Conectado com

Empresas

Doenças respiratórias estão entre os principais problemas sanitários em suínos

Dentre as doenças relacionadas ao trato respiratório, três se destacam e merecem atenção especial dos suinocultores e dos técnicos envolvidos na produção de suínos.

Publicado em

em

Dentre as doenças que acometem os suínos, as respiratórias são as mais comuns. Estas ocorrem com maior frequência em granjas que praticam uma criação intensiva. As doenças respiratórias em suínos caracterizam-se por um quadro de pneumonia que na sua grande maioria é de origem bacteriana e/ou viral. A pneumonia provoca uma inflamação dos pulmões prejudicando todo processo de respiração dos animais e trazendo diversos prejuízos aos suinocultores.

“Os principais fatores de risco estão relacionados com o ambiente, manejo e condições sanitárias dos animais, como constantes oscilações de temperatura no interior dos galpões, manejo inadequado de cortinas, mistura de animais de várias origens, superlotação, vazio sanitário inapropriado, falhas nos processos de limpeza e desinfecção. Existe uma forte relação entre a incidência dos fatores de risco e a propagação do Complexo das Doenças Respiratórias dos Suínos (CDRS)”, explica o médico veterinário André Buzato, gerente técnico comercial da área de suínos da Vetoquinol, uma das líderes mundiais em saúde animal.

Os quadros de pneumonias nos suínos apresentam-se de diferentes formas e intensidade, podendo acarretar diversos sinais clínicos, como tosse, febre, dificuldade respiratória, diminuição no consumo de ração, piora no desempenho zootécnico, choque endotóxico, morte, pleurite, pleurisia e condenação de carcaça nos frigoríficos.

Na suinocultura intensiva, as doenças respiratórias encaixam-se no CDRS. Uma doença respiratória grave, com aumento da morbidade, mortalidade e piora no desempenho zootécnico, especialmente nas fases de crescimento e terminação.

Dentre as doenças relacionadas ao trato respiratório, três se destacam e merecem atenção especial dos suinocultores e dos técnicos envolvidos na produção de suínos.

A pausteurelose é uma delas. Trata-se de uma infecção pulmonar que afeta os suínos através da bactéria Pasteurella multocida. Os animais apresentam broncopneumonia exsudativa, pleurite e dificuldade respiratória e pode ocorrer presença de abscessos nos pulmões. Os suínos acometidos se isolam, ficam deprimidos, diminuem o consumo de ração e, consequentemente, ocorre uma piora no desempenho zootécnico. A morte, quando ocorre, provavelmente é resultado do choque endotóxico e de falha respiratória.

Já a pleuropneumonia é causada pela bactéria Actinobacillus pleuropneumoniae. As formas superaguda e aguda caracterizam-se por um quadro de pleuropneumonia que pode provocar morte súbita com os animais apresentando sangue expelido pelas narinas e boca. Na forma crônica, observam-se aderências de pleura e pericárdio, focos encapsulados de necrose pulmonar. Os sintomas são febre (41°C), apatia, dificuldade para respirar e tosse profunda.

E, por fim, a Doença de Glässer é um doença infecciosa septicêmica que ser caracteriza por inflamação das serosas, podendo ocasionar pleurite, pericardite, peritonite, artrite e meningite em várias combinações. As perdas econômicas são devidas à mortalidade de leitões, elevado número de refugos entre os sobreviventes e à depreciação das carcaças dos animais afetados. O agente bacteriano envolvido nesta doença é o Haemophilus parasuis. Os suínos adoecem de forma súbita, apresentam perda do apetite (anorexia), febre e apatia. Dependendo do local das lesões, há diferente sintomas clínicos; tosse, dificuldade respiratória, claudicação e sintomatologia nervosa (tremores, incoordenação e decúbito lateral).

Tratamento – Pasteurelose, pleuropneumonia e Doença de Glässer têm tratamento. O Forcyl, antibiótico injetável da Vetoquinol para o tratamento de patologias relacionadas com as infecções bacterianas do trato respiratório dos suínos e o CDRS, é um antibiótico injetável, cujo o princípio ativo é a marbofloxacina “Seu exclusivo modo de ação que combina alta concentração plasmática e rápida ação em uma única dose, proporciona um tratamento muito eficaz para as principais doenças respiratórias dos suínos”, explica André Buzato. “O tratamento com Forcyl promove um rápido retorno do suíno ao processo produtivo, o produto pode ser utilizado com total segurança até 9 dias antes do abate, trazendo maior praticidade e rentabilidade ao produtor de suíno”, finaliza André Buzato.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 2 =

Empresas Jantar do Galo

Novus reconhece empresas sustentáveis no Jantar do Galo em Minas Gerais

Empresas serão eleitas como exemplo de práticas adequadas às demandas de consumidores de todo o mundo e de novas exigências legais.

Publicado em

em

Roberto Vituzzo, Diretor-geral da Novus na Região Latino-america Sul

Fabrício Duarte, Gerente de Vendas da Novus em Minas Gerais

Indaiatuba, São Paulo, Brasil (16 de setembro, 2019) A Novus vai homenagear os avicultores mineiros alinhados às tendências mundiais de respeito ao meio ambiente, retorno econômico e desenvolvimento social no tradicional Jantar do Galo na próxima quinta-feira em Pará de Minas.

Organizado pela Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig), o evento reúne produtores, profissionais do setor e autoridades para celebrar anualmente o trabalho e os resultados da atividade avícola do Estado.

“Nosso troféu reforça os conceitos da sustentabilidade ao reconhecer os produtores que se destacaram no último ano. O reconhecimento é visto de maneira muito positiva tanto pela cadeia produtiva como também pela sociedade”, explicou Roberto Vituzzo, diretor-geral da Novus na Região Latino-america Sul.

Além disso, os avicultores eleitos serão convidados a participar da cerimônia de reconhecimento global da Novus, que está prevista para ocorrer no próximo ano na cidade de Saint Louis nos Estados Unidos.

Segundo Roberto, a redução do impacto ao meio ambiente com ganho de produtividade é um tópico para o qual já existem soluções oferecidas pela Novus no Brasil, tais como minerais orgânicos, enzimas e eubióticos.

Entre os desafios do produtor, está o uso racional ou mesmo a eliminação dos antimicrobianos promotores de crescimento, cuja legislação está em processo de reavaliação no Brasil e nos mercado mais exigentes do planeta.

Deste modo, a empresa também criou a Bússola da Sustentabilidade que resume alguns valores da Novus ao conciliar aumento de margens, atendimento a legislações, requisitos de consumidores e sustentabilidade.

“O reconhecimento gerou bastante interesse desde a primeira edição. Quem produz sabe que existem novas exigências legais, do mercado e dos clientes. Os produtores também buscam performance e reduzir o impacto no meio ambiente e a Novus ajuda a estimular isso”, comentou.

Para Fabrício Duarte, gerente de Vendas da Novus em Minas Gerais, as plataformas de soluções da empresa fomentam a evolução da atividade avícola e reforçam o trabalho de toda a cadeia.

“O Jantar do Galo é um momento para reconhecer o bom trabalho que vem sendo realizado por estes profissionais e comemorar os resultados obtidos. Acreditamos em nossa parceria com a Avimig e no setor como um todo pois entendemos que esta união fortalece a avicultura mineira”, disse.

De acordo com ele, a sustentabilidade é parte da missão da Novus e está presente em seus produtos, que contribuem para uma produção animal embasada no respeito ao meio ambiente, retorno econômico e impacto positivo na sociedade.

 

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas

Evonik é um dos patrocinadores do 9º MODNUT

Renomado evento mundial reúne pesquisadores e destaca novas pesquisas significativas sobre modelagem animal

Publicado em

em

A área de Nutrição e Saúde Animal da Evonik está presente no 9º Workshop on Modelling Nutrient Digestion and Utilization in Farm Animals (MODNUT), um dos mais tradicionais eventos mundiais na área de modelagem matemática de sistemas biológicos, especificamente relacionado à produção animal.

O evento, que teve sua origem no Reino Unido e está sendo realizado pela primeira vez no Brasil, acontece de 14 a 17 de setembro, em Ubatuba (SP), no Itamambuca Eco Resort. O 9º MODNUT conta com a participação de renomados pesquisadores e destaca novas pesquisas significativas sobre modelagem animal. Haverá apresentações orais e pôsteres de participantes e oradores convidados.

A Evonik é uma das empresas que patrocinam o evento e acompanha a valiosa programação do workshop, que envolve produção animal, digestão e processo metabólico, sustentabilidade, ingestão de ração, saúde e bem-estar animal e  avanços nos métodos de modelagem, entre outros temas.

“Este é um evento em total sinergia com nossa atuação. Com mais de 60 anos de experiência na fabricação de aminoácidos essenciais para a nutrição e saúde animal, a Evonik dispõe de uma série de modernas ferramentas para ajudar nossos parceiros a atingir uma dieta precisa e balanceada, uma composição de aminoácidos que otimize o desempenho animal e a produção de ração”, destaca Nei Arruda, responsável pelo Marketing da área de Nutrição e Saúde Animal da Evonik.

A destacada atuação da empresa na área da nutrição e alimentação animal propiciou a ampliação do seu portfólio e a extensão de seu know-how em nutrição para a área de saúde animal por meio de uma nova linha de produtos destinados a este segmento. A primeira novidade apresentada ao mercado brasileiro é o Ecobiol®. Trata-se de um probiótico (Bacillus amyloliquefaciens) de rápido crescimento que ajuda a melhorar a condição geral de saúde dos animais e, consequentemente, auxilia os produtores a melhorar a qualidade e rentabilidade dos seus produtos, com a vantagem de tornar suas operações mais sustentáveis.

 

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Suinocultura

Vetanco comemora o sucesso de mais uma edição do SBSS

Durante o 12º SBSS, a Vetanco apresentou produtos e serviços que permitem o uso prudente e racional de antimicrobianos durante todo o ciclo produtivo dos suínos

Publicado em

em

A Vetanco Brasil se faz presente, mias uma vez, em um dos principais eventos da suinocultura, posicionando o Simpósio Brasil Sul de Suinocultura, promovido pelo Nucleovet, em evidência no circuito de eventos brasileiro. O evento chega na sua 12º edição e foi realizado entre os dias 06 e 08 de agosto, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo de Nês na cidade catariense de Chapecó.

Novamente o evento bateu recordes de inscritos e de participação, o que não surpreende a equipe da Vetanco, afinal “o evento vem ano após ano se tornando referência, tanto na programação científica, quanto na participação na 11ª Pig Fair, grande ponto de encontro do setor de suínos da América Latina”, comenta Lucas Piroca, Gerente Técnico/Comercial – Suínos da Vetanco Brasil.

Durante o 12º SBSS, a Vetanco apresentou produtos e serviços que permitem o uso prudente e racional de antimicrobianos durante todo o ciclo produtivo dos suínos, enfatizando o Dysantic e no Uniwall MOS 50, produtos da linha BV Science e comercializados pela Vetanco.

Estiveram presentes no evento, toda a equipe técnica e comercial de suinocultura da Vetanco Brasil e vários colegas das filiais da Vetanco na América Latina. A Vetanco agradece a participação de todos que nos visitaram durante o evento, tornando em êxito, mais uma presença nosso esforço em produzir e comercializar Produtos Seguros Para Alimentos Seguros.

 

Fonte: Assessoria da Vetanco
Continue Lendo
Biochem site – lateral
Peixes
AB VISTA Quadrado
PSA

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.