Conectado com
Suínos e Peixes – Maio

Empresas Suinocultura

Genus continua avançando com sua iniciativa global de resistência à PRRS

Líder global em genética animal, empresa anuncia cooperação estratégica com a empresa Beijing Capital Agribusiness para pesquisa, desenvolvimento, registro e a comercialização de suínos resistentes ao vírus da PRRS na China.

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A Genus plc, líder global em genética animal, anunciou no final do mês de maio que assinou um acordo de cooperação estratégica na China, maior mercado mundial de carne suína. A cooperação com a Beijing Capital Agribusiness Co. Ltd (BCA), umas das líderes locais no segmento de proteína animal, tem como objetivos a pesquisa, o desenvolvimento, o registro e a comercialização de suínos de elite, resistentes ao vírus da Síndrome Respiratória e Reprodutiva dos Suínos (“PRRSv”).  O anúncio representa um passo importante no desenvolvimento de suínos resistentes à PRRS para os suinocultores da China.

“A combinação da tecnologia de resistência ao PRRSv, a genética de elite e a expertise em reprodução da Genus, associados aos profundos conhecimentos da BCA sobre a indústria de suínos na China, bem como seus canais de distribuição, representam os pontos fortes de cada parte”, declara Bill Christianson, Chief Operating Officer da PIC. “Estamos ansiosos para avançar rapidamente com nosso programa de resistência ao PRRSv em cooperação com a BCA e para o lançamento desse produto novo e importante na China”.

 

Cooperação estratégica

A fase inicial da cooperação deverá focar na pesquisa, desenvolvimento e aprovação regulatória dos suínos resistentes ao PRRSv na China. Após a aprovação regulatória e o lançamento dos suínos resistentes ao PRRSv na China, a Genus e a BCA devem trabalhar juntas em uma joint venture, que incluirá as operações da Genus para suínos na China (“PIC China“).

Embora a China esteja buscando modernizar sua produção de carne suína, esse trabalho é consideravelmente prejudicado por surtos da doença. A possibilidade de reduzir os impactos negativos do PRRSv trará benefícios importantes para a China, melhorando a confiabilidade da cadeia de abastecimento de carne suína, e garantindo a continuidade do fornecimento de um produto de qualidade aos consumidores chineses.

O PRRSv afeta a maioria dos suínos na China e causa sofrimento aos animais, falha reprodutiva, maior mortalidade e menor crescimento. A BCA e a Genus pretendem também cooperar para pesquisar e desenvolver soluções para outros importantes desafios veterinários que assolam a indústria suína na China, incluindo a Peste Suína Africana (PSA).

“Estamos entusiasmados com essa cooperação com a Genus PIC, líder mundial em genética suína, para o registro e lançamento dos suínos resistentes ao PRRSv na China, um importante passo para uma parceria mais abrangente”, diz Liu Jiantong, Gerente Geral e Vice-Presidente da Beijing Capital Agribusiness Co., Ltd. “A BCA é uma empresa líder no agronegócio, focada em fornecer tecnologias modernas e de alta qualidade aos produtores de proteína animal chineses. Nossa cooperação exclusiva com a Genus PIC na China para essa tecnologia de vanguarda e outros empreendimentos futuros expande ainda mais a presença da BCA no setor de genética de proteína animal, e é condizente com a estratégia da BCA no longo prazo”.

“Quanto mais países aprovarem a produção ou o consumo de carne suína de animais resistentes ao PRRSv, melhor para o comércio global. A China é o maior consumidor, produtor e importador de carne suína do mundo. É importante para os consumidores e para os suinocultores chineses e também de outras partes do mundo — inclusive os norte-americanos — que o uso dessa tecnologia seja aprovado na China, acrescenta Bill Christianson.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 1 =

Empresas Pecuária leiteira:

Uso de suplementos minerais e vitamínicos em vacas aumenta a produção de leite

Biogénesis Bagó apresenta resultados de estudos durante a Megaleite que comprovam o aumento de mais de 4kg de leite/dia por animal

Publicado em

em

Foto: Divulgação

Um rebanho com vacas saudáveis produz mais leite quando elas são suplementadas durante o período de transição. Foi o que comprovou um estudo realizado no Brasil, feito com 372 vacas apontando que animais que receberam suplementação injetável, contendo vitaminas (A e E) e micro minerais (Cobre, Zinco, Manganês e Selênio) aumentaram a produção em média de 4,3kg de leite/dia. O resultado detalhado será apresentado pela equipe da Biogénesis Bagó durante a Megaleite, maior feira da pecuária leiteira do Brasil, que ocorre de 19 a 22 de junho, no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte (MG).

“Ficou comprovada que a suplementação micro mineral e vitamínica contribui com a integridade do úbere, respostas imunológicas, saúde da glândula mamária e consequentemente na produção. Por isso, a utilização de suplementação vitamínica e mineral estratégica é crucial durante o período de transição em vacas secas e confirma ser uma eficiente ferramenta para melhorar a saúde e a produtividade em vacas leiteiras”, afirma Gabriel Campos, Gerente Regional Central da Biogénesis Bagó, que apresentará os resultados na Megaleite, no dia 21 de junho no estande da empresa.

O estudo, publicado no National Mastitis Council, 2018 no Texas, EUA, analisou animais de duas propriedades distintas com as mesmas condições corporais e dieta, com produção média de 34kg de leite/dia na lactação. As vacas foram distribuídas em dois grupos experimentais e completamente aleatórios. O primeiro lote recebeu injeções subcutâneas de 1mL/100kg p.v. de solução salina e o segundo grupo recebeu tratamento com o suplemento mineral Adaptador MIN e suplemento vitamínico Adaptador VIT na dosagem 1 mL/100kg p.v.

Ao final do período do estudo, o lote em tratamento atingiu a produção média de 38,9kg de leite/dia, enquanto o primeiro grupo, que recebeu apenas solução salina, produziu média de 34,6kg leite/dia.

Segundo Campos, o período de transição é considerado crítico, pois há um aumento da concentração plasmática de substâncias oxidativas (radicais livres) que interferem no processo produtivo e imunológico em vacas de leite. “A suplementação extra de micro minerais e vitaminas lipossolúveis são necessárias durante este período porque auxiliam na imunidade de úbere, causando impacto direto na produção e saúde do rebanho”, aponta.

Além dos resultados obtidos no estudo, os visitantes poderão ter acesso às mais variadas técnicas, serviços e soluções da Biogénesis Bagó para o mercado de saúde animal. Na ocasião, será apresentado todo o portfólio da empresa com foco na pecuária leiteira.

Entre os destaques, a Biogénesis Bagó apresenta aos visitantes da Megaleite o Suplenut, Kit Adaptador e Ubresan® Selante, que é indicado como complemento da terapia antimicrobiana de secagem de animais. Na ocasião também serão discutidas as indicações associadas de Ubresan e Kit Adaptador.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Cobb-Vantress fortalece a equipe de Serviço Técnico da América do Sul

Novos profissionais passam a fazer parte da equipe especializada da companhia

Publicado em

em

Marcus Briganó, novo Gerente de Pesquisas e Serviço - Foto: Divulgação

A Cobb-Vantress, Inc., uma das principais fornecedoras de matrizes de frangos de corte e serviços técnicos para o setor avícola, anunciou recentemente novos profissionais na equipe de Serviço Técnico da América do Sul. Entre eles, a Cobb promoveu Marcus Briganó como novo Gerente de Pesquisas e Serviço para a região.

Briganó, que é veterinário, anteriormente atuava como especialista em frangos de corte – cargo ocupava desde 2012. Em sua nova função, Briganó lidera a equipe de Serviço Técnico, incluindo a supervisão dos gerentes regionais e do gerente de granjas experimentais. Briganó também lidera a força-tarefa sul-americana da Cobb, uma equipe multifuncional e comprometida em lidar com os desafios dos clientes e encontrar melhorias na produção de ovos, no ganho de peso dos frangos e no rendimento dos abates.

Nos últimos meses, a força-tarefa atendeu cerca de 11 clientes em três países da América do Sul para avaliar suas operações e buscar eficiências. Cada visita dura uma semana, incluindo uma imersão total nos processos do cliente que resulta em recomendações detalhadas, além de um plano de ação.

“Desde que a força-tarefa foi proposta, sabíamos que se tratava de uma boa oportunidade para a nossa equipe obter um novo nível de percepção e uma vantagem competitiva que a diferenciaria”, disse Felipe Ortiz Garcia, Gerente de Produção Animal da Agrosuper. “Depois de uma semana com a equipe de Cobb, tivemos uma nova visão. A força-tarefa nos deu o apoio que precisávamos para otimizar nossos resultados”.

Além da promoção de Briganó, a Cobb acrescentou dois novos especialistas regionais à equipe de Serviço Técnico da América do Sul: Alex Friederich e Lucas Volnei Schneider.

  • Friederich assumiu o cargo de Gerente Regional para os clientes do oeste do Paraná. Ele é veterinário e possui 11 anos de experiência no setor, tendo atuado anteriormente na Granja Pinheiros, como Gerente de granjas.

  • Schneider também integra a equipe como Gerente Regional para os estados de Minas Gerais e Goiás. Ele é veterinário e técnico agropecuário, com 13 anos de experiência no setor avícola, tendo trabalhado anteriormente com matrizes e frangos de corte. Sua última atuação foi como coordenador de matrizes do Grupo Vibra, unidade do Paraná.

Tanto Friederich quanto Schneider se reportarão a Briganó.

“Essas novas nomeações nos permitem agregar ainda mais valor aos nossos valiosos clientes”, disse Briganó. “Tenho o prazer de integrar o Alex e o Lucas à equipe e estou animado para ver as melhorias contínuas que essa equipe poderá realizar na região”.

Fonte: Assessoria da Cobb
Continue Lendo

Empresas

Ourofino Saúde Animal promove palestra sobre controle e tratamento de mastite na Megaleite 2019

Encontro é destinado aos pecuaristas visitantes do evento e será conduzido pelo pesquisador da USP e médico-veterinário Marcos Veiga

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

A Ourofino Saúde Animal leva para o primeiro dia da Megaleite 2019, maior feira da pecuária leiteira do Brasil, o pesquisador da Universidade de São Paulo (USP) e médico-veterinário Marcos Veiga, que ministrará uma palestra sobre Controle de mastite no período seco e tratamento seletivo de mastite clínica, às 17h, na sala Minas Gerais. A atividade gratuita dispensa inscrições prévias e faz parte da programação do evento, realizado de 19 a 22 de junho, no Parque da Gameleira, em Belo Horizonte (MG). O encontro anual é destinado a empresas e pecuaristas da cadeia leiteira.

Durante o evento, os visitantes também poderão se informar com as equipes técnica e comercial da empresa sobre o tema e demais assuntos relacionados ao setor diretamente no estande da Ourofino. No local, a companhia demonstrará toda a Linha Leite, que inclui soluções como os antimicrobianos Ciprolac Lactação e Ciprolac Vaca Seca, o selante intramamário Sellat, o anti-inflamatório Maxicam e, ainda, inoculantes para silagem, como o SiloSolve®, que ajuda a preservar as propriedades do alimento seco.

“O estande estará em um local de grande visibilidade, em frente à pista de julgamento, na área de patrocinadores Máster do Girolando. Já são 16 anos da Megaleite e temos grandes expectativas para esta edição”, afirma Thiago Boechat, gerente regional da Ourofino Saúde Animal no estado. Em 2018, o evento recebeu 52 mil pessoas de vários países e quebrou recordes, movimentando R$ 25 milhões em negócios.

Thiago ainda ressalta a importância de Minas Gerais na produção de leite no Brasil. “É a maior bacia leiteira do País, e o estado confirmou sua vocação em 2018. Quando analisamos os números obtidos em pesquisa no período, descobrimos e constatamos algumas características que apontam para um cenário de crescimento e formação de novas bacias leiteiras dentro de MG”, explica.

A Megaleite é organizada pela Associação Brasileira dos Criadores de Girolando e fomentada pelo governo estadual por meio da Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge) e da Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAPA). Nos quatro dias de evento, contemplará julgamentos de animais, torneios leiteiros, leilões, feira de negócios, debates e palestras.

 

Leite é Bom com Tudo

Além do portfólio para o aumento da produtividade na pecuária de leite, a Ourofino Saúde Animal promove a valorização da cadeia de produção ao levar informações sobre o setor para os consumidores da bebida e

Fonte: Assessoria Ourofino
Continue Lendo
AB VISTA Quadrado
Conbrasul 2019
Evonik – Aminored
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.