Conectado com
FACE

Notícias

CEDISA recebe acreditação da NBR ISO/IEC pelo INMETRO

Os laboratórios que são acreditados têm seus laudos aceitos internacionalmente

Publicado em

em

O Centro de Diagnóstico de Sanidade Animal (CEDISA) recebeu nesta semana a acreditação pela Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro (Cgcre) sob número CRL 1098, segundo os requisitos estabelecidos pela ABNT NBR ISO/IEC 17025:2005. A medida, aplicável a laboratórios de ensaio e calibração, garante a competência dos laboratórios na realização dessas atividades com uma maior confiabilidade metrológica dos resultados, garantindo também a segurança dos clientes perante o laboratório. O Inmetro é o único órgão acreditador no Brasil. Os laboratórios acreditados têm seus laudos aceitos internacionalmente, já que o INMETRO possui o reconhecimento do ILAC e é signatário do acordo de reconhecimento mútuo internacional.

A conquista tem o intuito de atender a Instrução Normativa nº 57, de 11 de dezembro de 2013 (IN 57/2013) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), que estabelece os critérios e requisitos para o credenciamento de laboratórios públicos ou privados para atendimento aos Programas Nacionais de Sanidade Suína e Avícola. “Para que esses laboratórios continuem credenciados deverão possuir certificação pelo CGCRE/Inmetro para a norma técnica ABNT NBR ISO/IEC 17.025”, informa a médica veterinária e gerente Técnica e Administrativa do Cedisa, Lauren Ventura.

“A norma internacional ISO/IEC 17025, reúne todos os requisitos que os laboratórios de ensaio têm que atender se desejarem demonstrar que tem um sistema de gestão implementado, que são tecnicamente competentes e que são capazes de produzir resultados tecnicamente válidos, sendo esta uma conquista importante para o CEDISA”, relata a médica veterinária e gerente de Qualidade do laboratório, Suzana Satomi Kuchiishi.

O escopo de acreditação do Laboratório CEDISA pode ser consultado através do site do Laboratório www.cedisa.org.br ou no endereço www.inmetro.gov.br/laboratorios/rble/

Fonte: O Presente Rural

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =

Notícias Segundo Cepea

Preços internos do milho renovam máximas nominais

Movimento de alta nas cotações do milho segue firme no Brasil

Publicado em

em

Divulgação

O movimento de alta nas cotações do milho segue firme no Brasil. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso vem dos baixos estoques internos de milho, da queda na produção da safra de verão e dos preços elevados nos portos. Diante disso, em muitas regiões consultadas pelo Cepea, os valores atingem novos patamares recordes nominais.

As cotações externas também avançam, influenciadas por estimativas indicando safra e estoques de passagem menores que os previstos anteriormente. Quanto aos negócios no spot nacional, pesquisadores ressaltam que ainda ocorrem apenas quando há maior necessidade.

Enquanto vendedores, atentos à queda na produção, estão à espera de novas valorizações, compradores têm expectativa de que o início da colheita possa pressionar as cotações.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Mercado

Elevação externa e baixo excedente doméstico mantêm preço da soja em alta no Brasil

Preços internos da soja estão em alta, influenciados pela valorização externa e pelo baixo excedente doméstico

Publicado em

em

Divulgação/MAPA

Os preços internos da soja estão em alta, influenciados pela valorização externa e pelo baixo excedente doméstico. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa Paranaguá (PR) subiu 2,45% entre 8 e 15 de janeiro, a R$ 169,66/sc na sexta-feira (15).

O Indicador CEPEA/ESALQ Paraná avançou 3,75% no mesmo comparativo, a R$ 166,97/sc de 60 kg na sexta. No campo, o cultivo de soja está praticamente finalizado no Brasil, e a Conab estima produção nacional em 133,69 milhões de toneladas, pouco acima da esperada pelo USDA, de 133 milhões de toneladas. Agora, as atenções de agentes se voltam à colheita, que já foi iniciada em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e Minas Gerais.

Entretanto, o ritmo das atividades ainda é lento, tendo em vista o cultivo tardio. A expectativa é de que os trabalhos de campo se intensifiquem entre o final de janeiro e o começo de fevereiro. As áreas de cultivo precoce têm registrado baixa produtividade, diante das chuvas tardias.

Fonte: Cepea
Continue Lendo

Notícias Postura

Poder de compra do avicultor cai para o menor patamar da história

Em janeiro, os preços dos principais insumos consumidos na avicultura de postura, milho e farelo de soja, voltaram a se elevar

Publicado em

em

Arquivo/OP Rural

Em janeiro, os preços dos principais insumos consumidos na avicultura de postura, milho e farelo de soja, voltaram a se elevar.

Esse cenário, somado aos menores preços pagos pela caixa de ovos comerciais, pressionou o poder de compra do avicultor de postura para o menor patamar já registrado na série histórica do Cepea, iniciada em 2013 para esse produto.

Fonte: Cepea
Continue Lendo
CONBRASUL/ASGAV

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.