Conectado com

Notícias

Estão abertas as inscrições dos Trabalhos Científicos para a AveSui 2014

Publicado em

em

Os interessados em participar da seleção de Trabalhos Científicos da próxima edição do XIII Seminário Técnico Científico de Aves e Suínos já podem acessar o site www.avesui.com/forum e enviar seus trabalhos até o dia 14/02/2014 dentro de uma das cinco categorias disponíveis para inscrição dos trabalhos: Ambiência, Sanidade, Manejo, Nutrição/Aves e Nutrição/Suínos. O envio dos resumos será condicionado à inscrição do autor que apresentará este trabalho, sendo que este poderá ter até cinco co-autores adicionais.
Lançada com grande sucesso em 2013, a apresentação de Trabalhos Científicos no Seminário abriu um importante espaço para o incentivo e a divulgação de trabalhos científicos com foco no desenvolvimento dos setores produtivos de aves e suínos.
A novidade para a segunda edição, é que haverá premiação para os melhores trabalhos nas categorias Jovem Pesquisador e Profissional – ampliando a premiação para profissionais atuantes no mercado de aves e suínos através de suas inovações e pesquisas. 
O envio dos trabalhos deve ser feito de 26/09/2013 até 14/02/2014. Atenção! Após a data limite não serão aceitas submissões de resumos.
Comitê Científico e Premiação dos Trabalhos Selecionados 
O Comitê Científico que fará a avaliação dos trabalhos, em todas suas etapas: pré e durante o evento nas apresentações orais, já está formado.
Este Comitê será coordenado pela Dra. Daniella Jorge de Moura, professora da Faculdade de Engenharia Agrícola (Feagri) – Unicamp e pelo Dr. Carlos Augusto Mallmann, Professor Titular da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) /Laboratório Lamic. 
Os cinco melhores trabalhos selecionados pelo Comitê Cientifico em cada segmento receberão o “Premio Instituto Oswaldo Gessulli” que pelo segundo ano, dá nome e incentivo à premiação.
“O Prêmio Instituto Oswaldo Gessulli registrou uma excelente participação e o nível dos trabalhos inscritos foi muito bom. É um estímulo ao jovem pesquisador ter um espaço onde possa mostrar suas pesquisas, principalmente dentro de um evento como a AveSui, que agrega empresas nas quais possivelmente ele poderá atuar no futuro. Este intercâmbio profissional entre a universidade e o mercado é de suma importância”, ressaltou Mallmann na cerimônia de premiação do ultimo evento. Confira no link  os trabalhos premiados em 2013.  
http://file.aviculturaindustrial.com.br/Download/trabalhos.doc
Instituto Oswaldo Gessulli
Criado com o objetivo de resgatar e difundir a memória e cultura do agronegócio e da história do setor agrícola e pecuário brasileiro, assim como discutir o seu futuro o Instituto Oswaldo Gessulli dará andamento a outras iniciativas, como desenvolver ações educativas e culturais relacionadas ao conteúdo temático que se propõe a preservar, como a edição de livros, seminários, cursos e outras atividades.
Faz parte desta iniciativa a criação do Prêmio Instituto Oswaldo Gessulli, que abriu este novo espaço dentro da programação da AveSui América Latina e do XIII Seminário Técnico Cientifico de Aves e Suínos. 

Fonte: Ass. Imprensa da Avesui

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Para o produtor

Custos de produção de aves e suínos aumentaram em 2018

Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65% nos 12 meses de 2018

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Apesar de os custos de produção de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa terem se mantido estáveis em dezembro de 2018 (218,06 pontos, ante 218,05 em novembro), acumularam uma alta de 14,21% durante todo o ano passado.

 Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65% nos 12 meses de 2018. O gasto com a alimentação das aves representa 69% do total dos custos de produção dos frangos. Em seguida, as maiores altas em 2018 ficaram com os itens pinto de um dia (2,18%), custo de capital (0,18%) e depreciação (0,16%).

O custo de produção do quilo do frango de corte vivo também se manteve estável em dezembro, encerrando o ano em R$ 2,82 no Paraná, valor calculado a partir dos resultados em aviário tipo climatizado em pressão positiva.

Já o ICPSuíno caiu pelo terceiro mês consecutivo, chegando aos 219,49 pontos em dezembro, -1,34% em relação a novembro de 2018 (222,47 pontos). No ano, os custos de produção de suínos subiram 9,85%, influenciados principalmente pela alimentação dos animais, que teve um aumento de 9,68%.

O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina caiu para R$ 3,84 em dezembro (o menor valor desde março de 2018). 

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Fonte: Embrapa Suínos e Aves
Continue Lendo

Notícias Mercado

Desaquecimento de negócios pressiona valores da carne de frango

Vendas da carne de frango estão desaquecidas, como é tipicamente observado em início de ano

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Colaboradores do Cepea afirmam que as vendas da carne de frango estão desaquecidas, como é tipicamente observado em início de ano. Assim, as cotações do produto, especialmente do congelado, estão em queda na maior parte das regiões acompanhadas. Na Grande São Paulo, o preço do frango inteiro congelado recuou 0,6% frente a dezembro, com média de R$ 4,37/kg na parcial deste ano (até 17 de janeiro).

Quanto à carne resfriada, por outro lado, foram observadas variações distintas na primeira quinzena de janeiro dentre as regiões pesquisadas pelo Cepea. No comparativo com janeiro/18, porém, os preços atuais estão significativamente mais elevados, em termos nominais.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Ovos

Poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda

Quantidade de cereal que o produtor consegue comprar com a venda dos ovos brancos é a menor desde 2013

Publicado em

em

Domicio Faustino

De acordo com pesquisadores do Cepea, a oferta elevada, que segue pressionando as cotações dos ovos, tem impactado negativamente o poder de compra do avicultor de postura paulista frente aos principais insumos utilizados na alimentação das poedeiras, o milho e o farelo de soja.

Na parcial deste mês, a quantidade de cereal que o produtor consegue comprar com a venda dos ovos brancos é a menor de toda a série do Cepea, iniciada em maio/13. Já sobre a quantidade do derivado da soja, é a menor desde dezembro/13.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
APA
Nucleovet 2

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.