Conectado com
OP INSTAGRAM

Notícias Tecnologia no Campo

Mapa digitaliza mais de 80 serviços e gera economia para o produtor rural

A redução de custos para os produtores é estimada em R$ 43 milhões ao ano. A meta para 2021 é ter mais 77 serviços transformados em digitais

Publicado em

em

iStock/Mapa

Com o objetivo de apoiar os produtores rurais e manter a produtividade, especialmente durante a pandemia causada pelo Novo Coronavírus, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) agilizou a transformação de diferentes serviços ao cidadão, que antes eram realizados de forma presencial, para a forma eletrônica.

Desde o início de março deste ano, foram transformados em digitais 50 serviços públicos, com atendimento completamente virtual por meio do portal Gov.BR. Desde janeiro do ano passado, o Mapa já digitalizou 81 serviços, em parceria com a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia.

De acordo com a Secretaria-Executiva do Mapa, os serviços digitais já beneficiaram mais de meio milhão de pessoas e empresas, com uma redução de custos para esse público estimada em R$ 43 milhões ao ano e para o poder público em R$ 117 milhões ao ano.

Segundo Glauber Pereira, Coordenador do Escritório de Processos do Mapa, o Ministério vem aperfeiçoando os serviços digitais com o Plano Digital, em parceria com a Secretaria de Governo Digital do Ministério da Economia.

“Com a pandemia, intensificamos a digitalização de serviços, em um ano e meio transformamos 81 serviços digitais, alguns migraram para o digital e outros nasceram digital. A meta para 2021 é ter mais 77 serviços transformados em digitais”.

 

Facilidades

Na área de Defesa Agropecuária, mais de 20 serviços migraram para o digital, como o e-Sisbravet, ferramenta eletrônica para modernização da gestão da vigilância das doenças dos animais, o Sigep e o sistema de gerenciamento de estudos epidemiológicos.

Também foram digitalizados o serviço de habilitação de médicos veterinários da iniciativa privada para atuação no Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e Tuberculose Animal e o pedido de habilitação de laticínios e cooperativas de leite no Programa Mais Leite Saudável.

Em abril deste ano, foi disponibilizado o serviço para solicitação de transferência do benefício Garantia-Safra por ausência ou impedimento do titular. Em julho, o Mapa lançou o serviço automatizado para requerimento de defesa de beneficiários bloqueados no Garantia-Safra, destinado aos agricultores familiares que aderiram ao Programa Garantia-Safra e tiveram a concessão do benefício bloqueada por não atenderem os critérios exigidos para sua inscrição

O Mapa também disponibilizou um serviço, totalmente digital, para obtenção de crédito por meio do Terra Brasil – Programa Nacional de Crédito Fundiário, para facilitar e agilizar o acesso ao crédito rural para aquisição de terras e infraestruturas básicas e produtivas.

Na área da pesca, foi automatizado o pedido de registro para pescador amador e a habilitação de embarcações pesqueiras para fornecimento de matéria-prima para o processamento industrial de produtos da pesca destinados à União Europeia. Também foi instituído o SINAU online, sistema que permite solicitar a cessão de uso do espaço físico em corpos d’água de domínio da União para fins de aquicultura por meio de uma plataforma online.

Desde novembro, o cadastro de viticultores, vitivinicultores e vinicultores de todo país passou a ser feito através do Sistema de Informação de Vinhos e Bebidas (Sivibe). O sistema permite o envio pelos produtores das declarações sobre áreas cultivadas, quantidade produzida na safra por variedade e a destinação desta produção. O objetivo é gerar importantes estatísticas e levantamentos do setor vitícola nacional, promovendo e dando notoriedade à importância econômica e social deste setor.

Também foram lançados aplicativos para facilitar o acesso a informações e serviços, além de outras novidades na área de tecnologia, como a plataforma ID Agro, que vai permitir o registro oficial de tratores e equipamentos agrícolas, sem custo para o produtor rural.

Fonte: MAPA
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 − 1 =

Notícias Mercado

Indicador do milho se aproxima de novo recorde real

Em muitas praças acompanhadas pelo Cepea, os valores médios do milho vêm renovando as máximas nominais da série histórica

Publicado em

em

Divulgação

Em muitas praças acompanhadas pelo Cepea, os valores médios do milho vêm renovando as máximas nominais da série histórica. Inclusive, em algumas regiões, como no porto de Paranaguá (PR), a média de janeiro já é recorde real.

No caso do Indicador ESALQ/BM&FBovespa (Campinas – SP), houve avanço de 7,35% na parcial deste mês (até o dia 22), fechando a R$ 84,43/saca de 60 kg na sexta-feira-feira (22). Na quarta-feira (20), especificamente, o Indicador fechou a R$ 85,44, nova máxima nominal da série e próxima do recorde real, de R$ 87,35/sc, verificado em 30 de novembro de 2007 (os preços foram deflacionados pelo IGP-DI de dezembro/20).

Segundo pesquisadores do Cepea, a disponibilidade restrita de milho no Brasil e a paridade de exportação elevada – que mantém os embarques aquecidos – seguem aumentando os preços do cereal no mercado interno. Além disso, a demanda doméstica também está firme.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Segundo Cepea

Preços do farelo de soja voltam a subir no Brasil

Consumidores brasileiros de farelo de soja consultados pelo Cepea indicam ter necessidade de adquirir novos volumes no curto prazo

Publicado em

em

Najia Furlan

Consumidores brasileiros de farelo de soja consultados pelo Cepea indicam ter necessidade de adquirir novos volumes no curto prazo.

Entretanto, indústrias nacionais estão resistentes nas vendas envolvendo grandes lotes, uma vez, que, além de a oferta ser baixa, a colheita tardia da soja deve retardar a entrega do grão às processadoras. Esse cenário tem elevado os preços internos do farelo de soja, segundo apontam dados levantados pelo Cepea.

Outro fator que dá sustentação aos valores do derivado de soja é o bloqueio de caminhoneiros nas estradas da Argentina, que tende a atrapalhar os embarques no país vizinho, principal exportador global de farelo de soja.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Mercado

Vendas aquecidas e oferta controlada elevam preços dos ovos

Procura pelo produto tem sido favorecida pelo alto preço das principais carnes consumidas pelo brasileiro, que podem fazer o consumidor optar por alternativas mais “em conta”

Publicado em

em

Divulgação

Mesmo com o início da segunda quinzena de janeiro, as vendas de ovos comerciais estiveram em bom ritmo nos últimos dias, de acordo com informações coletadas pelo Cepea.

A procura pelo produto tem sido favorecida pelo alto preço das principais carnes consumidas pelo brasileiro, bovina, suína e de frango, que podem fazer o consumidor optar por alternativas mais “em conta”.

Além da boa saída na ponta final, colaboradores do Cepea apontam que a oferta de ovos está mais controlada, resultado de descartes das poedeiras mais velhas pelos produtores. Com boa demanda e redução na oferta, os preços subiram.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
CONBRASUL/ASGAV

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.