Conectado com

Empresas Avicultura

Hipra apresenta nova equipe no Simpósio Goiano de Avicultura

Evento que acontece nos dias 6 e 7 de junho no Castro’s Park Hotel, em Goiânia, GO

Publicado em

em

Foto: Divulgação

A Hipra, uma empresa focada na Saúde Animal que acredita que o futuro está na prevenção, apresentará no Simpósio Goiano de Avicultura a sua nova equipe Brasil de avicultura.

Uma das patrocinadoras do evento que acontece nos dias 6 e 7 de junho no Castro’s Park Hotel, em Goiânia, GO, terá seu foco em divulgar suas vacinas para Coccidoses e vacinas respiratórias. Para isso, diversos profissionais de seu time estarão presentes no evento:  O Gerente Nacional de Negócios Aves, Rodrigo Paranhos – Brasil, o Gerente Global de Vacinas Aves, Javier Corella – Espanha, o Coordenador Regional, Guilherme Morbeck – Brasil, o Assistente Técnico, Allison Kawaoku – Brasil, e o Gerente Técnico e Marketing Brasil, Fabiano Fabri.

Para a Hipra, patrocinar o Simpósio Goiano de Avicultura tem grande significado, já que o evento tem importância em fomentar e debater, científica e tecnicamente a avicultura brasileira e mundial, trazendo conhecimento e educação continuada para todo o público presente.

A empresa firma: “Temos plena confiança na parceria com o Simpósio Goiano. Os pilares desta confiança baseiam-se na competência técnica da comissão organizadora, que cada ano traz inovação e tecnologia a todos os envolvidos na cadeia avícola.

 

As empresas patrocinadoras do Simpósio Goiano de Avicultura até o momento são: Agroceres, Aviagen, Avifran, Biocamp, Biogenic, Btech, Boehringer, BRF, Ceva, Cobb, DSM, Evonik, Farmabase, Gaasa, Granja Pavão, Hipra, Huvepharma, Kemin, Nutriad/Adisseo, Nutrial, NutriQuest Technofeed, Nutron, Olmix, Ovos Josidith, Okamoto, Ovos Loyola, Ovos Vitta, Phibro, Phileo, Pif-Paf, Planalto, Poli-Nutri, Rancheiro, Sanphar, Sauvet, São Salvador Alimentos, Uniovo, Vetanco, Vaccinar e Yes.

O evento também conta com o apoio do CRMV-GO, da Fundepec-Goiás, do Sebrae, do Sistema FAEG e do Instituto Ovos Brasil.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

Empresas Suinocultura

Kemin anuncia solução para mitigar PSAv

Nova pesquisa da Universidade Estadual do Kansas mostra a promessa do produto para controle de patógenos da Kemin Sal CURB® no tratamento do vírus da Peste Suína Africana na ração e seus ingredientes 

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A Kemin adquiriu um pedido de patente nos Estados Unidos para um método de controle do vírus da Peste Suína Africana (PSAv) em rações e ingredientes usando o Sal CURB® – um produto global de controle de patógenos fabricado pela empresa.

Novos dados gerados pela Universidade Estadual do Kansas e pela Dra. Megan Niederwerder demonstram que o Sal CURB efetivamente inativa o PSAv nas rações. Os dados que endossam o pedido de patente têm o título Mitigando o risco do vírus da Peste Suína Africana na ração com aditivos químicos antivirais” e foram recentemente publicados na revista Transboundary and Emerging Diseases. A pesquisa foi conduzida no Instituto de Pesquisa de Biossegurança da Universidade Estadual do Kansas, uma unidade de biossegurança de nível 3 e um dos dois únicos locais nos Estados Unidos que podem manusear e conduzir estudos científicos com o vírus.

O Sal CURB é um produto conhecido por manter o status livre de Salmonella em rações e ingredientes por até 21 dias, além de controlar fungos. Ao utilizar uma solução combinada de formaldeído e ácido propiônico, conhecido por eliminar fungos e patógenos, o Sal CURB desempenha um papel importante na redução dos riscos de biossegurança.

“Proteger o fornecimento global de alimentos, garantir a segurança do alimento, manter a biossegurança e transformar a qualidade de vida das pessoas ao redor do mundo são extremamente importantes para a Kemin. Esta nova pesquisa ajuda a enfrentar um dos maiores desafios da indústria agrícola global”, disse o CEO da Kemin, Dr. Chris Nelson. “O Sal CURB é uma solução comprovada, endossada por 25 anos de pesquisa, inovação e segurança – estamos entusiasmados para explorar essa nova aplicação e investir ainda mais em soluções que possam impedir a transmissão do vírus da Peste Suína Africana”.

Uma equipe de pesquisa, incluindo o diretor de Pesquisa da Clínica Veterinária Pipestone, Dr. Scott Dee; a Dra. Niederwerder e outros colegas da Universidade Estadual do Kansas, demonstrou anteriormente que uma série de patógenos virais podem sobreviver em ingredientes de ração em modelos de remessas transfronteiriças simuladas. Entre os patógenos examinados no estudo, o PSAv demonstrou permanecer estável e infectante em uma ampla gama de ingredientes, representando uma alta ameaça para a indústria agrícola global. A pesquisa contínua da Dra. Niederwerder sobre o PSAv foi então capaz de aprimorar os meios plausíveis de infecção via ração e água.

Embora a ração não seja a única via de transmissão do PSAv, o alto número de exposições dos animais ao vetor aumenta drasticamente a probabilidade de infecção. Levar a pesquisa no sentido do tratamento químico da ração foi um passo crucial, que identificou o Sal CURB como um método eficaz para inativar esse vírus impactante.

“Nossa nova pesquisa demonstra dados novos, avaliando a eficácia dos aditivos na inativação do PSAv em um modelo de cultura celular in vitroe um modelo de envio transoceânico de ingredientes”, disse Niederwerder. “Isso fornecerá informações valiosas para a indústria suinícola no que diz respeito à mitigação do risco de potenciais vias de introdução e transmissão do PSAv através de rações e ingredientes”.

Para a cadeia responsável pela produção de carne, leite e ovos, o controle de patógenos é essencial para gerenciar possíveis riscos de biossegurança – como o PSAv, que tem sido relatado em toda a China e em vários outros países da Ásia, Europa e África. Falhas na biossegurança podem afetar a segurança alimentar, a confiança dos consumidores e levar à perda de produção, impactando, por fim, na cadeia global de fornecimento de alimentos, com implicações econômicas significativas.

“Manter os patógenos à distância é um componente crucial de qualquer programa de biossegurança no campo. A Kemin investe fortemente em pesquisas de controle de patógenos, como o recente trabalho conduzido pela Universidade Estadual do Kansas”, disse Kristi Krafka, Vice-Presidente de Assuntos Regulatórios, Nutrição e Saúde Animal Kemin – América do Norte. “Reconhecemos que esses dados têm implicações significativas, e possui capacidade de complementar as medidas de biossegurança no setor agrícola mundial”.

Durante décadas, a Kemin fez parcerias com instituições terceiras para realizar mais pesquisas e fornecer soluções para importantes questões de produção, saúde e bem-estar animal. Este novo desenvolvimento é o resultado de uma relação de muitos anos entre a Kemin e a Fundação de Pesquisa da Universidade Estadual do Kansas. A Kemin prevê que mais dados serão gerados para endossar esse pedido de patente.

Para mais informações, acesse www.kemin.com/africanswinefever ou www.kemin.com/sa/pt/products/salcurb.

Certas afirmações podem não ser aplicáveis em todas as regiões geográficas. A rotulagem dos produtos e reivindicações associadas podem diferir com base nas exigências governamentais.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Aviagen América Latina investe R$ 20 milhões em novo núcleo de bisavós

Com o início das operações, em 28 de julho, a granja de bisavós 2 passa a contar com quatro dos mais modernos núcleos do país

Publicado em

em

Com um investimento de R$ 20 milhões, o primeiro alojamento de bisavós no novo núcleo foi realizado no dia 28 de Julho - Foto: Divulgação

A Aviagen®, empresa de genética de aves que comercializa matrizes da marca Ross por toda América Latina, segue realizando investimentos em granjas e incubatórios no Brasil, para aumentar sua capacidade de produção de avós e matrizes. A empresa inaugura um novo núcleo em sua granja de bisavós localizada em Natividade da Serra-SP, sendo o quarto construído na mesma granja.

Com um investimento de R$ 20 milhões, o primeiro alojamento de bisavós no novo núcleo foi realizado no dia 28 de Julho, para a produção de avós. O novo núcleo para bisavós agrega em sua estrutura o que existe de mais moderno em termos de tecnologia e equipamentos, resultando em maior qualidade, capacidade de produção e eficiência.

A Aviagen inaugura um novo núcleo em sua granja de bisavós localizada em Natividade da Serra-SP

De acordo com o presidente da Aviagen América Latina, Ivan Pupo Lauandos, o novo núcleo de bisavós em Natividade da Serra garante, ainda mais, a produção de todas as linhas genéticas para clientes latino-americanos. “Nossa região segue em constante crescimento e trabalhamos incansavelmente, colaborando com os clientes e toda a indústria avícola para melhorar nossos produtos e serviços. Seguimos comprometidos com o mercado avícola na América Latina e nossa prioridade máxima é fornecer aos nossos clientes uma fonte de proteína de qualidade e acessível”.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Topigs Norsvin

A Topigs Norsvin consolida no mercado brasileiro a matriz TN70

A fêmea comercial garante ao suinocultor alta performance e rentabilidade financeira com eficiência do nascimento dos leitões até o abate dos suínos terminados

Publicado em

em

Divulgação Topigs Norsvin

Desenvolvida pela holandesa Topigs Norsvin, a matriz TN70 atinge patamares de excelência únicos no cenário da genética suína mundial. Considerada por especialistas como a melhor matriz do mundo, a fêmea, híbrida F1 Landrace e Large White, agrega as melhores características de ambas as linhagens.

A matriz já conquistou a preferência de pequenos, médios e grandes suinocultores de diferentes regiões do mundo. No mercado brasileiro suas particularidades fazem dela o animal ideal para o produtor em termos de performance e rentabilidade financeira. A TN70 é uma fêmea suína comercial oriunda do cruzamento de duas linhagens, a Landrace (linha L) original da Norsvin e a Large White (linha Z), proveniente da Topigs.

O melhor de dois mundos em uma única matriz

“Essas duas linhagens eram bastante reconhecidas no cenário do melhoramento genético e da suinocultura, e essa mescla permitiu criar um animal que agregasse as melhores características da linha Z, como a prolificidade, que é a capacidade de produzir um grande número de leitões uniformes e viáveis, e a robustez. Tudo isso atrelado aos destaques da linha L, que são a eficiência alimentar e a qualidade da carcaça, além de ser prolífica e de apresentar uma excelente capacidade de desmame”, explica o gerente de Genética Latam da Topigs Norsvin, Éverton da Silva.

A TN70 tem alta eficiência alimentar, ou seja, é uma fêmea que produz suínos terminados que consomem uma menor quantidade de ração para produzir um quilograma de peso vivo. Essa caraterística é altamente importante na produção de suínos, uma vez que o custo com alimentação representa entre 70 e 75% dos gastos totais da produção. Além disso, com a alta prolificidade, o elevado número de leitões desmamados e suínos terminados contribui com a diluição dos custos fixos de produção.

O gerente explica que a TN70 se destaca tanto na quantidade de leitões nascidos como em desmamados. “Algumas linhagens genéticas têm um alto número de leitões nascidos, porém não conseguem desmamá-los, pois morrem antes de atingida a idade de desmama. Isso porque a fêmea não tem grande habilidade materna ou porque o leitão tem menos viabilidade”.

Preocupada com todo o processo de produção, a Topigs Norsvin focou no desenvolvimento de um melhoramento genético sustentável e balanceado, no qual um leitão a mais nascido vivo representasse também um leitão a mais desmamado. Essa maior viabilidade, juntamente com a prolificidade da TN70, garante ao produtor mais suínos na fase de terminação.

A habilidade materna é outra característica que destaca a fêmea comercial da Topigs Norsvin no mercado brasileiro. Ela possui um grande número de tetos e consegue produzir uma grande quantidade de leite para atender toda a leitegada. “Isso garante a amamentação e o desmame de leitões pesados, fortes e muito mais eficientes”, completa Éverton.

Uma matriz que se adequa a realidade do produtor brasileiro

O Brasil tem duas características muito específicas: é um país continental e de realidades distintas. A produção nacional de suínos também apresenta especificidades. “Independente do sistema de produção, a conversão alimentar representa a eficiência do uso do alimento para produção de carne, sendo inclusive um importante aspecto na economia dos recursos alimentares, aumentando a sustentabilidade da cadeia de produção e a rentabilidade do produtor”, explica o gerente.

Além da eficiência alimentar ser uma necessidade dos suinocultores e da agroindústria, é também uma das principais características da fêmea Topigs Norsvin. “A TN70 é uma matriz que produz um grande número de leitões nascidos fortes e vigorosos, que resultam em terminados uniformes, com extraordinária eficiência alimentar, elevado ganho de peso diário e excelente qualidade de carcaça, com alto rendimento de carne magra, reunindo as características desejadas por toda a cadeia. Economicamente, a TN70 é um animal perfeito”, finaliza Éverton.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.