Conectado com

Empresas

MSD Saúde Animal apresenta nova ferramenta para controle de doença na suinocultura – PORCILIS® ILEITIS

Trata-se da primeira vacina injetável do mundo contra a Lawsonia intracellularis, causadora da Enteropatia Proliferativa Suína, enfermidade que provoca grandes impactos econômicos.

Publicado em

em

A partir de agora, o suinocultor brasileiro pode contar com a primeira vacina injetável do mundo contra a Lawsonia intracellularis, causadora da Enteropatia Proliferativa Suína, ou ILEÍTE, uma doença que afeta negativamente os resultados econômicos em granjas de suínos.

Com sua fórmula exclusiva, PORCILIS® ILEITIS é o lançamento que a MSD Saúde Animal traz para o mercado e que irá auxiliar no controle desta importante doença. De fácil aplicação pela via intramuscular e proteção prolongada, a vacina é administrada individualmente em uma única dose (2 ml) e oferece 20 semanas de proteção após a aplicação, ou seja, da fase de crescimento à terminação dos animais.

“Como resultado, PORCILIS® ILEITIS é eficaz na redução da colonização e do tempo de excreção da Lawsonia Intracellularis. Também é capaz de reduzir as lesões macro e microscópicas provocadas pela doença”, diz Robson Gomes, gerente de produtos da MSD Saúde Animal.

A Enteropatia Proliferativa Suína traz grandes prejuízos ao suinocultor, reduzindo o ganho de peso e piorando a taxa de conversão alimentar. No Brasil, a principal forma de manifestação da doença é a subclínica, sendo silenciosa e devastadora. Os prejuízos estimados podem variar de R$ 6,5 até R$ 49,00, por leitão.

“A MSD Saúde Animal traz uma nova forma de controlar a doença. A vacina é pronta para o uso, conveniente por ser de fácil aplicação e eficácia comprovada cientificamente. Consideramos que a vacina intramuscular seja mais adequada para nossa realidade, pois a aplicação individual em doses padronizadas promove o estímulo imunológico uniformizado para o rebanho”, diz Gomes.

O especialista alerta que a prevalência deste agente infeccioso é alta nos rebanhos brasileiros e que a imunização do rebanho com PORCILIS® ILEITIS poderá colaborar para o uso racional ou até mesmo a redução de medicamentos.

 

O lançamento da PORCILIS® ILEITIS marca as ações da companhia para sua expansão no mercado da suinocultura brasileira e complementa as demais linhas de produtos já existentes da companhia. “A MSD Saúde Animal é líder em produtos biológicos no Brasil, em 2017 comercializamos vacinas para mais de 34 milhões de leitões, isso representou aproximadamente 80% dos animais abatidos no Brasil. Porcilis Ileitis chega para somar e ampliar ainda mais nosso portfólio, oferecendo soluções que colaboram para a elevação dos níveis de sanidade na produção de suínos”, ressalta Gomes.

PORCILIS® ILEITIS já é sucesso nos Estados Unidos e Canadá, que comercializam o produto há cerca de dois anos. A partir de julho de 2018 o produto estará disponível para venda no Brasil.

Fonte: Ass. de Imprensa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez + cinco =

Empresas Leite

Primeiro leite A2 de caixinha disponível no mercado traz selo que garante rastreabilidade

Piracanjuba amplia opções de quem tem problemas para digerir lácteos e mostra preocupação com a segurança do alimento

Publicado em

em

FOTOS: DIVULGAÇÃO

A Piracanjuba acaba de lançar o primeiro Leite A2 de caixinha do mercado. A novidade, apresentada durante a APAS SHOW 2022, traz todos os benefícios do leite convencional, mas é proveniente de vacas que não produzem a caseína A1, apenas a A2 (proteínas), que proporciona para esse alimento, uma melhor digestibilidade. Além disso, o produto carrega o selo VACAS A2A2, da Integral Certificações, que garante toda a rastreabilidade do processo produtivo até a mesa do consumidor.

“Esse leite tem tudo que os outros leites têm, com exceção de uma única proteína, a caseina A1, por isso é um leite naturalmente mais fácil de digerir. Ele vem atender um nicho da população que não é alérgico à proteína do leite de vaca e nem intolerante à lactose, mas que ainda sim, sente dificuldade em digerir o leite e seus derivados convencionais. Com o lançamento do primeiro leite UHT A2 do mercado, a Piracanjuba sai na frente e vai ao encontro dos anseios do mercado consumidor, oferecendo mais um produto de alta qualidade”, comenta a CEO do Grupo Integral, Flávia Pontes.

A médica-veterinária, doutora em Produtividade e Qualidade Animal e diretora da Integral Certificações, empresa que atua nesse ramo para produtos de origem animal, Helena Karsburg explica que quando o consumidor vê o selo da Integral Certificações, ele está comprando a garantia de um produto com controle de origem e rastreabilidade. “Além do próprio processo de UHT que a empresa está oferecendo, ainda há a chancela de um programa independente, que tem certificações de terceira parte e que garante toda rastreabilidade para garantir que não haja mistura com o leite convencional. Estamos muito felizes e com uma expectativa enorme de que novos mercados se abram e que tenhamos outros produtos certificados para oferecer ao consumidor”.

“A Piracanjuba tem um DNA de inovação e o leite A2 é um segmento novo que nós entendemos que tem um potencial de crescimento para atender uma parcela que hoje talvez não consuma leite porque sente algum desconforto e nós estamos aqui para trazê-lo novamente para consumir lácteos. Entendemos também que certificar que aquele leite que está entrando na caixinha é realmente A2, agrega muito para o leite e para imagem da nossa marca, então é muito importante possuir a certificação”, comenta a Gerente de Marketing da Piracanjuba, Lisiane Campos.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Boehringer Ingelheim promove bate-papo com especialistas em Salmoneloses em suínos

Publicado em

em

O debate contou com as presenças do Dr. Roberto Guedes (UFMG), Dra. Jalusa Kich (Embrapa) e o Dr. Fernando Leite, executivo da Boehringer Ingelheim EUA.

A divisão de Suínos da Boehringer Ingelheim promoveu um bate-papo entre especialistas em Salmoneloses em suínos com o intuito de analisar as melhores práticas de prevenção, combate às doenças causadas por esses agentes patógenos e garantia de bem-estar animal, além de trazer à tona a importância de cuidados para a manutenção da saúde pública. O debate contou com as presenças do Dr. Roberto Guedes (UFMG), Dra. Jalusa Kich (Embrapa) e o Dr. Fernando Leite, executivo da Boehringer Ingelheim EUA.

Os convidados fizeram um comparativo das formas prevalentes de Salmoneloses no Brasil e nos Estados Unidos, das boas práticas, dos desafios recorrentes e como prevenir surtos nas propriedades, para evitar perda de produtividade e rentabilidade. Outro assunto de destaque foi a importância do uso racional de antimicrobianos para evitar resistência contínua de bactérias que podem influenciar na saúde pública mundial.

De acordo com o diretor da área de Aves e Suínos da Boehringer Ingelheim, Abílio Alessandri, é fundamental promover encontros deste tipo para promover as melhores práticas e analisar ideias que possam fortalecer a suinocultura brasileira como um todo: “Nós fazemos parte da cadeia de produção de proteína animal, oferecendo aos produtores brasileiros soluções inovadoras que combatem as principais enfermidades que afetam os suínos”, diz. “É fundamental que a carne suína brasileira ofereça segurança alimentar a todos os consumidores”, conclui, lembrando o conceito de ‘Saúde Única’, onde animais saudáveis são fundamentais para humanos saudáveis.

 

Solução para Salmoneloses em suínos

O Dr. Fernando Leite recordou que a Boehringer Ingelheim disponibiliza em alguns países, entre eles os Estados Unidos, a vacina Enterisol® Salmonella T/C, de apenas uma dose e única vacina de Salmonella suína de duplo antígeno para proteção contra Choleraesuis, Typhimurium e monofásicas.

Continue Lendo

Empresas

Vetanco é patrocinadora do Congresso IPVS 2022

O IPVS 2022 acontece de 21 a 24 de junho, no Rio de Janeiro, em uma realização da Associação Brasileira dos Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves)

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Considerado o mais importante evento científico da suinocultura mundial, o 26º Congresso IPVS 2022 tem o patrocínio da Vetanco, laboratório veterinário internacional que há 35 anos desenvolve, fabrica e comercializa produtos inovadores para a saúde e produção animal.

“O IPVS é um dos eventos de maior relevância para o setor de suinocultura e não poderia ser diferente para a Vetanco, pois somos uma empresa com participação ativa e importante neste mercado. Para nós é fundamental estarmos presentes nesse evento, reforçando a nossa marca e podendo reencontrarmos nossos clientes”, comenta o Diretor Técnico/Comercial da Vetanco, Tiago Urbano.

O IPVS 2022 acontece de 21 a 24 de junho, no Rio de Janeiro, em uma realização da Associação Brasileira dos Veterinários Especialistas em Suínos (Abraves). O Congresso reunirá os maiores especialistas mundiais em sanidade, bem-estar animal, nutrição e reprodução, criando um ambiente para troca de conhecimentos e experiências.

“Além de oferecer a estrutura de uma feira de negócios através dos estandes, onde as empresas têm a oportunidade de apresentar novidades, tendências e atualizações, o IPVS conta com um congresso extremamente técnico, que oferece e agrega muito conhecimento e informação técnica atualizada para o setor como um todo”, complementa Urbano sobre o Congresso IPVS.

O Gerente Comercial – Suínos da Vetanco, Lucas Piroca, menciona a participação da Vetanco no IPVS 2022 em parceria com a Dr. Bata, que juntas deram origem à BV Science. “Vamos mostrar a nova planta industrial para produção de aditivos que teremos em Chapecó e, sem dúvida, será um momento de encontro, de troca de informações, de realização de negócios e momento da Vetanco poder mostrar todo o seu valor tanto para a suinocultura brasileira quanto para a suinocultura global”, frisa Lucas.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
SIAVS 2022

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.