Conectado com

Empresas Avicultura

Luiz Felipe Caron palestra para equipe da Zanchetta Alimentos

O tema da palestra do Prof. Caron foi Salmonella: Análise de Risco e Pontos Críticos de Controle

Publicado em

em

Fotos: Divulgação

Ser parceira no aperfeiçoamento das equipes técnicas e de campo, é um objetivo da Vetanco, está em seus princípios. Neste sentido, foi um prazer para a Vetanco ser recebida pela Zanchetta Alimentos em sua sede, no município de Boituva, estado de São Paulo. O motivo da visita foi levar o Consultor Dr. Luiz Felipe Caron, para ministrar uma palestra para toda de Técnicos e Veterinários de Frango de Corte, e para colaboradores da área de Matrizes, além das equipes de Incubatório e Abatedouro. O evento foi organizado pela Zanchetta, em parceria com o Coordenador de Território da Vetanco, o Zootecnista Marcelo Casarin.

O tema da palestra do Prof. Caron foi Salmonella: Análise de Risco e Pontos Críticos de Controle, aconteceu no dia 06 de setembro e contou com a presença de mais de 30 participantes.

A Vetanco reforça a importância em participar desse tipo de atividade, que vem, com toda a certeza, contribuir com o desenvolvimento técnico das equipes de avicultura, que colocam esse setor em destaque no cenário nacional e internacional. E se coloca sempre a disposição, desenvolvendo, produzindo e comercializando produtos seguros para alimentos seguros.

 

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × um =

Empresas

Líder mundial em sustentabilidade, Chr. Hansen reforça presença em saúde animal

Multinacional dinamarquesa ganhou prêmio, em 2019, como a empresa mais sustentável do mundo entre 7.500 companhias e aumenta foco em saúde animal no Brasil

Publicado em

em

Chr Hansen trabalha há 145 anos com soluções naturais e intensifica foco em saúde animal no Brasil - Foto: Divulgação

A produção de animais saudáveis é um dos temas mais discutidos atualmente entre especialistas e nos principais encontros técnicos de aves e suínos. Além da pressão dos consumidores, as legislações nacionais e internacionais têm restringido cada vez mais a utilização de antibióticos e aumentado o rigor no seu monitoramento. Nesse contexto, a Chr. Hansen, empresa dinamarquesa que há 145 anos trabalha exclusivamente com soluções naturais, passa a intensificar, ainda mais, o seu foco em saúde animal no Brasil.

Com a tendência da proibição do uso de antibióticos, surgiram no mercado novos produtos e conceitos diversos para sua substituição. Dentre esses, os probióticos, os ácidos orgânicos e os óleos essenciais são os aditivos que mais têm se destacado como substitutos dos antibióticos, segundo pesquisa do relatório WATT Global Media’s 2019. “O grande número de alternativas e a diversidade de produtos das mesmas categorias muitas vezes geram dúvidas nos produtores. O esclarecimento de alguns conceitos pode auxiliá-los na correta tomada de decisões”, destaca Alberto Inoue, Head da Unidade de Negócios de Saúde & Nutrição Animal da Chr. Hansen no Brasil.

Inoue comenta que outros países que passaram por experiência semelhante adotaram o uso de aditivos associados a várias outras medidas imunoprofiláticas e de manejo para o sucesso da retirada dos antibióticos. “Podemos aprender lições importantes com países que já deixaram de utilizar os chamados AGPs. Atualmente, temos mais informações, ferramentas disponíveis e estudos científicos publicados. Consequentemente, o processo de transição deve ser mais rápido e sustentável. Informações de campo apontam que muitas empresas na Europa passaram a implementar mais de uma estratégia para a obtenção de melhores resultados. A combinação de diferentes produtos parece ser uma tendência, mas precisamos ter atenção à segurança e eficácia, uma vez que nem todos são compatíveis”, explica.

“Além da troca de experiências entre técnicos e produtores, cabe às empresas fornecedoras de aditivos levar esclarecimentos e as melhores alternativas para a realidade de cada unidade de produção”, diz o especialista. Ele  explica que existem mais de 1.000 cepas somente de Bacillus subtilis (uma das principais bactérias usadas em probióticos) com diferenças genéticas próximas a 20% com características e modo de ação distintos. “O conhecimento sobre a especificidade das cepas pode ser um dos caminhos para a melhor eficácia dos probióticos em cada situação de desafio.. Além disso, os avicultores e suinocultores devem avaliar a qualidade do produto e monitorar a estabilidade após a realização da mistura. Mensurações internas chegam a detectar amostras de rações comerciais com até 1.000 vezes menos aditivo que o esperado. Para maior segurança e rastreabilidade, cada cepa deve possuir um número de registro específico e ter comprovação de origem, estabilidade e características. Em casos de produtos com combinação de cepas, estudos de compatibilidade são importantes para evitar associações antagônicas”, aponta Inoue.

“Vivemos um momento de transição de conceitos e, nos próximos anos, ainda haverá acomodação e consolidação de algumas tendências”, prevê Alberto Inoue. “Os produtores e técnicos devem ponderar suas decisões e buscar fornecedores idôneos que ofereçam soluções mensuráveis para as necessidades da sua propriedade”, recomenda.

Fonte: Assessoria da CHR Hansen
Continue Lendo

Empresas Suinocultura

Agroceres PIC participa da programação técnica do Swine Day UFRGS

Luciano Brandalise e Gustavo Lima, respectivamente, das equipes de Serviços Veterinários e Técnicos da Agroceres PIC, estão entre os palestrantes do evento. De caráter científico, o encontro tem como objetivo criar uma conexão entre a intelligentsia acadêmica e as demandas do mercado suinícola. 

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A Agroceres PIC participa no dia 21 de novembro, em Porto Alegre (RS), da terceira edição do Swine Day UFRGS. Criado pelo Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS), o evento tem por objetivo criar um canal direto de troca de informações entre a universidade e a indústria suinícola brasileira.

Nesta edição, o Swine Day terá, ao todo, 21 apresentações, divididas em painéis de Sanidade, Reprodução e Genética, Nutrição, Produção e Manejo, além de um curso de capacitação, atividade que antecede o encontro. A Agroceres PIC colabora com a programação científica do pré-evento e do Swine Day.

No dia 20 de novembro, durante o Curso de Creche, Gustavo Lima, especialista em Crescimento e Validação de Produtos da Agroceres PIC, desenvolve o tema “Prioridades em Ambiência”, oportunidade na qual vai discutir os principais desafios para garantir conforto térmico adequado aos leitões, com ênfase nas ferramentas/projetos de climatização específicos para essa fase de criação.

Já no dia seguinte, durante a programação do Swine Day, Luciano Brandalise, Supervisor de Serviços Veterinários da Agroceres PIC, apresenta os últimos resultados do estudo científico sobre a dinâmica da infecção de Mycoplasma hyopneumoniae em leitoas de reposição negativas para o agente.

“Desde sua primeira edição, o Swine Day tem se mostrado um espaço privilegiado para a troca de experiências entre os profissionais do setor e do meio universitário”, avalia Amanda Pimenta Siqueira, Gerente de Serviços Técnicos da Agroceres PIC. “Essa interação é importante para o desenvolvimento de soluções para o setor, pois conecta a inteligência acadêmica de um grande centro produtor de conhecimento científico para a área de suinocultura, que é a UFRGS, às demandas do mercado de suínos”.   

 

Serviço

CURSO DE CRECHE – PRÉ- SWINE DAY

Realização: Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS)

Data: 20 de novembro de 2019

Local: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

 

SWINE DAY UFRGS

Realização: Setor de Suínos do Departamento de Medicina Animal da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Favet-UFRGS)

Data: 21 de novembro de 2019

Local: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Fonte: Assessoria da Agroceres PIC
Continue Lendo

Empresas Peixes

Evonik realiza curso de Produção de Tilápia em parceria com a Unioeste

O objetivo foi agregar conhecimento e trazer temas importantes da cadeia para técnicos de psicultura da região, que é a maior processadora de carne de tilápia do Brasil

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Diante da demanda de algumas cooperativas e produtores de ração do oeste do Paraná, a Evonik organizou o curso “Produção de Tilápia” em parceria com a Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), no campus de Toledo (PR).

O objetivo foi agregar conhecimento e trazer temas importantes da cadeia para técnicos de psicultura da região, que é a maior processadora de carne de tilápia do Brasil.

O curso, de 12 módulos, foi ministrado com a colaboração de professores do curso de Engenharia de Pesca da Unioeste e por professores convidados de diferentes universidades do Brasil e especialistas de áreas específicas.

Com temas relativos a toda a cadeia produtiva de Tilápia, o curso teve início em dezembro de 2017 e foi concluído no último mês de outubro, com uma apresentação do Prof. Dr. Wilson Furuya, sobre aditivos para ração de tilápia.

“Foi nossa primeira iniciativa nesta área, pois já realizamos outros eventos para clientes, mas com menor duração e assuntos ligados à nutrição de aminoácidos para produtores de frangos de corte. Ficamos muito satisfeitos com os resultados na área de Tilapicultura e com a participação de colaboradores das empresas Algomix, Anhambi, Copacol e Cvale”, destaca Nerilson Nerilo, gerente de negócios da área de Nutrição Animal da Evonik.

 

 

Fonte: Assessoria da Evonik
Continue Lendo
Mais carne
AB VISTA Quadrado
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.