Conectado com

Empresas

Aplicativo faz a estimativa de densidade de semeadura por metro

Nesta safra, o cálculo da quantidade de sementes de trigo deve considerar peso de mil sementes (PMS). Aplicativo gratuito faz uma estimativa de quantos kg irá precisar para semear sua área

Publicado em

em

Diferente de anos atrás, o mundo agro tem hoje uma diversidade de tecnologias capazes de facilitar a vida dos produtores, entre elas aplicativos criados para ajudar quem deseja melhorar a produção e, especialmente, não errar no cálculo dos custos da implantação da lavoura. Um exemplo é a calculadora TBIO. O agricultor insere no aplicativo algumas informações contidas no lote de sementes, como a germinação, peso de mil sementes e população final desejada e a calculadora faz a estimativa de densidade de semeadura por metro linear e ou kg/hectare. A grande vantagem é um maior controle no custo de sua produção, pois não irá usar semente a mais, aumentando a garantia de sucesso do plantio do trigo.

O engenheiro agrônomo e gerente comercial da Biotrigo Genética, Lorenzo Mattioni Viecili, explica que o sucesso de uma lavoura depende de diversos fatores, mas, sem dúvida, uma das principais decisões acontece na pré-safra, ou seja, no momento da definição da cultivar a ser utilizada na alta qualidade fisiológica e da quantidade de sementes que irão ao chão buscando uma população adequada.

A definição da densidade de semeadura deve ser realizada já no momento da compra das sementes buscando com o recomendante os dados contidos em um relatório fornecido pelo multiplicador o qual acompanha a semente. “A utilização destas informações ajudará o agricultor a adquirir a quantidade necessária de sementes, além de auxiliar no estabelecimento de uma população adequada, evitando uma baixa ou até mesmo uma superpopulação de plantas, que neste caso pode ser motivador de efeitos negativos como acamamento e, em alguns casos, manutenção excessiva de umidade, o que pode favorecer o aparecimento de fungos”, explica.

Com a ocorrência de seca em algumas regiões além do excesso de chuvas no final do ciclo em outras, o peso das sementes produzidas em 2017 poderá ser menor em casos específicos.

Isto pode ter efeito contrário em supersafras, depende muito da característica de cada cultivar, podendo ser influenciada pelo clima. Para saber as características de sua semente, é importante que seja adquirida em local idôneo. Além de saber o que está semeando em sua propriedade, beneficia o agronegócio estimulando a pesquisa. “Nesta safra de trigo especialmente, caso não tenhamos alguns cuidados há uma maior possibilidade de termos uma população maior do que a recomendada e, por isso, triticultores devem ficar atentos à fórmula utilizada no cálculo para que haja o estabelecimento de densidade adequada de plantas nas lavouras. Isto também poderá impactar positivamente no custo da implantação, ressalta.

A ferramenta está disponível para usuários dos sistemas iOS, da Apple, e Android, do Google. A mesma está apta para o uso em outras culturas, como soja e o milho.

Fonte: Assessoria

Continue Lendo
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × três =

Empresas

BRANDT do Brasil fortalece estrutura para expansão das atividades no Brasil

Publicado em

em

Divulgação

2020 tem sido um ano vibrante para a BRANDT do Brasil, empresa especialista em nutrição vegetal, inclusive com desempenho acima das expectativas, mas 2021 promete ainda mais, com aceleração da expansão das atividades no país. Para dar suporte a esse crescimento e foco ainda maior no atendimento aos clientes, a empresa fortalece áreas-chave e amplia a equipe.

O Diretor de Inovação e Tecnologia, Antonio Coutinho, assume a diretoria da implementação da nova unidade fabril da BRANDT, na região metropolitana de Londrina (PR), além da responsabilidade pelo mercado de citros no Brasil e suporte aos países da América do Sul que também atuam na produção de frutas cítricas.

Samuel Guerreiro, que desempenhava a função de Diretor Técnico, passa a responder pela recém-criada Diretoria de Marketing e Inovação, coordenando as ações de marketing e comunicação para apoiar a expansão dos negócios.

E dando as boas vindas ao mais novo integrante da equipe, Jeferson Oles assume a posição da Diretoria Técnica da empresa, assumindo a responsabilidade de apoio às equipes e suporte ao crescimento da empresa.

Antonio Coutinho é engenheiro agrônomo, formado pela Universidade Federal de Lavras (UFLA), com mestrado em biotecnologia pela UNESP – Araraquara. Ele está na BRANDT desde 2016. Além de liderar a gestão da nova fábrica, em Cambé (PR), região metropolitana de Londrina (PR), ele faz a conexão entre Brasil e a matriz, nos Estados Unidos. “A BRANDT está em crescimento e nosso objetivo principal é ajudar os agricultores a elevar os seus níveis de produtividade, oferecendo linhas robustas de tecnologias modernas e inovadoras. Além disso, a nova fábrica nos possibilita expandir não apenas o portfólio mas a capacidade de produção”, ressalta Coutinho.

O engenheiro agrônomo Samuel Guerreiro é formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e está na BRANDT desde 2018. Com mais de uma década de experiências em agricultura, já atuou como gerente geral na área de nutrição vegetal nos Estados Unidos. “ O maior desafio na nova área de marketing envolve fortalecer a parte de inteligência de mercado juntamente com estratégias bem definidas de acesso, visando levar as soluções ao maior número de produtores de forma assertiva dentro dos manejos, respeitando as particularidades focando altas produtividades. Fazendo da alta produtividade um hábito para os produtores brasileiros através das tecnologias exclusivas da BRANDT, as quais já fazem parte do manejo dos campeões mundiais de produtividade”, destaca Guerreiro.

Jeferson Oles é engenheiro agrônomo formado pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), com mestrado em agricultura, pela UNESP – Botucatu. Com mais de uma década de atuação no mercado agrícola, é especialista em bioestimulantes, produtos biológicos, herbicidas e nematicidas. “Queremos ocupar espaço no crescente segmento de produtos para fisiologia e nutrição. A BRANDT tem profundo conhecimento de fisiologia vegetal e assume o desafio de romper barreiras para colocar nossas tecnologias no campo, à disposição dos agricultores. O departamento técnico tem papel fundamental nesse processo, pois por meio da disseminação do conhecimento de fisiologia vegetal, nutrição e desenvolvimento de plantas contribui para o melhor posicionamento e desenvolvimento de produtos”, enfatiza Oles.

A coordenadora de RH da BRANDT do Brasil, Edilaine dos Reis, explica que esse processo de ampliação de áreas e contratação de profissionais qualificadas e experientes contribuem para a estratégia de crescimento da empresa. “A cada ano, a BRANDT é uma empresa diferente. Em 2020, apesar da pandemia da Covid-19, não freamos o crescimento e fizemos várias contratações para a fábrica, administração, laboratório e produção, entre outros. Esse avanço consolida e fortalece ainda mais a equipe. Esse processo é contínuo porque nossos objetivos são arrojados. Queremos atrair ainda mais profissionais experientes para nos ajudar a crescer”, diz Edilaine.

Fonte: Ass. de Imprensa
Continue Lendo

Empresas Bovinos

Dedicação aos animais

Veterinário conta como transformou seu sonho de infância em profissão e reforça a importância dos cuidados no processo de secagem

Publicado em

em

Fotos: Divulgação

Simpático, comunicativo e extremamente dedicado, assim é o veterinário João Bosco Junior. O profissional, que atua há 10 anos no Vale da Paraíba, região que é uma das maiores produtoras de leite do país, se apaixonou pela profissão ainda menino.

Foi acompanhando as atividades dos pais, no sítio onde a família trabalhava, em Pindamonhangaba, no interior de São Paulo, que se afeiçoou aos animais e teve a certeza que cuidaria deles para o resto da vida. “Desde criança, quando alguém me perguntava sobre profissão eu sempre dizia: ‘vou ser veterinário’. É um sonho de menino que se tornou realidade”, afirma.

Além da afinidade com os animais, o desejo por conhecimento também foi um forte propulsor de sua escolha profissional. “Acompanhava os veterinários que tratavam o rebanho no sítio e sempre perguntava sobre os processos que estavam sendo realizados. Uma coisa que me intrigava era quando um animal acabava vindo a óbito e não existia uma explicação, era sempre a mesma resposta: foi raio, foi cobra. Não havia uma averiguação, não era feita necropsia, mas eu queria compreender o que acontecia para saber como evitar aquele tipo de situação”, detalha o profissional.

João logo concluiu que seus questionamentos de menino só poderiam ser respondidos através do estudo. Assim, saiu do interior e partiu para cidade grande em busca de conhecimento.

Ingressou no Centro Universitário de Valência (UNIFAA) no Rio de Janeiro, mas a distância da família, a saudade de casa e o choque com a cidade grande quase o fizeram desistir. “Foi um período muito difícil, me lembro de estar assistindo as aulas, olhar para o telão e ver o sítio onde morava, pensava em ir embora, mas sabia que não poderia desistir para conquistar meu sonho”, conta.

Com o incentivo da mãe, conseguiu se adaptar a mudança para a nova cidade e  seguiu firme em seu propósito, concluindo seus estudos na Universidade de Vassouras. Ao voltar para sua cidade natal conseguiu emprego em uma grande fazenda leiteira com rebanho de mais de 300 animais. O primeiro desafio foi um impulsor da carreira de João.

“Foi uma conquista. Em nenhum momento tive medo do desafio, pois sempre me dediquei e estudei muito. Além disso, o senhor Francisco, conhecido na região como  ‘Chico da Dona Alzira’, que foi quem me contratou, sempre teve muita confiança no meu trabalho. Esse incentivo, somado a minha garra, trouxeram resultados positivos para essa propriedade e me fez ganhar experiência no campo rapidamente”, declara.

De lá para cá, João já atuou em fazendas de todos os portes. Hoje, atende  propriedades leiteiras com bovinos das raças jersey, girolando e holandês.Quando questionado com qual tipo de animal prefere trabalhar é incisivo. “Eu sou apaixonado pelas três raças. Sempre brinco que a minha preferida é a vaca boa, aquela que é equilibrada, que recebe os cuidados adequados e assim consegue proporcionar o desempenho que a fazenda espera”, diz.

O profissional credita seu sucesso ao fato de ter compreendido rapidamente a importância do conhecimento técnico e, principalmente, dos diferenciais do atendimento especializado.

“Acredito que atuar de forma segmentada é fundamental, pois dessa maneira é possível se manter sempre atualizado e acompanhar detalhadamente todo o processo que envolve aquele animal, desde o atendimento, tratamento, até a cura. Para mim o veterinário tem que ser igual um médico e ter uma área de atuação definida”, explica.

Com essa premissa em mente, o profissional se especializou e se tornou uma referência na região. Sua atuação é voltada para as áreas de medicina preventiva, sanidade e qualidade do leite. “Muitos colegas de profissão me procuram para fazer consultoria nesses setores. Isso é motivo de orgulho e mostra que estou no caminho certo”, afirma João.

Foi em sua busca constante por soluções que auxiliem o dia a dia no campo que conheceu e passou a utilizar o Velactis, primeiro e único facilitador de secagem existente no mercado.

O profissional aponta que o produto torna o processo de secagem mais eficiente, diminuindo o estresse dos animais e evitando o inchaço do úbere. “Com o Velactis posso manter as vacas no mesmo lote, isso evita uma série de problemas que aumentam os níveis de estresse e baixam a imunidade dos animais, o que pode estimular o surgimento de doenças, como por exemplo a mastite. O produto faz com que o processo de secagem seja feito com mais segurança e permite que a vaca mantenha seu nível produtivo. Em alguns casos, consigo realizar a secagem com 45 dias, o que significa mais eficiência e produtividade”, conta.

Outros benefícios apontados pelo profissional estão associados a manutenção do bem-estar animal. “É possível notar uma melhor ambiência, as vacas ficam mais tranquilas e não sofrem com o desconforto do enchimento do úbere. Além disso, no pós-parto também noto que os bezerros nascem mais saudáveis”, diz.

Com vasta experiência no campo, João acredita que os investimentos em soluções que tragam inovação e gerem mais eficiência são imprescindíveis para qualquer tamanho de propriedade. “As fazendas de sucesso são aquelas que planejam suas atividades e apostam sempre no conhecimento técnico”, reforça.

Quase 10 anos após seu primeiro desafio no campo, João segue na lida diária reafirmando seu amor pelos animais, pela profissão, e grato pela trajetória que proporcionou alegrias para família e até mesmo inspirou o irmão mais novo, Fabricio, a seguir o mesmo rumo. “Só tenho a agradecer por essa trajetória, de um menino humilde que se dedicou muito e conseguiu se transformar em uma referência na profissão” finaliza.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo

Empresas Avicultura

Zoetis reforça time técnico de Aves nas regiões Norte e Nordeste

Publicado em

em

O médico-veterinário Antônio José de Lima Neto é o novo assistente técnico da equipe - Foto: Divulgação

Sob o comando do Gerente de Serviços Técnicos Eduardo Muniz, a equipe de Aves da Zoetis, empresa líder em saúde animal, reforça a qualidade de seu time e anuncia a contratação do médico-veterinário Antônio José de Lima Neto, formado pela Universidade Estadual do Ceará (UECE), com experiência prática em avicultura.

Neto desempenhará um papel estratégico na abordagem e na busca de soluções em sanidade avícola junto aos clientes. Ele ficará responsável pelos serviços técnicos de aves das regiões Nordeste e Norte do Brasil, onde atua também o Consultor de Vendas Alex Cabrita.

Muniz ressalta a alta qualificação da equipe: “Acreditamos que podemos oferecer aos nossos clientes e parceiros a orientação correta para que obtenham o máximo do potencial de sua produção, mantendo altos padrões de qualidade, conforme é cada vez mais exigido por mercados internacionais. Para isso, investimos na formação e na qualificação de um time técnico robusto, o que nos possibilita ter um Assistente Técnico atuando junto aos produtores em cada polo de produção e ainda contar com um amplo portfólio de produtos e soluções”.

Fonte: Assessoria
Continue Lendo
ALLFLEX – Novo Site

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.