Conectado com

Notícias

Matopiba terá foco em infraestrutura, inovação e classe média

Publicado em

em

A ministra Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) afirmou, durante viagem a Corrente, no Piauí, que o Plano de Desenvolvimento do Matopiba terá foco em infraestrutura, inovação e ascensão da classe média. Ela participou neste sábado (18) do Simpósio Municipal de Desenvolvimento Regional do Matopiba – região formada por partes do Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia.

Kátia Abreu afirmou que o governo federal apoiará o desenvolvimento sustentável dos produtores do Matopiba, que é atualmente uma das principais áreas do mundo em expansão na produção de grãos.

“O Matopiba está amparado em três focos de desenvolvimento, que são infraestrutura; inovação, tecnologia e qualificação profissional e ascensão da classe média. Nessa fronteira do desenvolvimento devemos destacar o que é vocação e o que o mercado precisa, respeitando sempre as características de cada estado. Esta é chance que o Estado tem de acompanhar o desenvolvimento agrícola de uma região”, disse.

O governador do Piauí, Wellington Dias, também participou do simpósio e destacou a parceria entre governos estaduais e federal no desenvolvimento da região.

“O Piauí vive um momento de representatividade. Estamos tendo um olhar da presidente Dilma e da ministra Kátia para o nosso estado, que tem um grande potencial e que não tinha tido esse olhar. Agora estamos tendo essa oportunidade e iremos fazer a nossa parte”, destacou o governador.

Fonte: Mapa

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − dez =

Notícias

Demanda por grão de soja e derivados dos Estados Unidos e do Brasil aumenta

Esse cenário está relacionado a incertezas quanto ao volume de derivados de soja a ser ofertado pela Argentina.

Publicado em

em

Foto: Arquivo/Claudio Neves/Portos do Paraná

Os preços internacionais do complexo soja subiram na semana passada, devido à maior demanda externa por soja em grão dos Estados Unidos e a expectativas de aumento na procura global pelos derivados norte-americanos e também do Brasil.

Esse cenário, por sua vez, está relacionado a incertezas quanto ao volume de derivados de soja a ser ofertado pela Argentina – principal abastecedora global de farelo e de óleo de soja.

Além disso, o baixo volume de chuvas em importantes regiões produtoras do Hemisfério Norte também impulsionou os valores externos, já que isso pode reduzir a produtividade da safra 2022/23.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias

Preços do milho têm comportamentos distintos dentre as praças

Em algumas regiões do Sul do país e nos portos, o forte ritmo das exportações e as altas externas elevam os preços do cereal. Já em outras praças, a colheita da segunda safra na reta final pressiona as cotações.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/Mapa

As cotações do milho vêm apresentando comportamentos distintos dentre as praças acompanhadas pelo Cepea.

Em algumas regiões do Sul do país e nos portos, o forte ritmo das exportações e as altas externas elevam os preços do cereal.

Já em outras praças, a colheita da segunda safra na reta final pressiona as cotações.

Quanto ao Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas/SP), caiu 0,44% de 5 a 12 de agosto, fechando a R$ 81,55/sc na sexta-feira (12).

No geral, compradores resistem em elevar os valores pagos no spot nacional, contexto que tem limitado a liquidez.

Exportações

Nos primeiros cinco dias úteis de agosto, o Brasil embarcou 1,7 milhão de toneladas de milho, segundo dados da Secex, com média diária de 338,4 mil toneladas.

Caso esse ritmo se mantenha até o final do mês, as exportações podem somar 7,4 milhões de toneladas em agosto.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Demanda aquecida

Preços dos ovos comerciais renovam máxima nominal

Publicado em

em

Foto: Arquivo/OP Rural

A oferta controlada e a demanda aquecida têm resultado em altas consecutivas nos preços dos ovos comerciais neste mês de agosto.

Na última quinta-feira (11), inclusive, as cotações renovaram o recorde nominal da série histórica do Cepea, iniciada em 2013, na maioria das praças acompanhadas.

No setor produtivo, as temperaturas mais baixas favorecem o controle da produção por afetarem a produtividade das poedeiras.

Já na ponta final, a demanda aquecida por conta do período de início de mês e o auxílio financeiro disponibilizado pelo governo têm elevado o consumo de modo geral.

Continue Lendo
Yes 2022

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.