Conectado com

Empresas AveSui EuroTier

Especialista da Agroceres PIC coordena Painel sobre Eutanásia na AveSui

Com uma programação abrangente, Painel vai promover uma abordagem completa sobre a prática da eutanásia nas unidades de produção de suínos e aves, tratando de seus aspectos conceituais, regulatórios e práticos.

Publicado em

em

Juliana Ribas, médica veterinária e coordenadora de Produção na Agroceres PIC. - Foto: Divulgação

O aprofundamento das discussões sobre bem-estar colocou a prática da eutanásia no centro dos debates. É crescente a preocupação com a forma com que os animais com quadro de comprometimento irreversível são abatidos nas unidades de produção. Ao mesmo tempo, o surgimento de novos conceitos e procedimentos de eutanásia, aliado a necessidade de estabelecer critérios mais sofisticados tanto para definição dos animais que devem ser submetidos à prática, quanto para a escolha da metodologia a ser utilizada em cada granja, compelem o setor a olhar com mais atenção para o tema.

Essas e outras questões estarão em debate no Painel “Métodos de Eliminação para Animais”, que será realizado na AveSui EuroTier South America 2019. Organizado por Juliana Ribas, coordenadora de Produção na Agroceres PIC, a discussão trará uma abordagem completa sobre a prática da eutanásia, enfocando a importância de sua adoção e da correta execução de seus procedimentos nas unidades de produção de suínos e aves. “A ideia é compor um cenário com a visão, informação e conhecimento de especialistas de diferentes áreas da produção de suínos e aves”, adianta Juliana.

 

Eutanásia: teoria e prática

Com uma programação abrangente, o Painel pretende promover uma abordagem holística sobre o assunto, tratando de seus aspectos conceituais, regulatórios e práticos. Para tanto, contará a participação de representantes do MAPA, Embrapa, e consultores especializados. Serão ao todo 4 apresentações, uma mesa redonda, com o ponto de vista das agroindústrias sobre a prática da eutanásia no campo, e um debate final com todos os participantes.

“A eutanásia é um tema que vem ganhando projeção por conta do avanço das discussões sobre bem-estar animal. O Painel será uma excelente ocasião para, com a participação de especialistas tanto da área pública quanto da privada, debatermos o tema”, comenta Juliana.

Segundo ela, a eutanásia é um procedimento humanitário que tem como objetivo abreviar a dor e o sofrimento dos animais portadores de doenças incuráveis ou dolorosas e, portanto, é um recurso básico e imprescindível para qualquer unidade produtora de suínos. “Seja qual for o método escolhido, ele precisa ser simples de executar, seguro e estar de acordo com às regras preconizadas pelas legislações internacionais, com a finalidade de atender os princípios de bem-estar dos animais, das pessoas envolvidas nesse trabalho e assegurar uma produção ética e sustentável”, finaliza.

 

 

Serviço

AveSui EuroTier South America 2019
Data: 23 de julho de 2019
Painel: “Métodos de eliminação (“eutanásia”) para animais – suínos e aves”

Coordenação: Juliana Ribas, médica veterinária e coordenadora de Produção na Agroceres PIC.
Local: Medianeira, Paraná

Fonte: Assessoria da Agroceres Pic
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

10 + dois =

Empresas

STIHL lança motosserra a bateria mais potente do seu portfólio

Aliando potência e tecnologia, a nova MSA 220 C-B apresenta acréscimo de até 20% na performance de corte quando comparada ao modelo MSA 200 C.

Publicado em

em

Com o planejamento de incluir no mercado mundial mais de 190 produtos a bateria até 2026, a STIHL inicia esse ano com novidade no portfólio. A líder no mercado brasileiro de ferramentas motorizadas portáteis lançou em janeiro a MSA 220 C-B, a motosserra a bateria com maior potência entre os demais modelos da marca com essa tecnologia. A nova ferramenta foi desenvolvida especialmente para utilização profissional, com alta performance de corte por carga de bateria.

O equipamento apresenta importantes diferenciais que oferecem aos usuários grande poder de corte aliado ao conforto e eficácia de manuseio. Dentre esses está evitar interrupções durante o trabalho por falta de potência. Isso porque sua bateria também é uma novidade: a AP 300 S possui maior potência e maior capacidade de armazenamento de energia comparada com AP 300. Assim, o usuário garante maior rendimento de trabalho durante as suas atividades. Aliado a isso, o conjunto de corte apresenta corrente com dentes de perfil quadrado 3/8’ PS3 – que proporcionam até 30% mais cortes por carga de bateria, comparada com a corrente de perfil redondo –, sabre de 35cm Rollomatic E e velocidade da corrente de 24m/s.

Além disso, a ferramenta possui proteção da mão com freio de corrente, tensionamento rápido de corrente (sem necessidade de ferramentas), gatilho de aceleração variável com interruptor de segurança lateral, cabo ergonômico, marca direcional de queda para derrubadas e fácil abertura da tampa do tanque (sem necessidade de ferramentas). A nova motosserra a bateria MSA 220 C-B garante, ainda, a possibilidade de utilização em ambientes de alta umidade ou mesmo na chuva.

 

Lançamento facilita atividades em diversos segmentos profissionais

Para os profissionais do mercado de construção civil, a MSA 220 C-B auxilia no melhor desempenho nas atividades de dimensionamento e construção com madeiras. Na agropecuária, o equipamento se caracteriza pela praticidade, robustez e desempenho diferenciado para satisfazer as necessidades do setor rural nas fazendas e sítios. Já na jardinagem profissional, o lançamento agiliza em diversas atividades de manutenção pública e de patrimônio, em serviços de paisagismo e no manejo de jardins em geral.

Continue Lendo

Empresas Avicultura

Como proteger sua granja contra a Salmonella

Imunização por meio de vacinas vivas têm se mostrado alternativa economicamente viável e efetiva de controle da doença

Publicado em

em

Foto: O Presente Rural

Apontada como um dos principais problemas em granjas e, consequentemente, de perdas econômicas, a Salmonella desperta atenção por conta de riscos relacionados à saúde pública. Provocada por uma bactéria entérica muito adaptada às aves, a doença preocupa tanto pela ameaça de transmissão vertical quanto pela contaminação dos ovos para consumo. “Por isso, seu controle é de extrema importância”, diz o médico-veterinário Matheus Resende, Gerente de produto da linha Aves da Zoetis.

“A vacinação contra esta bactéria vem ganhando cada vez mais adeptos com cepas que promovem a proteção cruzada. Além de atuarem na redução da contaminação de carcaças no abatedouro, se mostram uma alternativa economicamente viável, principalmente para empresas exportadoras de carne de frango”, completa o médico-veterinário Eduardo Muniz, Gerente de Serviços Técnicos da Zoetis.

“As vacinas vivas bacterianas contra a Salmonella, além de protegerem contra o patógeno, representam uma alternativa aos antimicrobianos e ativam a imunidade inespecífica e adquirida”, diz Muniz.

 

Poulvac ST

Vacina viva que atua no combate à Salmonella Typhimurium e à Salmonella Heidelberg para frangos de corte e matrizes, Poulvac ST é recomendada também para poedeiras comerciais.
Aplicada em duas doses, a primeira ainda no incubatório por spray, nos primeiros dias de vida, e a segunda administrada no 14° dia de vida da ave por meio de água de bebida, promove a imunidade celular e estimula produção de IgA (imunoglobina A) no trato digestivo. “A proteção contra infecção por Salmonella garantida desta forma é de grande importância, principalmente a frangos de corte”, finaliza Muniz.

Fonte: Assessoria da Zoetis
Continue Lendo

Empresas NNATRIVM

NNATRIVM entrega certificado e o 1° Ciclo de Avaliação de Enterobactérias, que visa o controle da salmonela

O certificando reconhece a produção de pintinhos no incubatório com melhor qualidade, uma garantia que os mesmos cheguem ao campo livre de patógenos.

Publicado em

em

O diretor de sanidade Stefano Miglioranza e o diretor técnico Wagner da Silva da NNATRIVM, fizeram a entrega para o gerente do Incubatório da Dip Frangos, Nivaldo Schreiber.

Com sede em Santa Cruz de Monte Castelo no Paraná, a empresa NNATRIVM, de aditivos, está realizando a entrega de certificados para as empresas parcerias que se destacam pelos excelentes resultados na avaliação de Enterobactérias.

Desta forma, a NNATRIVM entregou para Nivaldo Schreiber, com 33 anos de experiência na área de incubatório, e hoje gerente do Incubatório da Dip Frangos, o certificado “1°Ciclo de Avaliação de Enterobactérias”, pelos excelentes resultados obtidos nas avaliações realizadas no setor.

O certificando reconhece a produção de pintinhos no incubatório com melhor qualidade, uma garantia que os mesmos cheguem ao campo livre de patógenos.

Para a empresa NNATRIVM o melhor programa não é feito apenas pela adição de um produto e sim por uma avaliação em todo o ciclo da empresa, baixando possíveis contaminantes em todas as etapas de produção, obtendo assim um produto de qualidade e livre de patógenos.

A NNATRIVM certifica as principais etapas da produção, através de um programa de avaliações de enterobactérias, com foco em salmonela, garantindo assim o melhor controle de todos os patógenos, que possam vir a causar problemas aos animais ou as pessoas.

 

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Biochem site – lateral

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.