Conectado com

Notícias

Minerthal abre inscrições para programa de trainee 2014

Publicado em

em

A Minerthal, fabricante de suplementos para gado de corte e leite, abriu inscrições para a terceira edição de seu Programa de Trainee 2014, voltado a graduados entre dezembro de 2010 e dezembro de 2013 nos cursos de Agronomia, Medicina Veterinária e Zootecnia.

O objetivo do Programa de Trainee é colocar jovens profissionais dentro do mercado de trabalho, ampliando seus horizontes e mostrando-lhes onde estão as oportunidades no agronegócio.

Com duração de um ano, o Programa oferece aos profissionais selecionados uma visão sistêmica do negócio, capacitando-os a assumir cargos estratégicos, gerenciar e desenvolver pessoas e assumir responsabilidades em busca de resultados. “Durante o Programa, os trainees poderão vivenciar os desafios das principais áreas da empresa, participar de treinamentos de capacitação gerencial e de conhecer diversas regiões do país para entender as necessidades das principais regiões da pecuária bovina brasileira”, explica a gerente comercial e de marketing da Minerthal, Marina Yumi Bonilha Faria.

As inscrições online pelo site www.minerthal.com.br/trainee2014 vão até o dia 8 de novembro.

Sobre a Minerthal

A Minerthal Produtos Agropecuários, fundada em 1973, atua em âmbito nacional, levando ao mercado uma linha completa de produtos capaz de suprir as necessidades dos pecuaristas nos sistemas produtivos de pecuária de corte (cria, recria e/ou engorda e confinamento), pecuária de leite e indústrias ligadas à pecuária, em qualquer época do ano.

A qualidade dos produtos Minerthal é comprovada e o investimento em programas de certificação para as unidades produtivas é constante. A fábrica em Goiânia (GO) foi a primeira do Centro-Oeste a receber o Certificado do Sistema de Boas Práticas de Fabricação (BPF) para Estabelecimentos de Produtos para Alimentação Animal – Nível Avançado, em 2005. Em setembro de 2008, subiu mais um degrau com a certificação do nível HACCP (Análise de Perigos e Pontos Críticos de Controle) do Programa Feed & Food Safety – Gestão do Alimento Seguro, exigido pelo mercado internacional e regulamentado pelo Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações). 

Devido à proximidade com o pecuarista, a Minerthal foi pioneira no desenvolvimento do conceito de suplementação de precisão, que leva em consideração os diversos fatores que podem influenciar as exigências nutricionais dos bovinos e permite fechar a conta da equação: resultado (meta de desempenho do animal) X categoria animal X qualidade das forragens/volumosos disponíveis. Entendendo como isso funciona, é possível fornecer nutrientes de qualidade em quantidades ideais, durante todo o ano, atingindo metas de produtividade estabelecidas.

Em 2012, a Minerthal lançou a campanha “Bravo Bravo!” em parceria com a dupla Fernando & Sorocaba para incentivar o jovem a investir seu talento no campo.

Fonte: Ass. Imprensa da Minerthal

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Para o produtor

Custos de produção de aves e suínos aumentaram em 2018

Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65% nos 12 meses de 2018

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Apesar de os custos de produção de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa terem se mantido estáveis em dezembro de 2018 (218,06 pontos, ante 218,05 em novembro), acumularam uma alta de 14,21% durante todo o ano passado.

 Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65% nos 12 meses de 2018. O gasto com a alimentação das aves representa 69% do total dos custos de produção dos frangos. Em seguida, as maiores altas em 2018 ficaram com os itens pinto de um dia (2,18%), custo de capital (0,18%) e depreciação (0,16%).

O custo de produção do quilo do frango de corte vivo também se manteve estável em dezembro, encerrando o ano em R$ 2,82 no Paraná, valor calculado a partir dos resultados em aviário tipo climatizado em pressão positiva.

Já o ICPSuíno caiu pelo terceiro mês consecutivo, chegando aos 219,49 pontos em dezembro, -1,34% em relação a novembro de 2018 (222,47 pontos). No ano, os custos de produção de suínos subiram 9,85%, influenciados principalmente pela alimentação dos animais, que teve um aumento de 9,68%.

O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina caiu para R$ 3,84 em dezembro (o menor valor desde março de 2018). 

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Fonte: Embrapa Suínos e Aves
Continue Lendo

Notícias Mercado

Desaquecimento de negócios pressiona valores da carne de frango

Vendas da carne de frango estão desaquecidas, como é tipicamente observado em início de ano

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Colaboradores do Cepea afirmam que as vendas da carne de frango estão desaquecidas, como é tipicamente observado em início de ano. Assim, as cotações do produto, especialmente do congelado, estão em queda na maior parte das regiões acompanhadas. Na Grande São Paulo, o preço do frango inteiro congelado recuou 0,6% frente a dezembro, com média de R$ 4,37/kg na parcial deste ano (até 17 de janeiro).

Quanto à carne resfriada, por outro lado, foram observadas variações distintas na primeira quinzena de janeiro dentre as regiões pesquisadas pelo Cepea. No comparativo com janeiro/18, porém, os preços atuais estão significativamente mais elevados, em termos nominais.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Ovos

Poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda

Quantidade de cereal que o produtor consegue comprar com a venda dos ovos brancos é a menor desde 2013

Publicado em

em

Domicio Faustino

De acordo com pesquisadores do Cepea, a oferta elevada, que segue pressionando as cotações dos ovos, tem impactado negativamente o poder de compra do avicultor de postura paulista frente aos principais insumos utilizados na alimentação das poedeiras, o milho e o farelo de soja.

Na parcial deste mês, a quantidade de cereal que o produtor consegue comprar com a venda dos ovos brancos é a menor de toda a série do Cepea, iniciada em maio/13. Já sobre a quantidade do derivado da soja, é a menor desde dezembro/13.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
APA
Nucleovet 2

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.