Prevenção - 18.12.2017

Você tem um programa de manutenção preventiva no incubatório?

Ter um programa de manutenção preventiva minimiza o risco de falha em equipamentos, assim como o impacto do mau funcionamento dos nascedouros sobre os nascimentos e a qualidade dos pintinhos

- Divulgação/Coopeavi

Artigo escrito por Aviagen América Latina

Durante visitas a incubatórios, muitas vezes percebe-se que a manutenção realizada é corretiva, ao invés de preventiva: os equipamentos são organizados somente quando há algo danificado ou deixam de funcionar. Essa prática pode comprometer a qualidade e eclodibilidade dos pintinhos e estes são os dois fatores mais importantes a considerar quando se mede o sucesso de um incubatório.

Ter um programa de manutenção preventiva minimiza o risco de falha em equipamentos, assim como o impacto do mau funcionamento dos nascedouros sobre os nascimentos e a qualidade dos pintinhos. Alguns aspectos devem ser considerados quando se prepara um programa de manutenção preventiva: ter uma pessoa responsável e dedicada para a manutenção reportando ao responsável pelo incubatório; fazer uma lista de todos os equipamentos que devem receber manutenção, incluindo a frequência com que será feita; manter registros de todas as manutenções realizadas; fazer um inventário de todas as peças disponíveis; incluir no programa de manutenção preventiva a estrutura do edifício e os equipamentos auxiliares e calibrar periodicamente todos os sensores (temperatura, umidade, etc.).

Todos os equipamentos que afetem o desempenho do incubatório devem ter uma manutenção adequada. Isto inclui incubadoras, nascedouros, todos os equipamentos de processamento de pintinhos, instrumentos de medição (termômetros, higrômetros, manômetros, etc.), sistemas de ventilação, geradores de energia, todos os sistemas de tratamento de água, sistemas de alarme e caminhões de transporte.

Todo o processo de manutenção deve ser realizado de acordo com as instruções do fabricante, aplicando listas de verificação (check list) constantemente e suas recomendações sobre os intervalos de manutenção. Manter bons registros é uma maneira útil de monitorar se a mesma máquina continua com falhas ou se necessita maior manutenção em relação às outras, já que isso pode indicar um problema subsequente em outra área.

Quando se tem um inventário de peças de reposição sem uso, evita-se compras de peças desnecessárias. Atualmente alguns fabricantes de produtos de incubação oferecem serviços de auditorias técnicas, que são extremamente úteis para ajudar a iniciar o seu próprio programa de manutenção preventiva.

Monitorar os equipamentos permite saber se estão desempenhando dentro dos limites aceitáveis, como também tomar medidas em casos de resultados inaceitáveis. Realizar avaliações visuais várias vezes ao dia, para assegurar que a temperatura, umidade, ventilação e viragem estejam funcionando adequadamente.

Com o passar do tempo, é possível avaliar os custos e benefícios do programa de manutenção. A manutenção preventiva geralmente proporciona benefícios em todos os setores, e o incubatório não é uma exceção à regra. A manutenção ajuda a melhorar a eclodibilidade e a qualidade do pintinho, assim como ajuda a manter um ambiente de trabalho mais seguro, com menor custo de energia elétrica e outros serviços para aumentar a eficiência, redução nos custos de seguro e um melhor valor de retenção de ativos.

Mais informações você encontra na edição de Nutrição e Saúde Animal de novembro/dezembro de 2017 ou online.

Fonte: O Presente Rural

ACSURS

NEWSLETTER

Assine nossa newsletter e recebas as principais notícias em seu email.

SBSB 2018IntercorteFACTA Dez 2018EurotierACSURS