Conectado com

Empresas

Minerva Foods lança Inventário anual de Gases de Efeito Estufa na plataforma do Programa Brasileiro GHG Protocol

Redução de 41% na emissão dos gases poluentes em 2019 está entre os principais destaques da área de Sustentabilidade da Companhia

Publicado em

em

Divulgação/MAPA

A Minerva Foods, líder em exportação de carne bovina na América do Sul e uma das maiores empresas na produção e comercialização de carne in natura e seus derivados na região, lançou seu Inventário Anual de Gases de Efeito Estufa (GEE) no Registro Público de Emissões, plataforma do Programa Brasileiro GHG Protocol. O projeto vem sendo desenvolvido pelo time de Sustentabilidade com apoio das áreas Administrativas e de Meio Ambiente de cada unidade operacional e estão disponíveis, para acesso na plataforma, os inventários anuais a partir do ano de 2015.

O objetivo do inventário é quantificar as emissões de GEE da organização; os progressos e melhorias decorrentes de iniciativas estratégicas relacionadas à temática das Mudanças Climáticas; bem como fazer o acompanhamento da evolução de seus níveis e utilizá-lo como ferramenta para determinação de melhorias nos sistemas.

De acordo com dados divulgados no material, no último ano, a Minerva Foods registrou redução de 41% na emissão de Gases de Efeito Estufa quando comparado a 2018. A redução representa valor aproximado de 134.000 toneladas de CO² equivalente.

Taciano Custodio, diretor de sustentabilidade da Minerva Foods, destaca que “a emissão dos gases de efeito estufa são inerentes a atividades industriais. No entanto, o diferencial está no que essa indústria faz para otimizar sua operação de forma a diminuir tais emissões. Na Minerva Foods, temos obtido sucesso nessa empreitada com melhorias nos sistemas de eficiência energética, que resultaram na diminuição do consumo de energia elétrica; melhorias nos sistemas de tratamento de efluentes; e na redução do consumo de combustíveis, por exemplo”.

Mensuração dos dados

A quantificação dos dados é realizada mensalmente. Assim como toda indústria, as emissões são provenientes das unidades de negócio por meio do consumo de combustíveis, da geração de efluentes, do consumo de gases refrigerantes, entre outros.

Em 2019, a Companhia reduziu o consumo de energia elétrica em 5%, investiu em sistemas automatizados de controle de consumo de energia elétrica e de acompanhamento de parâmetros do tratamento de efluentes.

Minerva Foods é a Companhia com melhores indicadores de Sustentabilidade do setor

Segundo último relatório divulgado em junho de 2020 por auditoria externa, houve a confirmação de que a Companhia está 100% em conformidade com o Compromisso Público de Pecuária Sustentável, firmado em 2009 para garantir as práticas aplicadas no combate ao desmatamento da floresta amazônica, o uso de mão-de-obra análoga à escrava, como também respeito às terras indígenas e áreas de conservação na região da Amazônia.

A Minerva Foods possui também os melhores resultados entre os grandes players na auditoria supervisionada pelo Ministério Público Federal, disponível publicamente no website do órgão e objeto de estudo recente conduzido pela ONG Amigos da Terra demonstrando com resultados materiais o compromisso da Companhia.

A estratégia de atuação da Minerva Foods está alicerçada nos mais elevados padrões de excelência em governança corporativa nacional e internacional. A Companhia é atualmente a única representante de seu setor na América Latina a obter financiamento da International Financial Corporation (IFC), membro do Grupo Banco Mundial, que apoia o compromisso com a sustentabilidade e liderança no gerenciamento das questões socioambientais da cadeia produtiva. A Minerva Foods é guiada pelos padrões de desempenho da instituição com o objetivo de identificar, mitigar e gerenciar os riscos e impactos, em prol de negócios sustentáveis, com geração de valor para todos os elos da cadeia.

A Companhia já faz parte das mesas regionais dos países em que atua, entre eles o Brasil, o Paraguai, a Argentina e a Colômbia. A participação da Minerva Foods na mesa global, enquanto líder em exportação na América do Sul, representa a amplificação da representatividade do continente no âmbito mundial. Suas unidades são ainda certificadas pela PAACO (Professional Animal Auditor Certification Organization) para melhores práticas de manejo e bem-estar animal, como também seguem padrões globais para gestão da segurança do alimento da BRC (British Retail Consortium) e HACCP (Hazard Analysis and Critical Control Point).

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

seis + 15 =

Empresas Avicultura

Katayama Alimentos prioriza bem-estar das aves

Em época de calor excessivo, cuidados com as aves devem ser redobrados para preservar seu bem-estar e evitar prejuízos

Publicado em

em

Foto: Divulgação

O forte calor registrado nas últimas semanas no interior de São Paulo – acima de 41ºC em diversos dias – tem provocado a morte de milhares de galinhas poedeiras e atingido a produção de diversos avicultores. Além de muitas aves não resistirem ao excesso de calor, as que sobrevivem passam a se alimentar menos e beber mais água, resultando em menor produção de ovos e unidades menores. Em algumas regiões, a estimativa dos produtores é que haja uma queda de 30% da produção por conta das altas temperaturas e da baixa umidade do ar.

Atenta ao crescimento sustentado com excelência em qualidade, a Katayama Alimentos, localizada em Guararapes (SP), realizou, nos últimos anos, investimentos significativos em um rigoroso programa de biosseguridade. Atualmente, a tecnologia de ponta está presente em todos os processos da produção de ovos, desde o preparo da nutrição animal à classificação e embalagem dos ovos. Existem, dentro dos aviários, monitoramento em tempo real do consumo de água, controle de ração, conforto térmico, qualidade do ar e todos os aspectos que envolvem o bem-estar das aves.

“Os investimentos realizados pela nossa indústria, para se tornar uma das mais modernas da América Latina, possibilitou oferecer às aves um conforto térmico diferenciado e um bem-estar animal muito seguro. Todos os aviários são climatizados com sensação térmica de 21ºC”. Em nossas instalações as aves não sentem calor e o manejo é muito cuidadoso, afinal, para que elas produzam bem têm que estar felizes, saudáveis e confortáveis”, revela Gilson Katayama, diretor comercial do Grupo Katayama. “Sendo assim, dentro de nosso plantel, a mortalidade das aves nesta época de calor intenso é muito baixa e permanece  dentro dos padrões de normalidade.”

 

Bem-estar animal

Para manter uma produção de ovos eficiente é preciso estabelecer um equilíbrio entre nutrição, saúde e bem-estar dos animais. As aves poedeiras criadas pela Katayama Alimentos vivem em ambientes tranquilos e sem contato com outras espécies de animais. O tratamento é caracterizado por um manejo criterioso, programa de vacinação eficiente e as aves recebem água tratada em tempo integral juntamente com uma alimentação balanceada, de qualidade garantida, fabricada dentro do complexo produtivo da unidade.

“Para alcançar esse estágio de excelência em nossa planta, todo o processo de produção foi repensado e modernizado. Hoje, contamos com equipamentos produtivos e sistema de gestão de última geração, utilizados nas indústrias avícolas mais desenvolvidas do mundo, o que nos assegura aves saudáveis e longevas”, finaliza Gilson.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Em 10 anos de mercado, Aviax Plus foi consumido por mais de 12 bilhões de aves em programas preventivos da coccidiose

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A coccidiose é uma das doenças mais importantes da avicultura. Os parasitas do gênero Eimeria spp têm ação implacável, provocando uma série de danos à digestão, absorção e aproveitamento do alimento, e também mortalidade e predisposição a outras doenças que igualmente podem levar à mortalidade. “O controle da coccidiose é um grande desafio para a avicultura por gerar grande impacto na produtividade das aves. Por isso, a importância de manter a enfermidade bem controlada”, ressalta Patrícia Tironi Rocha, gerente Técnica de Avicultura da Phibro Saúde Animal. Segundo estudos internacionais atualizados, a coccidiose custa para o mercado avícola cerca de 13 bilhões de dólares por ano.

Há uma década, a avicultura brasileira conta com uma eficiente ferramenta de controle da coccidiose. Trata-se de Aviax Plus. Controlando a coccidiose, Aviax Plus contribui para a melhoria do desempenho zootécnico dos lotes, proporcionando ganhos de produtividade. “Aviax Plus possui formulação exclusiva, que concentra os princípios ativos Semduramicina e Nicarbazina no mesmo grânulo, oferecendo a dose certa de cada composto para as aves”, informa Patrícia Tironi Rocha.

“Estes resultados de eficácia são comprovados por estudos desenvolvidos em cenários de alto e moderado desafios de coccidiose. São dados científicos que aprovam a superioridade de Aviax Plus no controle da coccidiose”, complementa Rafael Neme, gerente Comercial Monogástricos da Phibro.

“Em 10 anos de mercado, Aviax Plus tratou mais de 12 bilhões de aves, número equivalente a quase um ano de produção de frangos de corte no Brasil”, destaca Camila Ferraz, gerente de marketing da Phibro.

Várias iniciativas de relacionamento e compartilhamento de conhecimento com profissionais da avicultura serão realizadas pela Phibro ao longo dos próximos meses para celebrar este momento importante da história de Aviax Plus no Brasil. A primeira delas é o envio de kit comemorativo para profissionais dos departamentos técnicos das empresas avícolas.

Um dos pontos centrais de um eficaz programa anticoccidiano é a garantia de suprimento contínuo, que minimize os riscos de falta de produto. “Tanto Aviax Plus como seus princípios ativos (Semduramicina e Nicarbazina) são produzidos nas unidades industriais da Phibro no Brasil, com padrões de qualidade e segurança de classe mundial e capacidade de produção adequada, que reduzem ao máximo o risco de falta de suprimento. Dessa forma, Aviax Plus oferece a segurança que os avicultores necessitam para o eficaz controle da coccidiose. Seus compostos têm aceitação em praticamente todos os países produtores e importadores de carne de aves”, destaca Rafael Neme.

Continue Lendo

Empresas Bovinos

Zoetis tem nova gerente de produtos na unidade de Bovinos e Equinos

Patrícia Nobre é responsável pela linha de Marcas Estabelecidas e iniciativas de Trade Marketing

Publicado em

em

Patrícia Nobre é a mais nova contratada da unidade de Bovinos e Equinos Zoetis, - Foto: Divulgação

Patrícia Nobre é a mais nova contratada da unidade de Bovinos e Equinos Zoetis, líder mundial em saúde animal, tendo assumido o posto de Gerente de Produto na Unidade de Negócios Bovinos e Equinos. Na posição, ela é a responsável pela linha de Marcas Estabelecidas e iniciativas de Trade Marketing, atuando estrategicamente para garantir os resultados de curto, médio e longo prazo, além do crescimento do mercado por meio da elaboração, implementação e monitoramento de um plano integrado.

Agora respondendo diretamente à Heloisa Baraldi, Gerente Sênior de Marketing da unidade, Patrícia traz na bagagem mais de 15 anos de experiência em posições de liderança, tendo atuado em grandes empresas como Fast Shop, Chilli Beans, Fnac e Samsung. Ela é formada em Publicidade, Propaganda e Criação pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, com especialização em Finanças, Técnicas de Negociação e Gestão de Estoque, além de ter uma pós-graduação em Gestão de Negócios pela FIA.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Dia Estadual do Porco – ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.