Conectado com
Cobertura SBSA

Empresas Javalis

Como proteger lavouras e rebanhos contra ataques de Javalis

Cercamento eficiente das propriedades rurais é opção diante da ausência de predadores naturais

Publicado em

em

Foto: Ibama- divulgação

Potenciais depredadores de propriedades rurais – agrícolas e pecuárias –, destruidores de solos, vegetações e responsáveis pela contaminação de cursos d’água, os javalis estão presentes em 650 municípios de 12 estados brasileiros, segundo o IBAMA.

“Um dos aspectos mais graves da presença desses animais selvagens no meio rural é o desequilíbrio ecológico que eles proporcionam, prejudicando a reprodução das espécies nativas ali presentes”, informa Guilherme Vianna, gerente de negócios da Belgo Arames, ressaltando a grande capacidade predatória dos javalis, que têm entre seus alvos bovinos, ovinos, repteis e até peixes.

Além dos danos ambientais, produtivos e, consequentemente, econômicos, essa espécie transmite doenças que acometem a fauna nativa e podem afetar inclusive os seres humanos.

Como a falta de predadores naturais dificulta muito o controle da enorme população de javalis, a Belgo Arames desenvolveu dois importantes produtos contra suas invasões: as telas Belgo Campestre e Belgo Cercar.

Recomendadas para as áreas rurais e semiurbanas, ambas possuem características importantes para proteção de lavouras e rebanhos bovinos, como alta durabilidade, resistência ao impacto de animais de médio e grande porte, além de flexibilidade acentuada, o que facilita sua adaptação a diversos tipos de terrenos e relevos.

Além das áreas rurais, as telas também são boas opções para proteger rodovias, evitando que javalis e outros animais invadam as pistas ocasionando acidentes.

“Duas ações são prioritárias: o cercamento eficiente das propriedades rurais e o eficaz monitoramento da presença dos javalis. A Belgo Arames faz a sua parte, colocando à disposição do mercado telas comprovadamente eficazes para proteger as propriedades contra esses invasores indesejados”, assinala Vianna.

Guilherme Vianna, gerente de negócios da Belgo Arames – Foto: Divulgação

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 6 =

Empresas SBSA

Ferramenta permite detectar as principais micotoxinas existentes nos grãos

YES-mycoNIR será apresentada na 20ª edição do Simpósio Brasil Sul de Avicultura, Chapecó (SC)

Publicado em

em

Marcelo Fernandes Faria, diretor-comercial para a América Latina da Yes - Foto: Divulgação

O setor avícola da América Latina estará reunido entre os dias 02 e 04 de abril para a 20ª edição do Simpósio Brasil Sul de Avicultura (SBSA), que será realizado em Chapecó (SC). A Yes, empresa que desenvolve soluções biotecnológicas para uma nutrição animal eficaz, estará presente e destacará seus produtos e serviços para o setor avícola. O evento, considerado palco de importantes tecnologias e descobertas para o setor, reunirá pesquisadores, especialistas, médicos-veterinários, zootecnistas e equipes técnicas das principais regiões produtoras de toda Latam.  

“O Brasil Sul de Avicultura é hoje uma referência para o setor. Um evento que nos oferece a oportunidade de expor nossa marca e soluções, estreitar o relacionamento com clientes de todo país e ainda oferecer conteúdo de qualidade para a atualização da nossa equipe”, destaca o diretor-comercial para a América Latina da Yes, Marcelo Fernandes Faria.

A empresa destacará seu novo serviço de monitoramento online quantitativo e qualitativo de contaminação por micotoxinas nos grãos. A nova ferramenta denominada YES-mycoNIR, permite detectar as principais micotoxinas existentes nos grãos a partir da tecnologia Near Infrared (NIR).  

“A Yes é a primeira empresa de adsorventes que oferece a seus clientes de forma gratuita esse serviço. O exame realizado no equipamento utiliza ensaios ilimitados e a decisão sobre o uso de adsorventes ou não e a quantidade necessária para combater o problema é imediata, evitando desperdícios e garantindo eficácia, monitoramento e ganhos financeiros”, ressalta Faria.

A ferramenta consegue detectar as principais micotoxinas existentes nas matérias-primas, além de atualizar constantemente todas as curvas no equipamento NIR. “O Yes MycoNIR oferece análises online e alta confiabilidade nos resultados, proporcionando um uso mais racional dos adsorventes de micotoxinas e o desenvolvimento de estratégias de utilização dos grãos”, explica o diretor.

O programa foi desenvolvido pela Yes em parceria com uma empresa especializada em NIR e, posteriormente, validada pelo laboratório LAPEMI da Universidade Federal de Santa Maria, no Rio Grande do Sul. 

 

Programa de Modulação da Microbiota Intestinal

Outro destaque da participação da empresa no Simpósio é o Programa de Modulação da Microbiota Intestinal, que se propõe a demonstrar ao mercado soluções personalizadas que possam promover um equilíbrio da microbiota intestinal e minimizar o uso de antibióticos.

“Nosso programa tem como objetivo principal oferecer mais saúde aos animais, por meio do uso de prebióticos na alimentação. Com uma integridade intestinal mais adequada e uma microbiota equilibrada, teremos uma melhor absorção dos nutrientes, menor incidência de enfermidades, menor gastos com medicamentos, entre outros benefícios. Pretendemos com isso melhorar a sanidade dos plantéis avícolas e aumentar a rentabilidade do produtor”, finaliza Marcelo Faria.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas SBSA

Biovet Vaxxinova no Simpósio Brasil Sul de Avicultura

Participantes do evento, que há 20 anos tem a organização empreendedora do Nucleovet, receberão o atendimento personalizado da equipe técnica e de gestão avícola do Biovet Vaxxinova.

Publicado em

em

Gerente Comercial Avicultura Sul Cesar Junior Poletto. - Foto: Divulgação

Biovet Vaxxinova, empresa com um robusto portfólio para saúde animal e que é referência de inovação e qualidade, participa do 20º Simpósio Brasil Sul de Avicultura e 11º Brasil Sul Poultry Fair, que ocorrem de 02 a 04 de abril 2019, no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, em Chapecó, Santa Catarina, com a organização empreendedora do Nucleovet há duas décadas.

A equipe do Biovet Vaxxinova estará presente no evento por meio da participação do Gerente de Negócios Alessandro Campos, Gerente Técnico Cristiano Andrades, Gerente de Produtos de Saúde Intestinal Mauro Prata, Assessor técnico Fabio Vieira, e Gerente Comercial Avicultura Sul Cesar Junior Poletto.

O 20º Simpósio Brasil Sul de Avicultura e o 11º Brasil Sul Poultry Fair representam excelentes oportunidades de negócios e troca de conhecimentos para os principais players do setor avícola tanto do Brasil quanto da América Latina. “Ao longo dos anos o evento tornou-se ponto de encontro para fornecedores e clientes, além de referência em termos de palestras e estrutura”, avalia Cesar Junior Poletto.

Soma-se a isso o fato de mais de 50% da produção avícola estar estabelecida nos três estados do Sul. “Assim, o evento encontra-se em uma posição estratégica para atendimento dos principais produtores da avicultura”, completa Poletto. Não por acaso, o Brasil Sul de Avicultura amplia o número de participantes a cada nova edição, proporcionando uma interação plena com clientes e aumentando as oportunidades de negócios.

“A principal mensagem que deixaremos aos clientes será de consolidação da marca Biovet Vaxxinova, reafirmando a qualidade dos produtos e fortalecendo ainda mais nosso relacionamento com os principais parceiros e clientes do setor”, conclui Poletto.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Vaccinar

Vaccinar expande atuação no Sul e tem expectativa de bater 600 milhões em 2019

Empresa de nutrição e saúde animal quer crescer 20% este anoe aumentar a produção mensal

Publicado em

em

A Vaccinar – Nutrição e Saúde Animal, empresa 100% brasileira posicionada entre as líderes do setor no Brasil, compra a quinta fábrica no país e expande a atuação na região Sul. A aquisição da nova unidade foi em Toledo, no Paraná, e tem capacidade de produção de 18 mil toneladas por mês de rações para aves e suínos. Com isso, o objetivo da empresa é crescer 20% em 2019, em relação ao ano passado, e bater 600 milhões de faturamento este ano. Em 2018, a Vaccinar faturou 500 milhões e quer chegar a 1 bilhão em 2022.

O grande potencial da região Sul foi fator determinante para a aquisição da Vaccinar. “Já atuamos no Sul com a unidade de produção em Pinhais, Curitiba. A escolha por Toledo se dá pela produção de um terço das aves e dos suínos no Brasil estar no Rio Grande do Sul, no Paraná e em Santa Catarina com isso nosso mercado está bem concentrado nessa região”, afirma o presidente da Vaccinar, Nelson Lopes.

Por motivo de contrato, Lopes não revela o valor da aquisição da nova fábrica, mas diz que foram muitos milhões de reais. “Em 2018, aplicamos 40 milhões de reais em nossas fábricas e vamos aplicar mais 35 milhões só esse ano para o aumento da capacidade, em maquinário e nos galpões”, complementa.

Com 38 anos de mercado e cinco unidades de produção, a Vaccinar conta também com dois centros experimentais voltados à Suinocultura em Minas Gerais, uma unidade agrícola,  seis centros de distribuição localizados nas unidades produtivas, em Goiás, em Belo Horizonte e na Ciudad del Este, no Paraguai, além de um centro de pesquisas em Avicultura, em Pirassununga, São Paulo, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP).

A Vaccinar possui um amplo portfólio de produtos voltados para nutrição de aves, suínos, bovinos, peixes, pets e outros animais, que atende desde os pequenos produtores até as agroindústrias. O principal objetivo da empresa é, sempre próxima do cliente, desenvolver conceitos de nutrição inovadores e soluções nutricionais que garantam uma presença sólida e crescente no mercado.

Presença nacional e internacional:

  • Possui cinco unidades de produção: três em Minas Gerais (Bom Despacho, Martinho Campos e Nova Ponte) e duas no Paraná (São José dos Pinhais e Toledo, nova);
  •  Dois centros experimentais voltados à Suinocultura além de uma unidade Agrícola, em Martinho Campos (MG);
  •  Sucursal na Ciudad del Este, no Paraguai, com um escritório e um centro de distribuição;
  •  Centros de distribuição nas unidades de produção e na região central do país, em Goiânia, Goiás, para garantir a ampla distribuição dos produtos da empresa;
  •  Por meio da marca Elanco, a Vaccinar tem um centro regional em Belo Horizonte para a distribuição dos produtos do negócio Saúde;
  •  Em parceria com a Universidade de São Paulo (USP), mantém um centro de pesquisas em Avicultura, em Pirassununga, São Paulo.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo
Abraves
Facta 2019
Biochem site – lateral
Conbrasul 2019
Nucleovet 2
APA

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.