Conectado com

Empresas

Líder mundial em sustentabilidade, Chr. Hansen reforça presença em saúde animal

Multinacional dinamarquesa ganhou prêmio, em 2019, como a empresa mais sustentável do mundo entre 7.500 companhias e aumenta foco em saúde animal no Brasil

Publicado em

em

Chr Hansen trabalha há 145 anos com soluções naturais e intensifica foco em saúde animal no Brasil - Foto: Divulgação

A produção de animais saudáveis é um dos temas mais discutidos atualmente entre especialistas e nos principais encontros técnicos de aves e suínos. Além da pressão dos consumidores, as legislações nacionais e internacionais têm restringido cada vez mais a utilização de antibióticos e aumentado o rigor no seu monitoramento. Nesse contexto, a Chr. Hansen, empresa dinamarquesa que há 145 anos trabalha exclusivamente com soluções naturais, passa a intensificar, ainda mais, o seu foco em saúde animal no Brasil.

Com a tendência da proibição do uso de antibióticos, surgiram no mercado novos produtos e conceitos diversos para sua substituição. Dentre esses, os probióticos, os ácidos orgânicos e os óleos essenciais são os aditivos que mais têm se destacado como substitutos dos antibióticos, segundo pesquisa do relatório WATT Global Media’s 2019. “O grande número de alternativas e a diversidade de produtos das mesmas categorias muitas vezes geram dúvidas nos produtores. O esclarecimento de alguns conceitos pode auxiliá-los na correta tomada de decisões”, destaca Alberto Inoue, Head da Unidade de Negócios de Saúde & Nutrição Animal da Chr. Hansen no Brasil.

Inoue comenta que outros países que passaram por experiência semelhante adotaram o uso de aditivos associados a várias outras medidas imunoprofiláticas e de manejo para o sucesso da retirada dos antibióticos. “Podemos aprender lições importantes com países que já deixaram de utilizar os chamados AGPs. Atualmente, temos mais informações, ferramentas disponíveis e estudos científicos publicados. Consequentemente, o processo de transição deve ser mais rápido e sustentável. Informações de campo apontam que muitas empresas na Europa passaram a implementar mais de uma estratégia para a obtenção de melhores resultados. A combinação de diferentes produtos parece ser uma tendência, mas precisamos ter atenção à segurança e eficácia, uma vez que nem todos são compatíveis”, explica.

“Além da troca de experiências entre técnicos e produtores, cabe às empresas fornecedoras de aditivos levar esclarecimentos e as melhores alternativas para a realidade de cada unidade de produção”, diz o especialista. Ele  explica que existem mais de 1.000 cepas somente de Bacillus subtilis (uma das principais bactérias usadas em probióticos) com diferenças genéticas próximas a 20% com características e modo de ação distintos. “O conhecimento sobre a especificidade das cepas pode ser um dos caminhos para a melhor eficácia dos probióticos em cada situação de desafio.. Além disso, os avicultores e suinocultores devem avaliar a qualidade do produto e monitorar a estabilidade após a realização da mistura. Mensurações internas chegam a detectar amostras de rações comerciais com até 1.000 vezes menos aditivo que o esperado. Para maior segurança e rastreabilidade, cada cepa deve possuir um número de registro específico e ter comprovação de origem, estabilidade e características. Em casos de produtos com combinação de cepas, estudos de compatibilidade são importantes para evitar associações antagônicas”, aponta Inoue.

“Vivemos um momento de transição de conceitos e, nos próximos anos, ainda haverá acomodação e consolidação de algumas tendências”, prevê Alberto Inoue. “Os produtores e técnicos devem ponderar suas decisões e buscar fornecedores idôneos que ofereçam soluções mensuráveis para as necessidades da sua propriedade”, recomenda.

Fonte: Assessoria da CHR Hansen
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =

Empresas

Polinutri estará presente com estande na IPPE

Presença no evento que marca o início da agenda dos grandes eventos da cadeia de produção de proteína animal está alicerçada na consolidação internacional da Polinutri

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Polinutri inicia 2020 com pé direito. Após dois intensos anos de trabalhos para internacionalização da companhia, a empresa confirma presença no maior encontro da cadeia de produção de proteína animal das Américas, a International Production & Processing Expo (IPPE, Atlanta/Estados Unidos) que acontecerá de 28 a 30 de janeiro. “Sempre estivemos envolvidos neste encontro seja como expositor ou visitante, mas nesta edição a Polinutri participará como expositora e apresentará todas suas soluções para a produção de proteína animal por meio do seu time internacional. Apresentaremos todas as plataformas de negócios voltadas para nutrição e saúde animal multiespécie Polinutri”, destaca o Gerente da Unidade de Negócios Internacionais Polinutri, Jonas Pereira.

O profissional revela que esta participação representa a coroação da internacionalização Polinutri. “Essa decisão consolida o posicionamento da companhia nos negócios internacionais e celebraremos este momento com todos clientes e parceiros presentes na IPPE, além de prospectar novas operações”, informa Jonas.

Neste trabalho de prospecção internacional a Polinutri já consolida presença em diversos mercados, relata o gerente da BU: “Contamos com distribuidores no Uruguai, Bolívia, Peru, Guiana, Suriname, Costa Rica, entre outros”, pontua e revela que a empresa iniciará ainda este ano negócios no Paraguai e Camarões.

A participação está amparada no projeto de internacionalização da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) com apoio do Setor de Promoção Comercial (SECOM) da Embaixada do Brasil em Atlanta.

 

-A Polinutri estará no pavilhão A87

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

 Phibro Saúde Animal apresenta Amprosil, com nova formulação e padrão de qualidade, para combater com eficácia a coccidiose avícola

Fabricado com a molécula Original Amprolium, que é aprovada e comercializada em países da União Europeia e nos Estados Unidos, mercados extremamente exigentes quanto à qualidade e eficácia de aditivos para controle da coccidiose

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A PHIBRO SAÚDE ANIMAL amplia o arsenal de soluções para proteger os plantéis avícolas contra coccidiose. A empresa passa a oferecer no mercado brasileiro o novo Amprosil, aditivo anticoccidiano com padrão de qualidade Phibro, em nova formulação de alta performance para o controle dessa importante enfermidade na avicultura. “O novo Amprosil não é antibiótico e pode ser utilizado com segurança em sistemas de produção sem antibióticos ao longo de todo ciclo de vida das aves”, explica Daniel Miranda, gerente de marketing da Phibro.

Fabricado com a molécula Original Amprolium, que é aprovada e comercializada em países da União Europeia e nos Estados Unidos, mercados extremamente exigentes quanto à qualidade e eficácia de aditivos para controle da coccidiose. “O novo Amprosil é produzido a partir de matérias-primas sintéticas, sendo livre de material de origem animal, garantindo com isso que não haja risco de contaminação por encefalopatia espongiforme bovina (EEB)”, esclarece Daniel.

O Original Amprolium está em conformidade com os padrões da USP (United Farmacopeia dos Estados Unidos), BP (Farmacopeia Britânica) e IPC (Comissão de Farmacopeia da Índia), proporcionando aos avicultores uma alternativa viável e eficaz para a saúde intestinal das aves.

O produto é fabricado com o Original Amprolium de acordo com as Atuais Boas Práticas de Fabricação (CGMP) na União Europeia e em conformidade com todas as leis aplicáveis e regulamentos.

Com a nova formulação, o novo Amprosil, pode ser usado ao longo do ciclo de vida das aves: desde o primeiro dia dos pintos até 5 dias antes do abate, em todas as condições climáticas e localizações geográficas e com múltiplos protocolos de produção.

A Phibro Saúde Animal é líder no mercado brasileiro de anticoccidianos, oferecendo marcas reconhecidas, como Nicarmix, Aviax Plus e Coxistac.

Fonte: Assessoria da Phibro
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Especialistas da Cobb-Vantress debatem incubação de ovos e matrizes de frango

Workshop realizado em Recife, PE, teve foco na capacitação de profissionais para o setor avícola

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Cobb-Vantress, uma das principais fornecedoras de matrizes de frangos de corte e serviços técnicos da avicultura, deu sua contribuição em mais um evento do setor. Em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana de Recife, PE, dois especialistas proferiram palestras que integraram o Curso Internacional sobre Incubação de Ovos e Curso Internacional sobre Matrizes de Frangos de Corte, promovido pela Fundação Apinco de Ciência e Tecnologia Avícolas (Facta) nos dias 25, 26 e 27 de novembro.

Além de patrocinar o evento, a Cobb-Vantress ofereceu os especialistas, que propuseram em suas apresentações temas fundamentais para que as empresas e profissionais da avicultura possam ganhar mais eficiência. Para centenas de profissionais, o diretor de Produção de Incubatório da Cobb-Vantress na América do Sul, Eduardo Costa, esmiuçou o tema “Do incubatório à granja de corte: manejo de transporte e ambientação na primeira semana de vida”. Costa destacou ao público presente as necessidades do acompanhamento rigoroso dos processos nessa etapa, que ele considera “crucial para o sucesso da atividade e para bons resultados”.

No curso sobre Ambiência para Matrizes, Costa também falou sobre instalações, equipamentos, ventilação e ambientação. De acordo com ele, são pontos importantes para que se consiga obter o máximo desempenho da linhagem Cobb. Ele ainda falou sobre o manejo de fêmeas, também parte crítica para se obter bons resultados com as matrizes de corte.

O especialista Mundial em Nutrição da Cobb-Vantress, Vitor Hugo Brandalize, falou sobre o manejo nutricional e os programas de alimentação para machos. Segundo ele, é um dos pontos centrais para a consolidação de uma criação de destaque. O objetivo da participação dos profissionais foi o fomento e a difusão de novos conhecimentos e tecnologias para o desenvolvimento da avicultura.

Fonte: Assessoria da Cobb
Continue Lendo
Mais carne
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.