ‘verde’ não só faz com que a empresa esteja alinhada com o futuro e garanta a sua lucratividade; ela também desempenha papel fundamental na configuração de sua cultura corporativa. Responsabilidade e sucesso econômico são inseparáveis na Evonik.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco + 8 =

Empresas Leite

Primeiro leite A2 de caixinha disponível no mercado traz selo que garante rastreabilidade

Piracanjuba amplia opções de quem tem problemas para digerir lácteos e mostra preocupação com a segurança do alimento

Publicado em

em

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A Piracanjuba acaba de lançar o primeiro Leite A2 de caixinha do mercado. A novidade, apresentada durante a APAS SHOW 2022, traz todos os benefícios do leite convencional, mas é proveniente de vacas que não produzem a caseína A1, apenas a A2 (proteínas), que proporciona para esse alimento, uma melhor digestibilidade. Além disso, o produto carrega o selo VACAS A2A2, da Integral Certificações, que garante toda a rastreabilidade do processo produtivo até a mesa do consumidor.

“Esse leite tem tudo que os outros leites têm, com exceção de uma única proteína, a caseina A1, por isso é um leite naturalmente mais fácil de digerir. Ele vem atender um nicho da população que não é alérgico à proteína do leite de vaca e nem intolerante à lactose, mas que ainda sim, sente dificuldade em digerir o leite e seus derivados convencionais. Com o lançamento do primeiro leite UHT A2 do mercado, a Piracanjuba sai na frente e vai ao encontro dos anseios do mercado consumidor, oferecendo mais um produto de alta qualidade”, comenta a CEO do Grupo Integral, Flávia Pontes.

A médica-veterinária, doutora em Produtividade e Qualidade Animal e diretora da Integral Certificações, empresa que atua nesse ramo para produtos de origem animal, Helena Karsburg explica que quando o consumidor vê o selo da Integral Certificações, ele está comprando a garantia de um produto com controle de origem e rastreabilidade. “Além do próprio processo de UHT que a empresa está oferecendo, ainda há a chancela de um programa independente, que tem certificações de terceira parte e que garante toda rastreabilidade para garantir que não haja mistura com o leite convencional. Estamos muito felizes e com uma expectativa enorme de que novos mercados se abram e que tenhamos outros produtos certificados para oferecer ao consumidor”.

“A Piracanjuba tem um DNA de inovação e o leite A2 é um segmento novo que nós entendemos que tem um potencial de crescimento para atender uma parcela que hoje talvez não consuma leite porque sente algum desconforto e nós estamos aqui para trazê-lo novamente para consumir lácteos. Entendemos também que certificar que aquele leite que está entrando na caixinha é realmente A2, agrega muito para o leite e para imagem da nossa marca, então é muito importante possuir a certificação”, comenta a Gerente de Marketing da Piracanjuba, Lisiane Campos.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Boehringer Ingelheim promove bate-papo com especialistas em Salmoneloses em suínos

Publicado em

em

O debate contou com as presenças do Dr. Roberto Guedes (UFMG), Dra. Jalusa Kich (Embrapa) e o Dr. Fernando Leite, executivo da Boehringer Ingelheim EUA.

A divisão de Suínos da Boehringer Ingelheim promoveu um bate-papo entre especialistas em Salmoneloses em suínos com o intuito de analisar as melhores práticas de prevenção, combate às doenças causadas por esses agentes patógenos e garantia de bem-estar animal, além de trazer à tona a importância de cuidados para a manutenção da saúde pública. O debate contou com as presenças do Dr. Roberto Guedes (UFMG), Dra. Jalusa Kich (Embrapa) e o Dr. Fernando Leite, executivo da Boehringer Ingelheim EUA.

Os convidados fizeram um comparativo das formas prevalentes de Salmoneloses no Brasil e nos Estados Unidos, das boas práticas, dos desafios recorrentes e como prevenir surtos nas propriedades, para evitar perda de produtividade e rentabilidade. Outro assunto de destaque foi a importância do uso racional de antimicrobianos para evitar resistência contínua de bactérias que podem influenciar na saúde pública mundial.

De acordo com o diretor da área de Aves e Suínos da Boehringer Ingelheim, Abílio Alessandri, é fundamental promover encontros deste tipo para promover as melhores práticas e analisar ideias que possam fortalecer a suinocultura brasileira como um todo: “Nós fazemos parte da cadeia de produção de proteína animal, oferecendo aos produtores brasileiros soluções inovadoras que combatem as principais enfermidades que afetam os suínos”, diz. “É fundamental que a carne suína brasileira ofereça segurança alimentar a todos os consumidores”, conclui, lembrando o conceito de ‘Saúde Única’, onde animais saudáveis são fundamentais para humanos saudáveis.

 

Solução para Salmoneloses em suínos

O Dr. Fernando Leite recordou que a Boehringer Ingelheim disponibiliza em alguns países, entre eles os Estados Unidos, a vacina Enterisol® Salmonella T/C, de apenas uma dose e única vacina de Salmonella suína de duplo antígeno para proteção contra Choleraesuis, Typhimurium e monofásicas.

Continue Lendo

Empresas

Vetanco é patrocinadora do Congresso IPVS 2022

O IPVS 2022 acontece de 21 a 24 de junho, no Rio de Janeiro, em uma realização da Associação Brasileira dos Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves)

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Considerado o mais importante evento científico da suinocultura mundial, o 26º Congresso IPVS 2022 tem o patrocínio da Vetanco, laboratório veterinário internacional que há 35 anos desenvolve, fabrica e comercializa produtos inovadores para a saúde e produção animal.

“O IPVS é um dos eventos de maior relevância para o setor de suinocultura e não poderia ser diferente para a Vetanco, pois somos uma empresa com participação ativa e importante neste mercado. Para nós é fundamental estarmos presentes nesse evento, reforçando a nossa marca e podendo reencontrarmos nossos clientes”, comenta o Diretor Técnico/Comercial da Vetanco, Tiago Urbano.

O IPVS 2022 acontece de 21 a 24 de junho, no Rio de Janeiro, em uma realização da Associação Brasileira dos Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves). O Congresso reunirá os maiores especialistas mundiais em sanidade, bem-estar animal, nutrição e reprodução, criando um ambiente para troca de conhecimentos e experiências.

“Além de oferecer a estrutura de uma feira de negócios através dos estandes, onde as empresas têm a oportunidade de apresentar novidades, tendências e atualizações, o IPVS conta com um congresso extremamente técnico, que oferece e agrega muito conhecimento e informação técnica atualizada para o setor como um todo”, complementa Urbano sobre o Congresso IPVS.

O Gerente Comercial – Suínos da Vetanco, Lucas Piroca, menciona a participação da Vetanco no IPVS 2022 em parceria com a Dr. Bata, que juntas deram origem à BV Science. “Vamos mostrar a nova planta industrial para produção de aditivos que teremos em Chapecó e, sem dúvida, será um momento de encontro, de troca de informações, de realização de negócios e momento da Vetanco poder mostrar todo o seu valor tanto para a suinocultura brasileira quanto para a suinocultura global”, frisa Lucas.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
ANPARIO 2021

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.