Conectado com

Empresas Bovinos

Biogenesis Bagó investirá U$ 10 milhões de dólares planta de vacina contra a febre aftosa na Argentina

Empresa atualizará sistemas de qualidade e biossegurança para dar suporte ao crescimento e expansão nos mercados internacionais

Publicado em

em

Planta de produção de vacina contra febre aftosa, em Garín, na Argentina, receberá investimentos- Foto: Divulgação

A Biogénesis Bagó, uma das líderes na América Latina na produção de soluções para a saúde animal, investirá 10 milhões de dólares em sua planta de produção de vacinas contra a Febre Aftosa, localizada na cidade de Garín, na província de Buenos Aires, na Argentina. O investimento tem como objetivo atualizar o sistema de qualidade e adequar os níveis de biossegurança aos novos regulamentos estabelecidos pelo SENASA (Servicio Nacional de Sanidad y Calidad Agroalimentaria) da Argentina e as exigências dos países nos quais a empresa projeta seu maior crescimento.

Esse posicionamento estratégico é apoiado por programas de expansão territorial para licenças e pesquisa e desenvolvimento, nesta fase concentrada principalmente no Sudeste Asiático, para onde a empresa já exporta a três destinos.

“Decidimos investir na Argentina para gerar mais conhecimento e produzir aqui uma vacina de alta qualidade em nível global, atendendo às demandas específicas de cada mercado que vamos incorporar. Todo esse processo de atualização da planta permitirá consolidar a capacidade, a segurança e a qualidade da resposta em nível local e será a base do crescimento da empresa em sua estratégia de expansão global”, afirma Rodolfo Bellinzoni, diretor de Operações Industriais e Inovação da Biogénesis Bagó.

A empresa anunciou o investimento durante a 133ª Exposição Rural de Palermo, que prevê o desenvolvimento de um plano de engenharia e obras de infraestrutura nos próximos dois anos. Isso colocará a planta no mais alto nível de tecnologia e biossegurança para a elaboração de vacinas anti aftosas com o manejo de diferentes cepas do vírus, que garantem a resposta imune dos rebanhos em cada região produtiva.

Também permitirá que a empresa, liderada por Esteban Turic desde janeiro deste ano, cumpra as novas exigências do banco de antígenos norte-americano, para o qual fornece desde 2006. “Para intensificar a estratégia preventiva contra um possível surto de febre aftosa que afete essa região, nos foi pedido para expandir a capacidade do banco. Por isso precisamos acelerar nossa capacidade de resposta, além de atualizar os sistemas de biossegurança, levando em conta as novas demandas em nível local”, explica Bellinzoni.

A planta de Garin tem uma capacidade produtiva de 300 milhões de doses de vacinas anti aftosa por ano. É essa planta que abastece os mercados da América Latina, onde 3 de 10 doses aplicadas são fornecidas pela Biogenesis Bagó.

No Brasil, a empresa comercializa a vacina Aftogen® Óleo desde 2009 e o montante comercializado de mais de 300 milhões de doses, contribuindo de forma decisiva para o atingimento dos objetivos do País no Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA). Além disso, as vacinas contra Febre Aftosa da Biogénesis Bagó são exportadas para Taiwan, Coréia do Sul e Vietnã, onde 170 milhões de doses já foram comercializadas.

“Como uma planta especializada, fornecemos vacina contra Febre Aftosa para 11 países e realizamos processos de transferência de tecnologia, o que nos permitiu instalar uma planta de produção na China. Também oferecemos serviços para prevenir emergências de saúde a bancos de antígenos e vacinas em países que não vacinam (livres de febre aftosa sem vacinação)”, complementa o diretor de Operações Industriais e Inovação da empresa.

A Biogénesis Bagó espera adicionar novos destinos às exportações no sudeste da Ásia e direciona esforços em países como Mongólia, Camboja, Laos e Tailândia, onde negociações já estão avançados. Nas projeções para os próximos cinco anos, a empresa espera realizar operações da ordem de 100 milhões de dólares nesta região, além da pretensão de abrir mercados na África e no Oriente Médio.

Para sustentar esse forte posicionamento, Bellinzoni explica que, além da atualização da planta, áreas de pesquisa e desenvolvimento e gerenciamento de projetos serão criadas em nível local e global dentro da Biogénesis Bagó, focadas exclusivamente em Febre Aftosa.

“Queremos oferecer produtos e serviços de alta qualidade, diferenciados em capacidade de resposta, qualidade e biossegurança. A Argentina já é um centro de referência mundial por sua capacidade de responder a emergências de saúde com produtos seguros e eficiente”, afirma Bellinzoni.

 

China

Por outro lado, a Biogénesis Bagó continuará a investir na China, fornecendo seu know-how para a operação da mais moderna planta de produção de vacinas contra Febre Aftosa no mundo, construída a partir de uma joint venture com a empresa farmacêutica Hile Biotechnology.

Rodolfo Bellinzoni informa que o escritório comercial de Xangai, que já conta com 14 funcionários, ganhará um centro de pesquisa e desenvolvimento sobre doenças bovinas que afetam os rebanhos chineses, para o qual planeja estabelecer alianças de trabalho com instituições científicas técnicas do local para gerar conhecimento e desenvolver soluções específicas de saúde.

Desta forma, a empresa busca diversificar o portfólio de produtos na China para além da produção de vacina anti aftosa na planta Yangling Yinhai Biotechnology. A planta chinesa tem uma capacidade de produção de 400 milhões de doses por ano e foi construída exclusivamente para abastecer o mercado chinês, que anualmente exige 2 bilhões de doses diante de um total mundial de 3 bilhões de doses.

Fonte: Assessoria da Biogénesis
Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + 18 =

Empresas

Luciano Mecchi é o novo gerente da equipe Safeeds

Médico veterinário irá gerenciar Mercado de Avicultura e comemora atuação com soluções seguras para a produção animal

Publicado em

em

Médico veterinário, Luciano Mecchi, atuará como gerente de Mercado de Avicultura, na região Oeste do Paraná. - Foto: Divulgação

A Safeeds aditivos para nutrição animal acaba de contratar mais um excelente profissional para a sua equipe técnica comercial. O médico veterinário, Luciano Mecchi, atuará como gerente de Mercado de Avicultura, na região Oeste do Paraná.

Mecchi acumula 25 anos de experiência, tendo trabalhado em grandes empresas, exercendo cargos de destaque, gerenciando e dirigindo diferentes setores. Agora ele traz sua expertise para auxiliar os produtores e clientes da Safeeds.

O novo gerente é formado pela Universidade Estadual Paulista e possui pós-graduação em Desenvolvimento Agroindustrial pela Unioeste. Além disso, em sua formação há dois MBAs pela Fundação Getúlio Vargas, um em Gestão Empresarial e outro em Marketing. Atualmente realiza mestrado em Ciência Animal pela Universidade Federal do Paraná.

Para Luciano, a Safeeds é uma referência em segurança alimentar sem o uso de antibióticos. “A empresa nasceu com o propósito de ajudar seus clientes com as melhores soluções para a produção segura de animais e isso também será o objetivo principal do meu trabalho. Somos nós, nossos filhos, parentes e amigos que consumimos os alimentos que produzimos e isso me dá muito orgulho, saber que contribuímos para que tenhamos os melhores e mais confiáveis produtos alimentares do mundo”, afirma.

O Brasil é um importante produtor e exportador de proteína animal e, para Luciano, os insumos desenvolvidos por empresas como a Safeeds são essenciais para atender a demanda dos mercados mais exigentes do mundo. “Atuar junto aos produtores do Oeste Paranaense, auxiliando-os com as melhores soluções, é um privilégio para mim pela importância dos mesmos nos cenários nacional e internacional e também pelo relacionamento construído ao longo desses anos.”

 

Fonte: Assessoria da Safeeds
Continue Lendo

Empresas Suinocultura

Agroceres PIC discute tendências da suinocultura em evento da FAEP

Tema será abordado por Nilo Chaves de Sá, coordenador Técnico Comercial da Agroceres PIC. Palestra será realizada no dia 19 de setembro, em Curitiba (PR).

Publicado em

em

Nilo Chaves de Sá, Coordenador Técnico Comercial da Agroceres PIC - Foto: O Presente Rural

A Agroceres PIC participa em Curitiba (PR), da Reunião da Comissão Técnica de Suinocultura da Federação da Agricultura do Estado do Paraná (FAEP). Fórum permanente da cadeia paranaense de suínos, o encontro é voltado a discussões técnicas, conjunturais e de mercado, e conta com a participação de produtores, especialistas e representantes de todos os elos do setor, além de autoridades da esfera pública. Nesta edição, a reunião terá como tema principal o impacto que as novas tecnologias e as mudanças em curso em diferentes áreas – sanitária, ambiental, de segurança alimentar, bem-estar animal etc. – têm e terão sobre a produção de suínos em curto, médio e longo prazos.

Na ocasião, Nilo Chaves de Sá, Coordenador Técnico Comercial da Agroceres PIC, ministra a palestra “Futuro da Suinocultura”, na qual vai apontar as principais tendências do setor e contextualizar como cada uma delas vai influenciar a forma como se produz suínos.

“A ideia é apresentar um quadro geral das principais tendências para a suinocultura e sua repercussão para a atividade”, explica Nilo. “Vamos falar desde as mudanças que estão ocorrendo no mercado, como a exigência de reduzir o uso de antibióticos por exemplo, passando pelas inovações tecnológicas no campo da engenharia genética, da tecnologia de gestão da informação, de equipamentos  – e que trarão grandes avanços -, até os impactos dessas transformações na produção e na própria estrutura das granjas”, adianta.

Fonte: Assessoria da Agroceres PIC
Continue Lendo

Empresas Jantar do Galo

Novus reconhece empresas sustentáveis no Jantar do Galo em Minas Gerais

Empresas serão eleitas como exemplo de práticas adequadas às demandas de consumidores de todo o mundo e de novas exigências legais.

Publicado em

em

Roberto Vituzzo, Diretor-geral da Novus na Região Latino-america Sul

Fabrício Duarte, Gerente de Vendas da Novus em Minas Gerais

Indaiatuba, São Paulo, Brasil (16 de setembro, 2019) A Novus vai homenagear os avicultores mineiros alinhados às tendências mundiais de respeito ao meio ambiente, retorno econômico e desenvolvimento social no tradicional Jantar do Galo na próxima quinta-feira em Pará de Minas.

Organizado pela Associação dos Avicultores de Minas Gerais (Avimig), o evento reúne produtores, profissionais do setor e autoridades para celebrar anualmente o trabalho e os resultados da atividade avícola do Estado.

“Nosso troféu reforça os conceitos da sustentabilidade ao reconhecer os produtores que se destacaram no último ano. O reconhecimento é visto de maneira muito positiva tanto pela cadeia produtiva como também pela sociedade”, explicou Roberto Vituzzo, diretor-geral da Novus na Região Latino-america Sul.

Além disso, os avicultores eleitos serão convidados a participar da cerimônia de reconhecimento global da Novus, que está prevista para ocorrer no próximo ano na cidade de Saint Louis nos Estados Unidos.

Segundo Roberto, a redução do impacto ao meio ambiente com ganho de produtividade é um tópico para o qual já existem soluções oferecidas pela Novus no Brasil, tais como minerais orgânicos, enzimas e eubióticos.

Entre os desafios do produtor, está o uso racional ou mesmo a eliminação dos antimicrobianos promotores de crescimento, cuja legislação está em processo de reavaliação no Brasil e nos mercado mais exigentes do planeta.

Deste modo, a empresa também criou a Bússola da Sustentabilidade que resume alguns valores da Novus ao conciliar aumento de margens, atendimento a legislações, requisitos de consumidores e sustentabilidade.

“O reconhecimento gerou bastante interesse desde a primeira edição. Quem produz sabe que existem novas exigências legais, do mercado e dos clientes. Os produtores também buscam performance e reduzir o impacto no meio ambiente e a Novus ajuda a estimular isso”, comentou.

Para Fabrício Duarte, gerente de Vendas da Novus em Minas Gerais, as plataformas de soluções da empresa fomentam a evolução da atividade avícola e reforçam o trabalho de toda a cadeia.

“O Jantar do Galo é um momento para reconhecer o bom trabalho que vem sendo realizado por estes profissionais e comemorar os resultados obtidos. Acreditamos em nossa parceria com a Avimig e no setor como um todo pois entendemos que esta união fortalece a avicultura mineira”, disse.

De acordo com ele, a sustentabilidade é parte da missão da Novus e está presente em seus produtos, que contribuem para uma produção animal embasada no respeito ao meio ambiente, retorno econômico e impacto positivo na sociedade.

 

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
Peixes
AB VISTA Quadrado
Biochem site – lateral
PSA

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.