Conectado com

Empresas

J.A Saúde Animal dá guinada nos negócios com nova sociedade

O Fundo de Investimento em Participações (FIP) gerido pelo Axxon Group ficou um acordo com a empresa e passa a ser sócio minoritário relevante da companhia, com o objetivo de dar continuidade ao seu histórico de inovação e crescimento acelerado.

Publicado em

em

Divulgação

A J.A Saúde Animal anunciou um acordo com um Fundo de Investimento em Participações (FIP) gerido pelo Axxon Group. Com a transação, o FIP passa a ser sócio minoritário relevante da companhia com o objetivo de dar continuidade ao seu histórico de inovação e crescimento acelerado. O aporte de mais de R$ 100 milhões na companhia vai financiar os projetos de expansão da empresa. O Axxon traz também sua experiência estratégica e operacional de mais de 20 anos de atuação como gestora de Private Equity no Brasil, apoiando o crescimento e desenvolvimento de empresas de médio porte no Brasil.

Considerada uma das três maiores indústrias farmacêuticas veterinárias brasileiras, a JA Saúde Animal foi fundada em 2000 em Patrocínio Paulista (SP) pelo veterinário Dr. José Abdo Hellu, que uniu sua experiência acadêmica e de pesquisa com a vivência prática no campo para desenvolver produtos inovadores por sua eficácia e facilidade de uso e aplicação. O portfólio, desenvolvido ao longo dos seus 20 anos de história, conta, atualmente, com mais de 70 produtos que incluem antiparasitários, anestésicos, fortificantes, anti-inflamatórios e antimicrobianos, entre outros, voltados especialmente para os segmentos de gado leiteiro e de corte, mas também para suínos e equinos. Além disso, a empresa tem mais de 50 novos produtos em variados estágios de desenvolvimento, que deverão ser adicionados ao portfólio ao longo dos próximos anos, evidenciando o DNA de inovação constante da companhia.

Inovação, crescimento e processo de expansão

A combinação de inovação, qualidade e confiabilidade de seu portfólio com um modelo de vendas diretas, com atuação muito próxima às revendas e aos produtores, foram os principais motores que fizeram a JA Saúde Animal quadruplicar seu faturamento nos últimos 5 anos, com previsão de chegar a R$200 milhões em 2021.  Por conta disso, a empresa ganhou destaque num levantamento publicado pelo jornal inglês Financial Times em 2020, como uma das 500 empresas de maior crescimento nas Américas e a única do segmento farmacêutico veterinário.

Na visão de seu fundador, Dr. José Abdo, atual Presidente da Companhia, o sucesso recente é apenas o início de uma trajetória que ainda tem enorme oportunidade de crescimento e expansão pela frente. “Pretendemos acelerar nosso crescimento nos próximos anos. Temos um pipeline de produtos em desenvolvimento que nos anima muito. Além disso, abrimos recentemente um novo centro de distribuição na região Sul que deverá melhorar nossa atuação na região, além de oportunidades de expansão para as regiões centro-oeste e norte. Para acompanhar esse crescimento, já iniciamos também o investimento na expansão do nosso parque fabril”, conta.

Aquisição da Fabiani Saúde Animal e mudanças involuntárias no negócio

Buscar oportunidades de consolidação na indústria também está nos planos da J.A Saúde Animal. O primeiro passo mais relevante nesse sentido foi dado já em 2021, quando a JA concluiu a aquisição da Fabiani Saúde Animal, empresa tradicional do segmento veterinário e que tem em seu portfólio produtos tradicionais e consagrados, com grande complementaridade ao portfólio da JA.

Apesar das grandes conquistas, 2021 trouxe também a maior perda da história da J.A. Pedro Hellu, filho do Dr. José Abdo e da diretora e acionista Márcia Hellu, que foi um dos grandes líderes e arquitetos do desenvolvimento da empresa na última década e atuava como CEO desde 2015, faleceu após um trágico acidente a cavalo durante um jogo de polo. Após o acidente a família e toda a empresa se uniram ao redor do propósito de dar continuidade ao projeto, idealizado e iniciado por ele, de tornar a J.A Saúde Animal a maior e mais admirada empresa de saúde animal do país.

Nesse contexto, o investimento e a parceria fechada com o Axxon têm papel fundamental. Com 20 anos de história e mais de 40 transações realizadas, o Axxon é uma das mais tradicionais gestoras do país. “Buscamos aportar bem mais do que apenas o investimento financeiro. Temos grande experiência em prestar apoio estratégico e operacional às empresas em que os fundos que gerimos investem, fortalecendo seu processo de crescimento.  Buscamos auxiliar nossos sócios e executivos a reforçar os times de gestão das empresas, melhorar a governança, reforçar a estrutura de capital, avançar nas pautas ESG mais relevantes para cada negócio, entre outros pontos”, explica Thiago Leite, diretor do Axxon.

Essa não é a primeira vez que um fundo da Axxon investe no setor de saúde animal. Por cinco anos, um fundo da Axxon investiu numa empresa do setor, a qual obteve forte crescimento de receita e rentabilidade no período.  Como resultado, este investimento foi concluído com enorme sucesso, através da venda da empresa para uma empresa global de saúde animal.

Sobre a volta do Axxon ao setor de saúde animal, Thiago Leite destaca a atratividade do segmento e sobretudo a diferenciação da J.A como um dos expoentes da indústria. “Esse é um setor extremamente resiliente. O Brasil é o país de maior rebanho bovino do mundo e o agronegócio está em constante crescimento. Investimos na J.A por conta de seu portfólio de produtos reconhecido e de alto valor agregado, um pipeline de produtos extremamente atraente e uma abordagem comercial diferenciada.  Adicionalmente, encontramos no Dr. José Abdo e na Márcia pessoas com reputação ilibada e com quem compartilhamos valores não só estratégicos, mas éticos também”, afirma.

Fonte: Assessoria J.A Saúde Animal
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × 4 =

Empresas

Ourofino Saúde Animal é bicampeã do Troféu Agroleite

Companhia recebeu o “Oscar do Leite” na categoria Saúde Animal.

Publicado em

em

CEO da Ourofino Saúde Animal, Kleber Gomes, com o time da Unidade de Negócios de Animais de Produção: Ana Luiza Pedroso (consultora técnica), Jean Perícole (gerente executivo da regional Centro Sul), Fabricio Oliveira (diretor) e André Thomson (gerente regional) durante a premiação do Troféu Agroleite em Castro (PR) - Foto: Divulgação/Ourofino

A Ourofino Saúde Animal recebeu na quarta-feira (17) o Troféu Agroleite na categoria Saúde Animal. A premiação foi realizada durante a programação da Agroleite, em Castro (PR). Considerada o “Oscar do Leite”, a iniciativa promovida pela Castrolanda homenageia as melhores empresas do setor.

“A Ourofino preza pelo relacionamento próximo aos clientes, conta com uma equipe altamente especializada para atuar junto aos produtores. Agradecemos a todos que votaram na Ourofino e seguimos com o compromisso de trabalhar junto a cada um de nossos parceiros, contribuindo com a produtividade na pecuária e com a produção de alimentos”, comenta Fabricio Oliveira, diretor da unidade de negócios de Animais de Produção da Ourofino Saúde Animal.

A Ourofino Saúde Animal também foi premiada em 2016 com o reconhecimento dado por meio de votação popular.

Fonte: Ascom
Continue Lendo

Empresas Em Chapecó

Expositores lançam produtos na 13ª Brasil Sul Pig Fair

Feira acontece durante a 14ª edição do Simpósio Brasil Sul de Suinocultura, até nesta quinta-feira (18), em Chapecó (SC).

Publicado em

em

Boehringer Ingelheim apresenta uma nova vacina, a Enterisol Salmonella T/C

A saúde animal é uma preocupação constante. As empresas expositoras na 13ª Brasil Sul Pig Fair, evento que acontece concomitantemente ao 14º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (SBSS), trazem lançamentos para contribuir com a produção de suínos nesse aspecto. Uma delas é a vacina inativada Suigen contra Circovírus Suíno Tipo 2 (PCV2) da Virbac para o genótipo D.

O responsável da linha de suínos da Virbac, Leonardo Watté, explica que é a única vacina para o genótipo D no Brasil, lançada neste ano. “Na feira, estamos promovendo esse lançamento, aproveitando a grande adesão das pessoas no Simpósio. Conseguimos nos aproximar principalmente dos clientes do Sul do Brasil”, comentou.

Mais de 50 expositores participam da 13ª Brasil Sul Pig Fair – Fotos: Divulgação/Nucleovet

O PCV2-a foi descoberto em 1974, na Alemanha, e foi o genótipo predominante até 2003. Naquele ano, surgiu o PCV2-b, que tornou-se predominante até 2012, quando apareceu o PCV2-c, descrito na Dinamarca e, nos últimos anos, em suínos domésticos na China e porcos selvagens no Brasil. O PCV2-d surgiu em 2014. Estudos revelam que esse quarto genótipo está amplamente difundido e, no Brasil, é prevalente.

A Boehringer Ingelheim também apresenta uma nova vacina, a Enterisol Salmonella T/C, de via oral e que atua contra Salmoneloses em suínos com apenas uma aplicação. É segura para animais a partir de duas semanas de vida. A vacina se mostrou eficaz na proteção e apresentou significativa redução de diarreia, lesões intestinais e excreção de S. Typhimurium e monofásica.

O gerente nacional de vendas da empresa, Mauro Donin, reforçou que é uma ferramenta que ajuda os suinocultores no controle e prevenção da Salmonella. “Trata-se da primeira e única vacina viva duplo antígeno, oral e com foco em bem-estar animal e em saúde única. A Enterisol Salmonella T/C é uma inovação e vem para complementar o nosso portfólio”.

Feira reúne empresas de diversos segmentos

Donin frisou que o 14º SBSS é uma oportunidade de relacionamento e networking. “Saindo de um período de pandemia, é um momento para apresentar nossas inovações. Tem bastante público, com técnicos de campo e gerentes das empresas, ou seja, quem toma decisões, que vêm para conhecer novidades”, avaliou.

Pig fair

Mais de 50 expositores participam da 13ª Brasil Sul Pig Fair. A feira reúne empresas de aditivos, biosseguridade, diagnóstico, equipamentos, genética, nutrição, vacinas, tecnologia, entre outros. Promovido pelo Núcleo Oeste de Médicos Veterinários e Zootecnistas (Nucleovet), o SBSS ocorre até nesta quinta-feira (18), presencialmente no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC), com transmissão on-line ao vivo.

A 13ª Brasil Sul Pig Fair é um espaço presencial e virtual onde as empresas apresentam novidades, seus produtos e serviços, permitindo também a construção de networking e o aprimoramento técnico dos congressistas.

Fonte: Ascom
Continue Lendo

Empresas Durante o 14º SBSS

Lançamento da MSD no mercado de suinocultura auxilia a manutenção da sanidade animal na maternidade

Com a maior concentração de Toltrazuril entre todas as soluções atualmente disponíveis no mercado, novidade que combate a coccidiose é apresentada no 14º SBSS.

Publicado em

em

Foto: Divulgação/MSD

Na suinocultura moderna, quadros de diarreia na maternidade associados à piora na conversão alimentar estão entre as principais consequências da coccidiose, doença parasitária presente em mais de 80% das granjas brasileiras e que acomete suínos, sobretudo nos primeiros dias de vida. De difícil eliminação, por ser um agente altamente resistente ao ambiente, seu controle está diretamente ligado a um rígido manejo de limpeza, melhoria da biosseguridade e medidas profiláticas e terapêuticas.

Após a entrada da doença na granja, é praticamente impossível sua erradicação, por isso é necessário investir em soluções que unem ciência e tecnologia, reforçando o programa sanitário. “A saúde intestinal na maternidade é uma das premissas mais importantes para um bom desempenho dos suínos nas fases seguintes do sistema de produção. Dessa forma, além da adoção de medidas como vazio sanitário e higienização adequada das instalações, é preciso associar a uma medicação eficaz”, diz a médica-veterinária Amanda Daniel, coordenadora de território de Suinocultura da MSD Saúde Animal.

Com olhar atento às necessidades dos produtores e à inovação, a companhia apresenta no 14º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura (SBSS) uma solução que atualiza o mercado quando o assunto é prevenção de coccidiose em suínos. O Powerzuril® tem uma maior concentração do agente quimioterápico toltrazuril quando comparado com as demais soluções atualmente disponíveis no mercado, garantindo proteção por toda a fase de maternidade, tanto de forma preventiva quanto terapêutica, e chega para auxiliar o produtor na conquista de mais lucratividade.

Nos estudos de avaliação, o produto permitiu uma melhor condição intestinal dos animais, resultando em maior ganho de peso corporal – chegando a 0,959kg a mais ao final do estudo. “A coccidiose pode ser responsável por até 20% de perda no ganho de peso, e a solução que trazemos agora ao setor é efetiva no tratamento e na manutenção da saúde dos animais, minimizando as consequências sanitárias e econômicas”, afirma Renata Laudisio, gerente de marketing de Suinocultura da MSD Saúde Animal.

Fonte: Ascom
Continue Lendo
ADISSEO 2022

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.