Conectado com

Notícias

Empresas apresentam novas tecnologias para setor de rações na AveSui 2017

Feira será palco de lançamentos e inovações para os setores de aves e suínos

Publicado em

em

Com o objetivo de oferecer a oportunidade para representantes de diversos setores se encontrarem para realizar contatos com empresas nacionais e internacionais, a cidade de Florianópolis (SC) será novamente palco da principal feira de negócios dos setores avícola e suinícola da América Latina, a AveSui.

A feira irá reunir entre os dias 25 e 27 de abril empresas de diferentes segmentos dos setores e um público qualificado, que buscam no evento inovações e realização de negócios além de conhecer as novidades e tendências mundiais sem precisar sair do Brasil.

Líder no mercado nacional na produção de equipamentos para indústria de ração, a Ferraz Máquinas participa da AveSui com suas soluções exclusivas para o setor de avicultura. A empresa leva para o evento sua linha de misturadores modelo "fast mix", moinhos e peletizadoras.

"Em nossa opinião a AveSui é a mais importante feira do setor de aves no Brasil, principalmente porque nos oferece uma oportunidade única de estreitar nosso relacionamento comercial e técnico junto aos grupos avícolas, destacando nossos diferenciais, como inovação e melhoria constante em equipamentos, o serviço de pós venda e a melhor relação custo benefício do mercado", afirma o responsável pelo Planejamento e Controle de Produção,  Luiz Gomide Ferraz.

Entre os destaques da participação da Ferraz Máquinas no evento está o novo modelo de moinho, que oferece maior capacidade de produção, permite melhor granulometria do produto moído e também maior nível de eficiência energética.

"Os visitantes poderão conhecer o padrão de qualidade de nossos produtos in loco, já que vamos expor em nosso estande os equipamentos e soluções da empresa, além de contar com a presença de nossa equipe técnica e comercial, que auxiliarão os presentes com eventuais dúvidas e informações específicas sobre o funcionamento das máquinas", ressalta Ferraz.

A empresa ainda leva à AveSui sua linha de peletizadoras, de misturadores horizontais e de pás. "A Ferraz Máquinas oferece a possibilidade de desenvolver projetos "turn key", inclusive fornecendo serviços tais como painéis de comando e instalação elétrica, ligação de ar e vapor entre outros", finaliza Luiz.

Tecnologia na produção de ração

A TMSA – Tecnologia em Movimentação pelas quais é representante exclusiva no Brasil da fabricante Alemã de equipamentos para ração chamada Amandus Kahl participa da AveSui com foco na divulgação do Expander, um equipamento ainda embrionário no Brasil, que atua diretamente na produção de ração expandida. Segundo um estudo da Embrapa, o uso da ração expandida auxilia na digestibilidade do alimento pelo animal e aumenta significativamente a eficiência de produção.

A empresa ainda leva para feira outras soluções integradas de padrão mundial, que se adequam a realidade de cada cliente.

Lançamento na feira

Presente na AveSui desde a primeira edição do evento, a austríaca Andritz Feed & Biofuel, uma das líderes mundiais no fornecimento de tecnologias, sistemas e serviços para equipamentos industriais avançados na área de ração animal, apresenta na feira seus lançamentos.

Entre os destaques está a Peletizadora G12, que combina o melhor da atual tecnologia de peletizadoras acionadas por engrenagem, enquanto oferece o mais alto rendimento por kWh de sua classe.

A empresa também apresenta o moinho Multimill 650/800. A série Multimill compreende moinhos de martelo para moagem fina voltados para a produção de alta capacidade de ração para peixes, animais de estimação e outros materiais de grão fino. Os equipamentos possuem câmaras de moagem com diâmetro de 650 mm e larguras de 450 mm a 1.400 mm.  A velocidade de operação é de 3.000/3.600 rpm.

Expectativa positiva

A chinesa Zhengchang, especializada em equipamentos para fábricas de ração e armazenamento de grãos já confirmou presença na edição da feira em 2017. Parceira da AveSui desde 2008, a empresa reforçou sua presença no país com investimento de cerca de US$ 20 milhões em uma unidade fabril em Curitiba (PR).

A empresa que colheu bons resultados na edição do ano passado, com fechamento de negócios e prospecção de novos clientes, tem expectativas muito positivas para a AveSui 2017. "Ficamos muito satisfeitos com a nossa participação na edição de 2016, pela presença de um público bem qualificado e pelos resultados obtidos. Frente a esses fatores confirmamos a presença da Zhengchang na feira em 2017 com as melhores expectativas", ressalta o Diretor Superintendente da empresa, Dr. Cesar Jeremias.

Fonte: Assessoria

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Para o produtor

Custos de produção de aves e suínos aumentaram em 2018

Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65% nos 12 meses de 2018

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Apesar de os custos de produção de frangos de corte calculados pela CIAS, a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa terem se mantido estáveis em dezembro de 2018 (218,06 pontos, ante 218,05 em novembro), acumularam uma alta de 14,21% durante todo o ano passado.

 Apenas os custos com a nutrição subiram 11,65% nos 12 meses de 2018. O gasto com a alimentação das aves representa 69% do total dos custos de produção dos frangos. Em seguida, as maiores altas em 2018 ficaram com os itens pinto de um dia (2,18%), custo de capital (0,18%) e depreciação (0,16%).

O custo de produção do quilo do frango de corte vivo também se manteve estável em dezembro, encerrando o ano em R$ 2,82 no Paraná, valor calculado a partir dos resultados em aviário tipo climatizado em pressão positiva.

Já o ICPSuíno caiu pelo terceiro mês consecutivo, chegando aos 219,49 pontos em dezembro, -1,34% em relação a novembro de 2018 (222,47 pontos). No ano, os custos de produção de suínos subiram 9,85%, influenciados principalmente pela alimentação dos animais, que teve um aumento de 9,68%.

O custo por quilo vivo de suíno produzido em sistema de ciclo completo em Santa Catarina caiu para R$ 3,84 em dezembro (o menor valor desde março de 2018). 

Os índices de custos de produção foram criados em 2011 pela equipe de socioeconomia da Embrapa Suínos e Aves e Conab. Santa Catarina e Paraná são usados como estados referência nos cálculos por serem os maiores produtores nacionais de suínos e de frangos de corte, respectivamente.

Fonte: Embrapa Suínos e Aves
Continue Lendo

Notícias Mercado

Desaquecimento de negócios pressiona valores da carne de frango

Vendas da carne de frango estão desaquecidas, como é tipicamente observado em início de ano

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Colaboradores do Cepea afirmam que as vendas da carne de frango estão desaquecidas, como é tipicamente observado em início de ano. Assim, as cotações do produto, especialmente do congelado, estão em queda na maior parte das regiões acompanhadas. Na Grande São Paulo, o preço do frango inteiro congelado recuou 0,6% frente a dezembro, com média de R$ 4,37/kg na parcial deste ano (até 17 de janeiro).

Quanto à carne resfriada, por outro lado, foram observadas variações distintas na primeira quinzena de janeiro dentre as regiões pesquisadas pelo Cepea. No comparativo com janeiro/18, porém, os preços atuais estão significativamente mais elevados, em termos nominais.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Ovos

Poder de compra do avicultor inicia 2019 em queda

Quantidade de cereal que o produtor consegue comprar com a venda dos ovos brancos é a menor desde 2013

Publicado em

em

Domicio Faustino

De acordo com pesquisadores do Cepea, a oferta elevada, que segue pressionando as cotações dos ovos, tem impactado negativamente o poder de compra do avicultor de postura paulista frente aos principais insumos utilizados na alimentação das poedeiras, o milho e o farelo de soja.

Na parcial deste mês, a quantidade de cereal que o produtor consegue comprar com a venda dos ovos brancos é a menor de toda a série do Cepea, iniciada em maio/13. Já sobre a quantidade do derivado da soja, é a menor desde dezembro/13.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
APA
Nucleovet 2

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.