Conectado com

Notícias

Especialistas mundiais debatem práticas de bem-estar de suínos e aves na Embrapa em Concórdia

Durante os três dias de evento, profissionais das áreas de suinocultura e avicultura vão debater a implementação dessas práticas nas agroindústrias e no Serviço Veterinário Oficial

Publicado em

em

As boas práticas durante o transporte e na insensibilização com gás de suínos e aves é o tema de um seminário técnico que acontece entre 4 e 6 de setembro na Embrapa Suínos e Aves, unidade descentralizada da empresa de pesquisa agropecuária vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Concórdia, SC. Durante os três dias de evento, profissionais das áreas de suinocultura e avicultura vão debater a implementação dessas práticas nas agroindústrias e no Serviço Veterinário Oficial.

O evento terá a participação de dois dos principais especialistas mundiais em bem-estar de animais de produção, o indiano Mohan Raj, da Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA, na sigla original em inglês); e o espanhol Antonio Velarde Calvo, do Instituto de Pesquisa e Tecnologia Agroalimentar da Catalunha (IRTA, na sigla original em catalão). Do Brasil, participam a coordenadora-geral de Agregação de Valor do Departamento de Desenvolvimento das Cadeias Produtivas e da Produção Sustentável do Mapa, Charli Ludtke; a coordenadora da Comissão de Bem-Estar Animal do Mapa, Lizie Buss; o consultor em bem-estar Victor Lima, da BEA Consultoria; o professor Iran Oliveira, do Nupea/Esalq/USP; e o pesquisador da área de bem-estar de suínos da Embrapa, Osmar Dalla Costa.

As inscrições para o evento são gratuitas. O formulário de inscrição está disponível no site da Embrapa Suínos e Aves.

Programação

Dia 4/9, terça: Insensibilização de suínos

8h30 – Boas-vindas e apresentação do projeto Diálogos Setorial – Charli Ludtke (MAPA) e Janice Zanella (Embrapa Suínos e Aves)

9h – Ações do Mapa para o bem-estar animal de suínos – Lizie Buss (MAPA)

9h30 – Atualização científica relativos ao bem-estar dos animais em procedimentos de insensibilização de suínos com uso de gás – Mohan Raj (EFSA – Inglaterra) e Antonio Velarde Calvo (Irta – Espanha)

Respostas fisiológicas ao uso de gás na insensibilização

Vantagens e desvantagens do uso de insensibilização a gás: investimentos econômicos, bem-estar e qualidade de carne

10h – Intervalo para café

10h20 – Mistura de gases. Equipamentos: alternativas, ajustes e manutenção

12h30 – Intervalo para almoço

13h30 – Identificando e corrigindo as falhas de manejo

Tendências mundiais sobre métodos de insensibilização de suínos      

Pontos críticos de controle (indicadores de bem-estar animal)

16h – Intervalo para café

16h20 – Check-list: guia de monitoramento da indústria

Check-list: guia de fiscalização para o Serviço Veterinário Oficial (SVO)

18h – Finalização

18h30 – Reunião técnica com Serviço Veterinário Oficial: Análises de vídeos de insensibilização a gás em suínos no Brasil

Dia 5/9, quarta: Insensibilização de aves

8h30 – Boas-vindas a apresentação do projeto Diálogos Setorial – Charli Ludtke (MAPA)

9h – Ações do Mapa para o bem-estar animal de aves – Lizie Buss (MAPA)

9h30 – Atualização científica relativos ao bem-estar dos animais em procedimentos de insensibilização de aves com uso de gás – Mohan Raj (EFSA-Inglaterra) e Antonio Velarde Calvo (Irta – Espanha)

Respostas fisiológicas ao uso de gás na insensibilização

Vantagens e desvantagens do uso da insensibilização a gás: investimentos econômicos, bem-estar e qualidade de carne

10h – Intervalo para café

10h20 – Mistura de gases

Equipamentos: alternativas, ajustes e manutenção

12h – Intervalo para almoço

13h30 – Identificando e corrigindo as falhas de manejo

Tendências mundiais sobre métodos de insensibilização de aves         

Pontos críticos de controle (indicadores de bem-estar animal)

16h – Intervalo para café

16h20 – Check-list: guia de monitoramento da indústria

Check-list: guia de fiscalização para o Serviço Veterinário Oficial (SVO)

18h – Finalização

18h30 – Reunião técnica com Serviço Veterinário Oficial: análises de vídeos de insensibilização a gás em aves no Brasil

Dia 6/9, quinta: Transporte terrestre de suínos e aves

8h30 – Boas vindas e apresentação do projeto TED Embrapa Suínos e Aves e TR IICA Transporte – Charli Ludtke (MAPA)

9h – Boas práticas de transporte para suínos na Europa – Mohan Raj (EFSA – Inglaterra) e Antonio Velarde Calvo (Irta – Espanha)

10h – Intervalo

10h15 – Boas práticas de transporte para suínos no Brasil – Osmar Dalla Costa (Embrapa Suínos e Aves)

10h45 – Apresentação dos materiais didáticos para transporte de suínos – Charli Ludtke (MAPA) e Osmar Dalla Costa (Embrapa Suínos e Aves)

11h15 – Mesa redonda com debate

12h – Almoço

13h30 – Boas práticas de transporte para aves na Europa – Mohan Raj (EFSA – Inglaterra) e Antonio Velarde Calvo (Irta – Espanha)

14h30 – Boas práticas de transporte para aves no Brasil – Victor Lima (BEA Consultoria) e Iran Oliveira (Nupea/Esalq/USP)

15h30 – Intervalo para café

15h45 – Apresentação dos materiais didáticos para transporte de aves – Charli Ludtke (MAPA) e Victor Lima (BEA Consultoria)

16h15 – Mesa redonda com debate

16h45 – O que precisamos avançar – Lizie Buss (MAPA)

17h15 – Perguntas

17h30 – Encerramento

Fonte: Embrapa Suínos e Aves

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × três =

Notícias Pecuária

Preços médios de toda a cadeia renovam máximas reais em setembro

Demanda aquecida e baixa oferta de animais para abate seguem sustentando elevados patamares de toda cadeia pecuária

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Os valores médios de setembro do bezerro, do boi magro, do boi gordo e da carne renovaram os recordes reais das respectivas séries do Cepea. Segundo pesquisadores, a demanda aquecida, especialmente por parte do mercado externo, e a baixa oferta de animais para abate seguem sustentando os elevados patamares de toda a cadeia pecuária.

No geral, apesar de o preço médio do boi para abate ser recorde, o contexto atual não favorece quem faz a reposição, tendo em vista que o bezerro e o boi magro seguem igualmente negociados nos maiores patamares reais. No caso do pecuarista criador, a situação é semelhante, já que, mesmo com o animal desmamado em valor recorde, estes produtores estão tendo elevados desembolsos com a compra de insumos.

Além dos produtos importados encarecidos pelo dólar alto, os insumos de alimentação – como milho e farelo de soja – estão operando em preços patamares recordes nominais. Ressalta-se, neste caso, que o clima seco reforça a necessidade do uso de complementação, devido à piora nas condições das pastagens. Quanto à carne, o preço recorde da carcaça casada bovina alivia um pouco frigoríficos que trabalham apenas com o mercado interno.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Mercado

Em setembro, preços do suíno vivo e da carne atingem recordes reais

Movimento de alta no setor é verificado há quatro meses e se deve à oferta reduzida de animais em peso ideal para abate

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Os preços do suíno vivo, da carcaça e dos cortes seguiram em alta no mercado brasileiro ao longo de setembro e, com isso, as médias mensais, em algumas regiões levantadas pelo Cepea, atingiram recordes reais.

Pesquisadores do Cepea ressaltam que o movimento de alta no setor é verificado há quatro meses e se deve à oferta reduzida de animais em peso ideal para abate e ao bom desempenho das exportações brasileiras da carne.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Segundo USDA

Estoques de soja e milho dos EUA caem enquanto exportações aumentam

Esta é a segunda maior queda da história para ambas as commodities durante o período do verão norte-americano

Publicado em

em

Divulgação/AENPr

Os estoques de soja e milho dos Estados Unidos ficaram abaixo do esperado em momento em que a China aumenta suas compras de produtos agrícolas junto ao país, indicou o governo norte-americano na quarta-feira (30). No trimestre encerrado em 1º de setembro, as ofertas de milho dos EUA recuaram em 3,024 bilhões de bushels e as de soja em 858 milhões de bushels, representando a segunda maior queda da história para ambas as commodities durante o período do verão norte-americano, segundo relatório do Departamento de Agricultura do país (USDA, na sigla em inglês).

O relatório de estoques de setembro é frequentemente questionado, com operadores aguardando por detalhes do relatório de oferta e demanda de outubro. “Normalmente há bastante incerteza em relação ao relatório de setembro, e talvez neste ano isso esteja sendo amplificado pela quantidade de grãos em trânsito para o mercado de exportação”, disse Brian Basting, economista da corretora Advance Trading.

O documento do USDA, que também indicou os estoques de trigo no menor nível em cinco anos, desencadeou um rali no mercado de futuros de Chicago. Os contratos futuros do milho saltaram 4,6%, para o mais alto nível desde 6 de março. O trigo subiu 6,1%, enquanto a soja avançou 3,7%.

O USDA disse que os estoques de soja dos EUA somavam 523 milhões de bushels em 1º de setembro. As reservas de milho totalizavam 1,995 bilhão de bushels, e as trigo figuravam em 2,159 bilhões de bushels. “Altista por todos os lados, inegavelmente”, disse Charlie Sernatinger, head global de Futuros de Grãos da ED&F Man Capital, sobre os dados. “O número para os estoques de milho foi realmente chocante, e vira as coisas de ponta-cabeça.”

Analistas esperavam que o relatório apontasse os estoques de milho em 2,250 bilhões de bushels, os de trigo em 2,240 bilhões de bushels e os de soja em 576 milhões de bushels, segundo a média das estimativas em uma pesquisa da Reuters.

O USDA também reduziu sua projeção para a safra total de trigo dos EUA em 2020/21 para 1,826 bilhão de bushels, recuo de 12 milhões de bushels em relação às estimativas de agosto. Já a produção de milho de 2019 foi revista para 13,620 bilhões de bushels, versus 13,617 bilhões de bushels anteriormente.

Fonte: Reuters
Continue Lendo
Dia Estadual do Porco – ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.